ATAS DO V ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS
 

SESSÃO DE COMUNICAÇÕES ORAIS

 

“INTRODUÇÃO À PESQUISA EM ENSINO DE CIÊNCIAS”: UMA DISCIPLINA DE PÓS-GRADUAÇÃO VISANDO A FORMAÇÃO DE PESQUISADORES
Verónica Guridi, Juarez Melgaço Valadares, Doralice Bortolocci Ferreira e Alberto Villani
veguridi@yahoo.com.ar

O crescimento da demanda por cursos de pós-graduação strictu sensu (Mestrado e Doutorado) na área de Ensino de Ciências no Brasil não veio acompanhado de mudanças adequadas ao novo perfil dos alunos ingressantes. Diante dessa problemática, no programa Interunidades em Ensino de Ciências da Universidade de São Paulo foi elaborada a disciplina “Introdução à Pesquisa em Ensino de Ciências”, visando proporcionar aos alunos, além do conhecimento de métodos e técnicas de pesquisa, também a mudança de seu modo de olhar para os eventos educacionais. Neste trabalho, descreveremos a disciplina e analisaremos os resultados de sua implementação em dois grupos de estudantes em 2004. Palavras-chave: formação; pesquisadores; metodologia; disciplinas; pós-graduação.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



“O MARIDO ERA O CULPADO”: SOBRE O USO DE ATIVIDADES PRÁTICAS NAS SÉRIES INICIAIS
Paulo César de Almeida Raboni
paulo_raboni@uol.com.br

O uso de atividades práticas nas séries iniciais recebe grande incentivo, tanto das propostas oficiais quanto dos materiais didáticos. No entanto, a forma como essas atividades comparecem nos manuais didáticos e na estrutura das aulas de ciências, promove uma inversão do caráter investigativo das propostas oficiais. Paralelamente a isso, minha pesquisa realizada junto a professoras das séries iniciais revelou um grande conflito vivido por elas relativamente ao ensino de ciências naturais: ao mesmo tempo em que consideram necessário levar aos alunos atividades abertas, que permitam explorar conhecimentos prévios e construir novos conhecimentos a partir do levantamento de hipóteses, encontram grande dificuldade na concretização dessas idéias. Esse conflito muitas vezes é agravado pelas imagens que construímos da professora, em nossas pesquisas e nos cursos de formação inicial e continuada. O título “O marido era o culpado”, conforme será mostrado, tenta explicitar a forma improdutiva como as atividades práticas têm sido utilizadas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A ‘POLISSEMIA’ DE UM GRUPO DE PROFESSORES DE QUÍMICA A PARTIR DOS OLHARES DE CINCO PARTICIPANTES DE UM PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA
Murilo Cruz Leal e Eduardo Fleury Mortimer
mcleal@ufsj.edu.br

Este trabalho trata do modo como cinco professores de Química participantes de uma mesma turma do Programa Pró-Ciências de formação continuada, na Universidade Federal de São João del-Rei, referem-se, de modo diferenciado, ao comportamento de um grupo de professores cursistas proveniente de uma outra região do Estado de Minas Gerais. Nossa intenção é elucidar a “polissemia” desse grupo a partir dos olhares dos cinco professores, destacando os diferentes sentidos com que ele é percebido e os sentidos de bom professor de Química e de formação continuada de professores daí derivados. Para alguns, tal grupo representa o alto nível no ensino da disciplina e provoca o sentimento de inferioridade. Para outros, sua arrogância e ênfase exclusiva em conteúdo indicam uma posição conservadora ameaçada pelo ideário inovador.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A “AVALIAÇÃO EM PROCESSO” ACOMPANHANDO A ABORDAGEM DO TEMA ENERGIA EM UMA TURMA DE 4ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL
Kátia Regina Cunha Flôr Vieira, José de Pinho Alves Filho
florvieira@ibest.com.br

Neste artigo apresentamos uma proposta de avaliação integrada ao ensino e à aprendizagem: a avaliação em processo. Trata-se de uma forma de avaliação dinâmica, processual e contínua, que busca acompanhar o desenvolvimento do educando e subsidiar o trabalho do professor nesse sentido. Com o objetivo de abordar a prática da avaliação em processo, relatamos as ações desenvolvidas durante um ensaio envolvendo sua implementação na área do ensino de ciências, mais especificamente acompanhando a abordagem do tema Energia em uma turma de 4ª série do ensino fundamental. Procuramos assim caracterizar as possíveis contribuições da avaliação em processo para o ensino e a aprendizagem do conteúdo Energia. Palavras-chave: avaliação em processo; ensino de ciências; energia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A AÇÃO-REFLEXÃO-AÇÃO NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES
Simone Pinheiro Pinto e Deise Miranda Vianna
simonepinto@yahoo.com.br,deisemv@if.ufrj.br

Em um país onde a falta de conteúdo na formação dos professores é, de forma geral, precária, é preciso criar formas de reverter esse processo. Os cursos de formação continuada proporcionam um recurso eficaz para tal e, dentro do contexto destes cursos, podemos separá-los em cursos de pequena, média e longa duração. Embora todos devam ser estudados, principalmente no que diz respeito a mudanças na prática docente, o foco deste trabalho é sobre os cursos de curta duração. Especificamente, tentamos avaliar sua eficácia como ferramenta no aprimoramento de professores do ensino fundamental, priorizando os cursos que envolvam o caráter reflexivo. Apresentaremos os resultados coletados em uma atividade (Oficina Observando o Céu/Compreendendo a Terra), abordando o tema sob o ponto de vista da ação-reflexão-ação. Palavras-chave: Formação continuada de professores, Cursos de curta duração, Ação-Reflexão, Prática reflexiva.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A APRENDIZAGEM DA REPRESENTAÇÃO DOS CIRCUITOS ELETRICOS MEDIADA POR SÍMBOLOS-PONTE
Amandio Augusto Gouveia e Carlos Eduardo Laburú
amandio@correios.net.br

Este trabalho propõe e investiga a idéia de símbolos-ponte como extensão do conceito de exemplo-âncora desenvolvido pelo modelo de mudança conceitual. Tal idéia surgiu da leitura de recentes pesquisas sobre a dificuldade dos alunos em ler imagens e dar-lhes interpretação coerente e compatível com a significação para qual foram propostas. Procuramos investigar uma estratégia pedagógica, mediada por símbolos-ponte, com alunos do terceiro ano do Ensino Médio de uma escola pública, a fim de rastrear a operacionalização e a formação de conceitos e seu referente simbólico, identificando as reflexões insatisfatórias dos alunos, possibilitando corrigi-las. Finalmente, os resultados da pesquisa apontam que esta abordagem contribui para desenvolvimento da função simbólica e uma aprendizagem significativa. Palavras-chave: símbolos-ponte; mudança conceitual; circuitos elétricos; representação.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A ASTRONOMIA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES E O PAPEL DA RACIONALIDADE PRÁTICA PARA O TEMA DA OBSERVAÇÃO DO CÉU
Paulo Sergio Bretones e Maurício Compiani
bretones@mpc.com.br

Este trabalho analisa uma metodologia de formação continuada de professores que busca romper com a visão de cursos pautados na racionalidade técnica. Foi realizado um curso de Astronomia para professores de Ciências e Geografia de 5ª a 8ª séries, com 46 horas, promovido em 2002 pelo Instituto Superior de Ciências Aplicadas (ISCA) em Limeira. Após o curso foi estabelecido um grupo de estudos e realizadas cinco reuniões. Os dados foram obtidos por meio de avaliações, entrevistas, relatos dos participantes e filmagens das aulas e reuniões. Foram investigadas as mobilizações em ações e concepções dos participantes e o papel da Racionalidade Prática. Verificou-se que, para a observação do céu, o modelo da Racionalidade Prática no referencial do professor reflexivo e ações de tutoria levam à aquisição de conhecimentos, mudanças de concepções e ações. São apresentados movimentos de sugestões, ações pessoais, relatos e desenvolvimento de teoria, ações na prática pedagógica e reflexões.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A ATUALIDADE DA PROPOSTA DE BACON PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS
Laila Daniela dos Santos e Fabio Wellington Orlando da Silva
fabiow@des.cefetmg.br

Bacon contribuiu para a criação da ciência moderna e para a reforma educacional. Ele propôs uma universidade em que se priorizava a criação, a reflexão, a associação teórico-prática e a construção coletiva do conhecimento, ou seja, o fazer e o refletir sobre o próprio fazer. Os objetivos traçados por Bacon no século XVI permanecem atuais e inspiram o ensino de Ciências. O objetivo deste trabalho é estudar as sugestões de Bacon para o ensino de Ciências e analisar sua relevância na atualidade, diante das novas tecnologias de ensino. Os textos de Bacon preconizavam a dúvida sistemática, a participação ativa do discente no processo ensino-aprendizagem, a visualização das salas de aula como laboratórios, a consciência da necessária reconstrução da Ciência e o abandono da vaidade individual em favor do crescimento científico. Esses conceitos encontram-se em propostas recentes para a renovação do ensino, como a metodologia de projetos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA: UM EXEMPLO COM A DISCIPLINA EMBRIOLOGIA
Lemos, Evelyse dos Santos e Moreira, Marco Antonio
evelyse@ioc.fiocruz.br

O presente trabalho apresenta a análise da atividade final realizada para avaliar a aprendizagem dos alunos na disciplina Embriologia, ministrada em um curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. A disciplina, planejada, desenvolvida e avaliada com base na Teoria de Aprendizagem Significativa (Ausubel et al., 1980), priorizou as idéias centrais do tema, considerou os conhecimentos prévios dos alunos e adotou estratégias que lhes oportunizassem interagir com aquelas idéias em diferentes momentos e maneiras. A atividade – redação de uma carta relatando o desenvolvimento embrionário – foi proposta por acreditarmos que o seu caráter informal minimiza a preocupação do aluno com a linguagem científica e, portanto, favorece a explicitação de evidências de aprendizagem significativa. Os resultados revelam que os alunos, ainda em processo de formação, ampliaram o conhecimento mas ainda recorrem a significados de senso comum para explicar o tema. Ao final, são feitas algumas considerações sobre o resultado obtido.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A AVALIAÇÃO DE PLANOS DE INVESTIGAÇÃO
Bruno Augusto Rodrigues, Antônio Tarciso Borges e Antônio Marcos Vieira Costa
bruno@coltec.ufmg.br

Neste trabalho examinamos uma metodologia de avaliação do pensamento científico dos alunos de nível médio, que acreditamos poder orientar o julgamento do professor durante o exame de planos de investigação provenientes de atividades investigativas. Para tal discutimos o que vem a ser esta metodologia, a atividade investigativa e os resultados de como 135 alunos da rede estadual de Minas Gerais planejaram investigações para dois problemas investigativos distintos com uma e três variáveis cada. Destacamos também como o processo de avaliação apresentado permite ao professor identificar algumas características dos seus alunos relacionadas às competências e habilidades investigativas e possíveis implementações deste recurso no contexto de ensino de ciências. Palavras-chave: Atividade investigativa; avaliação; pensamento científico.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A CIÊNCIA EM DIFERENTES VOZES: UMA ANÁLISE DE TEXTOS DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA
Renata Alves Ribeiro (Mestranda - IFUSP); Maria Regina Dubeux Kawamura (IFUSP)
rribeiro@if.usp.br

Nesse trabalho, procuramos investigar elementos que possam, eventualmente, caracterizar e distinguir os textos de divulgação científica, segundo os diferentes veículos de comunicação em que são publicados. Para tanto, desenvolvemos um instrumento de análise, baseado em categorias referentes ao conteúdo e à forma, e realizamos um estudo de caso, selecionando, como exemplares, matérias do Jornal Folha de São Paulo e da Revista Galileu. Escolhemos como temática a questão do Aquecimento Global, por se tratar de um assunto de destaque e com grande potencial para ser trabalhado nas aulas de Física. Nossos resultados indicam a existência, de fato, de especificidades que distinguem os textos analisados, tendo os artigos de jornal uma temática mais pontual e estrutura menos segmentada, embora sejam menos contextuais. Esses aspectos sugerem diferentes potencialidades para o uso de textos semelhantes em sala de aula, constituindo-se, portanto, em um aspecto que deve vir a ser considerado pelos professores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A CONCEPÇÃO DE NEUTRALIDADE E OBJETIVIDADE DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS: ARGUMENTOS PARA A INSERÇÃO DA HISTÓRIA E SOCIOLOGIA DA CIÊNCIA NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO
Célia Margutti do Amaral Gurgel e Gláucia Elaine Mariano
cagurgel@unimep.br

Este trabalho tem como interesse problematizar algumas respostas apresentadas por 67 futuros professores de Ciências/Química e Biologia sobre a neutralidade e objetividade da Ciência e Tecnologia. A análise centrou-se apenas nas respostas não desejáveis e ou indiferentes à resposta desejável, já que o critério era que os sujeitos do estudo indicassem se concordavam, discordavam e ou eram indiferentes ao que estava sendo indagado. Foram constatadas visões distorcidas e dilemas persistentes sobre estas indagações, na medida que, dentre as respostas, 24% dos respondentes entenderam que os melhores cientistas são os que seguem com precisão as etapas do método científico em suas investigações e 13% ficaram indiferentes à pergunta formulada; 72% consideram que a solução dos problemas sociais estão baseados em critérios científicos e tecnológicos e 4% ficaram indiferentes à questão. O objetivo do trabalho é argumentar como a História e a Sociologia da Ciência podem ser relevantes para uma educação CTS.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A CONSTRUÇÃO DE CONCEITOS DE BIOLOGIA MEDIANTE A ASSOCIAÇÃO DO CÍRCULO HERMENÊUTICO-DIALÉTICO AO CICLO DA EXPERIÊNCIA DE KELLY
Ricardo Ferreira das Neves, Ana Maria dos Anjos Carneiro Leão e Helaine Sivini Ferreira
hsivini@terra.com.br

Os alunos do ensino médio apresentam dificuldades na construção dos conceitos de degradação, biodegradação e decomposição. Acredita-se que tal fato ocorra por dois motivos: primeiro, porque esses conceitos envolvem alguns fenômenos em nível molecular que exigem grande capacidade de abstração dos alunos e segundo, porque os aspectos que diferenciam esses processos entre si são bastante sutis. Nesta pesquisa investiga-se a utilização de uma temática contemporânea, os bioplásticos, como elemento de contextualização, buscando favorecer a construção desses conceitos numa intervenção fundamentada na Teoria dos Construtos Pessoais de George Kelly (1963). Os consensos iniciais e finais do grupo, a respeito dos conceitos em questão, foram coletados mediante a utilização do círculo hermenêutico-dialético. Através das comparações entre esses consensos pôde-se constatar a eficácia da intervenção uma vez que os conceitos finais de degradação, biodegradação e decomposição, explicitados pelo grupo, se encontram muito próximos das definições científicas encontradas na literatura da área.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A CONSTRUÇÃO DE CONCEITOS MATEMÁTICOS E CIENTÍFICOS A PARTIR DE UM CONTEXTO EXPERIMENTAL TENDO A LINGUAGEM GRÁFICA COMO RECURSO INTERPRETATIVO DO FENÔMENO NUMA ABORDAGEM SEMIÓTICA
Selma Rosana Santiago Manechine e Ana Maria de Andrade Caldeira
selma.manechine@gmail.com

O presente trabalho objetvou avaliar como os alunos construíram interpretantes matemáticos e científicos, em nível lógico, a partir da elaboração e análise de gráficos de colunas tendo o contexto experimental com canteiro de plantas como elemento integrador.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO BIOLÓGICO NAS SÉRIES INICIAIS: O PAPEL DAS INTERAÇÕES DISCURSIVAS EM SALA DE AULA
Rosangela dos Santos Ferreira e Alvaro Lorencini Junior
rosangelasantfer@aol.com

Esse estudo apresenta uma investigação realizada numa escola do município de Londrina do estado do Paraná, com alunos das séries iniciais do Ensino Fundamental. O foco central da pesquisa foi identificar os elementos pedagógicos presentes nas interações discursivas nas aulas de Ciências que contribuem para a construção do conhecimento biológico. Os dados foram obtidos, por meio de transcrições discursivas entre o professor e o aluno e deste com o grupo de aprendizagem de aulas vídeo filmadas. Dentre os elementos identificados e analisados, podemos considerar que as diferentes formas de intervenção e interações discursivas promovidas proporcionaram a criação de ZDPs. Com base nos resultados, podemos considerar que os conhecimentos prévios são ativados para a construção de um conhecimento mais aproximado do científico. O desenvolvimento da aula constrói um contexto favorável para as intervenções tanto do professor como dos alunos, de tal modo que as interações discursivas possibilitam a socialização do conhecimento. Palavras-chave: Interações discursivas - Construção do conhecimento – Grupo de aprendizagem

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A CONSTRUÇÃO DOS SABERES DOCENTES NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM MATEMÁTICA
Francieli Cristina Agostinetto Antunes; Ferdinando Vinicius Domenes Zapparoli; Sergio de Mello Arruda
renop@uel.br

Esse trabalho faz parte de uma dissertação de mestrado que investiga a construção dos saberes docentes durante o estágio supervisionado de Matemática. Como referenciais teóricos, estamos utilizando o conceito de habitus proposto por Bourdieu, os saberes docentes enunciados por Tardif, além da reflexão na e sobre a ação proposta por Schön. Foram entrevistados estudantes do 3º ano da licenciatura em Matemática de uma universidade estadual paranaense. As análises, até o presente momento, permitem-nos entender como indivíduos que estão sendo formados pela mesma instituição podem ser diferentes no que diz respeito a sua ação em sala de aula, o que parece decorrer das diferentes vivências que os estagiários têm antes da sua formação. As conclusões também apontam para a importância fundamental dos saberes da experiência, posto em relevância por diversos autores, durante a regência de classe.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A DIVERSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES DE ENSINO APRENDIZAGEM
Helder de Figueiredo e Paula
helder100@gmail.com

Como identificar os objetivos e as características das atividades de ensino aprendizagem de modo a diversificá-las e a coordená-las para promover uma educação em ciências comprometida com o desenvolvimento da autonomia moral e intelectual dos estudantes? Esse é o problema tratado neste artigo. Participei da concepção de um instrumento destinado a auxiliar o professor na tarefa de conceber e avaliar atividades de ensino aprendizagem dentro dessa perspectiva. A seguir, irei relatar e avaliar uma dinâmica utilizada para permitir a apropriação deste instrumento por parte de um grupo de professores de ciências das quatro últimas séries do ensino fundamental. Os dados gerados com o auxílio de gravações em áudio e vídeo, das anotações que fiz em um diário de bordo e das produções por escrito feitas pelos professores trouxeram evidências da efetividade do instrumento utilizado diante dos objetivos e das expectativas que nutríamos em relação a ele.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA NA EDUCAÇÃO ESCOLAR: DISCUTINDO UM EXEMPLO
Paulo Celso Ferrari; José André Angotti; Frederico F. S. Cruz
pcferrari@uol.com.br

Apresentamos alguns critérios de conceituação da literatura de divulgação científica e os utilizamos numa análise do livro O Grande, o Pequeno e a Mente Humana, de Roger Penrose, apontando características que o identificam como material de divulgação científica e outras que o diferenciam. Pretendemos, com este trabalho, incentivar a utilização de material de divulgação científica no contexto da educação formal e esclarecer algumas peculiaridades desta obra em particular, acrescentando elementos de análise que auxiliem os professores interessados em utilizá-la como material de apoio didático.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO BRASIL - PANORAMA INICIAL DA PRODUÇÃO ACADÊMICA
Hilário Fracalanza; Ivan Amorosino do Amaral; Jorge Megid Neto; Thaís S. Eberlin
h.fracalanza@terra.com.br

O artigo apresenta o relato de aspectos de projeto de pesquisa em Educação Ambiental no Brasil, realizado pelo Grupo de Pesquisa FORMAR-Ciências da FE/Unicamp, com foco na produção acadêmica, realizada nos programas de Pós-Graduação no país, constituída por dissertações e teses. Caracteriza a importância da realização de estudos do tipo “estado da arte”, como gênero de investigação fundamental para estudos analíticos da produção. Apresenta dados preliminares da pesquisa ressaltando o número de trabalhos referenciados, sua distribuição por instituições produtoras e anos de produção. Palavras-Chave: Pesquisa em Educação Ambiental; Estado da Arte.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A EDUCAÇÃO CIENTÍFICA PELOS ARTEFATOS TECNOLÓGICOS
Marcos Pires Leodoro
mpleo@uol.com.br

O trabalho propõe abordar os objetos industrializados como instrumentos pedagógicos da educação científica, colocando em evidência as relações entre conhecimento, inventividade, o imaginário e a realidade científica e tecnológica da sociedade contemporânea.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A ELABORAÇÃO CONCEITUAL EM DISCIPLINA DA ÁREA BIOLÓGICA COMO REFERÊNCIA FORMATIVA PARA A ATUAÇÃO DOCENTE DE FUTUROS PROFESSORES
Lenice Heloísa de Arruda Silva e Roseli Pacheco Schnetzler
leniceheloisa@ig.com.br

O trabalho enfoca a formação docente inicial em Biologia no contexto de uma disciplina de conteúdo específico (Fisiologia), investigando como a prática do formador pode se tornar uma contribuição formativa para os licenciandos, pela análise dos modos como aborda a elaboração conceitual em suas aulas. Para tal, foram observadas, registradas e transcritas aulas teóricas e práticas do formador, gravadas em áudio, bem como realizadas entrevistas semi-estruturadas com alguns de seus alunos. Os dados são construídos e interpretados segundo procedimentos teórico-metodológicos pautados numa perspectiva histórico-cultural do desenvolvimento humano, adotando-se a análise microgenética para investigar o processo de ensino e a análise do conteúdo dos depoimentos dos alunos. Os resultados revelam que a prática pedagógica do formador promove elaboração conceitual em seus alunos, que a consideram um exemplo a ser adotado em suas atuações docentes, evidenciando a importante contribuição que professores universitários de disciplinas específicas podem ter na formação docente inicial.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A ESCOLA E O BAIRRO: PERCEPÇÃO AMBIENTAL E REPRESENTAÇÃO DA PAISAGEM POR ALUNOS DE UMA 7ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL
CLERES DO NASCIMENTO MANSANO; ANA TIYOMI OBARA; JOÃO PEDRO PEZZATO; NEIDE MARIA MICHELLAN KIOURANIS
cnman@bol.com.br

Foi realizada uma investigação sobre a percepção ambiental de alunos de uma turma de 7ª série do ensino fundamental, nas aulas de Geografia, de uma escola pública do município de Maringá (PR). O objetivo do estudo foi identificar as representações e as percepções dos alunos sobre o termo “paisagem”, em relação às paisagens topofílicas e topofóbicas da escola e do bairro. Primeiramente, foi solicitado aos alunos que fizessem uma produção de texto e desenhassem o que consideravam ser uma “paisagem”. Em seguida, foi realizada a brincadeira da câmera fotográfica, em que cada dupla de alunos foi orientada a desenhar uma paisagem bonita e uma paisagem feia. Observamos que a maioria dos alunos associa o termo “paisagem” com a natureza. Observamos, ainda que, para grande parte dos alunos, a paisagem bonita está relacionada à natureza conservada, e a paisagem feia, à natureza degradada e aos elementos do ambiente construído.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A EVOLUÇÃO DAS CONCEPÇÕES DE FUTUROS PROFESSORES SOBRE A NATUREZA E AS FORMAS DE CONHECER AS IDÉIAS DOS ALUNOS
Michelle Camara Pizzato, João Batista Siqueira Harres, Magda Cristiane Fonseca, Ana Paula Sebastiany, Flaviane Predebon, Hugo Daniel Sanabria e Yucnary Daitiana Torres
gpfp@univates.br

Neste trabalho, analisamos a evolução das concepções de futuros professores em relação às formas de acessar e considerar as idéias dos alunos. A investigação tem por contexto uma disciplina do primeiro ano de um curso de licenciatura que forma professores para as disciplinas de física, química e matemática, estruturado de modo a favorecer, desde o início do curso, uma aproximação à futura prática docente. As análises envolveram a consideração da produção coletiva de três grupos de alunos da disciplina em contraste com uma hipótese de progressão dessas concepções. Os resultados indicam a presença de diferentes níveis de associação entre as concepções explicitadas e a sua aplicação.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A EXPERIÊNCIA DA CONSTRUÇÃO COMPARTILHADA EM ATIVIDADES SOBRE DOENÇAS RELACIONADAS À ÁGUA PARA ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Cristiane Pereira Ferreira e Rosane Moreira Silva de Meirelles
cpfbio@yahoo.com.br

A persistência da ocorrência de doenças infecciosas geralmente tem sido relacionada, dentre outros fatores, à fragmentação de informações a respeito da promoção da saúde. A educação escolar tem se mostrado uma importante aliada na prevenção de doenças. Assim, este artigo propõe uma série de atividades baseadas no currículo da 6a série do ensino fundamental utilizando o tema transversal “água e saúde”, com a referência da construção compartilhada do conhecimento. A forma como as atividades foram conduzidas revelou-se como uma estratégia metodológica de aprendizado para promoção da saúde.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A EXPERIÊNCIA DE UMA FORMADORA NUM CURSO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE QUÍMICA
Maisa Helena Altarugio e Alberto Villani
maisaha6@hotmail.com

O objetivo deste trabalho é analisar a experiência de uma formadora num curso de formação continuada para professores de química, ocorrido na Faculdade de Educação (USP), em 2004. Os dados aqui apresentados surgiram da observação da prática da formadora e das suas reflexões nas quais ela própria evidencia idéias, conflitos, angústias e impressões sobre suas ações durante o curso. Entre a prática da formadora e suas reflexões surgem contrastes, que irão se tornar nosso foco de investigação.Também queremos salientar o papel do formador, acreditando que ele se constitua como elemento fundamental no processo de formação continuada, bem como na qualidade dos seus resultados. Conceitos do referencial teórico psicanalítico de Freud e Lacan utilizado por alguns pesquisadores que conectam psicanálise e educação, serviram de base para a análise dos dados.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A EXPERIÊNCIA DO BALDE DE NEWTON: DIÁLOGOS COM ALUNOS DO ENSINO MÉDIO
Ailson Vasconcelos da Cunha, Lizete Maria Orquiza de Carvalho
avcunha@aluno.feis.unesp.br

Considerando a relevância do processo de produção do conhecimento científico no ensino e a constatação de que a transitoriedade das teorias científicas normalmente passa ao largo da sala de aula de Ciências, a inquietação principal deste trabalho consistiu em utilizar a História e Filosofia da Ciência para apoiar os alunos no enfrentamento de situações, de aprendizagem de Física, que envolvem escolhas, risco de errar e peso de responder pelas escolhas feitas. Analisamos uma situação de ensino em que um estagiário de um curso de Licenciatura em Física procurou conduzir um diálogo com estudantes do ensino médio, a partir de uma série de questionamentos que refletiam as preocupações expressas por Newton, no Principia. Pudemos perceber que, após o padrão de diálogo entre estagiário e estudantes evoluir para uma forma mais democrática, as estudantes arriscaram-se na produção de modelos mentais, possibilitando-nos a visibilidade de um caminho de aprendizagem sobre relatividade do movimento.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A FÍSICA QUÂNTICA COMO UMA TRADIÇÃO DE PESQUISA: UMA ANÁLISE A PARTIR DA EPISTEMOLOGIA DE LARRY LAUDAN
Fernanda Ostermann e Sandra Denise Prado
fernanda@if.ufrgs.br

Neste trabalho apresentamos os conceitos centrais da epistemologia de Larry Laudan e analisamos a Física Quântica como um exemplo de tradição de pesquisa – unidade de análise proposta por sua metodologia. Apesar de representar uma visão de ciência bastante frutífera nesse início de século, as idéias de Laudan ainda têm pouco impacto na pesquisa em ensino de Física. A contribuição deste artigo também se constitui na exploração de um exemplo de uma tradição na Física pouco aprofundada em sua obra, mas de grande apelo didático em disciplinas de História e Epistemologia da Física dos cursos de formação de professores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A FORMAÇÃO DE CONCEITOS CIENTÍFICOS: REFLEXÕES A PARTIR DA PRODUÇÃO DE UMA COLEÇÃO DE LIVROS DIDÁTICOS
Orlando G. Aguiar Jr., Maria Emília Caixeta Castro Lima e Carmen Maria De Caro Martins
orlando@fae.ufmg.br

Este trabalho sistematiza reflexões que orientaram a produção de texto didático de ciências de modo a encorajar os estudantes a desenvolverem conceitos científicos fundamentais. Apoiamos-nos em Vygotsky e Bakhtin para afirmar nossa convicção de que os sentidos das palavras não se resolvem em glossários, mas de seu uso em contextos sociais. Apresentamos exemplos, extraídos do texto didático e a partir deles, sustentamos três ‘lições’ sobre o processo de formação de conceitos. A primeira delas é de que as definições constituem uma etapa tardia no desenvolvimento de conceitos. A segunda é de que o desenvolvimento de conceitos envolve o reconhecimento, pelos estudantes, dos contextos que demandam seu uso para o entendimento do mundo. A terceira lição é de que o processo de formação de conceitos científicos consiste no desenvolvimento de formas específicas de falar sobre e com o mundo, modos de dizer que carregam significados e relações com outros conceitos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A GESTÃO FLEXÍVEL DO CURRÍCULO NO ENSINO DAS CIÊNCIAS FÍSICAS E NATURAIS NO 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO EM PORTUGAL: AVALIAÇÃO DA SUA IMPLEMENTAÇÃO
Maria da Conceição Duarte e Manuel Sequeira
cduarte@iep.uminho.pt

“Por Gestão Flexível do Currículo entende-se a possibilidade de cada escola organizar e gerir autonomamente o processo de ensino-aprendizagem, tomando como referência os saberes e as competências nucleares a desenvolver pelos alunos no final de cada ciclo e no final da escolaridade básica, adequando-se às necessidades diferenciadas de cada contexto escolar e podendo contemplar a introdução no currículo de componentes locais e regionais” (Despacho 9590/99). Este projecto, iniciado em 1997 num número restrito de escolas, foi generalizado a todo o país em 2001. Nesta comunicação pretende-se analisar a avaliação que professores de Ciências Físicas e Naturais (3º ciclo do Ensino Básico) fazem da experiência que têm na Gestão Flexível do Currículo (GFC). Os resultados, obtidos com base num questionário aplicado a 354 professores de Ciências Físicas e Naturais, apontam para dificuldades dos professores na implementação da GFC e para uma avaliação pessimista da concretização dos princípios que a orientam.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A HISTÓRIA DA CIÊNCIA PRESENTE NOS PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS
Cristhiane Cunha Flôr e Suzani Cassiani de Souza
cristhianeflor@yahoo.com.br

Atualmente, na área de pesquisa em ensino de ciências, a história da ciência tem despontado como uma possibilidade de trazer contribuições para tornar o ensino mais crítico e menos fragmentado. Dentro de uma visão de que a linguagem não é transparente e que os sentidos atribuídos a determinado termo podem sofrer deslizamentos, sendo sempre passíveis de tornar-se outros, no presente trabalho busco identificar os possíveis sentidos que os professores de ciências podem atribuir à história da ciência a partir da leitura dos Parâmetros Curriculares Nacionais. Nas referências bibliográficas do documento procurei algumas das relacionadas à história da ciência para identificar sua influência no corpo do texto. Assim, no decorrer deste estudo vou promovendo uma conversa entre os Parâmetros e suas próprias referências bibliográficas, utilizando também referenciais vindos da pesquisa em ensino de ciências e da análise do discurso, buscando a história da ciência nos PCN’s.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A IMPORTÂNCIA DE PARCERIAS ENTRE PROFESSORES E PESQUISADORES PARA O APREFEIÇOAMENTO DA PRÁTICA DOCENTE NO ENSINO DE CIÊNCIAS.
Sued Silva de Oliveira
suedsilva@uol.com.br

Neste artigo apresentamos e discutimos as reflexões de uma professora de ciências em torno de uma proposta pedagógica baseada na alfabetização científica. Utilizamos a pesquisa-ação como meio de efetivar uma parceria entre professora e pesquisador. Para isso, destacamos as reflexões da professora sobre a atividade pedagógica. Nosso objetivo é ressaltar a importância de parcerias entre professores e pesquisadores na busca do desenvolvimento da prática de professores através da reflexão. Constatamos que a parceria efetuada foi útil nos termos de possibilitar à professora um olhar mais investigativo sobre sua prática, no sentido de questiona-la e propor novos encaminhamentos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A IMPORTÂNCIA DOS TEMAS SOCIAIS CONTEMPORÂNEOS NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE CIÊNCIAS
Irene de Jesus Andrade Malheiros
irenejam@olimpika.pro.br

Apesar de toda a complexidade do processo formativo, este artigo pretende mostrar as atribuições do curso de formação de professores de Ciências, no sentido de instrumentalizar os futuros educadores à lidarem com as situações do mundo contemporâneo. Para tanto, fazemos uma análise curricular do curso de Ciências Biológicas da UFPR, no ano de 2005, verificando se os Temas Sociais Contemporâneos encontram-se contemplados, de forma explícita, nas disciplinas didático-pedagógicas e optativas que compõem o currículo de formação de professores de Ciências. Concluímos que o trabalho com Temas Sociais Contemporâneos na formação de futuros professores de Ciências, fornece-lhes subsídios para refletir e discutir, no âmbito da disciplina de Ciências, temáticas e conteúdos necessários para entender o mundo a sua volta e para estabelecer as relações sociais, políticas, econômicas, ambientais, éticas, culturais dentre outras que ocorrem entre a Ciência, a Tecnologia e a Sociedade.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A INICIAÇÃO CIENTÍFICA DE ESTUDANTES DE ENSINO MÉDIO NA VISÃO DOS PESQUISADORES-ORIENTADORES
Ana Tereza Filipecki, Susana de Souza Barros e Marcos Elia
afilipecki@fiocruz.br

Apresentamos os resultados de um levantamento realizado com os pesquisadores-orientadores do Programa de Vocação Científica (Provoc/Fiocruz) sobre a iniciação científica de estudantes de ensino médio. Uma carta convite de participação na pesquisa foi enviada por e-mail a 217 orientadores do Programa. O questionário - instrumento desenvolvido especificamente para esse fim - foi respondido por 43 pesquisadores. Os dados referentes aos objetivos do Programa e às estratégias de orientação (25 itens) foram analisados em termos de graus de importância e de exeqüibilidade. O aspecto sócio-cognitivo do Programa foi o mais enfatizado pelos pesquisadores. Os resultados mostram que a exeqüibilidade dos objetivos e das estratégias descritas são inferiores à importância; o que pode refletir, em certa medida, a crença de auto-eficácia dos orientadores. Os pesquisadores não parecem atribuir relevância significativa ao papel que desempenham enquanto modelo profissional futuro. Palavras-chave: iniciação científica, ensino médio, mentoria, pesquisadores-orientadores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A INSERÇÃO DO DEBATE EPISTEMOLÓGICO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS: CAMINHOS E DESAFIOS PARA A PRÁTICA DOCENTE
Sílvia Nogueira Chaves
schaves@ufpa.br

Neste texto discuto o potencial formativo da inclusão de discussões epistemológicas na formação de professores de ciências enfocando a natureza das reflexões por eles construídas a partir do debate de questões relativas ao processo de produção, validação e apropriação social do conhecimento científico. Com esse objetivo trago para análise depoimentos escritos, de professores de ciências (química, física, biologia) em diferentes momentos de formação profissional (graduação, especialização e mestrado) obtidos no âmbito de minha atuação docente, durante disciplinas que ministrei nesses espaços de formação profissional. Os resultados dessa investigação indicam que as reflexões docentes foram potencializadas em três dimensões principais: Ético-política; Curricular e Metodológica sinalizando que discussões de caráter epistemológico são importantes elementos de reflexões e transformações das práticas sociais, de modo amplo, e pedagógicas e docentes em particular. Palavras-chaves: Formação docente; Concepções epistemológicas; Educação em ciências.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A INTERDISCIPLINARIDADE NO “NOVO ENSINO MÉDIO”: ENTRE O DISCURSO OFICIAL E A PRÁTICA DOS PROFESSORES DE CIÊNCIAS
Inêz Leal Trindade e Silvia Nogueira Chaves
inezlealtrindade@bol.com.br e schaves@ufpa.br

Neste texto apresentamos os resultados de uma pesquisa sobre os desafios do novo ensino médio na ótica dos professores de ciências, sobretudo os que dizem respeito à proposta de ensino pautado na interdisciplinaridade, na perspectiva de evidenciar como os professores estão lidando no contexto de suas práticas com esse novo princípio do ensino médio. Para atingir os objetivos propostos neste estudo, lançamos mão da pesquisa documental e da pesquisa bibliográfica. Além disso, entrevistamos professores das disciplinas Química, Física e Biologia. Os resultados da investigação evidenciaram que os professores não se mostram alheios às discussões relacionadas a interdisciplinaridade, o que não significa que esses sujeitos revelem formas complexas de lidar com esse conceito ou que implementem ações conscientemente elaboradas tendo em vista o ensino interdisciplinar. Predomina, nas concepções dos professores, uma visão instrumental da interdisciplinaridade, em consonância com a concepção apresentada nos documentos da reforma do ensino médio.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A INTRODUÇÃO DOS CONCEITOS DE BIOLOGIA MOLECULAR E BIOTECNOLOGIA NO ENSINO DE GENÉTICA NO NÍVEL MÉDIO. HÁ ESPAÇO PARA A NOVA BIOLOGIA?
Marcia Cristina Fernandes Xavier, Alexandre de Sá Freire e Milton Ozório Moraes
marciaxavier2001@yahoo.com.br

O acelerado avanço do conhecimento especialmente em algumas áreas como a Biologia (Biotecnologia e Genética Molecular) apresenta um grande desafio referente à definição do conteúdo programático da escola. Esse trabalho pretende avaliar a visão dos professores em relação ao ensino de novos conceitos, assim como apontar as dificuldades encontradas pelos professores na aplicação destes. Foram utilizados questionários e entrevistas aos docentes do Estado do Rio de Janeiro. Os resultados demonstraram que os professores têm dificuldades para finalizar o conteúdo básico de Genética porque carecem de tempo de aula e utilizam livros didáticos anacrônicos, onde os conteúdos de Genética Molecular e Biotecnologia não são apresentados. Os dados demonstram, ainda, que no que se refere aos temas desta “Nova Biologia”, os professores abordam sempre os temas de maior circulação na mídia sem que se respeitem aspectos históricos ou de complexidade. O trabalho discute o desafio de inserir novos conteúdos no ensino médio.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A INVESTIGAÇÃO DAS RELAÇÕES ESTEBELECIDAS POR LICENCIANDOS EM FÍSICA ENTRE A ESTRUTURA DA MATÉRIA E AS PROPRIEDADES MACROSCÓPICAS DOS MATERIAIS
Rodrigo de Miranda Henriques Medeiros, Romildo Albuquerque Nogueira e Helaine Sivini Ferreira
hsivini@terra.com.br

As propriedades macroscópicas da matéria, tratadas no ensino médio, são habitualmente abordadas de forma descritiva, sem o estabelecimento de relações entre elas e os aspectos estruturais que as determinam. Acredita-se que tal fato ocorra devido a deficiências na formação inicial dos licenciados em física e devido ao fato dos aspectos envolvidos no estabelecimento dessas relações estarem fora do alcance da nossa percepção, o que constitui um obstáculo para o seu processo de ensino-aprendizagem. Este trabalho, realizado com licenciandos de física, teve como objetivo promover uma melhor compreensão das propriedades elétricas, térmicas e ópticas de materiais a partir do estudo dos seus aspectos estruturais. Para tanto, se utilizou uma intervenção fundamentada na Teoria dos Construtos Pessoais (1963). Os resultados indicaram que a intervenção auxiliou os alunos na identificação dos aspectos estruturais relevantes, bem como, no estabelecimento de relações válidas entre estes e as propriedades macroscópicas, promovendo uma visão sistêmica da questão.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A MATEMÁTICA NUMA AULA EXPERIMENTAL
Alex Bellucco do Carmo, Anna Maria Pessoa de Carvalho
bellucco@fe.usp.br

O presente trabalho – inspirado pela semiótica social – pretende verificar como as diferentes linguagens se articulam com a linguagem matemática, para construir os significados científicos em uma aula de laboratório diferente das convencionais. Utilizamos uma metodologia multimodal para analisar a discussão sobre as incertezas num gráfico a qual revelou importantes aspectos desta atividade.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A MEDIAÇÃO DE DIÁLOGOS ENTRE ESTUDANTES VIA INTERNET COMO ESTRATÉGIA PARA O ENSINO NA DISCIPLINA DE METODOLOGIA PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS
autor- Rodrigo Dalcin, co-autor- Edson Roberto Oaigen
oaigen@terra.com.br,dalcin@yahoo.com.br

Este trabalho abordou a questão dos agentes do processo de ensino valendo-se de um software de chat como instrumento para a construção de aprendizagem significativa. Teve como objetivos alcançados os seguintes: a elaboração de um instrumento de avaliação do conhecimento obtido; a implementação e a aplicação de um sistema de chat capaz de reconhecer palavras-chave e oferecer alternativas aos alunos para a busca do conhecimento; o desenvolvimento de atividades no sistema proposto e o acompanhamento da diferença de desempenho em um dado assunto tratado no sistema antes e após a sua utilização de maneira a comprovar, ou não, a construção de aprendizagem significativa; a estruturação de um banco de dados para o armazenamento das conversações realizadas, cuja análise posterior permitiu a avaliação da construção da aprendizagem; e a coleta da opinião dos participantes, através da qual constatou-se que a imensa maioria dos alunos se mostrou plenamente satisfeita com a metodologia

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A MODELAGEM COMPUTACIONAL QUANTITATIVA NO ESTUDO DO RESFRIAMENTO DA ÁGUA: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO COM ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO
Elias Gonçalves, Laércio Ferracioli
eliasgoncalves@gmail.com

O artigo apresenta resultados da investigação sobre a utilização do Ambiente de Modelagem Computacional Quantitativo ao aprendizado exploratório de conteúdos específicos de Ciências. Os resultados aqui apresentados são relativos ao estudo e a interação e desempenho de alunos de ensino médio, durante a utilização do ambiente de modelagem computacional quantitativo baseado na metáfora de ícones STELLA em uma atividade sobre o resfriamento da água. Os dados são de natureza qualitativa e para a sua análise foi utilizada a técnica da Rede Sistêmica. Os resultados sugerem que os estudantes foram capazes de desenvolver os modelos propostos, identificando o tipo de estrutura causal característico do fenômeno de resfriamento da água e apresentando dificuldades e habilidades no desenvolvimento do processo de construção de modelos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A PERCEPÇÃO DOS ALUNOS DA DISCIPLINA METODOLOGIA DE ENSINO DE FÍSICA SOBRE A INCORPORAÇÃO DE UMA PLATAFORMA VIRTUAL DE APRENDIZAGEM COMO SUPORTE AO ENSINO PRESENCIAL
MARIA INES MARTINS
ines@pucminas.br

Neste trabalho analisamos a experiência, na visão dos alunos de Metodologia de Ensino de Física, sobre o uso do ambiente virtual de aprendizagem, denominado learnloop, como suporte ao ensino presencial da disciplina. Fundamentamos nosso trabalho, sobretudo na Teoria da Aprendizagem Significativa de Ausubel. Fizemos, inicialmente, um diagnóstico do perfil sócio-econômico e acadêmico da turma e, ao término do semestre, realizamos uma avaliação do curso, em especial, sobre o uso da plataforma virtual. Nas respostas dos alunos, observamos “dimensões” e “categorias” de análise que permeiam o uso do learnloop, bem como os impactos de sua incorporação ao ensino. Apresentamos a discussão desses resultados que contribuíram para os desígnios dos ambientes virtuais na Universidade. Palavras-chave: Tecnologias de Informação e Comunicação; Ambiente Virtual de Aprendizagem; Metodologia de Ensino de Física.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A PERSPECTIVA CRÍTICA APROXIMANDO OS CAMPOS DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL E DA EDUCAÇÃO EM CIÊNCIA
Maria das Mercês N. Vasconcellos (merces@mast.br); Glória Queiroz (gloria@uerj.br); Mauro Guimarães (guima@domain.com.br); Sibele Cazelli (sibele@mast.br)
merces@mast.br

Neste texto são feitas reflexões que pretendem contribuir para estimular o diálogo entre os pesquisadores do campo da educação ambiental e os do campo da educação em ciência. O elemento utilizado para aproximar estes dois campos é a perspectiva crítica da educação que se fundamenta na pedagogia dialógica proposta por Paulo Freire. Defende-se a idéia de que a aproximação entre estes campos pode ajudar a construir uma sinergia entre eles.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A PERSPECTIVA DE ALUNOS SOBRE A INSERÇÃO DA FÍSICA MODERNA NO ENSINO MÉDIO
Reginaldo de Abreu e Washington Luiz Pacheco de Carvalho
reginaldofisica@terra.com.br

Neste artigo tratamos da questão da inserção da Física Moderna no ensino médio. A partir de uma abordagem teórica, feita exclusivamente sobre um artigo que traz uma importante revisão da literatura nessa área, (Ostermann e Moreira, 2000), foram constituídas categorias de justificativas para esta inserção. Num segundo momento do trabalho, na sua fase exploratória, alunos do ensino médio que fizeram parte de uma atividade de Física Moderna na universidade foram convidados a falar sobre os significados dessa experiência. Os discursos de seis alunos foram analisados pela perspectiva de como justificariam a inserção da Física Moderna no ensino médio. Pudemos verificar que as categorias constituídas foram compatíveis com as expressões dos alunos, e também pudemos constatar que o fator emocional, evidenciado nas falas dos alunos, é importante e precisa ser adequadamente considerado para se promover esta inserção.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A PRODUÇÃO SOBRE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA EM EVENTOS DE ENSINO DE CIÊNCIAS: VISLUMBRANDO TENDÊNCIAS
Tatiana Galieta Nascimento e Suzani Cassiani de Souza
tatianagn@ced.ufsc.br

O presente artigo tem como objetivo mapear os estudos sobre divulgação científica no âmbito do ensino de ciências por meio de uma análise quantitativa. Para tanto, realizamos inicialmente um levantamento de trabalhos sobre divulgação científica que foram apresentados entre os anos de 1997 e 2005 em encontros de ensino de ciências, biologia e física. Nossos resultados mostram que os estudos sobre divulgação científica, em todas as áreas disciplinares investigadas, representam em média cerca de 5% do total dos trabalhos apresentados. Observamos ainda um decréscimo destes estudos nos encontros de ensino e pesquisa em física, enquanto que há uma tendência de aumento dos mesmos nos encontros de pesquisa em educação em ciências (ENPEC). A análise mais detalhada dos temas dos trabalhos indica a escassez de estudos sobre aspectos teóricos e conceituais mais amplos que envolvem a divulgação científica, apontando a necessidade de novas pesquisas na área.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS EM GENÉTICA MENDELIANA
Lucio Ely R. Silvério, Sylvia Regina P. Maestrelli
lsilverio@hotmail.com

Nesta pesquisa se investigou aspectos da relação entre resolução de problemas e aplicação de conceitos em genética mendeliana por alunos do Ensino Médio. O estudo foi realizado através de questionário e entrevista semi-estruturada em uma escola pública. As estratégias de resolução, a aplicação de conceitos envolvendo meiose, formação de gametas, localização de alelos e dificuldades na resolução de diferentes problemas de genética foram identificados e analisados. Os resultados indicam o uso de algoritmos como a principal estratégia de resolução dos problemas, muitas vezes sem a compreensão sobre o contexto e o motivo para usá-los e que os alunos aplicam determinados conceitos mais por força da memorização de suas definições do que pela compreensão de seu significado. Alternativas pedagógicas são propostas para maior interação entre a metodologia empregada na atividade e a proposta de problemas que associem domínio conceitual e procedimental, a partir dos conhecimentos prévios que o aluno já possui.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NAS AULAS DE MATEMÁTICA
NELSON ANTONIO PIROLA E LUCIANA VANESSA DE ALMEIDA BURANELLO
npirola@uol.com.br

A atividade de resolução de problemas pode proporcionar aos estudantes o desenvolvimento de estratégias, teste e validação de hipóteses, a escolha de procedimentos e a comunicação de idéias. Os objetivos da pesquisa foram: 1- investigar os principais problemas que os professores de matemática encontram para trabalhar com a resolução de problemas em sala de aula; 2- Analisar as principais dificuldades apresentadas pelos alunos na resolução de problemas, na visão dos professores. Participaram da pesquisa onze professores de matemática. A análise dos dados mostrou que as dificuldades relativas ao trabalho com a resolução de problemas estão relacionadas, em sua maioria, ao baixo interesse dos alunos para a tarefa de resolução de problemas e o principal obstáculo que os estudantes encontram para resolver um problema, na visão dos professores, é a interpretação do enunciado. A partir dos resultados são discutidas possibilidades de como professores e alunos podem superar essas dificuldades.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A RESOLUÇÃO DE SITUAÇÕES PROBLEMÁTICAS EXPERIMENTAIS NO CAMPO CONCEITUAL DO ELETROMAGNETISMO: UMA TENTATIVA DE IDENTIFICAÇÃO DE CONHECIMENTOS-EM-AÇÃO
Célia Maria Soares Gomes de Sousa; Marco Antonio Moreira; Thiago Alexandre Melo Matheus
celiasousa@unb.br

Neste estudo analisamos o desempenho de alunos universitários, em uma disciplina de Física Experimental, que aborda o conteúdo de Eletromagnetismo, em nível de Física Geral. Tal análise procedeu-se à luz da teoria dos campos conceituais de Vergnaud. Para isso, delineamos situações e materiais instrucionais que foram utilizados ao longo do estudo e foram construídos visando promover a aprendizagem significativa de conceitos físicos e a resolução de situações problemáticas experimentais, no contexto do laboratório didático onde acorrem as aulas da disciplina em questão. Esse trabalho nos forneceu evidências de que, de fato, o estudo do domínio dos campos conceituais, pelos alunos, é um trabalho de longo prazo, que deve ser feito em vários ciclos ou etapas, com o aperfeiçoamento da metodologia e dos materiais utilizados, na medida em que se percebe o progressivo domínio, por parte dos alunos, dos campos conceituais em questão. Palavras-chave: situações experimentais, campos conceituais, conhecimentos-em-ação, eletromagnetismo

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A TABELA PERIÓDICA: UM RECURSO PARA A INCLUSÃO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL
Lorena Gadelha de Freitas Brito; Márcia Gorette Lima da Silva
marciaglsilva@yahoo.com.br

A inclusão escolar de deficientes visuais no Ensino Médio na cidade de Natal passa por um enorme distanciamento entre a teoria e a prática. Poucos recursos didáticos, instalações físicas inadequadas são alguns fatores que emperram o processo de inclusão. Os alunos deparam-se também com a aridez dos conteúdos disciplinares e, no caso do estudo da Química, os signos relativos à linguagem que é concernente à matéria, como no caso da Tabela Periódica, que na cidade de Natal ainda vem escrita em várias páginas. Esse aspecto, conseqüentemente, leva muitos deficientes visuais a não conseguirem participar das aulas. Nosso desafio foi (re)elaborar um material adequado as necessidades desses alunos propiciando sua inclusão. Utilizou-se entrevista semi-estruturada para conhecer a opinião de alunos cegos sobre a tabela e as dificuldades no manuseio. A partir das respostas foram construídas duas tabelas e submetidas a análise dos participantes para identificar se atendia às solicitações feitas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A TEMÁTICA AMBIENTAL NA ESCOLA: O CONTEÚDO DAS CONCEPÇÕES DE UM PROFESSOR
Maria das Graças Monte - Denise de Freitas (Com auxílio parcial do CNPq)
magrmonte@centershop.com.br

Este artigo busca aprofundamentos teóricos sobre a incorporação da temática ambiental na escola, tendo como referência os saberes do professor e a influência das concepções na construção de práticas inovadoras em uma perspectiva socioambiental. O objetivo volta-se para a compreensão de fatores que permitem, ou não, a efetivação de metodologias de ensino em sala de aula adequadas aos pressupostos da educação ambiental. A realização da pesquisa aconteceu por meio de estudo de caso da prática profissional de um professor de Biologia da rede pública de ensino, que tem uma visão diferenciada da dimensão ambiental da educação. Os resultados encontrados permitem reafirmar a importância do papel das concepções dos professores. No entanto, a complexidade estrutural, política e pedagógica presente nos espaços escolares ainda não permite o acontecimento de práticas inovadoras conduzidas por concepções inovadoras sobre as questões ambientais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A TEORIA DOS CAMPOS CONCEITUAIS E AS SITUAÇÕES ESCOLARES
Frederico Firmo de Souza Cruz, Mikael Frank Rezende Junior, Sonia Maria S. C. de Souza Cruz
sonia@fsc.ufsc.br

Neste trabalho é feito uma análise sobre a tradição do ensino de física e as situações didáticas a luz da Teoria dos Campos Conceituais de Gerard Vergnaud. Argüimos que a Tradição do Ensino de Física não cria situações que contribuem para o processo de conceitualização dos estudantes. Usando a terminologia de Vergnaud, há uma fragmentação na tripla {S,I,R}. Além disso, esta tradição em contextos específicos, como assuntos de Física Moderna e Contemporânea ainda podem criar obstáculos. Nós assim, procuramos enfatizar alguns pontos que podem ser investigados para confirmar a nossa suposição e dar pistas para enfrentar parte das dificuldades.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A TERRA SOB MEDIDA - DEBATES DE HISTÓRIA DA CIÊNCIA EM ESPAÇOS VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Maria Isabel Porazza Mendes e Silvia Fernanda de Mendonça Figueirôa
mimendes@terra.com.br

Este trabalho refere-se ao desenvolvimento de um curso online oferecido durante o 2º semestre/2004 e início de 2005, em várias edições e versões, para professores dos níveis de ensino fundamental e médio. O tema central são as discussões referentes à direção do achatamento terrestre ocorridas no século XVIII. Este curso fundamenta-se na importância da História da Ciência no ensino de ciências e na possibilidade de se trabalhar com ambientes virtuais de aprendizagem. Alinha-se tanto à compreensão de que a ciência é uma atividade social, como à abordagem sócio-construtivista da aprendizagem. Inicialmente preocupamo-nos em elaborar as estratégias de aprendizagem como simulações históricas. Na aplicação, estivemos centradas no encorajamento do grupo para que se organizasse e resolvesse os problemas e para que utilizasse os conceitos e/ou a metodologia em suas práticas docentes. Os resultados preliminares destas experiências serão apresentados e discutidos, assim como possíveis explicações para os aspectos positivos e negativos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A UTILIZAÇÃO DA EXPERIMENTOTECA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES
Ferdinando Vinicius Domenes Zapparoli; Eliana Aparecida Silicz Bueno;Sergio de Mello Arruda
Ferdinando@uel.br

A Experimentoteca é um laboratório didático de ciências que racionaliza o uso de material experimental, possibilitando um maior acesso de professores e alunos à experimentação científica. O projeto tem também o objetivo de capacitar professores por meio de cursos, que possibilitam que eles utilizem os kits em suas aulas, na sua própria escola, sem a necessidade de um laboratório específico. Nesse trabalho nós apresentamos os resultados preliminares do projeto Experimentoteca que tem sido utilizado pelo Museu de Ciência e Tecnologia de Londrina (MCTL) na formação contínua de professores de ciências. Os resultados finais do projeto e da pesquisa serão apresentados em um encontro a ser promovido pelo MCTL em novembro deste ano.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO ENSINO DE BIOLOGIA: UM EXPERIMENTO COM UM AMBIENTE DE MODELAGEM COMPUTACIONAL
Mara Hombre Mulinari e Laércio Ferracioli
hombremulinari@yahoo.com.br

As transformações nas formas de comunicação demandam a elaboração de discussões sobre a integração de tecnologias da informação no contexto educacional. Nessa perspectiva, torna-se necessário o delineamento de investigações sobre a utilização desta tecnologia no contexto do ensino de Biologia. Assim, este artigo relata um experimento de implementação da tecnologia da informação no ensino de Biologia, através do desenvolvimento de um Módulo Educacional sobre Crescimento Celular em um ambiente de modelagem computacional e apresenta os resultados da Avaliação e da Atividade de Investigação da implementação deste Módulo através de atividades expressiva e exploratória. Estes resultados apontam que a modelagem computacional pode ser uma promissora ferramenta de apoio ao ensino de Biologia. Além de apontar direcionamentos para a continuidade de investigações relacionadas a esta forma de tecnologia e apresentar indicações acerca do uso de ferramentas de modelagem computacional mais adequada a esta categoria de ensino.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS DA DINÂMICA DE SISTEMAS PARA A CONSTRUÇÃO DE MODELOS NO ESTUDO DE TÓPICOS EM CIÊNCIAS
Flavia Jose de Oliveira, Laercio Ferracioli
flavia@uvv.br

A simples utilização de softwares em sala de aula tem se mostrado insuficiente para cobrir o espectro de possibilidades aberto pelo ferramental da tecnologia da informação e comunicação no contexto educacional. Dessa forma, é premente a necessidade do desenvolvimento de investigação sobre a implementação de procedimentos e metodologias que possibilitem a inclusão adequada desse ferramental. Este artigo, procura investigar a construção de modelos baseado na construção de pares de causa e efeito, denominados diagramas causais, e sua representação no Ambiente de Modelagem Computacional Semiquantitativo WLinkIt, a partir da proposição de atividades de modelagem expressiva. Onde o estudante é solicitado a criar seu próprio modelo especificando variáveis, criando relações entre elas a partir da investigação de como essas variáveis podem estar relacionadas. Os resultados mostram que a introdução dos diagramas causais como procedimento de representação de fenômenos a estudantes do ensino médio é promissora.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A UTILIZAÇÃO DO REFERENCIAL TEÓRICO DE PAULO FREIRE NA COMPREENSÃO DE UM PROCESSO DE ACOMPANHAMENTO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA DE PROFESSORES DE FÍSICA
Inés Prieto Schmidt Sauerwein; Eduardo A. Terrazzan
iprieto@smail.ufsm.br

Neste trabalho é analisado um processo de formação continuada de professores de Física do Ensino Médio de Santa Maria/RS implementado por docentes da Universidade Federal durante o ano de 1997. O processo em questão contemplava dois aspectos (1) a elaboração coletiva de planejamentos didáticos visando a inserção de Física Moderna e Contemporânea (FMC) neste grau de ensino e (2) o respectivo acompanhamento da prática pedagógica destes professores. Na presente análise são focalizados aspectos que dificultaram a elaboração coletiva dos planejamentos didáticos estruturados a partir dos Três Momentos Pedagógicos (problematização inicial, organização e aplicação do conhecimento) de Delizoicov e Angotti, baseados no referencial de Paulo Freire. Também se discute a possibilidade da inserção de FMC ser considerada um contratema - Silva (2004). Finalmente são identificados os avanços do grupo motivados pela aceitação do desafio de inserir FMC no Ensino Médio.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A VISÃO DE CIÊNCIA NA PROPOSTA CURRICULAR DE SANTA CATARINA
João Henrique Ávila de Barros
jonk@uol.com.br

Nesse trabalho é analisada a Proposta Curricular de Santa Catarina buscando caracterizar a visão de ciência que apresenta e se essa visão contempla as contribuições que a epistemologia tem oferecido ao ensino de ciências no sentido de superar uma visão estritamente empirista/indutivista. São estabelecidas relações entre os elementos que caracterizam a visão de ciência na proposta que se fundamenta no materialismo-histórico e as considerações de alguns epistemólogos. São encontrados elementos indicativos tanto de uma visão empirista/indutivista quanto elementos que sugerem sua superação tanto em uma tendência “positivista” quanto em outras. Aponta-se a importância de que as propostas curriculares contenham uma breve apresentação da sua fundamentação epistemológica. Palavras-chave: Epistemologia, Proposta Curricular de Santa Catarina.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A VISÃO DO UNIVERSO SEGUNDO A CONCEPÇÃO DE UM GRUPO DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DE SÃO PAULO
Araújo, M. A. A, Elias, D .C .N., Amaral, L. H., Araújo, M. S. T., Voelzke, M. R.
marcos.fisica@click21.com.br

Nesse trabalho foi identificada por meio de um questionário a visão de mundo sobre o Universo, espaço e tempo entre 270 estudantes de Ensino Médio de três escolas de São Paulo. Constatou-se pouco conhecimento dos temas investigados, sendo que apenas 20% dos alunos relacionaram as semanas com as fases da lua, enquanto 28% associaram as estações do ano à inclinação do eixo de rotação da Terra e 23% tinham noções das distâncias entre objetos celestes próximos da Terra. Enquanto 56% conseguiram relacionar o Big Bang com a origem do Universo, verificou-se que 37% reconheciam ano-luz como unidade de distância e 60% reconheciam o Sol como uma estrela. Apesar de 60% dos alunos indicarem a escola como principal fonte dos conhecimentos de astronomia, seus conceitos ainda são inadequados, havendo necessidade de aprimoramento da abordagem desses conteúdos, pois apesar de popular, a astronomia é veiculada de maneira pouco esclarecedora e com imprecisões.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A VISÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO SOBRE O FUNCIONAMENTO DO LABORATÓRIO ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL
Carlos Alberto Pereira, Aguinaldo Robinson de Souza e Fernando Bastos.
caalpereira@ig.com.br

A visão dos profissionais da educação sobre o funcionamento do laboratório escolar no Ensino Fundamental é resultado da pesquisa de dissertação realizada durante dois anos em escolas da rede estadual de Ensino Fundamental da Diretoria Regional de Ensino de Araraquara (SP). Na pesquisa realizaram-se entrevistas com diretores, coordenadores pedagógico, professores de Ciências, assistente técnico pedagógico, monitores do Centro de Ciências e professor universitário. Todos os diálogos foram relacionados a fatores que norteiam a prática docente no Ensino Fundamental. A metodologia utilizada foi Pesquisa Qualitativa e Análise de Conteúdos. As interpretações apresentadas apontaram para um redimensionamento do papel do Trabalho Laboratorial no Ensino fundamental indicando que os profissionais não têm claro como o trabalho de laboratório deve ser explorado dentro do Ensino de Ciências, além de não conseguirem superar as dificuldades de funcionamento que o trabalho laboratorial exige em sua rotina das unidades.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ABORDAGEM CONSTRUTIVISTA NO ENSINO DE CIÊNCIAS E O REALISMO ONTOLÓGICO DE MARIO BUNGE
Murilo Westphal; Thais Cristine Pinheiro
murilow@celesc.com.br

As pesquisas na área de ensino de Ciências têm apontado a substituição da abordagem tradicional pela construtivista como uma forma de superar o desinteresse e as dificuldades apresentados pelos alunos nestas aulas. Entretanto esta metodologia, quando analisada a fundo, revela graves inconsistências de ordem filosófica, especialmente quando diz respeito ao ensino das Ciências já consolidadas, com um objeto bem estabelecido. Discorrendo sobre estas inconsistências, apresenta-se um paralelo com a posição filosófica de Mario Bunge, atribuindo ao conhecimento paradigmaticamente aceito o status de ontológico e, assim, realista, enquanto ao conhecimento construído pelo aluno atribui-se um caráter epistemológico e, de acordo com Bunge, construtivista. Este paralelo entre a prática pedagógica construtivista e a visão realista de Mario Bunge pode ser um importante aliado que, além de esclarecer esta relação naturalmente conflituosa, fornece parâmetros claros de valorização do conhecimento paradigmaticamente aceito pelas comunidades científicas, e, por isso, essenciais ao aluno.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ABORDAGEM CTS E OS PCN-EM: UMA NOVA PROPOSTA METODOLÓGICA OU UMA NOVA VISÃO DE MUNDO?
Thais Cristine Pinheiro; Murilo Westphal; Terezinha de Fatima Pinheiro
thais@icablenet.com.br

Os PCN-EM conclamam os professores a envolverem-se num processo de transformação da prática pedagógica, que privilegie o aluno, na busca da formação de um cidadão pleno. A abordagem CTS surge como uma forma de ver o conhecimento como um todo, socialmente construído, e pode servir de inspiração para uma postura escolar menos impositiva e dogmática, que priorize a reflexão crítica e a construção do conhecimento em um cidadão apto para intervir de forma consciente na sociedade. Pretende-se, através do diálogo entre autores de diferentes áreas, apontar para a necessidade desta transformação e para a relação que esta tem com as visões epistemológica e ideológica dos envolvidos. Diferentemente do focar ingênuo e restrito nas tão propaladas mudanças metodológicas, dirige-se o olhar aos elementos que as antecedem e as determinam, buscando estabelecer vinculações entre a postura pedagógica e o conjunto de convicções e convenções sociais a que cada professor está atrelado.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ABORDAGEM DE TÓPICOS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL UTILIZANDO UM LIVRO PARADIDÁTICO NO ENSINO FUNDAMENTAL
Mauro Sérgio Teixeira de Araújo; Cristina do Carmo dos Santos
maurostaraujo@ig.com.br

Foram investigadas algumas contribuições do uso de um livro paradidático como estratégia de ensino de tópicos de Educação Ambiental com alunos do Ensino Fundamental de uma escola pública da periferia de São Paulo, tendo como objetivos modificar a dinâmica das aulas, intensificando as relações professor-aluno e aluno-aluno visando estimular a aprendizagem e promover a incorporação de novas atitudes e comportamentos nos estudantes. A abordagem do tema saneamento básico facilitou sua contextualização em decorrência do estabelecimento de conexões com as experiências vivenciadas pelos estudantes no seu cotidiano, atendendo diretrizes da atual LDB. Constatou-se que a linguagem clara e objetiva do livro e os exemplos relacionados ao cotidiano foram facilitadores do desenvolvimento cognitivo dos estudantes. Testes de hipóteses aplicados às avaliações indicaram que os alunos que acessaram o livro apresentaram rendimento estatisticamente superior aos demais, acreditando-se que o livro paradidático contribuiu para melhorar a qualidade do ensino, tornando a aprendizagem mais significativa.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ABORDAGEM INTEGRADA NO TEMA VIVER MELHOR TERRA: O ENSINO ORIENTADO PARA A APRENDIZAGEM BASEADA NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS COMO VEÍCULO DE INTEGRAÇÃO DE SABERES EM CIÊNCIAS FÍSICAS E NATURAIS
Manuel Joaquim Cuiça Sequeira e Luísa Natália Ferraz
msequeira@iep.uminho.pt

O movimento de inovação curricular que se vive no Sistema Educativo Português e se concretiza no projecto Gestão Flexível do Currículo reforça a importância da interdisciplinaridade e da formação integral dos alunos através da articulação e contextualização dos saberes. A presente investigação enquadra-se neste âmbito e centra-se em torno do seguinte objectivo: investigar se uma abordagem de ensino integrado das Ciências Físicas e Naturais, usando como estratégia a Aprendizagem Baseada na Resolução de Problemas, é mais eficaz do que a abordagem disciplinar/tradicional em termos de desenvolvimento de competências no tema Viver Melhor na Terra. Consistiu num estudo experimental em que se compararam os estados inicial e final em alunos de duas turmas do nono ano. Os resultados apontam para uma maior eficácia da abordagem integrada no desenvolvimento de competências ao nível da interligação de conhecimentos, dos saberes disciplinares no âmbito da Física e da Biologia e da resolução de problemas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA E UM GRUPO DE PROFESSORES EM FORMAÇÃO CONTINUADA
Rogério G. Nigro, Maria A. Azevedo e Jorge L. Narcizo Jr
rognig@uol.com.br

Neste trabalho apresentamos um perfil de um grupo de 24 professores de 1ª a 4ª série, envolvidos num projeto de formação continuada cujo um dos objetivos é a promoção da alfabetização científica. Através da análise das respostas a um questionário verificamos elementos relacionados à rotina semanal dos alunos destes profissionais, bem como os objetivos atribuídos por estes docentes às Ciências na escola. Constatamos que ‘atividades’ parecem ser os principais ‘alicerces’ do planejamento destes professores, os quais indicam predominantemente que o ensino de ciências deve objetivar a educação ambiental e o ensino-aprendizagem de conceitos. Nossa conclusão é que muitos destes docentes ainda não conseguem explicitar claramente o que a idéia de alfabetização científica possa implicar para os seus objetivos dentro do ensino de ciências, apesar de, em seu estágio atual de desenvolvimento profissional, reconhecerem que o ensino-aprendizagem desta disciplina deve contrapor-se à preparação específica de cientistas ou de técnicos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AMBIENTE DE APRENDIZAGEM PARA O MODELAMENTO DE ENERGIA
João Paulino Vale Barbosa e A. Tarciso Borges
tarciso@coltec.ufmg.br

Nesse trabalho, descrevemos uma proposta de modelamento do conceito de energia em um ambiente de aprendizagem que coloca os alunos como atores principais do processo de aprendizagem. O objetivo do ambiente é propiciar aos estudantes oportunidades de sofisticação dos seus modelos e de apropriação do vocabulário científico usado para falar de energia. Defendemos que a construção do conhecimento se dá através de interações recíprocas entre os alunos em uma rede de cognições mediada pelo professor, através de debates, estudos de textos e atividades experimentais, numa estratégia de alternância interações-debate. A mediação do professor, estabelecida nas ações pedagógicas, é fundamentada a partir do conhecimento inicial dos alunos, analisados a partir de um pré-teste e em depoimentos iniciais, levando-se em conta os estudos sobre concepções prévias conhecidas da literatura.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AMPLIANDO O CONCEITO DE TEMPO ATRAVÉS DA INSERÇÃO DA TEORIA DA RELATIVIDADE RESTRITA NO ENSINO MÉDIO
Ricardo Avelar Sotomaior Karam, Sônia Maria Silva Corrêa de Souza Cruz e Débora Coimbra
ricardokaram@hotmail.com

Neste trabalho procuramos analisar a pertinência de uma discussão fundamentada sobre o conceito de tempo para o ensino da Teoria da Relatividade Restrita em nível médio. Baseados na concepção de aprendizagem, na qual objetiva-se edificar as zonas proximais de um perfil conceitual, realizamos uma intervenção em sala de aula que, entre outros objetivos, buscou ampliar o conceito de tempo que os estudantes possuíam, por meio da construção da noção de tempo relativístico. Elaboramos um instrumento para analisar as idéias dos estudantes sobre tempo (pré-teste), que também serviu para fundamentar a opção metodológica adotada na intervenção. Neste sentido, procuramos organizar a análise dos resultados do questionário inicial, apresentando a descrição de alguns episódios de ensino relevantes e as respostas dos educandos de modo a apontar a proficuidade da metodologia escolhida.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANALISANDO NOVAS PROPOSTAS DE ENSINO ATRAVÉS DA DIDÁTICA FRANCESA.
Andre Machado Rodrigues, Ivan Gurgel, Mauricio Pietrocola
andremr@if.usp.br

Este trabalho busca analisar novas propostas de ensino feitas por alunos do final do curso de licenciatura em Física. O objetivo principal é mostrar quais novos conteúdos são selecionais por eles, revelando como valores sociais aparecem nestas propostas. Para este fim utilizaremos como referencial a didática francesa, especificamente a Teoria da Transposição Didática, elaborada por Yves Chevallard, e o conceito de práticas sociais de referência, elaborado por Jean-Louis Martinand.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE COMPORTAMENTAL DO MODELO DE MUDANÇA CONCEITUAL
Guilherme Chirinéa, Jair Lopes Junior
chirineagui@yahoo.com.br

Utilizando-se como referencial teórico o Behaviorismo Radical, analisa-se o modelo de mudança conceitual. Considerando estudos que ilustram a difusão posterior do modelo em trabalhos empíricos, descrevem-se medidas comportamentais que parecem fundamentar inferências sobre a ocorrência ou não da mudança conceitual, analisando se e como o tratamento de tais medidas foi considerado em alguns dos artigos que expressam uma revisão crítica do modelo. Argumenta-se que tais artigos falham em descrever semelhanças e diferenças dos instrumentos e das interações que definem a obtenção das medidas comportamentais de conhecimentos (e não de respostas) prévios e posteriores à intervenção, bem como as intervenções intencionalmente planejadas e as condições de avaliação que sucedem a tais intervenções.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DAS INTERAÇÕES DISCURSIVAS EM SALA DE AULA DURANTE A REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES INVESTIGATIVAS: UM INSTRUMENTO À FAVOR DA APRENDIZAGEM NO ENSINO DE CIÊNCIAS
Dulcimeire Aparecida Volante Zanon; Denise de Freitas
cdzanon@uol.com.br

Este artigo tem como objetivo analisar as interações discursivas em sala de aula durante a realização de atividades investigativas no ensino de Ciências. Essas atividades podem ser entendidas como situações em que o aluno aprende ao envolver-se progressivamente com as manifestações dos fenômenos naturais, fazendo conjecturas, experimentando, errando, interagindo com colegas, com os professores, expondo seus pontos de vista e confrontando-os com outros e com os resultados experimentais para testar sua pertinência e validade. No início da escolarização, sua relevância é ainda maior, pois auxilia os alunos a atingirem níveis mais elevados de cognição de modo a facilitar a aprendizagem de conceitos científicos. O instrumento analítico desenvolvido por Mortimer e Scott (2003) permitiu revelar as dinâmicas interativas e os fluxos de discurso numa sala de aula de 3ª série do ensino fundamental, ajudando a compreender aspectos importantes da prática docente e do processo de aprendizagem dos alunos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DAS INTERAÇÕES ONLINE DE UM GRUPO DE TRABALHO MULTIDISCIPLINAR EM UM CURSO DE AVALIAÇÃO DE RISCO À SAÚDE HUMANA POR EXPOSIÇÃO A RESÍDUOS PERIGOSOS
Fabiano Brum, Miriam Struchiner e Vinicius F. C. Ramos
fabibrum@yahoo.com.br

Este artigo descreve a utilização inicial de um modelo de análise de conteúdo de comunicações mediadas por computador, com o objetivo de avaliar o papel da ferramenta de comunicação “Sala de Reunião” na aprendizagem colaborativa multidisciplinar. A Sala de Reunião faz parte de um ambiente de aprendizagem online, e permite que grupos de alunos discutam sobre a resolução de problemas, compartilhem suas respostas individuais, assim como arquivos de interesse do grupo. As interações analisadas ocorreram durante um curso online cujo objetivo é formar equipes multidisciplinares de avaliação de risco à saúde. A análise de conteúdo das mensagens eletrônicas demonstrou que: pode ajudar na avaliação da formação de equipes e de ambientes de aprendizagem; para obter análises mais completas, é preciso também observar a atividade cognitiva e as habilidades metacognitivas presentes nas interações; e ainda, possibilita detectar aspectos a serem melhorados na ferramenta e elaborar as respectivas modificações.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DE CONCEITOS DA ASTRONOMIA KEPLERIANA EM MANUAIS DIDÁTICOS DE FÍSICA
Benjamin gomes e Tereza Fachada Levy Cardoso
tereza@levycardoso.com.br

No atual contexto educacional, o livro didático representa a principal ferramenta de que o professor dispõe para o ensino de ciências nas instituições públicas de ensino médio. Porém verifica-se que muitos destes livros promovem mais um treinamento em resoluções de problemas de física do que propriamente construção de conhecimento. Nesta conjuntura, o papel da história da ciência pode ser de grande auxílio na aprendizagem, através da apresentação de como uma teoria foi desenvolvida. Todavia, existe um revés ao se colocar em manuais didáticos textos históricos descontextualizados e factuais. Nesta pesquisa verifica-se a convergência de assuntos que são transmitidas para os estudantes em textos históricos da astronomia kepleriana, nos capítulos de gravitação. Também se propõe uma inter-relação histórica que demonstre como o conhecimento sobre o sistema de mundo aceito em nossos dias, foi desenvolvido através dos tempos até os dias de Kepler

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DE UM EPISÓDIO DE ENSINO ENVOLVENDO O USO DE UM TEXTO PARADIDÁTICO EM AULAS DE FÍSICA EM UMA SALA DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
Alice Assis e Odete Pacubi Baierl Teixeira
assis_alice@yahoo.com.br

Este trabalho trata da análise do uso de um texto paradidático, intitulado “Nosso Universo”, em aulas de Física em uma sala de educação para jovens e adultos, com o objetivo de avaliar as relações dialógicas entre professor e alunos, mediadas pela utilização do referido texto. Assim, o objeto de análise deste trabalho corresponde ao discurso do professor enquanto mediador da interação entre aluno-texto e o discurso do aluno enquanto participante de um espaço dialógico de ensino-aprendizagem. Desse modo, foram elaboradas duas categorias de análise que visam à compreensão das características das argumentações discentes e da intervenção docente acerca da interação entre professor, alunos e texto, provenientes desse contexto específico de sala de aula. O presente trabalho corresponde a um estudo de caso por ser delimitado à análise de um único e específico objeto de estudo, realizado dentro de uma abordagem qualitativa.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DE UM MODELO DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA NO CONTEXTO DA ESCOLA EM QUE ATUAM
Heliete Meira Coelho Arruda Aragão e Carlos Eduardo Laburú
phtd@rantac.net

Este trabalho relata uma pesquisa com foco na Formação Docente. Nossa análise estabeleceu um olhar para uma escola, autora do projeto de formação continuada de seus professores, com características não formais e não convencionais, revelando o movimento desenvolvido na busca de aperfeiçoar os fazeres docentes e resolver os problemas cotidianos, bem como as contribuições para com o desenvolvimento profissional dos professores de Ciências e Matemática. A investigação, com base qualitativa, considerou a concepção indiciária de Ginzburg respondendo as questões: quais as concepções envolvidas em um modelo de formação promovido no interior de uma escola particular da região central de Londrina/PR e quais as contribuições que este modelo proporciona aos professores das Áreas de Ciências e Matemática nos seus fazeres docentes? As principais fontes de informações foram entrevistas, análise de documentos e observação participante. Como aporte teórico, tomamos Imbernóm, Zeichner e Thurler como principais referenciais subjetivos para a leitura dos dados.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DE UMA PROPOSTA DE ENSINO DE REAÇÕES QUÍMICAS ENTRE COMPOSTO INORGÂNICOS REFERENCIADA EM MECANISMOS DE REAÇÃO
Claudia Schneiders Nardin, Tania Denise Miskinis Salgado, José Cláudio Del Pino
delpinopt@yahoo.com.br

Esta investigação analisa os resultados da aplicação de uma proposta metodológica de ensino sobre reações químicas entre compostos inorgânicos referenciada em mecanismos de reação, numa escola técnica de nível médio de ensino. As atividades foram desenvolvidas em duas turmas do segundo ano do Curso Técnico em Química, e a avaliação de sua execução foi efetivada pela aplicação de questionários, entrevistas e prova escrita. Os resultados mostram que houve diferença de aprendizagem e satisfação com a estratégia de ensino utilizada. A média de acertos obtidos na turma A foi de 71,6% e na turma B 54,5%, e as principais dificuldades apresentadas pelos estudantes se relacionam às ligações químicas. A análise das avaliações mostra que a abordagem proposta teve efeitos positivos sobre a maioria dos alunos em termos de mudança de atitudes e de motivação, com maior envolvimento em sua aprendizagem, e de aprendizagem dos conteúdos pela utilização de modelos atômico-moleculares.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DO DESEMPENHO DE LICENCIANDOS NA APLICAÇÃO DE UMA PROPOSTA DE ELETRODINÂMICA
Cléverson Mota Pereira, Roberto Nardi e Dirceu da Silva
cleverson@fc.unesp.br

A pesquisa, de natureza qualitativa, consistiu em um estudo de caso que buscou analisar a atuação de dois alunos do Curso de Licenciatura em Física da Unesp – Campus de Bauru numa situação de sala de aula. Aplicou-se uma seqüência de atividades experimentais de ensino sobre Eletrodinâmica para uma turma de 30 alunos de Ensino Médio por dois licenciandos durante a execução de um módulo dentro das atividades do Curso intitulado “O Outro Lado da Física”, parte integrante do estágio supervisionado previsto ao final das disciplinas de Prática de Ensino de Física. As atividades foram filmadas e posteriormente discutidas com os ministrantes e seus pares, alunos do curso de licenciatura em Física. Analisou-se uma entrevista dos dois licenciandos ao término do módulo utilizando-se como guia, elementos da Análise de Discurso com o intuito de melhor compreender as falas dos estudantes, selecionando-se episódios de ensino contendo aspectos de ordem disciplinar, didáticos e dialógicos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DO DISCURSO NA DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA - UM CASO DE QUÍMICA
Paula Porto Brotero
pbrotero@iq.usp.br

Usamos alguns referenciais teóricos da linha francesa de Análise do Discurso para entender alguns elementos da construção de sentido em um texto de divulgacão científica potencialmente utilizável por professores de química de Ensino Médio. Observamos uma tentativa de anulação da subjetividade pelo discurso relatado, enunciador genérico e uso exagerado de cifras na construção da argumentação. A veiculação de informações desatualizadas e tendenciosas mostra uma visão ligada à produção industrial e necessidade de propaganda do produto, disfarçada de divulgação do conhecimento químico. Esta perspectiva ideológica subjacente muitas vezes não é levada em conta na escolha e uso dos textos em sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DO ÍNDICE DE APROVEITAMENTO DAS QUESTÕES OBJETIVAS DAS PROVAS DE QUÍMICA E DE BIOLOGIA DO VESTIBULAR DA UFRN: UM ESTUDO COMPARATIVO DOS CANDIDATOS DE ESCOLAS PÚBLICAS E PRIVADAS NO PERÍODO DE 2003 A 2005
Márcia Adelino da Silva Dias; Wilson Costa Soares; Iloneide Carlos de Oliveira Ramos; Isauro Beltrán Nuñez
adelinomarcia@yahoo.com.br

A prova do vestibular, aplicada para selecionar os candidatos que deverão ocupar as vagas nos cursos oferecidos pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) se constitui no objeto de estudo desta pesquisa, que faz parte do projeto: A passagem do ensino médio a UFRN - estudos sobre o acesso, permanência e a qualidade do Ensino Médio, da Base de Pesquisa Formação e Profissionalização Docente da UFRN. Foram analisados os índices de aproveitamento obtidos nas perguntas objetivas das provas de Química e de Biologia, do vestibular da UFRN, do período de 2003 a 2005, por estudantes que concluíram o ensino médio nas escolas públicas e em escolas privadas do RN. A partir dos resultados apresentados, pode-se afirmar que, nesses exames, o índice de aproveitamento dos candidatos que estudaram nas escolas privadas não apresentou diferenças significativas em relação ao obtido pelos candidatos das escolas públicas (estadual/federal). Palavras-chave: vestibular, seleção, escola, pública, privada.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DO VÍNCULO ENTRE GRUPO E PROFESSORA NUMA AULA DE CIÊNCIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Zenaide F. D. C. Rocha, Marcelo Alves Barros, Carlos Eduardo Laburú
m.m.barros@uol.com.br

O objetivo desse trabalho consiste em investigar a dinâmica de um grupo de aprendizagem no ensino fundamental. O grupo selecionado para a pesquisa constitui-se de quatro alunos do II Ciclo do Ensino Fundamental (3ª e 4ª séries). Os dados foram coletados no 1º semestre de 2004, mediante gravação das aulas em vídeo, numa escola pública do município de Londrina-Paraná. O referencial teórico utilizado para análise e interpretação dos dados é de orientação psicanalítica, particularmente a Teoria do Vínculo de Pichon-Rivière. Entre os resultados encontrados destacamos o vínculo grupo-professor estabelecido pelo grupo em sua evolução. Concluímos discutindo alguns aspectos relevantes a serem levados em consideração na promoção e sustentação da aprendizagem em grupo em sala de aula. Palavras-chave: Psicanálise e Educação, Ensino de Ciências, Grupo de Aprendizagem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DOS TRABALHOS APRESENTADOS NOS ENCONTROS DE DEBATES SOBRE O ENSINO DE QUÍMICA DE 1999 A 2003
Cristiane Andretta Francisco e Salete Linhares Queiroz
andretta@iqsc.usp.br

Este trabalho analisa os resumos apresentados nos Enscontros de Debates Sobre o Ensino de Química realizados no período de 1999 a 2003. Os resumos são estudados em função dos seguintes aspectos: ano de apresentação, local de produção da pesquisa, nível de escolaridade abrangido nos trabalhos e o foco temático do estudo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISES PRELIMINARES DE REVISTAS DA ÁREA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA
Marinez Meneghello Passos, Roberto Nardi e Sergio de Mello Arruda
marinezmp@sercomtel.com.br

Este trabalho visa apresentar algumas considerações relacionadas a artigos publicados em periódicos de âmbito nacional da área de Educação Matemática. Os seguintes periódicos fizeram parte dessa análise: Boletim do GEPEM, Bolema, Educação Matemática em Revista, Zetetiké e Educação Matemática Pesquisa. Para a sistematização das informações foram destacadas as palavras-chave apresentadas pelos artigos e para os artigos que não as possuíam foi sugerida uma maneira de construí-las.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANALOGIAS E METÁFORAS NA EDUCAÇÃO AFETIVO-SEXUAL
Ronaldo Luiz Nagem; Silvia Eugênia do Amaral
nagem@twi.com.br;seamaral2000@yahoo.com.br

Esse estudo discute duas questões relativas à educação sexual e as analogias e metáforas como recursos de pesquisa e ensino nessa área. A primeira é sobre a questão da construção da identidade de gênero no Brasil a partir das analogias oriundas das denominações populares (ou metafóricas) dos termos: genitais masculinos, genitais femininos e intercurso sexual; A segunda compara as correntes metodológicas da Educação Afetivo-Sexual de ATUCHA (apud YAÑES 1991) com a teoria das Metáforas Conceituais de LAKOFF & JOHNSON (2002). Os resultados apontam algumas considerações sobre o envolvimento dessas analogias e metáforas na educação sexual e sugerem o uso metodológico das mesmas como ferramentas educacionais, permitindo a revisão de conceitos, comportamentos e crenças morais, contribuindo com a desconstrução de mitos, ideologias discriminadoras e tabus..

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANALOGIAS E METÁFORAS NO ENSINO DE BIOLOGIA: A ÁRVORE DA VIDA NOS LIVROS DIDÁTICOS
Ronaldo Luiz Nagem e Maria de Fátima Marcelos
fatimamarcelos@yahoo.com.br

O objetivo desse trabalho é analisar como a analogia da “Árvore da Vida”, desenvolvida por Charles Darwin na obra A Origem das Espécies, é abordada em alguns dos livros didáticos de Biologia utilizados atualmente no Brasil. Faz uma breve explanação sobre o uso de analogias e metáforas no ensino e do seu papel como recurso cognitivo, com destaque para os estudos sobre seus usos em livros didáticos. Descreve e analisa a “árvore” de Darwin (2004), comparando-a com a forma como aparece no material pesquisado. Foram analisados textos, exercícios e ilustrações em 07 livros de Biologia para alunos de 15 a 17 anos. A pesquisa indica uma abordagem não sistemática dessa analogia e, ao mesmo tempo, mostra pouca semelhança entre a árvore da vida original e as apresentadas no material estudado. Propõe ainda cautela ao se trabalhar com analogias em livros didáticos, para evitar o desenvolvimento de obstáculos epistemológicos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANALOGIAS PARA O CONCEITO DE INCOMPATIBILIDADE SANGÜÍNEA A PARTIR DE UM MODELO DE ENSINO
Ana Maria Senac Figueroa; Ronaldo Luiz Nagem; Ewaldo Melo de Carvalho
anasenac@uol.com.br

O foco central deste trabalho é mostrar a possibilidade de elaboração de analogias novas, a partir de um modelo de ensino. Para tanto, utiliza a Metodologia de Ensino com Analogias – MECA – para tentar verificar a potencialidade do modelo que chamamos de café com leite, para a compreensão do conceito de incompatibilidade sangüínea. Enfatiza a importância à contribuição dos alunos na criação de analogias próprias.Verifica a possibilidade de avaliação da compreensão do conceito pelo aluno para proporcionar reflexão sobre a sua própria aprendizagem. Expõe alguns aspectos de teorias de aprendizagem e suas relações com analogias e modelos.Apresenta a pesquisa realizada e seus resultados. A discussão final mostra a análise de resultados dentro da sala de aula, os limites e os alcances das analogias utilizadas didaticamente e as perspectivas que esse estudo pode apresentar para a melhoria da qualidade do ensino de ciências.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



APLICAÇÃO DA LINGÜÍSTICA TEXTUAL COMO METODOLOGIA DE ANÁLISE DO DISCURSO EM PESQUISA EM EDUCAÇÃO
Francisco Amancio C. Mendes, Cristiano Rodrigues de Mattos
profkiko2@yahoo.com.br

Este trabalho visa apresentar uma metodologia para análise de dados de pesquisa em educação baseada na análise do discurso, balizada pela lingüística textual. O discurso dos agentes participantes são considerados em suas múltiplas vozes, nas construções frásicas e nos intertextos produzidos em suas interações dialógicas. Esta metodologia já foi aplicada com sucesso (MENDES, 2004) no uso de dados obtidos em discussões realizadas em chats. A análise do discurso dos educandos e dos professores nos leva a um melhor entendimento e compreensão da sua fala, da sua “voz”, ou seja, do seu estado cognitivo, permitindo uma avaliação preliminar dos níveis de desenvolvimento real/potencial, ou seja, da zona de desenvolvimento imediato (VIGOTSKI, 1998). Palavras-chave: Lingüística textual, Ensino-Aprendizagem, chat, Interação, Discurso.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



APRENDER COM HISTORIETAS DESDE AS PEGADAS INICIAIS: A CONSTRUÇÃO DO PESQUISADOR
Maria do Carmo Galiazzi
carmo@mikrus.com.br

Apresentam-se os resultados de pesquisa conduzida em uma comunidade de aprendizagem com professores e estudantes de um Programa de Mestrado em Educação Ambiental durante o ano de 2003. O tema de pesquisa foi o processo de construção do projeto da dissertação, defendido após o primeiro ano do curso. A pesquisa foi desenvolvida a partir da questão: Qual o significado da construção do projeto de dissertação para os alunos do Mestrado? Foram entrevistados 15 alunos e o processo de análise apoiou-se nos princípios da análise textual qualitativa (MORAES E GALIAZZI, 2005). As transcrições das entrevistas, as unidades de significado e os diferentes passos da análise foram disponibilizados em um grupo fechado da Web. As categorias apresentadas neste texto, em uma perspectiva da pesquisa narrativa (CLANDININ e CONNELLY, 2000) são: o delineamento do projeto; a construção do objeto de pesquisa e as dificuldades dos mestrandos neste processo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



APRENDIZAGEM COM SIGNIFICADO
OPHELIO WALKYRIO DE CASTRO WALVY e GLÓRIA REGINA PESSÔA CAMPELLO QUEIROZ
ophwalvy@yahoo.com.br

APRENDIZAGEM COM SIGNIFICADO Resumo O presente trabalho procura enfatizar a importância da relação ensino-aprendizagem de conteúdos da disciplina Matemática em um ambiente escolar com alunos do ensino médio e do ensino técnico e o quanto esta aprendizagem deve estar rica em conteúdo de significados para esses alunos. Busca apresentar uma experiência realizada em sala de aula com alunos do ensino médio de uma Escola Pública Federal, procurando ressaltar a grande contribuição que nos foi inspirada por Paulo Freire, um dos maiores educadores/pensadores brasileiros, que acreditava em uma aprendizagem significativa. Palavras-chave: Ensino Médio e Técnico; Ensino-Aprendizagem de Matemática; Aprendizagem com significado; Experiência em sala de aula; Situações-problema.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



APRENDIZAGENS EM BIOLOGIA A PARTIR DA VISITA AO MUSEU DE ZOOLOGIA
Martha Marandino (FEUSP), Mirian D. Marques (MZUSP), Elisabeth Zolcsak (MZUSP), Antônio Carlos Amorim (FEUNICAMP), Silvia L. F. Trivelato (FEUSP), Márcia Fernandes Lourenço (MZUSP), Cristina Barão (FEUNICAMP)
marmaran@usp.br

A dimensão da comunicação e o projeto educativo nos museus de ciências têm trazido o público para o centro do palco, foco dos investimentos e das investigações no campo da educação em museus. Este trabalho, parte de uma pesquisa inter-institucional realizada pela FEUSP e Museu de Zoologia da USP e financiada pelo CNPq, possui como focos teórico-metodológicos: 1) o estudo das interações discursivas com intenção de compreender aspectos relativos aos processos de aprendizagem em museus de ciências e 2) a compreensão sobre qual biologia/zoologia o público apreende ao visitar o Museu de Zoologia, ou seja, quais “percursos” o público reconstrói e que relações estabelece entre biologia e cultura a partir desta experiência. A pesquisa encontra-se na fase de levantamento da literatura sobre o tema e de finalização do desenho metodológico para início da coleta de dados. Apresentamos aqui, além dos aspectos metodológicos, uma breve revisão bibliográfica e algumas considerações gerais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



APROXIMAÇÕES ENTRE O SENTIDO HISTÓRICO DE “PROGRESSO” NA EVOLUÇÃO BIOLÓGICA E CONCEPÇÕES APRESENTADAS POR PROFESSORES DE BIOLOGIA
Fernanda Aparecida Meglhioratti, Jehud Bortolozzi e Ana Maria de Andrade Caldeira
fglio@fc.unesp.br

A Biologia é composta de um campo diversificado de conhecimentos, no entanto, apresenta eixos que lhe oferecem sustentação e contextualização, tais como a evolução e a construção histórica da Biologia. A contextualização histórica permite compreender as interfaces das diferentes áreas inseridas dentro da Biologia, a coerência interna dos conceitos elaborados e a influência de fatores externos (entre eles, econômico, político, cultural e social) no desenvolvimento da ciência. Tendo em vista a importância tanto do conceito de Evolução Biológica como de seus aspectos históricos, objetivamos: (1) compreender aspectos históricos do conceito de evolução biológica e sua relação com a visão de “progresso”; e (2) analisar concepções de professores de Biologia que apresentam componentes progressivos associados ao conceito de Evolução.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS “VOZES” QUE CONSTITUEM OS DISCURSOS DE PROFESSORES DE FÍSICA DO RIO DE JANEIRO SOBRE O LABORATÓRIO DIDÁTICO
Saionara Moreira Alves das Chagas, Isabel Martins
saionarachagas@yahoo.com.br

Este trabalho discute se e como as vozes de pesquisadores em ensino de física atravessam as enunciações de um grupo de professores de física entrevistados acerca de suas experiências no/com o laboratório didático, utilizando como categorias de análise, alguns casos da polifonia de Ducrot , Maingeneau e Authier- Revuz para a heterogeneidade mostrada. São eles: subentendidos, negação polêmica, uso de conjunções adversativas, ironia, discurso relatado direto e discurso indireto. Além disso, verificamos a presença de intertextos nas enunciações dos professores, que evidenciam o uso de “já-ditos” dos pesquisadores em ensino de física. As análises revelam apropriações de conceitos, opiniões acerca de sugestões e abordagens presentes na literatura e posicionamentos em relação ao sentido das atividades prático-experimental em aulas de física, contribuindo com elementos para uma discussão acerca das implicações didáticas da pesquisa em ensino de física.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS ANALOGIAS NO ENSINO DE CONTEÚDOS CONCEITUAIS DE FÍSICA
Leandro Londero da Silva, Eduardo A. Terrazzan
leandro_londero@mail.ufsm.br

O presente trabalho é parte de uma pesquisa que objetiva estudar as contribuições e as limitações do uso de Atividades Didáticas Baseadas em Analogias no ensino de conteúdos conceituais de Física. Sendo assim, consideramos a preocupação em avaliar a influência das analogias na aprendizagem dos alunos. Os resultados obtidos mostram que o significado que cada aluno adquiriu dos conceitos foi formado a partir do conjunto de relações analógicas que estabeleceu. Não podemos afirmar que os alunos compreenderam os conceitos. Contudo, permanecem idéias recém construídas na estrutura cognitiva, que podem facilitar futuras aprendizagens. Os resultados que possuímos não nos permitem afirmar que os baixos índices de aproveitamento dos alunos em algumas tarefas são devido a uma deficiência conceitual. Outro fator que pode estar relacionado é uma deficiência procedimental, em virtude da carência de procedimentos que não foram suficientemente ensinados, entre eles: estabelecer relações, levantar hipóteses, identificar, escrever, etc.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS CONCEPÇÕES ALTERNATIVAS DOS ALUNOS COMO REFERENCIAL PARA O PLANEJAMENTO DE AULAS DE CIÊNCIAS: ANÁLISE DE UMA EXPERIÊNCIA DIDÁTICA PARA O ESTUDO DOS RÉPTEIS
EDSON SCHROEDER, MARISTELA G. GIASSI, TATIANA C. MENESTRINA
edi.bnu@terra.com.br

Os alunos trazem à sala de aula um sistema explicativo alternativo (concepções), diferente dos saberes científicos apresentados pela escola. Este fato é essencialmente importante, uma vez que os professores podem acreditar que a apropriação de um conhecimento acontece pela simples transmissão. As concepções alternativas são explicações funcionais para os objetos e fenômenos que precisam ser conhecidas e levadas em consideração pelos professores de Ciências. Muitas delas acabam se transformando em obstáculos à aprendizagem. Emerge, portanto, a idéia do objetivo-obstáculo como elemento basilar para o planejamento das aulas. A idéia de objetivo-obstáculo, proposta por Martinand, aponta para a possibilidade de pensarmos um planejamento que leve em consideração as concepções alternativas que os alunos trazem à sala de aula com seus obstáculos subjacentes. Por fim, apresentamos uma experiência didática para o estudo dos répteis, vivenciada em aulas de Ciências tendo-se o objetivo-obstáculo como referencial para análise de uma prática docente

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS CONCEPÇÕES DE BIODIVERSIDADE NOS PROFESSORES DE BIOLOGIA
Leonardo Basso de Oliveira e Clarice Sumi Kawasaki
leobasso@terra.com.br

O termo biodiversidade teve origem dentro do contexto da Biologia e na medida em que foi se popularizando passou a agregar novos significados, presentes na escola e na sociedade. Esta pesquisa investigou, através da abordagem qualitativa, as diferentes concepções de biodiversidade em professores de Biologia. Partindo de uma revisão da literatura e utilizando entrevistas semi-estruturadas o que se percebe é a construção de quatro categorias de análise relacionadas às concepções de biodiversidade: definições científicas, concepções para além do contexto científico utilizando outros referenciais, valores agregados no contexto social e abordagens no ensino. Esta pesquisa também identificou os contextos e referenciais que originam as concepções. O presente trabalho apresentou, além da variedade de concepções e contextos de biodiversidade possíveis, tanto no âmbito da literatura científica como no âmbito da produção e ensino do conhecimento científico, as relações deste conceito com outros conceitos e processos, trazendo uma visão mais globalizada da Biologia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS DE CIÊNCIA DE LICENCIANDOS EM FÍSICA E AS SUAS RELAÇÕES COM A FORMAÇÃO DO SUJEITO PROPOSTA PELAS DIRETRIZES DOS PCNS DO ENSINO MÉDIO
Rodrigo Drumond Vieira; Carlos Eduardo Porto Villani; Silvania Sousa do Nascimento
rodrigo_vdrumond@yahoo.com.br

Este trabalho buscou compreender as relações entre as concepções pedagógicas de ciência e práticas docentes e focalizou-se em licenciandos em Física, freqüentes na disciplina Prática de Ensino II. Primeiramente, as concepções pedagógicas de ciência dos licenciandos foram sondadas no início da disciplina de maneira a verificar a sua compatibilidade com as diretrizes dos PCNs. Numa segunda etapa, foi escolhido dentre o grupo pesquisado um licenciando com a concepção pedagógica de ciência mais compatível com as orientações dos PCNs. Analisamos um episódio de ensino desse licenciando gravado em vídeo no qual verificamos, por meio de uma estrutura de análise de interações discursivas (MORTIMER & SCOTT, 2003), como a concepção sondada se relaciona com alguns elementos presentes na prática docente. Por fim, verificamos que essa prática contribuiu para a formação de alunos do Ensino Médio em concordância com as diretrizes de formação cidadã propostas pelos PCNs. Palavras-chave: PCNs, concepções pedagógicas de ciência, interações discursivas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS CONCEPÇÕES PRÉVIAS SOBRE O AR ATMOSFÉRICO E A APRENDIZAGEM DE CONCEITOS NA 5ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL.
Ana Cristina Leandro da Silva Libanore, Marcio Zolin, Maria Júlia Corazza-Nunes, Ana Lúcia Olivo Rosas Moreira e Polônia Altoé Fusinato
libanore@homenett.com.br

Este estudo foi desenvolvido com alunos da 5ª série do ensino fundamental de duas escolas públicas do Estado do Paraná e teve o objetivo de investigar a evolução do pensamento conceitual referente ao ar atmosférico. A pesquisa abrangeu uma amostragem de 60 crianças e foi realizada em três etapas. A etapa inicial consistiu de uma avaliação diagnóstica dos conhecimentos prévios manifestados pelos alunos através de desenhos e linguagem escrita. As idéias prévias dos estudantes e as situações problemas propostas durante o processo de ensino e aprendizagem levaram ao desenvolvimento de pesquisas em livros textos, experimentos e discussões. A avaliação das possíveis mudanças conceituais foi realizada durante as atividades desenvolvidas e na etapa final, quando foi solicitada a produção de um texto sobre o tema. A análise qualitativa dos dados demonstrou que muitas das idéias prévias dos alunos não foram totalmente substituídas pelos conceitos científicos trabalhados, revelando-se resistentes às mudanças.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS IMAGENS DA EMBRIOLOGIA ANIMAL: UMA ANÁLISE EM LIVROS DIDÁTICOS DE BIOLOGIA
Leila de Aragão Costa Vicentini Jotta e Maria Helena da Silva Carneiro
nutricel@uol.com.br

A embriologia estuda as etapas e os mecanismos de formação de embriões, cujo significado, para os seres vivos, está atrelado à perpetuação (não garantida) da espécie. O foco do presente trabalho é a análise das características da linguagem visual referente à embriologia animal, encontradas nos livros didáticos de Biologia (LDBio), na qualidade de limitadores ou promotores da aprendizagem. Foram analisadas as imagens, quanto a tipologia, morfologia e funcionalidade. Após a coleta de dados em dez capítulos contidos em oito livros, extraídos de seis coleções de LDBio destinadas ao Ensino Médio, eles foram computados e sistematizados em tabelas. Foram consideradas 190 imagens, inseridas nas 123 páginas efetivamente analisadas. Visando a contribuir para a atividade docente, esta pesquisa chegou a alguns parâmetros potencialmente eficazes para a análise de livros didáticos de Biologia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS INTERAÇÕES DISCURSIVAS NA CONSTRUÇÃO DE CONCEITOS CIENTÍFICOS.
Ana Cristina Cristo Vizeu Lima, Sheila Costa Vilhena Pinheiro, Paulo José Pinho dos Santos e Luciana Campos Neri
crisvizeu@uol.com.br

Neste artigo apresentamos a análise de discursos em aulas diferenciadas de ciências sobre ‘atmosfera’, em que a professora se propõe utilizar a construção compartilhada do conhecimento, partindo das concepções prévias dos alunos e das trocas de idéias entre alunos e professora. Nossa intenção é aprimorar e depurar nosso olhar reflexivo sobre nossas ações docentes em busca de tornar cada vez mais correspondentes nossas ações implementadas a nossas intenções pretendidas e, além disso, contribuir com as pesquisas sobre as interações discursivas em busca de práticas que sirvam de referência de estratégias significativas para a construção de conceitos científicos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS PESQUISAS EM HISTÓRIA DAS DISCIPLINAS ESCOLARES PODEM PROBLEMATIZAR A HISTÓRIA HEGEMÔNICA DO ENSINO DE CIÊNCIAS BRASILEIRO: O QUE HAVIA ANTES DO SPUTNIK?
Joanez Aparecida Aires e Edel Ern
joanez@icablenet.com.br

Estudos têm demonstrado que a história do Ensino de Ciências brasileiro tem sido pouco explorada nas teses e dissertações. Os poucos trabalhos que se reportam ao aspecto histórico, em geral, utilizam como referência alguns trabalhos que se tornaram paradigmáticos, os quais têm uma descrição hegemônica do período anterior à década de cinqüenta, sem que sejam empreendidas novas pesquisas empíricas referentes aquele período. O objetivo neste artigo será o de problematizar essa descrição, pois estaremos argumentando que, a partir de uma pesquisa sobre a história da disciplina escolar química em uma instituição de ensino secundário de Santa Catarina, verificou-se que em alguns colégios jesuítas do sul do Brasil, o ensino de ciências apresentava características diferentes daquelas descritas na maioria das pesquisas que se reportam à primeira metade do século XX.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ASPECTOS DA CULTURA CIENTÍFICA NUMA ATIVIDADE DE LABORATÓRIO ABERTO
Maria Candida Varone de Morais Capecchi e Anna Maria Pessoa de Carvalho
candcapecchi@yahoo.com.br

A partir de uma concepção de ensino - aprendizagem enculturação, este trabalho é voltado para o estudo do papel representado por atividades de laboratório na promoção de situações em que os estudantes entrem em contato com ferramentas da cultura cientifica, de forma a refletirem sobre o potencial das mesmas para a construção de significados. Os dados foram coletados em aulas de física para o primeiro ano do Ensino Médio de uma escola da rede pública de São Paulo, Brasil. Uma atividade de Laboratório Aberto, sobre o tema aquecimento, foi realizada, envolvendo a apresentação de um problema, seguida pelo planejamento e implementação de um experimento. As características da atividade, aliadas às intervenções da professora, proporcionaram aos estudantes oportunidades para pensar e tomar decisões sobre aspectos significativos da cultura científica. As ações dos estudantes envolveram a identificação do problema e das variáveis envolvidas em sua solução, o estabelecimento de padrões para comparação de resultados e a observação do potencial da linguagem matemática para a construção de significados. Palavras-chave: enculturação em ciências; laboratório; ferramentas culturais; ensino de ciências

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ASPECTOS ESTRUTURAIS DOS MODELOS INICIAIS DE ENERGIA
A Tarciso Borges e João Paulino Vale Barbosa
tarciso@coltec.ufmg.br

Neste trabalho apresentamos o referencial teórico para a análise dos aspectos estruturais dos modelos mentais de energia de estudantes do ensino médio. A análise se dá ao longo de dois eixos: por um lado examinamos como os estudantes utilizam o conceito de energia para formular explicações causais. O segundo eixo é o que denominamos aspecto ontológico: como os estudantes concebem energia, se como coisa ou processo, se material ou imaterial, se concreta ou abstrata. A literatura sobre os modelos e concepções de estudantes da educação básica sugere que os estudantes tendem atribuir diferentes estatutos causais e ontológicos a energia, concebendo como uma substancia material ou um princípio causador de efeitos e transformações em outros corpos. A literatura destaca também a dificuldade dos estudantes apropriarem de modelos mais sofisticados de energia na educação média, o que exigiria mudança nos pressupostos ontológicos atribuídos à idéia de energia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ASPECTOS TEÓRICO-METODOLÓGICOS DA ANÁLISE DAS DINÂMICAS DISCURSIVAS DAS SALAS DE AULA DE CIÊNCIAS
Adjane da Costa Tourinho e Silva; Eduardo Fleury Mortimer
adtourinho@terra.com.br

Este artigo apresenta uma discussão teórico-metodológica para análise das dinâmicas discursivas de salas de aulas de ciências, a qual faz uso de um esquema analítico proposto por Mortimer e Scott (2003) e de um software (videograph) para codificação de dados de vídeo. A metodologia aqui proposta tem sido utilizada e desenvolvida em uma pesquisa que, tomando os aportes da corrente sócio-histórica e seguindo a lógica da etnografia interacional, pretende caracterizar e contrastar as dinâmicas discursivas de duas salas de aula de química com diferentes professores, buscando estabelecer possíveis relações entre tais dinâmicas e a aprendizagem dos alunos

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ATIVIDADES CURTAS MULTI-ABORDAGEM NO ENSINO DE ELETROMAGNETISMO: EMISSÃO, PROPAGAÇÃO E RECEPÇÃO DE ONDAS ELETROMAGNÉTICAS.
Rogério Vogt Cardoso dos Santos e Nelson Fiedler-Ferrara Júnior
vogtcs@yahoo.com

O desenvolvimento da ciência e as suas respectivas aplicações tecnológicas ocorrem com tamanha rapidez que o sistema de ensino atual raramente consegue contemplar a inserção desses novos conteúdos no ensino médio. Especialmente no ensino de física, os conteúdos ensinados estão muito distantes da realidade vivencial cotidiana do aluno. O presente trabalho tem por objetivo apresentar uma proposta de ensino de eletromagnetismo no nível médio, através de atividades curtas estruturadas em ciclos de aprendizagem. Com ela visa-se diminuir a distância entre a física ensinada e as tecnologias atuais, além de explorar a complexificação do conhecimento cotidiano. Aborda-se, nesta proposta, a geração, emissão, propagação e recepção de ondas eletromagnéticas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ATIVIDADES PROMOTORAS DE ARGUMENTAÇÃO NAS SÉRIES INICIAIS: O QUE FAZEM OS PROFESSORES?
Francimar Martins Teixeira
fmtm@terra.com.br

Apresentamos estudo de caso pautado em observação de situação naturalista, isto é sem a preparação prévia de uma atividade pela pesquisadora, sobre quais são as características das atividades desenvolvidas em aulas de ciências, para uma quarta série do ensino fundamental, que estimulam a produção de argumentos. Duas questões norteiam a investigação: os professores das séries iniciais fazem nas aulas de ciências atividades que desenvolvem a argumentação? Se fazem, quais são essas atividades?. Responderemos a ambas as questões conduzindo microanálise das ações, metas e ferramentas utilizadas em atividades elaboradas e executadas pela própria professora, regente da sala de aula investigada. Nossa meta maior é identificar o que é típico nas atividades propostas pelos professores das séries iniciais que propiciam a argumentação.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AUTO-EDUCAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS POR MEIO DE DEBATES E REFLEXÕES EM UM GRUPO DE PESQUISA
Regina Maria Rabello Borges (Coord); Ádria Stefani; Ana Lúcia Imhoff; Berenice Álvares Rosito; Lia Bárbara Marques Wilges; Luiza Ester Camargo; Ronaldo Mancuso; Roque Moraes; Valderez Marina do Rosário Lima; Vicente Hillebrand
rborges@pucrs.br

Este estudo abrange um processo de reflexão auto-avaliativa e crítica envolvendo concepções sobre a natureza do conhecimento científico e a educação em Ciências, num grupo de pesquisa constituído por professores, mestrandos em Educação em Ciências e Matemática e licenciandos. O grupo desenvolveu duas pesquisas que, depois de concluídas, provocaram o questionamento sobre o que ficou para cada um dos participantes, buscando identificar as concepções explicitadas pela própria atuação docente ao longo do tempo. Seguiram-se entrevistas coletivas e depoimentos escritos, submetidos a uma análise textual discursiva, resultando em três categorias: vivências prévias em cursos de pós-graduação, com reflexos em sua prática pedagógica; debate epistemológico e pedagógico relacionado à educação em Ciências; significados da participação no grupo de pesquisa. Tais categorias foram descritas, fundamentadas e interpretadas, inserindo-se a pesquisa como parte do processo de auto-educação continuada dos professores participantes do grupo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AVALIAÇÃO DA ORDEM DE ATIVIDADES DIDÁTICAS TEÓRICAS E DE CAMPO NO DESENVOLVIMENTO DO CONTEÚDO DE BOTÂNICA DA DISCIPLINA CIÊNCIAS NA 6ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL
Patrícia Gomes Pinheiro da Silva e Osmar Cavassan
pgomes@fc.unesp.br

Aulas baseadas em exposições teóricas a partir do conteúdo do livro didático e de suas ilustrações são atividades predominantes no ensino de ciências e biologia e, mais especificamente, no ensino de botânica. Frente a esta situação, muitos são os trabalhos de pesquisa que defendem a utilização de aulas práticas de campo como atividades complementares à aula teórica, na busca por uma aprendizagem significativa. Procurando avançar nesta discussão, o presente trabalho teve como objetivo avaliar, por meio de dois procedimentos metodológicos, a validade da complementação dos estudos com a realização de atividades práticas de campo, antes ou após uma atividade teórica baseada na utilização das ilustrações do livro didático. Participaram deste estudo duas turmas de alunos de 6ª série do ensino fundamental (6ª D e 6ª C), de uma escola estadual em Lençóis Paulista/SP/Brasil.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AVALIAÇÃO DE IMPRESSOS SOBRE DOENÇAS PARASITÁRIAS POR ESTUDANTES DE DIVERSOS NIVEIS DE ENSINO.
Valéria Trajano, Antönio José da Silva Gonçalves, Frederico Roesberg Mendes Barros, Tânia Araújo-Jorge e Helene Santos Barbosa
helene@ioc.fiocruz.br

Visiting public libraries and getting into contact with information print outs are regular practices in science education. The library of Fundação Oswaldo Cruz offers a wide range of print outs. In this study, students of a private institution of education in Rio of Janeiro evaluated six print outs covering parasitic diseases: malaria, schistosomiasis, scabiosis, Chagas disease, filariasis and toxoplasmosis. Using a semi-structured questionnaire were evaluated the content of each matter in the print outs, their graphic format, the language, the technical terms, and the cognitive improvement. The students reported difficulties related to understanding the subject and highlighted the need of inserting images in the print outs. We suggest a revision in the process of production of this type of print out and the special attention of teachers to introducing scientific language to the students.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AVALIAÇÃO DE UMA PROPOSTA DE SOFTWARE HIPERMÍDIA PARA O ENSINO DE FÍSICA MODERNA
Machado, Daniel I.; Nardi, Roberto
dpedm@uol.com.br

Apresenta-se o resultado da avaliação de conteúdo de um software hipermídia para a introdução de tópicos de Física Moderna no Ensino Médio, fundamentado na teoria da aprendizagem de Ausubel e outras abordagens derivadas da pesquisa em Educação em Ciências, como as inter-relações entre Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente, a História da Ciência e a Filosofia da Ciência. Cinco pesquisadores da área de Ensino de Física e 17 futuros professores de Física de Ensino Médio avaliaram o software, com a utilização de uma ficha contendo 47 itens, abrangendo conteúdos e também aspectos pedagógicos, metodológicos, editoriais / visuais e técnicos. De acordo com a avaliação realizada, o software apresenta características capazes de auxiliar no processo de ensino e aprendizagem de Física Moderna, existindo uma correlação entre a percepção dos avaliadores e as finalidades estabelecidas para este recurso didático.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



BREVE PANORAMA DAS INVESTIGAÇÕES SOBRE O ENSINO DE BIOLOGIA NO BRASIL
Paulo Marcelo Marini Teixeira e Jorge Megid Neto
paulommt@zipmail.com.br

O artigo situa o desenvolvimento da pesquisa em Ensino de Ciências dentro do contexto da evolução histórica da pesquisa em Educação no Brasil, com destaque para as investigações desenvolvidas no âmbito dos programas de Pós-Graduação em Educação e Educação em Ciências. Destaca a relevância dos estudos denominados de “Estado da Arte”, como gênero de investigação fundamental para estudos analíticos da produção em determinada área de pesquisa. Por fim, apresenta dados preliminares de pesquisa que enfoca a produção acadêmica brasileira constituída na forma de dissertações e teses sobre o Ensino de Biologia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CARACTERIZAÇÃO MATEMÁTICA ALUSIVA À PROLIFERAÇÃO DO CARCINOMA
José Roberto da Silva e Maria do Carmo Santos Ferreira
jroberto@faintvisa.com.br - jrobertosilva@bol.com.br

A compreensão e a difusão do vasto conhecimento que constitui a cultura humana têm encontrado vários tipos de dificuldades para se estabelecer. Porém, para se compreender algo às vezes é preciso recorrer-se a idéias originadas de outras culturas e/ou campos de conhecimentos. Este trabalho faz uma inter-relação entre a Biologia e a Matemática, inicialmente, se representa matematicamente o fenômeno biológico. E logo após a partir de entrevistas semi-estruturadas levantou-se as concepções de um grupo de seis indivíduos com atividades e escolaridades diversas. Sobre as concepções registrou-se que espontaneamente houve um direcionamento para um tipo especifico de câncer (Carcinoma) e, em acréscimo houve também um preconceito estabelecido através da mutilação do órgão. E em seguida, estruturou-se a partir da mitose uma visão sobre o processo de desenvolvimento do Carcinoma com Progressões Geométricas. Palavras Chaves: Carcinoma, Progressão Geométrica, EtnoBiologia e etnoMatemática.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CASOS INVESTIGATIVOS COMO ESTRATÉGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES COGNITIVAS E DE CAPACIDADE DE TOMADA DE DECISÃO DE ALUNOS DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA
Luciana Passos Sá e Salete Linhares Queiroz
lucianasa@iqsc.usp.br

A maioria das aulas de química é ministrada no formato de aula expositiva. Embora este formato seja conveniente para a apresentação de conteúdos extensos, coloca o aluno em uma posição passiva. Este trabalho descreve o uso do método de estudo de casos em uma disciplina ministrada no primeiro ano de um curso de graduação em química. O método favoreceu a interação dos alunos em pequenos grupos, que foram formados em uma sala de aula numerosa, e visou o desenvolvimento de habilidades cognitivas e de capacidade de tomada de decisão. A avaliação dos alunos a respeito do método foi positiva e sugeriu a sua utilidade e aplicação futura.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CENTRO DE CIÊNCIAS E SUA INSERÇÃO NAS CLASSES POPULARES
Grazielle Rodrigues Pereira, Maura Ventura Chinelli, Robson Coutinho Silva
pereira.grazielle@ig.com.br

Este artigo descreve a importância dos museus de ciências ao longo da história e apresenta um breve relato de sua evolução até o surgimento dos atuais centros e museus de ciências. Destacamos que estes centros atuam como coadjuvantes no processo de inclusão social, pois fornecem subsídios para ampliar a alfabetização científica e a busca da sociedade pelo conhecimento. Contudo, as camadas mais baixas da população têm dificuldade de acesso à informação, o que tem limitado seu acesso aos centros e museus de ciências. Neste trabalho apresentamos também o resultado de uma pesquisa com alunos das classes populares, retratando o grau de inserção dos centros e museus de ciências nesses ambientes.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CIÊNCIA E CRENÇAS RELIGIOSAS: DESAFIOS DA FORMAÇÃO CIENTÍFICA
Alessandra Guida dos Santos e Eliane Brígida Morais Falcão
elianebrigida@uol.com.br

Pesquisa, realizada com alunos do ensino médio, mostra a dinâmica de aceitação e rejeição de conceitos científicos que competem com aqueles oferecidos pela religião. Alguns desses conceitos foram investigados. A metodologia utilizada foi estudo de caso, baseado na estratégia proposta por Lefèvre (2003) de análise do Discurso do Sujeito Coletivo. Os resultados parciais mostraram que a crença em Deus é alta entre os estudantes que, em geral, aceitam a idéia de evolução, porém, sob o comando de Deus e que a intervenção divina é responsável pela criação dos seres vivos. As conclusões relacionam estes resultados com lacunas no trabalho docente de compreensão e interação com a cultura que cerca os estudantes, e também com a necessidade de se trabalhar aspectos da sociologia e da historia da ciência, que permitam elaborar com os estudantes os distintos espaços da ciência e da religião.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CIÊNCIAS NATURAIS NAS SÉRIES INICIAIS: CARACTERÍSTICAS E DEMANDAS NO ENSINO DE CIÊNCIAS
Nadir Castilho Delizoicov, Anemari Roesler Luersen Vieria Lopes, Eliane Bonatto Dembinski Alves
ridanc@terra.com.br

O artigo apresenta dados relativos à formação em ciências naturais de professores das séries iniciais do ensino fundamental do meio oeste catarinense. Argumenta-se sobre a necessidade da formação continuada, como uma das formas de instrumentalizar o professor para o enfrentamento de problemas do cotidiano escolar, tendo como referências análise e proposições de trabalhos desenvolvidos no Brasil que têm como objeto o ensino de ciências nas séries iniciais do ensino fundamental. Enfatiza-se a importância da educação em ciência no mundo contemporâneo e propõe-se o uso de material de divulgação científica no ensino aprendizagem de ciências naturais, articulando-se conhecimentos em ciência ao processo de alfabetização do aluno. Palavras chave: Formação de Professores; Educação em Ciência; Ensino Fundamental

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CLAUDE-HENRY GORCEIX E O ENSINO DA MINERALOGIA NO BRASIL NO CRESPÚSCULO DO IMPÉRIO
Messias Gilmar de Menezes e Pedro Wagner Gonçalves
messias@ige.unicamp.br

No século XIX educação foi concebida pela elite brasileira como meio eficaz de transformar política e economicamente o país, tirando-o do atraso em que se encontrava, igualando-o às nações desenvolvidas. Em virtude disso, a Escola de Minas de Ouro Preto foi criada por Claude-Henry Gorceix (1842-1916), em 1875. Ele aproveitou sua experiência para formular diretrizes de ensino e ciência para a Escola. O ensino de Mineralogia, nos primeiros momentos da Escola, reflete as finalidades de seu processo educativo: formar um profissional para o serviço geológico. Este trabalho apresenta o ensino de Geologia e Mineralogia porque foi relevante nos primeiros tempos da Escola. Gorceix valorizou viagens de campo, ensino experimental, prático e aplicado. A exploração mineral foi reconhecida como atividade importante para o ensino. Os alunos tornaram-se capazes de reconhecer depósitos minerais, aperfeiçoar a mineração e a siderurgia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



COMO OS ESTUDANTES DE MEDICINA E ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CONCEITUAM E EXEMPLIFICAM DOENÇAS GENÉTICAS?
Grasiela de Luca Casagrande e Sylvia Regina Pedrosa Maestrelli
grasielacasagrande@terra.com.br

Os conhecimentos de genética têm estado em evidência, principalmente aqueles relacionados ao Projeto Genoma Humano, clonagem, transgênicos e terapia gênica. O reflexo dos avanços da genética na área de saúde são evidentes, e novas doenças são descritas a todo o momento, ao passo que os distúrbios já conhecidos são cada vez melhor entendidos. Várias doenças genéticas (DG) têm aparecido na mídia no sentido de informar a população e muitas doenças que antes não eram conhecidas começaram a ser diagnosticadas. O conhecimento de DG é importante para que o aluno possa tomar decisões conscientes e garantir seus direitos como cidadão. Buscamos identificar o conhecimento sobre DG em alunos da Medicina e Odontologia da UFSC. Não podemos dizer que os alunos não saibam o que são DG, pois apesar de as respostas serem confusas e incompletas, sempre foram relacionadas a conceitos importantes e corretos para a definição do que são DG.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



COMPREENSÃO DAS CIÊNCIAS NATURAIS COMO ÁREA DE CONHECIMENTO NO ENSINO MÉDIO – CONCEITOS UNIFICADORES
Milton Antonio Auth; Otavio Aloisio Maldaner; Maria Cristina Pansera de Araújo; Daiane Faber; Juliana Aozane; Marla Tânia C. Lauxen; Patrícia Rosinke Driemeyer; Sandra Mara Mezalira.
auth@unijui.tche.br

Compreende-se que o ensino de ciências necessita de novas orientações curriculares para que seja importante na vida das pessoas. A proposta curricular por sucessivas Situações de Estudo (SEs), caracterizada pela contextualização dos conteúdos, visão interdisciplinar e relação Ciência, Tecnologias e Sociedade, é uma possibilidade. Objetiva-se identificar e compreender como conceitos unificadores revelam a dinamicidade e inter-relação dos fenômenos abordados na Biologia, Física e Química. Para tanto, a SE “De Alguma Forma Tudo se Move” elaborada e desenvolvida no Ensino Médio foi acompanhada, vídeo-gravada, transcrita e analisada. As análises foram realizadas com base em conceitos unificadores na compreensão de um contexto produzido em aula. A proposta foi problematizar e significar a questão do movimento nos componentes curriculares da área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias. O conceito de movimento foi central em cada componente, embora os professores tenham se preocupado em manter os conteúdos próprios de sua disciplina.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



COMPREENSÕES DE ALUNOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA SOBRE INTERAÇÕES ENTRE CTS
Décio Auler, Roseline Beatriz Strieder, Nadir Castilho Delizoicov, Demétrio Delizoicov
auler@ce.ufsm.br

Aproximações entre pressupostos do educador Paulo Freire e referenciais ligados ao movimento CTS resultaram em parâmetros que, de um lado, tem balizado encaminhamentos curriculares mais sensíveis ao entorno, de outro, constituem eixos de análise de compreensões, sobre interações entre Ciência-Tecnologia-Sociedade, apresentadas por professores de Ciências. Busca-se, na presente pesquisa, investigar compreensões de estudantes, da educação básica, sobre as referidas interações. Os resultados foram obtidos com o uso de um questionário, respondido por 73 estudantes. Estes parâmetros: Superação do modelo de decisões tecnocráticas, superação da perspectiva salvacionista atribuída à Ciência-Tecnologia e superação do determinismo tecnológico, balizaram a análise dos resultados obtidos. Na análise, optou-se por identificar tendências no pensar do conjunto dos estudantes, obtendo-se: 1) Superação da perspectiva salvacionista atribuída à Ciência-Tecnologia; 2) Carência alimentar fortemente vinculada ao desemprego; 3) Postulação de algo próximo à democratização das decisões em temas que envolvem CT e 4) Superdimensionamento da ação individual.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONCEPÇÕES ALTERNATIVAS DE CALOUROS DE QUÍMICA PARA OS ESTADOS DE AGREGAÇÃO DA MATÉRIA, A SOLUBILIDADE E A EXPANSÃO TÉRMICA DO AR
Shirley Martim da Silva; Pedro Luis Fregapani Marques, Marcelo Leandro Eichler, Tania Denise Miskinis Salgado, José Cláudio Del Pino
aeq@iq.ufrgs.br

Diversas pesquisas têm mostrado a persistência das explicações alternativas oferecidas por estudantes de ensino médio para as transformações físicas e químicas da matéria. Nesse sentido, é provável que se encontre esse tipo de explicações em estudantes de início dos cursos de graduação. Nesta pesquisa, procurou-se investigar as concepções alternativas ao conhecimento científico que estudantes de Química Geral, disciplina de primeiro semestre dos cursos de química, oferecem a problemas de lápis e papel sobre os estados de agregação da matéria, a solubilidade de sal de cozinha e açúcar de mesa e a expansão térmica do ar. Entre esses assuntos, aquele que apresentou maior número e diversidade de concepções alternativas foi a expansão térmica do ar.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONCEPÇÕES DE CIÊNCIA NA LITERATURA INFANTIL BRASILEIRA: CONHECER PARA EXPLORAR POSSIBILIDADES
Antônia Aurélio Pinto, Paulo César de Almeida Raboni
toninhaap@uol.com.br

O presente projeto toma como objeto de estudo conceitos científicos e concepções de ciência presentes na literatura infantil brasileira, disponível aos alunos de 3a e 4a séries das escolas públicas de Presidente Prudente – SP. De todos os lugares onde a leitura pode ser incentivada e ocorrer, sistematicamente ou não, a escola reúne particularidades que merecem, a nosso ver, um destaque especial. A aprendizagem de conceitos científicos pela criança e o desenvolvimento de concepções sobre ciência e cientista, não ocorre exclusivamente na escola, mas também de outras fontes como televisão, gibis, revistas infantis e literatura infantil. Nessa pesquisa buscamos conhecer um pouco mais sobre a leitura feita pelas crianças nas escolas, focalizando a literatura infantil que trata de temas científicos, e a partir desse conhecimento, reunir elementos que permitam um uso efetivo desse gênero literário para estimular o interesse e dar suporte à aprendizagem em ciências naturais na escola.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONCEPÇÕES DE PROFESSORES DE BIOLOGIA SOBRE O ENSINO DE EVOLUÇÃO BIOLÓGICA EM NÍVEL MÉDIO
Fábio Licatti, Renato Eugênio da Silva Diniz
f.licatti@terra.com.br

No currículo de Biologia do Ensino Médio, propostas curriculares oficiais vêm sugerindo que conteúdos biológicos sejam abordados sob o enfoque ecológico-evolutivo, além da abordagem histórica da vida. Esta pesquisa teve como objetivo identificar e analisar concepções de professores de Biologia sobre o ensino de Evolução, num contexto de formação continuada sobre o tema. Realizou-se um curso de 40 horas, dividido em 5 encontros, tendo como foco a discussão sobre o ensino de Evolução. Os dados foram provenientes de: a) observação e registro dos encontros; b) entrevistas individuais após o curso; c) planos de ensino. Esses dados foram categorizados e analisados através do método de análise de conteúdo. Os resultados indicaram pouca importância em se incorporar a Evolução enquanto eixo norteador dos conteúdos; não houve ênfase em se abordar a história da vida no planeta. Esses resultados apontam para um ensino de Biologia fragmentado, centrado na memorização de fatos e informações.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONCEPÇÕES DE PROFESSORES DE QUÍMICA SOBRE PLANEJAMENTO DE ENSINO E A SELEÇÃO DE CONTEÚDOS
Marcela Gaeta de Andrade, Elaine Angelina Colagrande e Carmen Fernandez
magaeta@iq.usp.br

Este trabalho aborda uma investigação qualitativa com um grupo de professores de química, na intenção de analisar qual a visão que apresentam sobre planejamento de ensino e sua importância para a prática docente e como eles selecionam os conteúdos que pretendem desenvolver com seus alunos em sala de aula. Como resultado da análise ficou evidente que os professores concebem o planejamento como uma lista de conteúdos a serem ensinados e não como um instrumento organizador e auxiliador da sua prática. A seleção destes conteúdos é baseada, quase que exclusivamente, em testes de vestibular e livros didáticos. Palavras-chave: ensino de química, planejamento, formação de professores ABSTRACT This research approaches a qualitative investigation with a group of chemistry teachers, in order to analyze what is the idea about teaching planning and how important it is for the educational practice and how these teachers select the contents that intend to develop with their students in classroom. The teachers investigated believe that planning is a content list to be taught instead of an organizer instrument of his/her practice. The contents selection is based on official exams and textbooks. Keywords: chemical education, planning, teachers education

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONCEPÇÕES DE UM GRUPO DE ESTUDANTES DE ENSINO MÉDIO SOBRE TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS
Erivanildo Lopes da Silva, Fabio Luiz de Souza, Maria Eunice Ribeiro Marcondes
fsouza@iq.usp.br

Diversas pesquisas em ensino de química têm mostrado que o conceito de transformação química é mais complexo do que parece e que as muitas concepções alternativas que foram relatadas na literatura são difíceis de serem superadas. Neste trabalho relata-se uma investigação realizada com 44 estudantes de ensino médio onde procurou-se conhecer quais suas concepções sobre o conceito transformação química e como eles classificam as transformações química que ocorrem em organismos vivos ou na natureza (transformações bioquímicas). Foram encontradas diversas concepções alternativas nas declarações dos estudantes e descobriu-se que, embora eles já houvessem estudado este tema anteriormente, apenas uma pequena parte dos estudantes tem uma visão correta deste conceito. A maioria dos estudantes acredita que os fenômenos naturais que ocorrem em organismos vivos não são transformações químicas. Esta concepção alternativa está ligada a outras concepções observadas na pesquisa, indicando que as relações conceituais envolvidas neste conceito são realmente complexas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONDIÇÕES DE PRODUÇÃO DO ENSINO DE FÍSICA EM ESCOLAS DO INTERIOR PAULISTA E A FORMAÇÃO DOCENTE
Thirza Pavan Sorpreso e Maria José Pereira Monteiro de Almeida
thirza.ps@gmail.com

São apresentados diferentes olhares sobre a Escola Pública. Evidenciamos a importância do estágio na formação docente e da reflexão sobre a escola inserida na sociedade.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONHECIMENTO PEDAGÓGICO DE CONTEÚDO GERAL E CONHECIMENTO DE CONTEÚDO DE CIÊNCIAS DAS PROFESSORAS DAS SÉRIES INICIAIS
Ely Roberto da Costa Maués, Arnaldo de Moura Vaz
elymaues@uai.com.br

Neste trabalho são analisadas as estratégias utilizadas pelas professoras das séries iniciais para ensinar ciências. Tendo como referência o Conhecimento Pedagógico de Conteúdo (Pedagogical Content Knowledge - PCK) proposto por Shulman, a pesquisa procurou compreender como se dá a relação entre conhecimento de conteúdo e conhecimento pedagógico de conteúdo nas práticas de ensino-aprendizagem de professoras das séries iniciais no caso do ensino de ciências. Pesquisas anteriores indicam que o conhecimento dos conteúdos seria praticamente um pré-requisito para o desenvolvimento do PCK. Nossas pesquisas de campo realizadas com nove (09) professoras indicam uma relação mais dialética entre conhecimento de conteúdos e PCK. Apesar de um conhecimento de conteúdo precário em Ciências, as professoras entrevistadas revelaram uma grande capacidade criativa na utilização de estratégias de ensino. Estes usos de um PCK geral aplicável às áreas de Matemática, Português, Artes e Ciências nas séries iniciais não foram devidamente reconhecidos por pesquisas anteriores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSTRUÇÃO DE MODELOS NO ENSINO DE LIGAÇÃO IÔNICA
Paula Cristina Cardoso Mendonça, Rosária da Silva Justi
paulaquimica2003@yahoo.com.br

Este trabalho apresenta uma pesquisa na qual se investigou um processo de ensino de ligação química iônica planejado a partir da consideração de que o processo de construção de modelos é central na produção do conhecimento – tanto por cientistas quanto por alunos. A pesquisa foi desenvolvida em uma turma de 1 ano do ensino médio de uma escola estadual na qual uma das pesquisadoras era professora de química. Os dados foram coletados através de filmagem das aulas e de atividades escritas respondidas pelos alunos. Os resultados demonstram que os alunos aprenderam os principais elementos do modelo curricular para a ligação iônica, não apresentando nenhuma das principais concepções alternativas relatadas na literatura. Os alunos aprenderam também sobre o papel de modelos no processo de construção de conhecimento. A discussão possibilitou algumas recomendações para a formação de professores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSTRUÇÃO DE UM PERFIL CONCEITUAL DE VIDA
Francisco Ângelo Coutinho, Charbel Niño El-Hani e Eduardo Fleury Mortimer
fac01@terra.com.br

Este artigo trata da construção de um perfil conceitual de ‘vida’. Partimos da hipótese de que o conceito de vida é polissêmico, admitindo vários significados possíveis e devendo comportar, portanto, um perfil conceitual. Buscamos demarcar zonas que poderiam constituir esse perfil conceitual. Realizou-se a investigação com alunos da graduação em ciências biológicas (ICB/UFMG). Considerando aspectos epistemológicos e ontológicos, identificamos três zonas que representam três níveis de compreensão do conceito de vida. Essas três zonas foram designadas “internalismo”, incluindo concepções nas quais vida é entendida como processos ou propriedades inerentes ao vivente; “externalismo”, que representa uma compreensão da vida como algo externo e separado do vivente, podendo ser vista como algo que vem de fora ou que tende a uma finalidade para além do ser vivo; e “relacional”, na qual a vida é concebida como uma relação de entidades e/ou sistemas, sendo a definição dada em termos de relações.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSTRUÇÃO SOCIAL DE UMA QUÍMICA ESCOLAR: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA A HISTÓRIA DAS DISCIPLINAS NO BRASIL.
Rita de Cássia de Almeida Costa; Sidnei Quezada Meireles Leite; Ana Waleska Pollo Campos Mendonça
rcacosta@globo.com

No presente estudo, objetivou-se recuperar o processo de construção da disciplina Química em uma escola de nível médio profissionalizante que, por sua própria especificidade, tem por finalidade formar e profissionalizar. Partindo da reconstituição dos currículos formais da escola, desde a sua criação, com a organização do ensino industrial no país, em 1942, até o início dos anos sessenta, quando o referido processo se consolidou, buscou-se compreender a dinâmica social envolvida na construção de uma química escolar, inserida nessa dupla missão institucional. Com base no princípio de articulação das instâncias macro e micro da Educação, analisou-se a disciplina escolar a partir das contribuições de André Chervel e Ivor Goodson. A partir do estudo, concluiu-se que a construção da referida disciplina acompanhou o próprio processo de institucionalização da escola, evidenciando que as disciplinas escolares respondem a objetivos sociais da educação, não devendo ser tratadas como uma “tradução” das ciências de referência.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSTRUCCIÓN DE CONOCIMIENTO ESCOLAR EN CIENCIAS NATURALES A PARTIR DE PREGUNTAS DE LOS ESTUDIANTES, DEL IPER EL HATO - CHOACHI
Moreno Sierra Diana Fabiola y Martínez Pérez Leonardo Fabio
dianaeduci@yahoo.com

Este trabajo describe a partir de una experiencia de aula una innovación para la enseñanza de las ciencias en secundaria basada en el uso de la pregunta como herramienta importante para la construcción de conocimiento escolar. Palabras Clave: Conocimiento escolar, proyecto de investigación, preguntas, Programa Ondas Colciencias. ABSTRACT This work described a innovative methodology for teaching sciences using questions as way for learning. The methodology was developed in a secondary classroom. Key words: Scholar knowledge, research projects, questions, Program Ondas Colciencias.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSTRUINDO O CONHECIMENTO CIENTÍFICO – UM PROJETO PARA O ENSINO BÁSICO
Valéria da Silva Vieira, Argel Luiz Augusto Russo, Carlos Alberto Fonseca Jardim Vianna, Francisco Reginaldo Caetano de Araújo, Dayane dos Santos Hermogenio e Arnoldo Rocha Façanha.
valvibr@yahoo.com.br

O Ensino de Ciências passa por uma série de questionamentos em relação a sua eficiência. Ele vem sendo experimentado por meio de diferentes metodologias de ensino. Um projeto de extensão, iniciado em 2005, vinculado ao programa Universidade Aberta da UENF (RJ), objetiva a inclusão de professores e alunos da rede pública do ensino fundamental e médio, na produção do conhecimento científico. Por meio da realização de parte deste projeto foi possível observar que professores e alunos mudaram a visão sobre o fazer ciência e sobre quem a produz. Além disso, iniciaram a compreensão de que o conhecimento científico não deve ser “absorvido”, mas sim construído por meio de estudos e experiências.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSTRUTIVISMO EM SALA DE AULA: CONCEPÇÕES DOS PROFESSORES SOBRE A FUNÇÃO DA AULA EXPOSITIVA
Anne Louise Scarinci, Jesuína Lopes de Almeida Pacca
melecereja@yahoo.com.br

A partir de relatos de professores participantes de um grupo de formação continuada e que utilizam estratégias construtivistas nas aulas, são analisadas aulas expositivas ministradas ao fim de uma seqüência didática. As intervenções dos professores foram classificadas em duas dimensões – quanto ao momento oportuno e quanto à qualidade da aula expositiva, segundo os relatos dos próprios. Percebemos que a dificuldade principal foi em situar a aula expositiva dentro de um pensar construtivista, pelo fato de esta deixar implícita a interação com o aluno. Na necessidade de uma sistematização, os professores buscaram dar um novo sentido para a aula de lousa, percebendo a importante tarefa de ouvir o aluno para que a aula expositiva seja efetivamente comunicada, e de articular claramente as atividades em relação aos conceitos estudados. A conclusão mais fundamental atingida foi da necessidade de intervenção deliberada do professor, mesmo em uma pedagogia construtivista, para garantir o aprendizado.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSUMIDORES & CONSUMIDORAS: PROBLEMATIZANDO AS RELAÇÕES DE CONSUMO E SUAS INSCRIÇÕES NOS CORPOS DOS/AS ADOLESCENTES
Raquel Pereira Quadrado e Paula Regina Costa Ribeiro
raquelquadrado@yahoo.com.br

O presente trabalho refere-se à pesquisa de mestrado que venho desenvolvendo, na qual busco investigar como a cultura consumista é inscrita nos corpos dos/as alunos/as. Para proceder tal pesquisa, examino narrativas de alunos/as do Ensino Médio, coletadas a partir da metodologia de grupo focal, sobre suas vivências na adolescência envolvendo as questões de corpo e consumo. Problematizo o corpo como uma construção histórico-cultural, resultante das diversas maneiras com que ele tem sido narrado, pensado, interpretado e vivido, ao longo do tempo, pelas diferentes culturas. Questiono a constituição dos corpos e das identidades, discutindo as relações de consumo, a influência dos artefatos culturais e as conseqüências do consumo desenfreado sobre o ambiente. Nesse estudo, estabeleço conexões com os Estudos Culturais, nas suas vertentes pós-estruturalistas. Palavras-chave: consumo – adolescentes – corpos - cultura.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONTEÚDOS PROCEDIMENTAIS E ENSINO DE CIÊNCIAS
Jair Lopes Junior e Paulo César Gomes
jlopesjr@fc.unesp.br

Este trabalho investigou práticas educativas no ensino de Ciências nas séries iniciais, considerando as expansões nas modalidades de conteúdo curricular. Objetivou-se avaliar se interações entre o pesquisador e quatro professoras do ensino público para elaboração e execução de uma unidade didática poderiam contribuir para a manifestação de habilidades relacionadas com o ensino e avaliação de conteúdos procedimentais vinculados aos conteúdos conceituais em Ciências. A coleta de dados ocorreu na escola, na seguinte ordem: a) entrevistas e observação das aulas; b) planejamento, execução e observação de uma unidade didática; c) avaliação da unidade ministrada. As unidades didáticas executadas evidenciaram maior diversidade quanto às práticas anteriormente adotadas. Viabilizaram o desenvolvimento e a manifestação de distintas medidas comportamentais consistentes com os objetivos de ensino selecionados. Investigar procedimentos que garantam autonomia na execução dessas práticas, aliado à programas de qualificação docente quanto aos saberes conceituais em Ciências justificam a continuidade dos estudos relatados.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONTRATO DIDÁTICO: A MANIFESTAÇÃO DE SEUS ELEMENTOS, REGRAS E EFEITOS EM AULAS DE CIÊNCIAS EM UMA TURMA DE 4ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL
Kátia Regina Cunha Flôr Vieira, Janice Westphal Román Nappi, Michele Faccin Hansen
florvieira@ibest.com.br

O Contrato Didático proposto por Brousseau (1986) pode ser entendido como um instrumento de análise da relação professor, aluno e saber. Nesse sentido, o presente estudo propõe-se a identificar e analisar os elementos, as regras e os efeitos do Contrato Didático que regem a relação didática nas aulas de ciências, em uma turma de 4ª série do Ensino Fundamental. Este trabalho pretende mostrar que o conhecimento do Contrato Didático, bem como a percepção de seus elementos, regras e efeitos, pode evidenciar a possibilidade de mudanças tanto com relação às atitudes do professor, quanto no que diz respeito ao envolvimento dos alunos nas diferentes situações do processo ensino-aprendizagem. Palavras-chave: Contrato Didático; relação didática; ensino de ciências.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONTRIBUIÇÕES DA LEITURA DE UM TEXTO DE BRUNO LATOUR E STEVE WOOLGAR SOBRE A VIDA DE LABORATÓRIO POR GRADUANDOS EM QUÍMICA
Dulcimeire Aparecida Volante Zanon: Maria José P. M. de Almeida; Salete Linhares Queiroz
cdzanon@uol.com.br

Esta apresentação visa contribuir para o debate sobre a leitura de texto em sala de aula considerando as reflexões advindas do texto de Bruno Latour e Steve Woolgar referente à visita de um antropólogo ao laboratório. De acordo com Orlandi (1988), o aluno deve ter o controle dos mecanismos com os quais está lidando quando escreve, isto é, do processo discursivo (ele escreve a partir de determinada perspectiva) e dos processos textuais (como ele codifica, maneja os elementos de coesão e fabrica a unidade de seu texto). A disciplina “Comunicação e Expressão em Linguagem Científica I” do IQSC-USP foi o lócus de realização da atividade. Fragmentos de discursos dos alunos obtidos antes da leitura indicam, aparentemente, que eles têm uma imagem desfocada do papel do cientista e das inscrições literárias. Depois da leitura, há indícios de que começam a perceber as limitações de seus conhecimentos sobre o cientista pesquisador.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONTROVÉRSIAS SOBRE O CONCEITO DE GENE E SUAS IMPLICAÇÕES PARA O ENSINO DE GENÉTICA
Charbel Niño El-Hani
charbel295@yahoo.com.br

Desafios ao conceito de gene têm mostrado a dificuldade de manter o conceito molecular clássico, em que um gene é entendido como um segmento de DNA que codifica um produto funcional (polipeptídeo ou RNA). As principais dificuldades estão relacionadas à superposição da idéia mendeliana do gene como ‘unidade’: a interpretação de genes como unidades estruturais e/ou funcionais no genoma é desafiada por evidências mostrando a complexidade e diversidade da organização genômica. A idéia de unidade pode ser eliminada, tratando-se genes como conjuntos de domínios (éxons, íntrons, promotores etc.) no DNA. Pode-se ainda demarcar diferentes conceitos de gene, aplicáveis em diferentes campos do conhecimento. Mesmo com a crise do conceito de gene, ainda predomina no ensino de biologia o conceito molecular clássico. Este artigo busca contribuir para uma abordagem mais crítica do conceito de gene no ensino de biologia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE LIVROS DIDÁTICO DE QUÍMICA PARA O ENSINO MÉDIO
Sandra Maria de Oliveira Santos e Gerson de Sousa Mól
sandrapeqs@uol.com.br

O livro didático – LD – é uma ferramenta de grande importância para professores em sala de aula. Com base em entrevistas realizadas com professores de Química no Ensino Médio – EM –, constatamos que eles não utilizam critérios fundamentados teoricamente para escolha do LD, mas sim em critérios práticos. Essa constatação reforça nossa hipótese inicial de que é necessário organizar critérios e definir uma metodologia clara e simples que auxiliem professores do EM a avaliar e escolher LDQ com os quais irão desenvolver seu trabalho em sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CULTURA E CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO NA ESCOLA
Iara R. B. Guazzelli; Maria Delourdes Maciel; Wanderley Carvalho
iara.guazzelli@terra.com.br

O trabalho apresenta resultados parciais de uma pesquisa em andamento cujo objeto de estudo é a relação entre construção do conhecimento científico, subjetividade e cultura, na escola, a partir de um enfoque epistemológico e antropológico, no ensino de matemática e ciências. Fundamenta-se no pensamento da complexidade e em especial na obra de Morin. Mostra como os processos de construção do conhecimento por alunos e professores são mediados pela relação que, tanto uns como outros, estabelecem com determinadas perspectivas culturais as quais, por sua vez, propõe uma certa interpretação para o conhecimento científico e sua construção. Percebe a diversidade cultural como um dos traços marcantes da sociedade contemporânea e a escola como um espaço no qual se cruzam múltiplas perspectivas culturais. Discute como os professores e alunos podem repensar, a partir desses estudos, sua relação com a cultura e com o conhecimento científico numa postura de diálogo e respeito mútuo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CURRÍCULO E SEXUALIDADE – MEMÓRIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES
Mirian Pacheco Silva e Maria Inês Petrucci Freitas Santos Rosa
mirianps@unicamp.br

Esse artigo faz parte de uma pesquisa de doutorado que está em andamento e tem como objetivo analisar como a sexualidade marca as relações pessoais e como isso interfere no currículo de formação de professores. Nesta perspectiva, nossa intenção neste artigo é questionar o entendimento da palavra currículo visando, não encontrar uma definição, mas sim, buscar um aprofundamento sobre o conceito de currículo nas diferentes teorias propostas, e também, identificar como episódios relacionados com sexualidade permeiam ou permearam a atividade docente através das narrativas de professoras dos diferentes níveis de ensino.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CURRÍCULO, IMAGINÁRIO E FORMAÇÃO DE PROFESSORES : UMA EXPERIENCIA NO ESTÁGIO DA LICENCIATURA EM QUÍMICA
Maria Inês Petrucci Rosa
inesrosa@unicamp.br

Esse trabalho trata de uma pesquisa realizada durante o estágio supervisionado de um curso de licenciatura de uma universidade pública, num programa formador de professores de Química. Participaram licenciandos, que entraram em contato com diferentes campos de estágio, todos em instituições públicas. A experiência foi investigada a partir da seguinte questão: Como o imaginário pode permear o currículo de formação docente, na experiência do estágio na escola básica? Do ponto de vista teórico-metodológico, a análise foi constituída a partir de imagens/desenhos que os estagiários trouxeram para o encontro de supervisão, como discursos produtores da realidade que vivenciavam nos campos de estágio. As contribuições de Gaston Bachelard e também de M. Foucault foram bastante relevantes na tessitura de um argumento analítico para as imagens apresentadas e suas relações com o processo de formação docente, pulsante na experiência de estágio.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DEBATENDO CIÊNCIA E REALIDADE EM UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR
Nara Regina de Souza Basso, Regina Maria Rabello Borges, João Bernardes da Rocha Filho, Helena NoronhaCury
nrbass@pucrs.br

Este trabalho apresenta uma pesquisa direcionada à avaliação de uma proposta interdisciplinar realizada na disciplina Ciência e Realidade I, do Curso de Mestrado em Educação em Ciências e Matemática da PUCRS, em 2004. A disciplina envolveu 30 alunos – professores de Física, Química, Biologia e Matemática de diversos níveis de ensino – e foi assumida por quatro professores, um de cada área específica. Mantendo os princípios do educar pela pesquisa, a proposta foi conduzida através da elaboração de Unidades de Aprendizagem em torno de um tema central, Luz e Vida. Ao final da disciplina os alunos elaboraram textos avaliativos e seus depoimentos foram submetidos a uma Análise Textual discursiva, permitindo a emergência de quatro categorias: ênfase na interdisciplinaridade; mudanças na prática pedagógica; dificuldades encontradas; relações interpessoais, atitudes e valores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DIAGNÓSTICO SOBRE AS AÇÕES AMBIENTAIS DESENVOLVIDAS EM CACHOEIRA DO SUL E PANTANO GRANDE E A PROPOSIÇÃO DE UM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL
BELONI DOMINGUES e EDSON ROBERTO OAIGEN
oaigen@terra.com.br

O estudo realizado fundamentou-se no atendimento a alguns aspectos da realidade já empiricamente conhecida sobre as ações desenvolvidas nos municípios de Cachoeira do Sul e Pantano Grande, sobre questões ambientais, visando a elaboração de um Programa de Educação Ambiental, atendendo os usuários dos Recursos Naturais e demais segmentos das comunidades, nos municípios de abrangência da pesquisa. Buscamos a discussões e construção conhecimentos científicos e metodológicos, tanto para o uso como para a compreensão da importância do manejo sustentável do ambiente. Os resultados obtidos mostram que o tratamento dado pela sociedade ao ambiente, depende de sua visão sobre o mesmo. Também as concepções sobre educação que permeiam a sociedade e as múltiplas compressões sobre Educação Ambiental são decisivas na situação atual do ambiente. Entre os indicadores utilizados nesta pesquisa, destacamos: o nível cultural dos entrevistados, o conhecimento empírico e científico existente sobre as questões formuladas. Palavras- chaves: Educação Ambiental, Sustentabilidade

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DIÁRIO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA E A CONSTRUÇÃO DA REFLEXIVIDADE DO PROFISSIONAL PROFESSOR
Deisi Sangoi Freitas, Catiane Mazocco Paniz
catianemail@yahoo.com.br

Estamos utilizando o Diário da Prática Pedagógica(DPP)no processo de formação de professores de Biologia da UFSM, procurando através de análises comparativas investigar sua utilização na prática docente.Esse instrumento serve entre outras coisas para que o professor registre seus planejamentos seguido de comentários sobre suas aulas, permitindo uma organização e reflexão mais orientada sobre o que desenvolve em situação prática.Acreditamos que, com o auxílio do DPP pode contribuir para que os professores se tornem investigadores da sua própria prática, tornando-se críticos dos seus próprios registros, buscando soluções adequadas à realidade na qual estiver inserido profissionalmente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DIFERENÇAS RACIAIS: O QUE DIZ A BIOLOGIA, O QUE PENSAM OS ALUNOS.
Eduardo Paiva de Pontes Vieira; Silvia Nogueira Chaves
epontesvieira@yahoo.com.br

Neste trabalho discutimos as diferentes concepções raciais presentes em depoimentos orais e escritos de alunos do Ensino Médio de uma escola de Belém durante uma aula de biologia. Nossa motivação em abordar tal temática reside no entendimento de que os sujeitos envolvidos no processo de ensino de ciências (alunos e professores) trazem suas próprias concepções de raça alicerçadas em múltiplas histórias. Os conflitos vivenciados pelos alunos no tocante a essas concepções sugerem que os espaços para debate devem ser ampliados, especialmente no âmbito escolar. As aulas de biologia podem mostrar-se como momentos privilegiados para a abordagem de temáticas humanísticas que auxiliam na construção de novas formas de conceber as diferenças e semelhanças entre as pessoas. Palavras-chave: Raça; racismo; biologia; ensino médio; cotas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DIFICULDADES DOS ALUNOS NA CONSTRUÇÃO DE MODELOS MENTAIS DE LIGAÇÃO METÁLICA BASEADOS NA ANALOGIA DO MAR DE ELÉTRONS
Nilmara Braga de Carvalho e Rosária da Silva Justi
rjusti@ufmg.br

Pesquisas no ensino de ligação metálica através da analogia do “mar de elétrons” – como a que norteia este artigo – demonstram que os alunos apresentam problemas na compreensão do tema. Motivadas pela nossa experiência em sala de aula e pelos relatos encontrados na literatura, buscamos detectar as principais dificuldades dos alunos em construir um modelo mental de ligação metálica originadas da analogia do “mar de elétrons”. Os resultados indicam que a maioria dos alunos não compreende a analogia utilizada, associa a expressão “mar de elétrons” apenas à disposição das partículas constituintes dos metais e não identifica as limitações dessa analogia. Esses resultados ressaltam a necessidade e importância da investigação sobre como a promoção de discussões – entre professores e entre um professores e seus alunos – com relação à interpretação e limitações de analogias utilizadas no ensino do tema pode favorecer a ocorrência de aprendizagem significativa.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DIFICULDADES E ALTERNATIVAS INICIAIS ENCONTRADAS POR LICENCIANDOS PARA A ELABORAÇÃO DE ATIVIDADES DE ENSINO DE FÍSICA PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL.
Eder Pires de Camargo, Roberto Nardi
camargoep@uol.com.br

Abordamos a análise de dificuldades e alternativas iniciais apresentadas por futuros professores de Física sobre o elaborar atividades de ensino da mencionada disciplina para alunos com deficiência visual e videntes. Esses futuros professores encontram-se inseridos na problemática do ensino de física e da deficiência visual devido ao desenvolvimento de um projeto de pós-doutorado em andamento. Dessa forma, os dados analisados referem-se ao planejamento inicial de atividades de três temas físicos (eletricidade, óptica, eletromagnetismo) que vem sendo feito pelos futuros professores, e pelas dificuldades e alternativas que estes futuros professores indicam em seus planejamentos acerca da problemática mencionada. Concluímos que as principais dificuldades apresentadas pelos futuros professores referem-se à abordagem do conhecer fenômenos físicos como dependente do ver, à atitudes passivas de atribuição de responsabilidades mediante a problemática estabelecida, e ao não rompimento com alguns elementos da pedagogia tradicional.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DINÂMICA DE INTERAÇÃO NO AMBIENTE VIRTUAL MATHEMOLHES
Tanise Paula Novello, Débora Pereira Laurino, Sheyla Costa Rodrigues
tanisenovello@hotmail.com

Este trabalho explicita a dinâmica de interação no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Mathemolhes que tem por objetivo trabalhar com situações problemas contextualizadas em uma realidade local (Praia do Cassino/RS), envolvendo a preservação e cuidado com o ambiente costeiro. Os desafios e atividades propostos, em diferentes espaços, instigam a interação no ambiente através da resolução de situações problemas e a participação em espaços conversação e convivência com o outro. A partir da realização de oficinas pedagógicas, os professores da rede municipal de ensino do município de Rio Grande/RS planejaram atividades para utilizar o ambiente, explorando e discutindo formas de integrá-lo às atividades que estavam desenvolvendo em sala de aula. Paralelo as oficinas o professores utilizaram o AVA em uma de suas turmas (re)planejando as atividades através de encontros semanais. Nesse trabalho apresentamos a interação de professores e alunos no ambiente, buscando conhecer os limite e possibilidades do Mathemolhes.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DISCURSOS DO PROFESSOR NA APRENDIZAGEM DE FÍSICA
Alberto Villani e Lizete Orquiza de Carvalho
avillani@if.usp.br

Nesse trabalho analisaremos parte das entrevistas didáticas com dois estudantes do Ensino Médio sobre colisões em Mecânica. Após apresentar as categorias da análise, constituídas pelos discursos do professor e pelos patamares de aprendizagem, explicitaremos as sequências dos eventos que marcaram as entrevistas e mostraremos como as condições subjetivas e a relação com o conhecimento e com a entrevistadora jogaram um papel importante no desenvolvimento do processo de busca e na conseqüente produção de modelos mentais dos estudantes. Simultaneamente apontaremos como o próprio discurso da entrevistadora constituiu um exemplo interessante de mistura de diferentes posições em relação ao conhecimento e tornou-se uma das influencias mais significativas para a criação dessas condições. Concluiremos com algumas considerações mais gerais sobre as tarefas do professor ao monitorar a produção de modelos mentais por parte dos alunos

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA ESCOLA: INTERAÇÕES NAS VIVÊNCIAS DE UM TRABALHO COLETIVO
Moacir Langoni de Souza e Maria do Carmo Galiazzi
langoni@vetorial.net

Como foco desta investigação buscou-se compreender como se expressou a ambientalização do currículo em um trabalho coletivo de professores na Educação Ambiental. A proposta educativa em análise foi desenvolvida em uma escola pública, com todos os professores de duas turmas de 6ª série, durante um bimestre. Esta ação originou-se a partir de interações em outros coletivos de professores. A análise das informações produzidas seguiu os princípios da análise textual, como proposta por Moraes (2003). Em cada uma das categorias emergentes foram mais valorizados, entre outros, os aspectos que destacaram a proposta como uma possibilidade de movimentos no sentido da ambientalização dos currículos. Como aposta na formação permanente de professores, esta investigação aponta a especial importância que o trabalho coletivo assume, numa perspectiva interdisciplinar, enquanto possibilidade de maior interação entre as formações inicial e continuada de professores. Palavras-chave: Educação Ambiental. Escola. Interdisciplinaridade.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EDUCAÇÃO AMBIENTAL: CONCEITOS E AÇÕES DE IDOSOS DO GRUPO RENASCER EM SÃO JOSÉ DE ALMEIDA, JABOTICATUBAS, MG
Érica S. Miranda; Celina M. Modena; Virgínia T. Schall
miranda@cpqrr.fiocruz.br

A educação ambiental (EA) pode agregar conhecimentos a todas as faixas etárias, fortalecendo uma consciência ambiental em dimensão coletiva. Foi objetivo desta pesquisa investigar conhecimentos e ações da EA de idosos no grupo da terceira idade do Distrito de São José de Almeida, área rural de Jaboticatubas, MG. Em uma abordagem quanti-qualitativa, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas, questionário sócio-econômico e oficinas sócio-educativas. A análise de conteúdo apontou para uma construção de conceitos sobre meio ambiente ancorados em aspectos relevantes da história pessoal dos idosos. As representações sobre o contexto ambiental estão embasadas em conhecimentos empíricos e experiências locais. Para este grupo, a preservação do ambiente está associada a valores e princípios de conservação da terra para a subsistência. O conhecimento sobre o que pensam e como agem os idosos, em relação às questões ambientais, permitirá elaborar materiais educativos que possam gerar debates e multiplicar a atenção para o aspecto aqui estudado.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UM DIAGNÓSTICO EM ESCOLAS MUNICIPAIS
Adelar José Valdameri; Angela Iara Zotti; Wilson Alves Oliveira; Irene Carniatto
irenecarniatto@yahoo.com.br

O presente trabalho é uma pesquisa das práticas de Educação Ambiental realizadas na Rede Municipal de Educação no Município de Cascavel Estado do Paraná. Segundo dados do Senso de Dois mil, conta este município com sessenta e três escolas municipais, das quais esta pesquisa foi aplicada em dez delas. Buscando analisar as práticas de Educação Ambiental, realizadas nestas dez escolas e o modo como a Secretaria Municipal e o Governo Municipal auxiliam ou motivam seus professores para esta prática e se oferecem cursos de capacitação nesta área. A pesquisa visou, analisar o que os educadores pensam a respeito da Educação Ambiental (EA) e quais são as técnicas, atividades e projetos desenvolvidos por estas escolas. Busca-se também, através da pesquisa, ressaltar as experiências inovadoras realizadas pelas escolas que possam servir como referência para modelos possíveis, na prática da Educação Ambiental.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EDUCAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLOGICA: A INCORPORAÇÃO DA CURIOSIDADE EPISTEMOLÓGICA NO ENSINO DE FÍSICA.
Dayane Rejane Andrade Maia e Rejane Aurora Mion
dayane@tilab.com.br

A proposta da pesquisa foi construída via investigação-ação no ensino de Física. Os objetivos da proposta são o de verificar como é possível instigar, desenvolver e incorporar a curiosidade epistemológica em aulas de Física, bem como analisar se e como ocorre a incorporação da cultura científica e tecnológica por meio de atividades práticas e atividades teórico-experimentais. As atividades educacionais foram organizadas seguindo os momentos pedagógicos (Delizoicov & Angotti, 1992) utilizando atividades práticas e teórico-experimentais em torno do objeto técnico. Ao final de cada aula processamos os registros dos dados. Por meio do estudo desses dados analisamos e refletimos a própria prática educacional. Os resultados revelam que os alunos tornaram-se mais motivados pelas aulas devido às atividades propostas, a utilização dos objetos tecnológicos proporcionou grande curiosidade, possibilitando abrir o diálogo com os alunos. Mas o principal foi a real incorporação da consciência crítica, ou seja, nós educadores nos tornamos mais curiosos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EDUCAÇÃO E TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: POSSIBILIDADES DIALÓGICAS VIA INTERNET.
REJANE AURORA MION, AWDRY FEISSER MIQUELIN, JOSÉ ANDRÉ PERES ANGOTTI
awdryfei@ibest.com.br

Educadores há alguns anos, já vêm colocando suas inquietações e questionamentos em torno da possibilidade do diálogo freiriano ocorrer nas práticas educacionais com a utilização da Internet.São delimitadas as premissas para a existência da Educação dialógico-problematizadora, e como a Internet pode configurar um meio tecnológico para o diálogo mediante suas ferramentas agregadas. Este trabalho emerge de inquietações ao desenvolver um programa de investigação-ação educacional na formação de professores de Física. Nosso objetivo é apresentar e discutir algumas inquietações relativas as nossas práticas educacionais na formação de professores de Física, quanto à interação entre sujeitos mediados pelos meios de comunicação e informação. Concluímos que assim como no âmbito presencial, na Internet, o perigo da Educação bancária pode existir (como já existia antes de seu surgimento) e que isso, não é delimitado em si pela tecnologia, mas sim pelo uso que os sujeitos fazem dela.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EDUCAÇÃO EM SAÚDE E MEIO AMBIENTE: CONCEPÇÕES E PRÁTICAS NO PRIMEIRO SEGMENTO DO ENSINO FUNDAMENTAL DO COLÉGIO PEDRO II
Maria de Lourdes Teixeira Barros e Danielle Grynszpan
lourdesbarros@globo.com

Este é um estudo acerca da educação ambiental e em saúde nas etapas iniciais do ensino fundamental. Busca investigar, a partir de um acompanhamento sistemático das práticas pedagógicas ligadas ao ensino de ciências, e à luz do currículo institucional, como a escola trata da temática assinalada. A pesquisa consiste num estudo de caso sobre uma instituição escolar tradicional no Rio de Janeiro, o Colégio Pedro II. A análise da proposta curricular, assim como a comparação entre ela e a prática cotidiana em sala de aula, nos permite apontar convergências e paradoxos do processo educacional. Pretendemos que essa pesquisa de mestrado nos permita refletir sobre o ensino de ciências nas séries iniciais e, em especial, sobre o ensino de saúde e meio ambiente, possibilitando elementos que colaborem para uma educação realmente ligada à formação de um cidadão crítico e participativo, que lute pela melhoria da qualidade de vida.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EFEITOS DE UM AMBIENTE DE APRENDIZAGEM SOBRE O ENGAJAMENTO COMPORTAMENTAL, O ENGAJAMENTO COGNITIVO E SOBRE A APRENDIZAGEM
Oto Borges, Josimeire Meneses Júlio, Geide Rosa Coelho
geide@coltec.ufmg.br

Relatamos um estudo sobre a inter-relação entre o engajamento comportamental, o cognitivo e a aprendizagem de física observados no contexto de um ambiente de aprendizagem em funcionamento. Analisamos se neste ambiente o engajamento comportamental induz o engajamento cognitivo, se o ambiente tem características que favorecem a manutenção do engajamento acadêmico ao longo do tempo e se as duas facetas do engajamento têm efeitos sobre aprendizagem, medida através do desempenho dos estudantes em provas. Os resultados apontam que o ambiente de aprendizagem projetado tem algumas das características desejáveis, mas que ele tem um efeito perverso sobre os estudantes mais vocacionados para o estudo de física.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EL MODELO ATÓMICO DE E. RUTHERFORD. DEL SABER SABIO AL SABER ESCOLAR PRESENTADO EN LOS LIBROS DE TEXTO.
CUÉLLAR, LUIGI , PÉREZ MIRANDA, ROYMAN y QUINTANILLA, MARIO .
lhcuella@puc.cl

En esta investigación se presentan aspectos relacionados con la transposición didáctica del modelo atómico de Ernest Rutherford y el análisis de la confiabilidad de los libros de texto más utilizados por profesores de química en ejercicio de algunos colegios de Bogotá, en educación Media, lo mismo que de las Facultades de Formación de Licenciados en Química de las Universidades Pedagógica Nacional y Distrital de Bogotá, desde un análisis histórico-epistemológico. A partir del estudio de los documentos originales se establecieron diez criterios de análisis, clasificados en cinco categorías, los cuales fueron validados por especialistas y fueron la base para determinar la relación existente entre lo que propuso Ernest Rutherford en relación con la estructura del átomo y lo que se socializa en el sistema educativo colombiano, a través de los libros de texto.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EL MODELO DE PERIODICIDAD QUÍMICA EN LA FORMACIÓN INICIAL DE PROFESORES
FREDY RAMON GARAY GARAY, RÓMULO GALLEGO BADILLO, ROYMAN PÉREZ MIRANDA.
licquifgg@hotmail.com

Con el presente articulo, se intentara mostrar la importancia de la modelación en la formación inicial de profesores de ciencias experimentales. Desde la didáctica de las ciencias, en la consolidación como la ciencia de enseñar ciencias, la formación inicial y continua de profesores se ha constituido en uno de los campos de investigación, que ha permitido desarrollar diferentes estrategias didácticas para tal formación. Una de ellas, que sustenta este trabajo, es la importancia de la historia de las ciencias, en la enseñanza de las mismas y en la formación de profesores. Trata entonces este escrito, sobre la consolidación del desarrollo histórico y epistemológico del modelo de periodicidad química y la modelación de tal consolidación en el sistema aula de profesores en formación.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ELABORAÇÃO E ANÁLISE DO USO DE UM WEBSITE DE APOIO À DISCIPLINA DE LABORATÓRIO DE QUÍMICA ANALÍTICA QUANTITATIVA
Antonio Carlos Chaves Ribeiro, Fábio Batista do Nascimento, Salete Linhares Queiroz
ribeiro@iqsc.usp.br

Este trabalho tem como objetivo relatar o desenvolvimento de um sítio de Internet para apoio a uma disciplina do curso de graduação em química e avaliar a sua utilização pelos estudantes. O sítio é composto por páginas de conteúdo com descrições textuais de conceitos, hiperlinks para sítios que fornecem informações sobre tópicos relevantes para o curso, fórum eletrônico, glossário, sala de bate-papo e ferramenta de escrita e envio de relatórios. Um total de 32 estudantes participou voluntariamente da pesquisa. A navegação dos estudantes foi gravada durante o semestre em que foi realizada a coleta de dados. Os resultados sugerem a página de rosto como a mais acessado quando comparada com as demais. Um número menor de acesso às outras páginas pode ser explicado devido ao fato dos estudantes preferirem a comunicação face-a-face com o professor/monitor do que a comunicação eletrônica.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EM BUSCA DE INFLUÊNCIAS CULTURAIS NA RESOLUÇÃO DE UMA ATIVIDADE DE CIÊNCIAS POR ALUNOS DE UMA ESCOLA INDÍGENA
Lúcia Helena Sasseron Roberto e Anna Maria Pessoa de Carvalho
luciasasseron@yahoo.com.br

Este artigo pretende analisar uma aula específica de Ciências de uma escola indígena com o objetivo de identificar quando e como a cultura do aluno pode influenciar seu trabalho na resolução de um problema. Aplicamos com alunos da Escola Estadual Indígena Tupi Guarani Ywy Pyaú, de Peruíbe, estado de São Paulo, uma atividade de conhecimento físico a fim de encontrar evidências que demonstrem o aparecimento de influências culturais durante a investigação em busca da solução do problema proposto. Além disso, nos preocupamos também em encontrar elementos que indicassem a plausibilidade da aplicação de tal proposta em aulas ocorridas em um contexto intercultural. Ao fim, percebemos que os fatos apontam para a existência de influências culturais advindas das duas sociedades envolvidas nas aulas de Ciências e reforçam nossas hipóteses iniciais sobre a necessidade de propostas abertas e não-diretivas para o seu ensino no contexto intercultural.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EMOÇÕES DE PROFESSORES DO ENSINO MÉDIO EM PROCEDIMENTOS DE ENSINO
Jordelina Lage Martins Wykrota e Oto Borges
oto@coltec.ufmg.br

Neste trabalho, propomos questões de pesquisa sobre aspectos emocionais dos procedimentos de ensino de professores do Ensino Médio; apresentamos referencial teórico baseado em aportes recentes sobre o tema “emoções” para abordagem dessas questões; apresentamos uma técnica de entrevista - entretien d’explicitation (WERMERSCH, 2003) e discutimos aspectos da coleta e tratamento de dados subjetivos; analisamos resultados obtidos por meio de uma pesquisa de episódios de planejamento, execução e avaliação de aulas de Física, realizada com professores de escolas das redes pública e privada e inferimos algumas implicações para a formação de professores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EMPLEO DE UN ESPACIO VIRTUAL PARA EL TRABAJO COLABORATIVO EN LA ARTICULACIÓN UNIVERSIDAD- ESCUELA MEDIA HACIA UN MEJORAMIENTO EN LA FORMACIÓN DE PROFESORES EN EL ÁREA DE CIENCIAS NATURALES
Noemí Tessio; Mabel Rembado; Bruno Ferreira dos Santos; Silvia Porro
ntessio@unq.edu.ar

El trabajo que se presenta refiere la experiencia llevada a cabo en el marco del proyecto de Articulación Universidad- Escuela media “Optimización en el acceso a saberes y en el desarrollo de competencias para la prosecución de estudios superiores, para ser desarrollado durante el ciclo lectivo 2005 en la Universidad Nacional de Quilmes y catorce escuelas de nivel medio de su zona de influencia. El tramo del proyecto realizado hasta el momento nos permite arribar a detectar fortalezas y debilidades que han incidido en el desarrollo del mismo. Se ha logrado, la participación comprometida de los docentes de enseñanza media, así como también el de los docentes universitarios, generando un acercamiento profundo entre ellos en el espacio virtual. Para el mundo universitario ha significado acercarse a los reales problemas de los alumnos al tratar de abordar el aprendizaje de las ciencias cuando ingresan a las Universidades

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENFOQUE CTS: CONFIGURAÇÕES CURRICULARES SENSÍVEIS À TEMAS CONTEMPORÂNEOS
Cristiane Muenchen, Adriane Griebeler, Elder Luiz Santini, Marcia Soares Forgiarini, Roseline Beatriz Strieder, Sandra Hunsche, Simoni Tormöhlen Gehlen, Décio Auler
crismuenchen@mail.ufsm.br

Limitações, como a desvinculação entre o “mundo da escola” e o “mundo da vida”, presentes na educação em Ciências, justificam a elaboração, implementação e avaliação de configuração curricular pautadas pela abordagem de tema com significado local/social, processo referenciado por uma aproximação entre pressupostos do educador Paulo Freire e referenciais ligados ao denominado movimento CTS. Neste sentido, a temática “Energia “Consumida”: Transporte Particular x Coletivo” foi implementada em 04 turmas de alunos do Ensino Médio buscando-se: a) Avaliar intervenção curricular mais aberta frente à temas/problemas contemporâneos fortemente marcados pela dimensão científico-tecnológica e b) Avaliar avanços, êxitos no enfrentamento de limitações apontadas no artigo. Para a obtenção de informações que subsidiassem a avaliação do processo, utilizou-se três instrumentos: a) Um questionário; b) Entrevistas semi-estruturadas e c) Registros escritos. A análise dos resultados permitiu identificar três categorias que são objeto de análise no presente trabalho.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENFOQUE CTS: REPERCUSSÕES DE UMA PRÁTICA PEDAGÓGICA TRANSFORMADORA
Marcia Regina Carletto e Nilcéia Aparecida Maciel Pinheiro
bcarletto@uol.com.br

Esse trabalho pretende contribuir para a reflexão acerca dos resultados da inserção da abordagem CTS no Ensino Médio. Traz como um de seus pressupostos a prática docente crítica, numa perspectiva transformadora. A metodologia utilizada foi a pesquisa-ação, durante o desenvolvimento da disciplina Princípios Tecnológicos, tendo como público-alvo cinco turmas do Ensino Médio do CEFET – PR Unidade de Ponta Grossa. Após um diagnóstico inicial da compreensão que os alunos possuíam sobre as interações entre ciência, tecnologia e sociedade, os mesmos foram envolvidos com inúmeras atividades, como: planejamento participativo, leituras, vídeos, pesquisas, entrevistas, casos simulados e debates que propiciaram a problematização, reflexão, análise crítica, elaboração de conceitos, entre outros. Dentre os resultados destacamos o elevado nível de motivação, participação, capacidade de argumentação e intervenção dos alunos; a evolução da compreensão dos mesmos sobre a natureza da ciência, do processo científico-tecnológico e de sua repercussão no meio social e ambiental.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINANDO E APRENDENDO SOBRE VERTEBRADOS: UMA EXPERIÊNCIA DE DOCÊNCIA EM PRÁTICA DE ENSINO DE BIOLOGIA
Juliana Rechetelo, Araci Asinelli da Luz e Adeline dos Passos Probst
rechetelo@uol.com.br

A aquisição de experiência através da atuação em sala de aula é indispensável para o desempenho do professor. Este trabalho relata uma experiência de um Curso sobre Vertebrados, junto a alunos do Ensino Médio. O Curso deu suporte à validação de uma proposta de roteiro de práticas apresentado em forma de material apostilado, rico em ilustrações e informações, proporcionando aos estudantes a observação, a reflexão, o registro de roteiros e a discussão. A proposta também envolveu a observação de animais taxidermizados e fixados em álcool, bem como um trabalho de campo no zoológico da cidade. Os indicadores de sucesso avaliados foram a correção na produção realizada, o índice de motivação comprovado pela freqüência. Esse relato de experiência oportuniza a crítica e a validação do material didático pelos pares, tendo em vista o interesse imediato em sua publicação, contribuindo com a melhoria dos recursos de ensino de Biologia no Ensino Médio.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINANDO SOBRE A SENSIBILIDADE ÀS CONDIÇÕES INICIAIS DE UM SISTEMA COMPLEXO
Alexandre Alex Barbosa Xavier, Antonio Tarciso Borges
lex.lutor@globo.com

Nas últimas quatro décadas, diversos cientistas da computação desenvolveram uma variedade de ferramentas computacionais para o estudo de sistemas não-lineares que hoje podem ser implementadas em microcomputadores domésticos e utilizadas para o estudo de sistemas complexos. Um exemplo dessas ferramentas é o Autômato Celular (AC). Um dos mais conhecidos modelos de AC é o “Jogo da Vida” inventado pelo matemático John Conway na década de 60. Neste trabalho, um grupo de estudantes do ensino fundamental, utiliza esse autômato para explorar padrões emergentes. O trabalho consistiu numa análise do pensamento expressado pelos estudantes sobre a sensibilidade do comportamento dos padrões que surgiam no AC devido às alterações nas condições iniciais e a avaliação do Jogo da Vida como recurso pedagógico para a introdução de discussão sobre comportamentos complexos na escola fundamental.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DA FÍSICA EM CLASSE HOSPITALAR: UM EXEMPLO NO CAMPO DA MECÂNICA
Amália Neide Covic e Graciella Watanabe
graciewat@terra.com.br

Objetivo: Evidenciar as características que devem ter as situações de ensino da Física para alunos do Ensino Médio que favoreçam o ensino de atividades complexas em ambientes hospitalares. Fonte de dados: Trabalho de acompanhamento pedagógico hospitalar desenvolvido pelo Projeto Escola Móvel, no IOP-GRAACC-UNIFESP, entre março de 2000 e junho de 2005. Entrevista semi-aberta com 115 alunos/pacientes com osteossarcoma. Relatórios de aula hospitalar. Conclusão: Os indicadores de correlação, a variação na porcentagem de alunos que não apresentam defasagem escolar após estudar no hospital e a autonomia dos alunos na resolução de tarefas propostas pelas escolas de origem, apresentados neste estudo, sugerem que a proposta de incorporar as situações hospitalares vivenciadas durante o tratamento ao estudo da Física e o contrato didático estabelecido entre professor/hospitalar e aluno/paciente são estratégias de tomada de decisão pedagógica que podem acarretar impacto sobre progressos cognitivos posteriores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DA GENÉTICA CONTEMPORÂNEA: CONTRIBUIÇÕES DA EPISTEMOLOGIA DE FLECK
Neusa Maria John Scheid; Nadir Ferrari; Demétrio Delizoicov
scheidade@terra.com.br

No trabalho apresenta-se um instrumento elaborado com o objetivo de identificar as concepções que estudantes de Ciências Biológicas possuem sobre a natureza da ciência. Tem-se como pressuposto que a concepção de ciência do professor tem repercussões na forma de ensinar temas contemporâneos polêmicos como os relacionados à Genética Molecular. A partir da perspectiva epistemológica de Fleck, estruturou-se a produção dos materiais para avaliar as concepções sobre a natureza da ciência desses futuros professores e verificar o conhecimento que possuem da história da Genética, bem como a importância que atribuem às suas aplicações tecnológicas e às implicações éticas do uso das novas biotecnologias. Foram elaboradas situações que nortearam o questionário e as entrevistas semi-estruturadas realizadas com os estudantes. Os resultados indicaram que, para que se proporcione uma educação científica atenta às exigências decorrentes do estado atual do conhecimento científico e suas aplicações tecnológicas, torna-se imprescindível uma formação epistemológica do professor.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DE CIÊNCIAS E FORMAÇÃO DA AUTONOMIA MORAL
Luciana Sedano de Souza e Anna Maria Pessoa de Carvalho
sedano@usp.br

O presente artigo relata uma pesquisa sobre as atitudes de alguns alunos enquanto trabalhavam em grupo, numa aula de Ciências que utilizava a metodologia das atividades de Conhecimento Físico, mais especificamente, “O Problema do Submarino”. Analisamos quatro grupos que pertenciam ao 3º e 4º ano do Ensino Fundamental de duas escolas públicas da zona Oeste de São Paulo. Nossa pesquisa analisou registros em vídeo e transcrição do momento em que os alunos trabalhavam em grupo para a resolução do problema físico apresentado. Buscamos, nestes dados, episódios de ensino que apontassem atitudes de interação, participação, cooperação, descentração e também atitudes de convivência com valores (opiniões ou atitudes) antagônicos e conflitantes. A partir da análise das relações presentes nestes grupos, podemos indicar a importância do trabalho em grupo para a formação da autonomia moral. Palavras-chave: Ensino de Ciências, conhecimento físico, trabalho em grupo, interação e autonomia moral.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DE CIÊNCIAS NAS SÉRIES INICIAIS: ANÁLISE DE UM MODELO DE INVESTIGAÇÃO SOBRE AÇÕES EDUCATIVAS NO CONTEXTO DA FORMAÇÃO INICIAL.
Fabiana Maris Versuti Stoque e Jair Lopes Junior.
fabisversuti@hotmail.com

O estudo avaliou habilidades de licenciandas em Pedagogia na proposição de uma unidade didática em Ciências. Na Etapa 1 foram caracterizadas práticas no ensino de Ciências e buscou-se relacioná-las com o Projeto Pedagógico do curso. Na Etapa 2 foram discutidos os objetivos preconizados pelos Parâmetros Curriculares Nacionais. Na Etapa 3 foi proposta uma unidade didática. Na Etapa 4 foram discutidas a proposta e a execução de uma unidade didática efetuada por uma professora das séries iniciais em exercício. Na interação com o modelo de investigação, dada uma análise comportamental dos processos de ensino e aprendizagem, verificou-se que medidas comportamentais das capacidades expressas pelos objetivos foram definidas pelas respostas para as estratégias de ensino e de avaliação propostas. Identifica-se um aspecto a ser explorado em investigações adicionais, visto que estratégias muito restritivas, tanto quanto aquelas excessivamente genéricas podem comprometer a compreensão das capacidades envolvidas no ensino-aprendizagem de conteúdos curriculares.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DE CIÊNCIAS POR MEIO DAS GEOCIÊNCIAS: O PROJETO GEO-ESCOLA
Celso Dal Ré Carneiro; Ronaldo Barbosa; Joseli Maria Piranha
cedrec@ige.unicamp.br

A receptividade pela educação científica básica amplia-se ao serem explorados fenômenos familiares aos alunos. Temas de Geociências, como enchentes, erosões, secas, furacões, vulcões e terremotos propiciam estimulantes ambientes de ensino-aprendizagem, além de contextualizar inúmeras questões ambientais. O computador na escola pode estimular a criatividade de alunos e professores, ampliar a comunicação e garantir acesso a bases de dados externas. O maior desafio é talvez capacitar os professores sobre dinâmica terrestre e temas interdisciplinares como os ciclos da água e das rochas. Para investigar o uso de computadores e estimular sua inserção escolar, o projeto Geo-Escola disponibiliza a professores de ensino fundamental e médio de uma dada região CD-ROMs contendo material didático digital: dados geológicos, imagens e mapas. Três módulos-pilotos acham-se em desenvolvimento, apoiando professores das disciplinas de Geografia e Ciências de educação básica. O projeto utiliza ferramentas abertas, com a vantagem de ser reprodutível e adaptável a outras realidades locais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DE CIÊNCIAS: ALGUMAS CARACTERÍSTICAS E TENDÊNCIAS DA PESQUISA
KAWAMURA, Maria Regina; SALEM, Sonia
sosalem@if.usp.br

A área de Ensino de Ciências vem ganhando espaço ao longo dos últimos anos, tanto no que se refere à pesquisa, como à profusão de publicações, trabalhos e intervenções. Isso se reflete, particularmente, no aumento significativo e na diversidade dos trabalhos apresentados em suas publicações ou em seus Encontros, com a participação de educadores e pesquisadores das áreas específicas como Física, Química e Biologia. Essa recente expansão parece requerer investigações sobre a produção da área, buscando uma melhor compreensão de suas origens e sua evolução. No presente trabalho, procuramos mapear a produção apresentada no I e IV ENPECs, especialmente no que se refere às suas áreas temáticas, a partir de uma seleção e estruturação dos temas presentes nesse conjunto de trabalhos. Essa é uma etapa de um programa de pesquisa mais abrangente, através do qual pretendemos contribuir para o resgate histórico e análise da área, suas principais tendências e perspectivas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DE FÍSICA E ALUNOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL: ANÁLISE E PROPOSTA DE PROCEDIMENTOS DOCENTES DE CONDUÇÃO DE ATIVIDADES DE ENSINO.
Eder Pires de Camargo, Dirceu da Silva
camargoep@uol.com.br

O presente artigo objetiva fornecer a professores de Física, uma proposta para o ensino de conceitos dessa disciplina para alunos cegos e com baixa visão. Para tanto, apresenta uma análise da mediação docente de cinco atividades de ensino. As duas primeiras relacionam atrito e aceleração e a segunda e a terceira, gravidade e aceleração. A quinta atividade aborda a resolução de um problema aberto. As cinco atividades fundamentam-se em observações táteis e auditivas do objeto de estudo, e em interações sociais entre seus participantes. Dessa forma, a proposta apresentada objetiva viabilizar a inclusão escolar de alunos cegos ou com baixa visão, na medida em que fornece subsídios teóricos para a prática do ensino de Física a alunos com a mencionada deficiência.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DE FÍSICA E O IMAGINÁRIO
Mônica Maria Biancolin e Nelson Fiedler Ferrara
mbiancolin@ig.com.br

Considera-se, neste trabalho, a relação entre o imaginário e o ensino de física. Utiliza-se a antropologia do imaginário de Gilbert Durand que considera o símbolo a matriz de todos os processos de conhecimento. Os símbolos são estruturados em dois regimes: o regime diurno e o noturno. Usa-se a metodologia de brasões de Pascal Galvani para a coleta de dados. Essa técnica consiste na construção de brasões pelos sujeitos e posterior apresentação coletiva dos mesmos. Utiliza-se no trabalho a abordagem bio-cognitiva, que considera a formação do sujeito como um processo tripolar, ou seja, sua interação com as coisas, com as pessoas (denominados acoplamentos estruturais) e a tomada de consciência do sujeito sobre o seu funcionamento (fechamento operacional). O trabalho foi realizado com um grupo de cinco alunos, da disciplina física, do terceiro ano do ensino médio da escola pública, num total de 7 encontros e 21 brasões.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO-APRENDIZAGEM DA GEOMETRIA ANALÍTICA: UMA PROPOSTA UTILIZANDO O GPS (GLOBAL POSITIONING SYSTEM) COMO RECURSO DIDÁTICO E FATOR DE MOTIVAÇÃO DA APRENDIZAGEM
Nilra Jane Filgueira Bezerra e Luiz Sílvio Scartazzini
nilrajane@yahoo.com.br

É apresentada uma proposta alternativa para o Ensino-aprendizagem da Geometria Analítica, utilizando o GPS (Sistema de Posicionamento Global) como recurso didático e fator de motivação. A utilização deste instrumento permite explorar temas como: coordenadas cartesianas no plano, equação da reta, teorema angular, distância de ponto a reta, determinação de áreas das figuras planas irregulares entre outros tópicos da Geometria Analítica. O objetivo desta estratégia é demonstrar a aplicabilidade dos conteúdos da geometria Analítica e fornecer ao professor mecanismos para motivar e facilitar a aprendizagem em sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENTENDIMENTO SOBRE MOVIMENTO RELATIVO E SISTEMA DE REFERÊNCIA: O SABER EXPLICITAR COMO INDÍCIO DO PENSAMENTO FORMAL
Amanda Amantes Neiva Ribeiro , Oto Borges
amanda@copiadoradelta.com.br

Nesse artigo é apresentado um estudo sobre a relação entre o nível de formalização do pensamento e a explicitação do entendimento de alunos do Ensino Médio sobre os conceitos de Movimento Relativo e Sistema de Referência. A intenção foi identificar se há correspondência entre a maneira pela qual os estudantes expressam seu conhecimento e o patamar de abstração que possuem em relação a esse conhecimento. Verificamos que para os conceitos investigados a maioria dos alunos se encontra no nível concreto-simbólico, mas aqueles que melhor conseguiram explicitar seu entendimento tiveram maior representatividade nos níveis mais elevados de formalização do pensamento.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENTRE A QUEIXA E A REFLEXÃO: ANÁLISE DO DISCURSO DE UM GRUPO DE PROFESSORAS DE CIÊNCIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Marcelo Alves Barros, Andréia Itami da Silva, Michel Corci Batista, Sérgio de Mello Arruda
m.m.barros@uol.com.br

Este trabalho tem como objetivo analisar os discursos de um grupo de professoras de 1ª a 4ª séries do ensino fundamental. Ao analisar nossos dados foi possível identificar quatro etapas: a primeira, caracterizou-se por uma situação marcada por uma queixa generalizada; a segunda, pela necessidade de capacitação pelas professoras e a superação das deficiências de conteúdo decorrentes da precária formação no magistério; a terceira, por uma ênfase nos aspectos metodológicos das atividades de ensino e; a quarta, por um engajamento e uma postura mais reflexiva. Para interpretar nossos resultados utilizamos um esquema heurístico de orientação psicanalítica, denominado captura por discursos. Entre as principais conclusões podemos destacar que para que haja mudança do discurso da queixa para a reflexão o professor deve deslocar-se da castração imaginária para a castração simbólica, abandonando sua posição de impotência e resgatando sua autoridade perdida. Palavras-chave: Formação de Professores; Ensino de Ciências; Psicanálise e Educação.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENTRE PRÁTICAS DOCENTES E DISCENTES:
Luana de Souza Siqueira e Tania C. de Araújo-Jorge
luanass81@yahoo.com.br

Para compreender as práticas docentes e discentes na manutenção e transformações do cotidiano escolar, e identificar os conteúdos disciplinares ensinados durante as aulas de ciências, questionamos: o que podem revelar os cadernos de ciências? O que move a pesquisa é o interesse em saber como se ensina e se aprende Ciências na escola. Investigamos cadernos das séries iniciais, destinados aos ensinamentos das ciências naturais, recolhendo quinze cadernos de cada série do primeiro segmento do ensino fundamental em duas escolas, uma da rede municipal e outra da rede federal, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, totalizando 120 cadernos. Esse estudo revelou práticas docentes tais como vigilância sobre os cadernos e amplo predomínio de exercícios de fixação, e as práticas discentes que personalizam os cadernos, a cultura e o cotidiano escolar e sua relação com o ensino de ciências: o que se privilegiou ensinar em um determinado momento.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENTRELAÇAMENTOS HISTÓRICOS DAS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS COM A DISCIPLINA ESCOLAR BIOLOGIA: INVESTIGANDO A VERSÃO AZUL DO BSCS
Marcia Serra Ferreira e Sandra Escovedo Selles
mserra@predialnet.com.br

Este trabalho tem como objetivo analisar a retórica unificadora das Ciências Biológicas expressa em materiais curriculares destinados à disciplina escolar Biologia. Utilizando como fonte de estudo a coleção de livros didáticos produzida pela equipe do Biological Sciences Curriculum Study (BSCS) mais utilizada no Brasil a partir dos anos de 1960 – a versão azul –, buscamos compreender como a referida disciplina escolar se apropriou dos debates acadêmicos em torno da constituição – por meio da síntese evolutiva – de uma Biologia moderna e unificada. Nesse processo, argumentamos que não apenas as Ciências Biológicas influenciaram a disciplina escolar Biologia, mas que essa última pôde contribuir para o abandono de uma visão fragmentada da primeira. Tal estratégia produziu uma retórica que tem fortalecido tanto a Biologia como ciência quanto a própria disciplina escolar. Buscando evidenciar essa questão, analisamos as marcas dessa retórica unificadora nos dois volumes da versão azul do BSCS.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ESCOLHA PROFISSIONAL: IDENTIFICAR-SE COMO PROFESSOR DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
Fernanda da Rocha Brando; Ana Maria de Andrade Caldeira
frochabrando@yahoo.com.br

A presente pesquisa, intitulada “Escolha profissional: identificar-se como professor de Ciências Biológicas” discute a escolha profissional de alunos do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas na Unesp – Campus Bauru. Por meio de entrevistas semi-estruturadas, levantamos quais foram os anseios desses alunos em relação ao curso que freqüentam e qual a identidade que demonstraram para com o mesmo. Para tanto, utilizamos a pesquisa qualitativa, referenciais teóricos sobre identidade e, na análise dos dados coletados, o referencial teórico da semiótica peirceana. Essas análises nos evidenciaram a necessidade de uma avaliação na reestruturação da estrutura curricular do curso em questão, além da criação de espaços de discussão, nos quais esses universitários possam analisar, de maneira crítica, suas concepções acerca do curso, principalmente em relação a atuação docente. Palavras-chaves: formação inicial, identidade profissional, semiótica.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ESPAÇO E TEMPOS ESCOLARES: - FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES
Maricilda Raposo e Terezinha Valim Oliver Gonçalves
tvalim@ufpa.br

Neste texto, apresentamos um estudo de caso, cujo objetivo foi o de conhecer e compreender a formação continuada dos professores na Escola Cidade de Emaús, desde o início de sua implantação, analisando a proposta inicial da escola na década de 80, até a 2003. Para a reconstituição do processo, entrevistamos professores das diferentes décadas de existência da escola e apresentamos o trabalho na modalidade de pesquisa narrativa. Estabelecemos como elementos norteadores dessa formação: a organização de espaços e tempos escolares e as ações formativas na escola, considerado aí o trabalho coletivo, a produção de materiais didáticos, o envolvimento político-social e as atividades realizadas no/com o bairro. Discutimos os avanços e as limitações da formação continuada de professores centrada na escola, aliando competência técnica ao compromisso político. Essa formação, portanto, adquire um caráter imprescindível dentro da comunidade escolar.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ESTÁGIO SUPERVISIONADO: CULTURA(S) E PROCESSOS DE IDENTIFICAÇÃO NUM CURRÍCULO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA
Dulcelena Peralis Corradi e Maria Inês Petrucci Rosa
dulcelena@br.inter.net

Nesse artigo, investigam-se as possibilidades de processos de identificação em uma experiência de estágio, onde dois licenciandos de um curso de química, de uma universidade pública interagem com uma professora experiente do ensino básico. Nesse processo, os sujeitos dialogaram, planejaram, observaram e executaram aulas de química em uma classe do ensino médio. Nesse cenário, culturas e experiências se entrecruzaram, mostrando o caráter fluido e produtivo, presente no cotidiano dos estágios supervisionados. Elementos da narrativa de Walter Benjamin, e também contribuições de Certeau e Larrosa quanto ao significado de experiência compuseram uma metodologia propícia para a valorização de sensibilidades, singularidades e multiplicidades, presentes no campo educacional. Questionamentos sobre o currículo de formação de professores foram levantados pelas narrativas e discursos proferidos no tempo do estágio e receberam algumas sugestões do campo dos Estudos Culturais para o seu enfrentamento.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ESTRATÉGIA DE DESIGN DO SOFTWARE EQUIL, UMA SIMULAÇÃO PARA ENSINO DE EQUILÍBRIO QUÍMICO E SUA COMPARAÇÃO, EM SALA DE AULA, COM O SOFTWARE LE CHAT 2.0
Gabriela Trindade Perry, Agostinho Serrano
gabrielaperry@hotmail.com

Este trabalho possui dois objetivos, sendo o primeiro fundamentar as bases que orientaram o design do “Equil”, um software para ensino de equilíbrio químico, em nível secundário. O segundo objetivo é apresentar os resultados de um experimento com turmas do ensino médio, no qual se investigou os resultados obtidos com uma turma controle (n=25) e turmas utilizando os programas Equil (n=24) e Le Chat (n=23). Esta análise evidenciou um desempenho superior do grupo que utilizou o primeiro software em relação aos demais, em vários aspectos relacionados ao domínio representacional de um fenômeno químico. Contudo, uma análise do desempenho dos estudantes em testes tradicionais de concepções alternativas não mostra diferença estatisticamente significativa entre grupos. Finaliza-se com uma discussão sobre a necessidade de utilizar todos os níveis de representação de um fenômeno químico de forma simultânea dentro do mesmo software, para um ensino mais eficiente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ESTRATEGIA PEDAGÓGICA Y DIDÁCTICA DESDE EL ENFOQUE CIENCIA, TECNOLOGÍA SOCIEDAD Y AMBIENTE, A PARTIR DE LAS FUMIGACIONES CON GLIFOSATO
Martínez Leonardo y Rojas Duarte Álvaro Pío
lemartinez@uni.pedagogica.edu.co

En este artículo se presentan los resultados obtenidos a partir de la implementación de una estrategia pedagógica y didáctica. La estrategia se basa en el enfoque Ciencia, Tecnología, Sociedad y Ambiente, contribuyendo al aprendizaje de conceptos de Bioquímica en relación con los problemas ambientales que generan las fumigaciones con glifosato. Palabras Clave. Estrategia Didáctica, CTSA, Bioquímica, Casos simulados. Summary. In this article are presented the results obtained from the implementation of a pedagogic and didactic strategy. The strategy is based in the science, technology, society and environment focus, helping with the learning of biochemistry concepts related with environmental problems caused by the fumigation with “Glifosato”. Keywords. Didactic strategy, STSE, Biochemistry, feigned cases.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ESTUDO DAS QUALIDADES PEDAGÓGICAS DOS PROGRAMAS CONQUEST E MERCURY VISANDO BENEFÍCIOS PARA O ENSINO DE QUÍMICA NO NÍVEL SUPERIOR
SALETE LINHARES QUEIROZ, FÁBIO BATISTA DO NASCIMENTO, ANTONIO CARLOS CHAVES RIBEIRO, JAVIER ELLENA
salete@iqsc.usp.br

Nas últimas décadas os computadores têm desempenhado importante papel no ensino. Neste trabalho apresentamos resultados obtidos a partir de uma atividade que serviu para avaliar dois programas computacionais que integram uma importante fonte de pesquisas em química, o Banco de Dados Cambridge Structural Database (CSD): ConQuest, utilizado para realização de buscas no CSD e Mercury, utilizado para a visualização de estruturas cristalográficas. O CSD apresenta informações sobre aproximadamente 300.000 estruturas cristalográficas de compostos orgânicos e organometálicos. O Classroom ConQuest, que é uma versão do ConQuest construída para utilização em ambientes de ensino, possui um banco de dados reduzido com cerca de 11.300 estruturas. Os programas foram avaliados por alunos de graduação em química. Os questionários de avaliação foram respondidos pelos alunos e mostraram que os programas podem auxiliar no entendimento de conteúdos da química.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ESTUDO DO PROCESSO DE ATRIBUIÇÃO DE SIGNIFICADOS SOBRE OS SERES VIVOS POR CRIANÇAS DE EDUCAÇÃO INFANTIL A PARTIR DOS DESENHOS E FALAS PRODUZIDOS PARA REPRESENTAR PEQUENOS ANIMAIS DURANTE O DESENVOLVIMENTO DE UM PROJETO NA CRECHE OESTE
Celi Rodrigues Chaves Dominguez; Silvia Luzia Frateschi Trivelato
celidom@terra.com.br

O objetivo desta investigação é compreender como as crianças pequenas constroem significados sobre os seres vivos em situações em que as interações entre elas e os conhecimentos socialmente construídos acerca deste assunto são mediadas por adultos. Acompanhamos, na Creche Oeste, crianças de 4 anos durante o desenvolvimento do projeto “Pequenos Animais”. Coletamos desenhos e gravamos as falas de quatro crianças que conversaram entre si durante a realização de suas produções. Estes dados estão sendo analisados a partir do referencial de Vygotsky e estamos identificando evidências das negociações de sentido que apareceram na interação e procurando compreender seu papel na atribuição de significados sobre os seres vivos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EXPERIÊNCIA DE GRUPOS COLABORATIVOS PARA EDUCAÇÃO E SAÚDE E PREVENÇÂO EM DENGUE
Lucia Maria Ballester, Simone Monteiro, Tania C. Araújo-Jorge e Rosane M. S. Meirelles
lucia@ioc.fiocruz.br

Este trabalho descreve a experiência colaborativa entre grupos de trabalho:Setor de Inovações Educacionais do Lab. de Biologia Celular do IOC, Fiocruz e uma escola pública situada em de Nova Iguaçu, Rio de Janeiro. O estudo foi conduzido no Curso (EJA) durante o período de 2002 a 2004, tendo como objetivos identificar as principais concepções dos estudantes sobre dengue. Participaram da pesquisa 120 estudantes com faixa etária entre 16 a 65 anos. O cenário do estudo é favorável, pois nesta cidade as condições para a disseminação ainda persistem como: circunstâncias ambientais que favorecem a proliferação dos mosquitos, grande área de pobreza, uma precária rede de saúde pública, frascos de plásticos expostos à chuva, entre e outros. Como resultados foram desenvolvidos jogos colaborativos tendo como tema principal a dengue e um fascículo para uso em sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EXPERIÊNCIAS DE ORIENTAÇÕES DE ALUNOS DO NÍVEL MÉDIO DA REDE PÚBLICA
Maria Lúcia Grillo
mluciag@uerj.br/mlgpb@ibest.com.br

Foram feitas orientações de alunos carentes do nível médio, de escolas públicas, dentro do projeto Jovens Talentos para a Ciência, em parceria com o Governo do Estado do Rio de Janeiro. Cada aluno teve oportunidade de acompanhar de perto projetos de pesquisa, na área de Física da Matéria Condensada, além de confeccionar experiências em laboratórios didáticos, com acompanhamento de orientação da parte teórica referente às experiências e reforço para as aulas do colégio. Foi observado, em todos os alunos, um aumento pelo interesse no aprendizado de Física, inclusive com alguns optando por cursar Física. Atualmente continuamos com as orientações, experimentando novos métodos que possam talvez levar a melhores resultados.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EXPLICAÇÕES DE ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL EM TEXTOS DE CONHECIMENTO FÍSICO
Carla M. A. de Oliveira e Anna Maria Pessoa de Carvalho
carlamao@usp.br

Neste artigo apresentamos quais são os tipos de explicações que alunos do 3º ano do Ensino Fundamental atribuem aos fenômenos trabalhados nas aulas de Ciências em que a professora utilizou as atividades de conhecimento físico, criadas pelo Laboratório de Pesquisa e Ensino de Física da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Os registros analisados foram coletados na Escola de Aplicação da FEUSP no ano de 2001, durante o acompanhamento de três aulas de Ciências: “O problema do submarino”, “O problema do barquinho” e “O problema da pressão”. O artigo procura mostrar como as explicações aparecem nos registros realizados pelos alunos após uma aula de Ciências em que eles são levados a resolver situações problemáticas através da experimentação, argumentar e escrever sobre os fenômenos físicos. Durante a análise levou-se em consideração dois tipos de explicações: a legal e a causal..

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EXPLORAÇÃO DIDÁCTICA DE UM PROBLEMA AMBIENTAL COM ALUNOS DO 4º ANO DE ESCOLARIDADE: O CASO DA DIVERSIDADE DE ELEMENTOS
Francisco Borges e Maria da Conceição Duarte
borges@iec.uminho.pt

A importância do ambiente como objecto de estudo na formação dos alunos em geral e, em particular, em níveis precoces de escolaridade, é hoje consensual na comunidade educativa nacional e internacional. Contudo, a sua incorporação na actividade educativa continua a suscitar diversas interrogações, nomeadamente, no que respeita à ausência de uma perspectiva comum ao nível pedagógico/didáctico. Tomando por base estes pressupostos foi levado a cabo uma intervenção pedagógica com alunos do 4º ano de escolaridade. Definiram-se como objectivos do estudo: (1) avaliar a evolução das ideias dos alunos face a alguns aspectos do ambiente e da problemática ambiental, em função de uma proposta pedagógica concreta na qual se privilegiou o trabalho didáctico com as ideias dos alunos; (2) procurar estabelecer algumas relações entre a referida evolução e as actividades desenvolvidas no decurso da intervenção pedagógica. Os resultados obtidos são discutidos atendendo aos conteúdos e actividades propostas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EXPLORANDO A CAUSALIDADE COMPLEXA NO ENSINO FUNDAMENTAL
Alexandre Alex Barbosa Xavier, Antonio Tarciso Borges
lex.lutor@globo.com

A pesquisa conduzida nas últimas décadas evidenciou as dificuldades que os estudantes enfrentam na aprendizagem de diversos conceitos da ciência. No entanto, ass iniciativas de ensino baseadas nestas evidências, no entanto, lograram pouco sucesso. Uma nova forma de explicar essas dificuldades vem sendo articulada, com base na incomensurabilidade entre as estruturas ontológicas e causais que os estudantes atribuem às suas construções e aquelas adotadas pela Ciência. Por exemplo, os estudantes tendem a usar esquemas causais simples ao modelar e produzir explicações para fenômenos emergentes e para o comportamento de sistemas complexos. Este trabalho explora, através de atividades simples, o comportamento de fenômenos emergentes com estudantes do ensino fundamental. O objetivo é tornar mais rico o repertório de formas causais a que os estudantes podem recorrer para explicar um amplo conjunto de fenômenos nas várias áreas da ciência.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FASE DE PRÉ-ENSINO: DILEMAS DOS LICENCIANDOS QUANDO DA INSERÇÃO NA PRÁTICA
Sarah Maria Souza Sodré, Nelson Rui Ribas Bejarano
sarahsodre@yahoo.com.br

Neste artigo, pretendemos comunicar os dados levantados e analisados em uma pesquisa qualitativa do tipo estudo de caso. Para fazer esse levantamento, acompanhamos, durante um semestre, as aulas da disciplina Estágio Supervisionado, com alunos do quarto semestre de um Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, turno noturno. Caracterizamos essa fase, em nossa pesquisa, como fase de pré-ensino por se efetivar anteriormente ao período do estágio de regência. Essa pesquisa teve como objetivo identificar os dilemas vivenciados pelos licenciandos quando da inserção na prática de ensino. O resultado parcial desse trabalho mostrou que os licenciandos revelaram os seguintes tipos de dilemas nessa fase de pré-ensino: enfrentamento da sala de aula, professor como detentor do saber, preocupação com sua imagem perante os alunos, preocupação com a aprendizagem dos educandos, uso dos procedimentos metodológicos, insegurança relacionada a aquisição dos conhecimentos de biologia, tempo – como conciliar o estágio e as aulas na faculdade.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FILARIOSE LINFÁTICA BANCROFITIANA: UMA AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DA CAMPANHA XÔ FILARIOSE
Micheline Barbosa da Motta e Francimar Martins Teixeira
fmtm@terra.com.br

Neste artigo avaliamos possíveis efeitos da campanha Xô Filariose nos modelos mentais construídos por 50 alunos entre 9 e 10 anos, residentes em áreas endêmicas na Região Metropolitana do Recife. Os resultados indicaram que: (1) as crianças acreditam que a doença é evitável, tratável, tem origem num fator externo ao corpo e que o sucesso do tratamento depende do cumprimento das recomendações médicas; (2) as explicações construídas estão baseadas em experiências vividas, tornando a possibilidade de reviver situações reais na escola, uma metodologia de ensino adequada ao trato de temas cotidianos; (3) a Xô Filariose favoreceu a popularização do nome da doença e do vetor, ressaltou o uso de remédio como tratamento e prevenção e limitou as medidas preventivas ao uso de medicamento, não esclarecendo o papel da muriçoca e da filária no estabelecimento da doença.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FÍSICA MODERNA E CONTEMPORÂNEA NO ENSINO MÉDIO: FORMAÇÃO OU INFORMAÇÃO?
Mikael Frank Rezende Junior e Frederico Firmo de Souza Cruz
mikael@fsc.ufsc.br

O presente estudo tem por objetivo promover uma discussão sobre as perspectivas de introdução de tópicos e temas de Física Moderna e Contemporânea no Ensino Médio Brasileiro. A partir de dados obtidos através de entrevistas semi-estruturadas com licenciados em Física de duas instituições de ensino superior do estado de Santa Catarina, buscou-se caracterizar a pertinência e as pretensas características (formativa ou informativa) dos conceitos da física do século XX para a escola média na visão de licenciandos. O objetivo desta análise é o de traçar um contrapondo entre a formação inicial dos licenciados e a visão dos mesmos em relação as perspectivas de levarem elementos de Física Moderna e Contemporânea à escola média.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMAÇÃO CONTÍNUA DE PROFESSORES DA UNIVERSIDADE: PESQUISADORES EM CIÊNCIAS
Zulind Luzmarina Freitas, Lizete Maria Orquiza de Carvalho, Ernandes Rocha de Oliveira
zulind@mat.feis.unesp.br

Este trabalho tem como proposta abordar a formação continua de professores de ciências, que ministram cursos de licenciatura e de formação de professores, com pesquisas em uma área específica de química ou educação para a ciência, em um trabalho conjunto com cinco professores de uma escola de ensino médio. Essa questão é abordada a partir do conceito de campo e espaço social apresentado por Bourdieu. Para a análise dos dados três categorias são apresentadas trazendo o conceito de proximidade e distanciamento para discutir a formação do professor pesquisador e professor da escola. Nesse processo apresenta-se como necessário a presença de sujeitos de campos diferentes para ampliar a visão de mundo de cada um desses sujeitos. Nessa perspectiva valoriza-se esse espaço de interação e a importância de este espaço não se reduzir aos critérios de validade de um campo isoladamente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMAÇÃO CONTÍNUA DO PROFESSOR DE CIÊNCIAS: PESQUISA COLABORATIVA NA CONSTRUÇÃO DE UMA PROPOSTA DE COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA REFLEXIVA
ELIAS BATISTA DOS SANTOS (SEE-GDF/UNB) E RICARDO GAUCHE (UNB)
gauche@unb.br

Este trabalho corresponde a parte de uma pesquisa colaborativa em desenvolvimento em uma escola de Ensino Médio do Distrito Federal – DF, pesquisa que se insere no contexto do Mestrado Profissionalizante do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Universidade de Brasília. O objetivo é desenvolver colaborativamente uma dinâmica de ação reflexiva no âmbito da Coordenação Pedagógica (CP) da Rede Pública de Ensino Médio do DF, na perspectiva da produção intelectual intrínseca à atividade docente, no que tange à formação permanente do professor de Ciências e à implantação/implementação de um projeto pedagógico. Pretende-se que tal dinâmica tenha impacto no sistema de ensino público do DF. No presente trabalho, enfoca-se, na defesa da pesquisa colaborativa, a transformação organizacional da CP do grupo de professores envolvidos em um lócus privilegiado de formação continuada, individual e coletiva, por meio da reflexão crítica sobre a própria prática docente, mormente no ensino de Ciências.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES
Gilvaneide Ferreira de Oliveira; Aguinalda alves Teixeira filha
gilvaneideoliveira@terra.com.br

A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES E UMA NOVA PROPROSTA CURRICULAR DE BIOLOGIA Este trabalho apresenta o produto final de um Programa de Formação Continuada vivenciado com um grupo de Professores de Biologia em uma Escola de Educação Básica na Cidade de Recife. O referido produto representa uma proposta curricular diferenciada de Biologia para o Ensino Médio, implantada e vivenciada na referida Escola. Essa experiência foi constituída a luz dos saberes, experiências e reflexões dos docentes envolvidos no processo, sendo estes princípios os elementos básicos desse programa de formação. A realização desse estudo se deu através de encontros semanais, nos quais eram relatadas as experiências profissionais dos professores, geradoras de discussões e estudos de aprofundamentos. Como resultado desse trabalho temos uma nova proposta curricular de Biologia, que é considerada nova por possuir uma organização própria, caracterizando o rompimento com a estrutura curricular já instituída há anos, além de quebrar com a hegemonia das propostas geradas pelos vestibulares. Essa experiência nos lançou para um não vivido que se tornou efetivo, possibilitando, ao aluno, um estudo significativo da Biologia, através do qual, este tem uma maior compreensão da dinâmica de sua vida e dos demais seres, percebendo-se num grande emaranhado de relações e interdependências, ocorridas nos diferentes ambientes com os quais interagem. Palavras-chave: Formação continuada; saberes e reflexões docentes; currículo diferenciado.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES – UMA ANÁLISE DE REFLEXÕES SEGUNDO A LÓGICA HIPOTÉTICO-DEDUTIVA
Thais Cortellini Abrahão, Anna Maria Pessoa de Carvalho
thais.cortellini@ig.com.br

Este trabalho estuda a formação continuada de professores e suas reflexões durante um curso, observando e analisando suas falas em discussões sobre atividades de conhecimento físico de Carvalho et al (1998), ao contextualizarem-nas com seus ambientes escolares, tanto em relação à ciência quanto ao ensino. Adotamos como instrumento de análise o pensamento hipotético-dedutivo, proposto por Lawson (2000, 2002), baseado no uso dos termos se, então e portanto (que revelam hipóteses, evidências e/ou teorias, e conclusão). Buscamos nas falas dos professores tal estrutura e constatamos que as influências sobre a inovação na prática de ensino do grupo de professores estão vinculadas à existência de evidências. Assim, concluímos que a reflexão efetiva sobre a prática é propiciada quando o curso possibilita a contextualização de seus objetos de estudo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE QUÍMICA: QUAL MODELO, QUAL FORMAÇÃO?
Bruno Ferreira dos Santos e Luana Novaes Santos
bf-santos@uol.com.br

Esse trabalho relata uma experiência em formação continuada com um grupo de professores de Química do ensino médio, baseada na reflexão sobre a prática pedagógica. A partir de encontros regulares com os docentes, levantou-se as principais dificuldades enfrentadas pelos professores para construir um modelo de formação que colaborasse para a solução dos problemas de uma forma coletiva e para a evolução profissional dos mesmos, em direção a uma maior autonomia no exercício de sua profissão. Os temas abordados referiam-se principalmente a aspectos de didática e aos temas transversais, como indisciplina ou motivação. A análise e a reflexão sobre a prática pedagógica foram úteis em alterar a compreensão que o professor possui sobre o seu contexto. Essa outra maneira de conceber os seus problemas é capaz de modificar a sua prática, porque possibilita ao professor a incorporação de novos saberes, principalmente a partir da experimentação e da pesquisa.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMAÇÃO DE IMAGENS POR ESPELHOS: ESTUDO DA RESISTÊNCIA DOS ALUNOS À MUDANÇA CONCEITUAL
Sérgio Luiz Talim ; Rodrigo de Almeida Jorge ; César Robson Moreira
talim@coltec.ufmg.br

O objetivo deste trabalho é pesquisar, de forma mais sistemática, a resistência dos alunos à mudança no conjunto de suas concepções sobre a formação de imagens por espelhos planos e côncavos. O presente trabalho foi realizado ao final um curso de ótica geométrica lecionado a 116 alunos do segundo ano do Colégio Técnico da UFMG. O trabalho, que ainda está em andamento, mostra claramente a complexidade do processo de mudança conceitual. Raramente há uma mudança ou reestruturação conceitual plena após a apresentação de um desafio. Ao contrário, ao serem desafiados, os aluno ou não modificam as suas concepções ou fazem mudanças pontuais. Algumas implicações para o ensino de Física são analisadas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS: REFLEXÕES SOBRE OS EFEITOS DA CONTAMINAÇÃO POR CHUMBO EM CRIANÇAS
Veronica Aparecida Pereira, Ana Maria Lombardi Daibem, Olga Maria Piazentin Rolim Rodrigues, Cristiane Oliveira Alves, Patrícia Kusumi
veronica@fc.unesp.br

Esta pesquisa foi desenvolvida em quatro escolas públicas de uma região contaminada por chumbo, no interior paulista. Buscou-se investigar: se a escola e o professor trabalharam com esta temática, relações estabelecidas entre a contaminação por chumbo e o desenvolvimento infantil, descrição de diferenças entre o desempenho escolar de crianças contaminadas por chumbo e não contaminadas e, ações educativas possíveis. Trinta e seis professoras foram entrevistadas. Os resultados apontaram ausência de trabalhos sistemáticos frente a esta problemática e despreparo do professor para lidar com conteúdos específicos referentes a contaminação por chumbo. Em função das necessidades verificadas, ofereceu-se um curso de formação continuada. A maior parte das crianças contaminadas por chumbo podem ter o seu quadro revertido, ou minimizado, através de mudanças ambientais e estimulação adequada. Para tanto, os profissionais envolvidos devem estar devidamente capacitados, entre eles, o professor.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMAÇÃO DE PROFESSORES E EDUCADORES PARA ABORDAGEM DA EDUCAÇÃO SEXUAL NA ESCOLA: O QUE MOSTRAM AS PESQUISAS
Regina Célia Pinheiro da Silva; Jorge Megid Neto
regcps@yahoo.com.br

Este artigo trata da investigação realizada em produções de pós-graduação brasileiras sobre formação de professores/educadores para o trabalho com Educação Sexual nos vários níveis escolares, com objetivo de conhecer e apontar as principais tendências dessa produção. A metodologia baseou-se na pesquisa do estado da arte, identificando 65 teses e dissertações que são descritas e analisadas, entre outros itens, quanto aos modelos de formação inicial e continuada; características e concepções/representações dos profissionais; elementos teóricos, históricos e curriculares tratados nas pesquisas. Resultados apontam a necessidade de melhorar a formação dos professores e educadores para o trabalho com o tema.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMAÇÃO DE PROFESSORES: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS ESCOLARES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL COM O USO INTEGRADO DE RECURSOS DE SENSORIAMENTO REMOTO E TRABALHOS DE CAMPO PARA O ESTUDO DO MEIO AMBIENTE E EXERCÍCIO DA CIDADANIA
Vânia Maria Nunes dos Santos e Maurício Compiani
vania.mns@uol.com.br

Este trabalho integra nossa pesquisa de doutorado em desenvolvimento no Instituto de Geociências da UNICAMP, no Departamento de Geociências Aplicadas ao Ensino. A pesquisa tem por objetivo investigar o desenvolvimento de projetos escolares de educação ambiental com o uso integrado de mapas, fotos aéreas, imagens de satélite e trabalhos de campo. A partir da formação de professores em exercício com referência nos pressupostos da pesquisa ação, temos por meta a construção de novas metodologias de ensino capazes de integrar o potencial didático pedagógico dos referidos recursos e atividades para o estudo do meio ambiente e exercício da cidadania. Esta pesquisa tem por referencia os processos e produtos resultantes do curso de formação continuada intitulado “Educação Meio Ambiente e Cidadania: desenvolvimento de projetos escolares de educação sócio ambiental com o uso de sensoriamento remoto e trabalhos de campo para o estudo do meio ambiente e exercício da cidadania”, realizado em Guarulhos-SP.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMAÇÃO DE PROFESSORES-INTÉRPRETES: CONSTRUINDO NOVOS OLHARES ACERCA DA INTERPRETAÇÃO AMBIENTAL NO JARDIM BOTÂNICO.
ARAUJO, Daniel; FARIAS, Maria Eloisa
biologoaraujo@yahoo.com.br

Este artigo resulta de um Curso de Formação Docente inserido nos projetos “Jardim Botânico vai à Escola” e “Formação de Professores em Ciências”. Teve como objetivos: (a) construir o alicerce teórico destinado a caracterização do Professor-Intérprete; (b) Investigar as relações entre as Representações Sociais de Meio Ambiente dos professores e as atividades desenvolvidas no Jardim Botânico e (c) apresentar reflexões relacionadas ao Curso. A metodologia, embasada nos referenciais teóricos da Pesquisa-Ação, apresentou os seguintes momentos: reuniões de sensibilização e caracterização da escola; desenvolvimento do curso para os professores; criação de um grupo de estudo e constante acompanhamento/assessoramento das atividades. Com este estudo, acredita-se que exista uma relação significativa entre os discursos produzidos pelas professoras durante as visitas ao Jardim Botânico e suas respectivas Representações de Meio Ambiente; há contribuição proveniente de um curso voltado à Educação Ambiental em uma comunidade escolar e é positivo o investimento na formação do Professor-Intérprete.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMAÇÃO EM SERVIÇO PARA PROFESSOR DE BIOLOGIA: PERFIL DE UM GRUPO DE LICENCIANDOS NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA
Daisi Teresinha Chapani; Julio Cesar Castilho Razera; Marcos Lopes de Souza
chapani@uesb.br

A pesquisa teve como objetivo traçar um perfil dos participantes de um curso de formação em serviço de Licenciatura em Ciências Biológicas. Por meio de questionário e entrevista do tipo grupo de foco foram obtidos e discutidos: o nível de participação no programa; a opção em ser professor; manifestações diversas sobre as relações do curso com a prática docente. Os resultados demonstraram sentimentos de satisfação com a profissão escolhida e com a oportunidade de formação em serviço. Entre os aspectos motivadores apareceram com destaque a melhoria do trabalho em classe e as oportunidades de crescimento profissional. Houve alegação satisfatória sobre a escolha do curso e no estabelecimento de relações entre os conteúdos desenvolvidos e a prática cotidiana. A determinação legal, embora não se constitua no principal aspecto motivador para a participação do professor no curso, apresentou-se relevante para sua qualificação em virtude de ter favorecido a implantação do mesmo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES PARA A INTERDISCIPLINARIDADE ESCOLAR
Márcio Akio Ohira, Irinéa de Lourdes Batista
maohira@yahoo.com.br

O presente trabalho apresenta a investigação para a construção de um conjunto de referenciais teóricos para formar profissionais da educação preparados para a interdisciplinaridade escolar. Atualmente, perceber o mundo de forma não compartimentada e ter como objetivo, durante a formação inicial, o desenvolvimento da capacidade de atuar interdisciplinarmente remete os cursos superiores de formação de professores a fornecer condições para proporcionar fundamentação e análise que mostrem a importância da integração das diversas áreas de conhecimentos, a complexidade dos saberes e ainda despertem nos licenciandos a necessidade de implementar práticas pedagógicas. Com o avanço da pesquisa na área de Ensino de Ciências e com a busca da aproximação do ensino com a realidade sócio-cultural da comunidade escolar, apresentamos assim a implementação de uma concepção de educação científica que possui em seus fundamentos uma proposta de interdisciplinaridade no conhecimento a ser apropriado como saber escolar.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMULAÇÃO DE MODELOS DE ESTUDOS DA TERRA EM TRAJETÓRIA DE REFORMULAÇÃO CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO: O EXEMPLO DO CICLO DA ÁGUA
Pedro Wagner GONÇALVES, Natalina Aparecida Laguna SICCA, Maurílio Antonio Ribeiro ALVES, Maria Ângela GARÓFALO, Jesus Aparecido RIBEIRO
pedrog@ige.unicamp.br

A presente pesquisa procura identificar qual é o modelo científico conceitual que professores de distintas disciplinas do ensino médio possuem sobre o tópico ciclo da água. Foi feito um levantamento exploratório sobre uso de modelos no ensino. Além disso, foi acompanhado um grupo de professores em processo de formação continuada. Indica, ainda, como professores mudam o modelo conceitual a medida que participam de Grupo de Estudos de Ciência do Sistema Terra e formação continuada de professores. Procura-se mostrar alguns indicadores da trajetória de desenvolvimento destes docentes. A pesquisa, atualmente em andamento, revela que modelos geológicos do ciclo da água ajudam a mudar o currículo do ensino médio e também os modelos conceituais de professores sobre a natureza, o ambiente e a cidade.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FUNDAMENTOS Y OBJETIVOS DE LA FORMACIÓN DE DIDACTAS DE LAS CIENCIAS EN EL CONTEXTO SURAMERICANO
Rómulo Gallego Badillo1 y Adriana Patricia Gallego Torres2
rgallego@uni.pedagogica.edu.co

En esta artículo se examinan los fundamentos y los objetivos que podrían orientar la formación de didactas de las ciencias en el marco de las particularidades culturales sociales, económicas y políticas del subcontinente suramericano, caracterizado por la multiculturalidad y la diversidad étnica. Se establece como condición necesaria la creación de una red de investigadores y de formadores de formadores, fortaleciendo nuestras revistas especializadas y mejorando la comunicación y el intercambio de experiencias. Palabras Claves: Formación de profesores, didáctica de las ciencias, comunicación, intercambio.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



GANHOS NA APRENDIZAGEM DE CONCEITOS FÍSICOS ENVOLVIDOS EM CIRCUITOS ELÉTRICOS POR USUÁRIOS DA FERRAMENTA COMPUTACIONAL MODELLUS
Pedro Fernando Teixeira Dorneles; Eliane Angela Veit; Marco Antonio Moreira
pdorneles@if.ufrgs.br

O objetivo deste trabalho de pesquisa foi investigar o desempenho de alunos que trabalharam com atividades de simulação e modelagem computacionais no estudo de circuitos elétricos, utilizando o software Modellus, comparado com alunos expostos apenas ao sistema tradicional de ensino. O estudo envolveu 193 alunos de cursos de Engenharia, da disciplina de Física-II oferecida pela UFRGS no 2 semestre de 2004. O procedimento didático ocorreu em duas etapas. Na primeira, os alunos do grupo experimental trabalharam com um conjunto de atividades sobre circuitos elétricos simples durante cinco aulas e na etapa seguinte, com um conjunto de atividades sobre circuitos RLC durante quatro aulas. Cada aula teve duração de 1h40min. Os resultados quantitativos mostram que houve melhorias estatisticamente significativas no desempenho dos alunos do grupo experimental, quando comparado aos alunos do grupo de controle, submetidos apenas ao método tradicional de ensino.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



GRUPOS DE APRENDIZAGEM: O PAPEL DA INTERVENÇÃO DO PROFESSOR
Luciana Faustino Guimarães, Glauco S. F. da Silva, Alberto Villani
luciana@if.usp.br

Existe uma crescente preocupação em se introduzir novos tipos de trabalho em sala de aula que propiciem uma maior participação dos alunos e uma possível alternativa é a promoção de trabalhos em grupo. É importante, dentro dessa estratégia, estudarmos as relações interpessoais dos estudantes entre si e com o professor, pois estas influenciam o grau de envolvimento com a tarefa. Diante disso, estudamos um grupo de alunos resolvendo exercícios de Física e um grupo de monitoria discente da mesma disciplina, e analisamos as intervenções do professor durante essas atividades e de que forma essas intervenções contribuíram ou não para que esses grupos se tornassem operativos. Para essa análise utilizamos as concepções de grupos operativos que são grupos centrados na tarefa.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



HÁ LUGAR PARA O LABORATÓRIO ESTRUTURADO NO ENSINO DE FÍSICA?
Adelson Fernandes Moreira
adelson@deii.cefetmg.br

O foco deste trabalho é o laboratório estruturado, termo proposto para um ambiente de aprendizagem em que os alunos realizam, com pequena autonomia, atividades práticas, previamente preparadas pelo professor e orientadas por roteiro. Apresenta-se resultados de entrevistas realizadas com grupos de alunos, mediadas por uma ficha com afirmações sobre o laboratório estruturado. Essas entrevistas ocorreram como uma etapa da elaboração de uma matriz que tem o objetivo de fazer um levantamento estatístico das visões dos alunos do CEFET-MG sobre o laboratório estruturado. As afirmações que compõem a ficha foram extraídas de artigos que tratam do tema experimentação no ensino de Ciências. Parte-se da hipótese de que aprendizagens importantes, e não devidamente reconhecidas, ocorrem no laboratório estruturado. Os dados obtidos indicam a pertinência dessa hipótese e instigam à continuidade de uma investigação sobre as interações e as oportunidades de aprendizagem características desse ambiente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



HISTÓRIA E FILOSOFIA DA CIÊNCIA NO ENSINO: O QUE PENSAM OS LICENCIANDOS EM FÍSICA DA UFRN
André Ferrer Pinto Martins
aferrer34@yahoo.com.br

Este trabalho faz parte de um projeto mais amplo, que tenciona propor formas de intervenção pedagógica que contemplem a inserção de elementos da História e da Filosofia da Ciência nas salas de aula do ensino médio. Aqui, relataremos os resultados da primeira etapa desse projeto: um estudo de natureza diagnóstica, realizado com estudantes do curso de Licenciatura em Física da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que procurou investigar a visão desses sujeitos acerca do uso da História e da Filosofia da Ciência para fins didáticos. Um questionário a esse respeito foi aplicado a 53 sujeitos. Os resultados indicam que a produção de material didático de qualidade é apenas um dos aspectos a serem considerados dentro dessa perspectiva, havendo a necessidade de um trabalho em diversas outras frentes que envolvem a formação de professores de ciências, em geral, e de Física, em particular.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



HISTÓRIAS DE ALUNOS SOBRE SER PROFESSOR DE QUÍMCIA: DESCORTINANDO A AÇÃO PEDAGÓGICA DOCENTE
Fábio Peres Gonçalves, Renata Lindemann, Paulo Fernando Duarte Filho, Maria do Carmo Galiazzi
fpgoncalves@ced.ufsc.br

Trata-se de uma pesquisa acerca dos significados atribuídos por estudantes do ensino médio sobre ensinar e aprender Química. Entre outras características, mapeadas aponta-se para: a necessidade de estudar e pesquisar para ensinar; a importância de uma abordagem do contexto e do dia-a-dia dos alunos.no processo de ensino e aprendizagem; a experimentação como modo, por exemplo, de facilitar a aprendizagem; e visões tradicionais de ensino e aprendizagem. Os resultados mostram a apropriação de um discurso compartilhado, em parte, pelos próprios docentes de Química. Argumentamos acerca da relevância de apreender estes conhecimentos discentes, considerando que eles revelam compreensões da prática pedagógica de professores que podem ser repensadas e com isso vir a contribuir para a formação permanente de professores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



IDÉIAS SOBRE GENE EM REVISTAS DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E EM GLOSSÁRIOS VIRTUAIS
Tânia Goldbach, Charbel El-Hani e Roberto Cintra Martins
tania@cefeteq.br

Este trabalho trata da análise das idéias sobre gene contidas em matérias de revistas de divulgação científica brasileiras representativas (Ciência Hoje, Galileu e Super-Interessante) e em glossários existentes na Internet. Damos atenção especial a elementos relativos ao paradigma interacionista, e destacamos diferentes metáforas utilizadas nas matérias analisadas. O trabalho traz contribuições empíricas para os debates atuais no campo da filosofia da biologia sobre o conceito de gene e elementos para a discussão sobre como este conceito deve ser abordado na educação científica. É reconhecida a necessidade cabal dos espaços escolares e de divulgação científica tratarem diretamente desta questão, uma vez que o conceito molecular clássico de gene (CMCG) é ainda o predominante nestes espaços. Tal enfoque favorece uma abordagem simplificadora do papel dos genes nos sistemas genômicos e celulares, no desenvolvimento e na relação genótipo-fenótipo, levando a uma apreensão pouco crítica das possibilidades de manipulação e intervenção no material genético.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



IDENTIFICAÇÃO DAS CARACTERÍSTICAS DE INOVAÇÃO CURRICULAR EM CIÊNCIAS NATURAIS E SUAS TECNOLOGIAS ATRAVÉS DE SITUAÇÕES DE ESTUDO
Maria Cristina Pansera de Araújo; Milton Antonio Auth; Otavio Aloisio Maldaner
pansera@unijui.tche.br

Novas propostas curriculares, em Ciências Naturais e suas Tecnologias, vêm sendo construídas, entre as quais as Situações de Estudo (SE), que consideram o contexto, a alta vivência dos professores e estudantes e a riqueza conceitual. Professores da universidade, da Educação Básica e licenciandos (Biologia, Física e Química) envolvem-se, coletivamente, na elaboração e desenvolvimento interdisciplinar de SE em sala de aula, evidenciando os conceitos científicos representativos e o seu nível de significação. A investigação, com base nos dados produzidos a partir das transcrições dos registros de vídeo e áudio, busca explicitar a configuração curricular no contexto escolar e identificar características inovadoras, como: i. evolução conceitual; ii. relações interdisciplinares; iii. formação inicial e continuada de licenciandos e professores; iv. relação CTS; e, v. visão de mundo globalizante. Além disso, o reconhecimento das dificuldades operacionais entre outros limites da estrutura organizacional escolar, na implantação dessa modalidade de ensino, permite criar novas possibilidades.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



IDENTIFICANDO O OBSTÁCULO CULTURAL EM AULAS DE FÍSICA DO ENSINO MÉDIO
Estevam Rouxinol dos Santos Neto; Maurício Pietrocola
estevam@if.usp.br

No ensino de física, a abordagem de seus conceitos se vincula fortemente aos aspectos mais universais da atividade científica. Países em desenvolvimento, geralmente com pouca tradição em pesquisas científicas, não aparecem como atores na história universal das ciências no que se refere às questões de ensino. Isso dificulta que os alunos percebam a física nacional como parte integrante da cultura da nação, bem como poderá transmitir a idéia de que toda a física, enquanto importante área de pesquisas científicas, só é possível de ser produzida e elaborada apenas em países ricos e desenvolvidos, cabendo aos países periféricos como o Brasil apenas importá-las e consumi-las. Tal fato, tratamos como um obstáculo cultural presente no ensino da física.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



IMPLICAÇÕES CTSA NA VISÃO DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO A PARTIR DO ACESSO A MÚLTIPLAS PERSPECTIVAS DE UM CASO DE DANO AMBIENTAL
João Amadeus Pereira Alves, Washington Luiz Pacheco de Carvalho
japalves@yahoo.com.br

Desde a década de 1970, a visão não crítica pela qual a ciência e a tecnologia (C&T) são apresentadas aos alunos da educação básica vem sendo combatida através da chamada ênfase nas relações CTS (ciência-tecnologia-sociedade) nos currículos e disciplinas de ciências naturais, em alguns países. Entretanto, evidências diárias da utilização dos conhecimentos em C&T visando lucro e poder, em detrimento da qualidade ambiental, não têm sido objetos de estudos na escola. Na busca de ações educacionais a favor de uma abordagem reflexiva sobre as implicações das relações CTSA (ciência, tecnologia, sociedade e ambiente), desenvolveu-se uma pesquisa que visou explorar as visões que alunos do ensino médio tinham sobre diferentes perspectivas de um caso de contaminação por chumbo, no qual a ciência e a tecnologia poderiam não aparecer como mito ou guardiãs.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



IMPLICAÇÕES DA MEDIAÇÃO DOCENTE NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE BIOLOGIA NO ENSINO MÉDIO
Maria Júlia Corazza-Nunes, Vanessa Daiana Pedrancini, Maria Terezinha Bellanda Galuch, Ana Lúcia Olivo Rosas Moreira, Alessandra Claudia Ribeiro
mjcnunes@uem.br

Pesquisas sobre a formação de conceitos em Biologia têm revelado que o ensino transmitido nas escolas está sendo pouco eficaz em promover o desenvolvimento do pensamento conceitual dos alunos. Com o objetivo de investigar como o professor organiza e desenvolve sua prática pedagógica, observamos 18 aulas de Biologia no ensino médio de duas escolas públicas da região Noroeste do Estado do Paraná/Brasil. Verificamos que o ensino é conduzido somente por meio da transmissão de conteúdos e resolução de exercícios repetitivos, sendo exigido do aluno somente a ação mecânica de associação de símbolos e palavras. Essa análise vem fortalecer a hipótese de que os principais motivos que dificultam a aprendizagem de conceitos e processos biológicos residem em um ensino que ignora as concepções prévias dos alunos e restringe a sua ação à memorização de conteúdos fragmentados e dissociados de sua vida cotidiana, valorizando somente a reprodução do conhecimento.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



INOVAÇÕES NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM NO LABORATÓRIO DE ANATOMIA HUMANA: UMA ESTRATÉGIA FACILITADORA PARA A APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA
Marco Aurélio de Azambuja Montes & Claudia Teresa Vieira de Souza
mamontes@uol.com.br

No presente trabalho nos propusemos utilizar os fundamentos do corpo teórico da Teoria da Aprendizagem Significativa como norteadores de uma proposta de inovação do processo ensino-aprendizagem em um laboratório de Anatomia Humana, visando à melhoria de qualidade do processo educativo. Realizamos um diagnóstico da situação atual da disciplina de Anatomia Humana em uma universidade particular na cidade do Rio de Janeiro, a partir da percepção dos docentes que ministram esta disciplina. Enfocamos os seguintes aspectos: estrutura do curso, características da disciplina, perfil dos professores, deficiências dos alunos. Foram identificadas também as principais dificuldades relatadas pelo corpo discente para a fixação do conteúdo abordado nas aulas práticas da disciplina. A partir da identificação dos principais problemas elaboramos estratégia para possibilitar uma aprendizagem significativa, cujos resultados evidenciaram um aumento no interesse dos alunos pela disciplina com diminuição dos índices de abandono e melhora dos resultados das avaliações.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



INTERAÇÕES DE SUJEITOS EM FORMAÇÃO PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS: RECONSTRUÇÃO SOCIAL DE TEORIAS E PRÁTICAS DOCENTES
Lenir Basso Zanon; Clarinês Hames; Suzéte Maier Kuff; Rita de Cássia Pedrotti Lopes; Sandra Maria Wirzibicki, Daiana Froner
bzanon@unijui.tche.br

Produzimos e analisamos interações de licenciandos, professores da escola básica e da universidade em processos de formação docente articulados à reconstrução curricular na forma da Situação de Estudo - abordagem interdisciplinar de um contexto vivencial conceitualmente rico para diversas áreas das ciências. A questão de pesquisa é: os sujeitos, em suas interações, aprendizados, construções, colocam-se mais na condição de quem mantém e reproduz, ou de quem constrói e reconstrói práticas e concepções na formação? Procedimentos metodológicos de construção e análise de dados abrangem registros em áudio e transcrição. Na perspectiva de uma Investigação–Ação Crítica, tipologias interativas são construídas e fundamentadas, relacionam-se com graus de reflexão sobre práticas e concepções dos sujeitos, quanto à problematização com/sem intencionalidade de conceitualização e a modos mais/menos simétricos de mediação. Atitudes de questionamento potencializam processos de problematização e conceitualização, enquanto relações intersubjetivas deliberadamente mediadas, na reconstrução social de práticas, saberes e concepções docentes.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



INTERDISCIPLINARIDADE: ONTEM, HOJE... E AMANHÃ?
Fernanda Serpa Cardoso , Angela Maura de Almeida Thiengo, Maria Helena Martinis Dias Gonçalves, Nilza Ribeiro da Silva, Ana Lúcia Nóbrega, Carlos R. Rodrigues, Helena C. Castro.
hcastrorangel@yahoo.com.br

Os currículos escolares e os livros didáticos empregados no sistema educacional brasileiro são em sua extensa maioria organizados por disciplinas, seguindo uma tradição positivista reducionista. Esta organização dificulta a interdisciplinaridade, também conhecida como a complementação do conhecimento entre disciplinas que se identificam e apresentam tópicos em comum. Este artigo pretende discutir a interdisciplinaridade, incluindo seu histórico de surgimento, distinções terminológicas relacionadas a disciplinaridade (multi, pluri, e trans), os problemas e vantagens relacionados a sua utilização e finalmente um estudo de casos envolvendo a entrevista de 20 professores das disciplinas de Química e Biologia e sua visão da interdisciplinaridade, bem como a entrevista com alunos do Ensino Médio (n=190) e a colaboração dessa temática na sua aprovação no vestibular.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



INVESTIGANDO A CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO EM SALA DE AULA POR MEIO DA ANÁLISE DE PROCESSOS DE ENCULTURAÇÃO: CONTRIBUIÇÕES PARA A PESQUISA
Daniela Lopes Scarpa e Silvia Luzia Frateschi Trivelato
dlscarpa@usp.br

As pesquisas sobre ensino e aprendizagem de ciências têm se voltado, cada vez mais, para os aspectos da construção de significados a partir de contextos sociais, privilegiando as maneiras pelas quais as explicações são construídas e compartilhadas no âmbito da sala de aula de ciências. Considerando que os estudantes precisam tomar consciência do papel que a linguagem e os modos de produção específicos de uma determinada área de conhecimento assumem, e considerando também a concepção de Ciência como uma forma de cultura, o presente trabalho pretende apresentar uma revisão bibliográfica, buscando relacionar conceitos e instrumentos que possam fornecer suporte teórico-metodológico em investigações que tomam como objeto de pesquisa as relações existentes entre a cultura científica, a cultura escolar e a construção de significados em salas de aula de ciências. Palavras-chave: enculturação, construção de significados, cultura científica, linguagem, análise do discurso.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



INVESTIGANDO ASPECTOS DO CURRÍCULO INTEGRADO NUMA HISTÓRIA DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DO ENSINO MÉDIO DA ÁREA DE CIÊNCIAS
Tânia Cristina de Assis Quintino; Maria Inês Petrucci Rosa
taniaquintino@aol.com

Este trabalho apresenta uma pesquisa desenvolvida a partir de uma experiência coletiva de um grupo de professores de uma escola pública e uma assessora universitária, procurando mostrar a complexidade de um processo que envolve a integração entre disciplinas. Sendo o trabalho com currículo integrado algo que torna professores sujeitos ex-postos (no sentido de Larrosa), há pelo menos dois aspectos que procuramos enfocar: a sua formação e a sua subjetividade. Procuramos saber em que medida a perspectiva de currículo integrado marca o desenvolvimento de um grupo de professores envolvidos num processo de pesquisa-ação. Defendemos que o currículo integrado não passa só pela categoria conhecimento, mas também por outros aspectos inerentes à pessoa. A análise das narrativas é fundamentada em Walter Benjamin (referencial teórico/metodológico) e dialoga com Bernstein e com o conceito de amizade de Francisco Ortega.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



JOGOS VIRTUAIS NO ENSINO: USANDO A DENGUE COMO MODELO
Thais Dutra Silva; Carlos Rangel Rodrigues; Mariana Pujol-Luz, Marcos André Vannier, Helena Carla Castro.
hcastrorangel@yahoo.com.br

Atualmente a tecnologia computacional presente em algumas escolas tem sido utilizada como ferramenta de aprendizagem apenas na área de informática, ignorando este recurso como um dos mais atrativos para o público infanto-juvenil também para outras áreas do ensino. Nosso objetivo é analisar a interatividade e aceitação de jogos computacionais sobre a dengue, uma das doenças virais que mais matam no mundo, pelo público infanto-juvenil em espaços formais e não-formais dos estados do Rio de Janeiro e Bahia. Testes com 550 alunos escolas de 1o e 2o grau revelaram que 100% aprovam os jogos virtuais como ferramenta de ensino, preferindo-os a livros, folhetos ou jogos de tabuleiro normalmente utilizados, similar ao observado em espaços não-formais. Este trabalho serve de ponto de apoio para a reflexão sobre uma maior utilização de softwares educativos e do computador nas escolas como recursos didáticos auxiliares também em outras áreas, como a biologia e a química.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



JORNALISMO CIENTÍFICO: UM ESTUDO DE CASO DE TRÊS JORNAIS BRASILEIROS
Luis Henrique Amorim & Luisa Massarani
luis@jornaldaciencia.org.br

O objetivo deste estudo é mostrar um panorama de como vem sendo realizada a cobertura de temas da ciência em jornais brasileiros, bem como traçar comparações entre as publicações estudadas. Trata-se de um estudo de caso, em que nos concentramos nos seguintes periódicos: O Globo, Folha de S. Paulo e Jornal do Commercio, de Pernambuco. Os dois primeiros estão entre os de maior circulação no país; o jornal pernambucano foi escolhido por privilegiar a pesquisa regional fora do eixo Rio-São Paulo. Foram analisadas todas as reportagens publicadas na editoria de Ciência durante o mês de abril em 2004 nas três publicações. No total, foram coletados 215 textos. A metodologia de estudo do objeto conjuga análise quantitativa e qualitativa. Acreditamos que estudos como este fornecem subsídios para estimular o aperfeiçoamento da cobertura jornalística de temas de ciência.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



LA DIDÁCTICA DE LA MODELACIÓN EN FORMADORES DE FORMADORES
Royman Pérez Miranda
royman@uni.pedagogica.edu.co

En esta conferencia se presenta un informe parcial del trabajo de investigación que se viene adelantando en el programa de formación inicial de profesores de química en el Departamento de Química de la Universidad Pedagógica Nacional, específicamente en los espacios académicos Teorías Químicas I y Teorías Químicas II, bajo la dirección del responsable de esta conferencia y con la colaboración del profesor Rómulo Gallego Badillo. El trabajo didáctico propiamente dicho ha sido asumido por los profesores que cursan la Maestría en docencia de la Química como parte fundamental de sus tesis de grado.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



LAS CONCEPCIONES EPISTEMOLÓGICAS, DIDÁCTICAS Y PEDAGÓGICAS EN LA FORMACIÓN INICIAL DE PROFESORES DE QUÍMICA
Liz Mayoly Muñoz Albarracín & Rómulo Gallego Badillo
lizm200528@yahoo.com

Las investigaciones realizadas a la luz de la didáctica de las ciencias han permitido la consolidación de sus campos de investigación, uno de ellos la formación inicial de profesores de ciencias, campo desde el cual se desarrolló la tesis de maestría titulada “La formación inicial de profesores de química: una experiencia didáctica innovadora” (Muñoz, 2004). Trabajo de investigación en el que se propuso identificar las concepciones epistemológicas, didácticas y pedagógicas de quienes optaron por formarse como licenciados en química en la Universidad Pedagógica Nacional (Bogotà-Colombia).

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



LEGISLAÇÃO E A EDUCAÇÃO PARA A COLETA SELETIVA DE PILHAS. PROBLEMÁTICA DO DESCARTE NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO.
Regina Célia Martinez.
reginamarar@uol.com.br

Art. 225 da Constituição Federal dispõe: "Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações".Para tanto, precisamos promover a educação ambiental em todos os níveis de ensino e à conscientização pública(inciso VI). A Resolução CONAMA 257/99 dispõe em seu art. 1o. "As pilhas e baterias que contenham em suas composições chumbo, cádmio, mercúrio e seus compostos, necessários ao funcionamento de quaisquer tipos de aparelhos(...)seão entregues pelos usuários aos estabelecimentos que as comercializam ou à rede de assistência técnica autorizadas pelas respectivas indústrias, para repasse aos fabricantes ou importadores, para que estes adotem, diretamente ou por meio de terceiros, os procedimentos de reutilização, reciclagem, tratamento ou disposição final ambientalmente adequada." A lei é conhecida e aplicada? O processo educativo tem sido efetivo em relação à comunidade? As respostas e a análise da temática estão presentes no referido trabalho.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



LEY PERIÓDICA. UNA REFLEXIÓN DIDÁCTICA DESDE LA HISTORIA DE LAS CIENCIAS
Camacho González, Johanna Patricia y Gallego Badillo, Rómulo
Johanna_camacho5@hotmail.com

En este resumen de ponencia, se presenta la reflexión preliminar que se ha hecho acerca de la didáctica de la Ley Periódica desde la historia de las ciencias. Se parte de asumir el conocimiento como una actividad humana que se construye, se evalúa, se aplica y se difunde. De tal manera, es necesario reconocer la importancia de la historia de las ciencias en la enseñanza de las ciencias y especialmente de la química, para comprenderla y valorarla. La Ley Periódica se hace objeto de reflexión, debido a la importancia que aún tiene como objeto de estudio y de enseñanza. Por lo tanto, se propone analizar la construcción histórico epistemológica en el desarrollo de la química como una ciencia experimental y como una disciplina científica que se lleva al aula de clase. Palabras-clave: Didáctica de las ciencias, Historia de las ciencias, Ley Periódica. Abstract This summary presents the preliminary reflection which has been done about didactic of the Periodic Law since sciences history. It takes the knowledge like a human’s activity that is built, evaluated, applied and diffused. Therefore, it is necessary to recognize the importance of sciences history in teaching and especially in the chemistry for understanding and evaluating it. The periodic Law becomes a reflection object because of the importance it has as an issue of studying and teaching. Thus, this work attempts to analyse the historical and epistemological construction in the development of Chemistry as an experimental science on the one hand, and as a scientific discipline in the classroom, on the other hand, but taking into consideration the importance of Chemistry books, and under the perspective of sciences history. Keywords: Didactic of sciences, History of sciences, Periodic Law.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



LITERATURA CIENTÍFICA E PERFIL CONCEITUAL QUÍMICO DOS ALUNOS
Ricardo Strack, Rochele de Quadros Loguercio, José Claudio Del Pino
rochele_loguercio@yahoo.com.br

Este artigo visa enfatizar a literatura científica e sua possibilidade de utilização na formação inicial e continuada em química como potencial forma de aquisição de conhecimento científico, histórico e conceitual. Nesse sentido, unem-se três importantes temáticas da educação em ciências: concepções alternativas dos alunos, conceitos estruturantes e perfil conceitual e literatura científica com o intuito de tornar mais prazerosa e complexa a aprendizagem e o ensino de química. Cabe, porém, explicitar e analisar como essa literatura se apresenta, para tanto utilizamos diversos pesquisadores que discutem esse tema e enfatizamos a importância dos textos de Bachelard sobre a epistemologia da ciência como norteadora do olhar sobre essa literatura.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



MEDIAÇÕES POSSÍVEIS NUMA LEITURA COLETIVA PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS E AMBIENTE NO ENSINO FUNDAMENTAL
Carla Giulia Corsi Moreira Giraldelli e Maria José P. M. de Almeida
c980762@dac.unicamp.br

Analisamos o funcionamento de um texto de literatura infantil, como mediador, no ensino de ciências naturais para crianças de 9 a 10 anos de idade de uma escola pública. A leitura coletiva do texto narrativo foi proposta com o intuito de incentivar a curiosidade dos estudantes e contribuir para a construção de concepções de ciências naturais e ambiente de maneira prazerosa. A atividade possibilitou mediações criança-criança, criança-professora e criança-pesquisadora, além de desempenhar um papel importante enquanto instigadora de um conhecimento sistemático abstrato.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



MEDICAMENTOS MANIPULADOS: UM TEMA MOTIVADOR PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS E A FORMAÇÃO DA CIDADANIA
Joana Mara Santos; José Luiz Aguiar;Ederson Oliveira dos Reis
joanamts@uerj.br

Esse trabalho apresenta a temática de medicamentos com ênfase em medicamentos manipulados, um tema interessante do ponto de vista químico, econômico, tecnológico e social. Em função dos diversos problemas advindos da má manipulação desses medicamentos e por se tratar de um tema de grande importância social e motivador para o ensino de ciências, realizou-se uma pesquisa na Anvisa das análises de amostras recebidas por esse órgão de controle, entre 2000 e 2004, após denúncias de intoxicação ou morte. As informações reportadas podem ser discutidas, no ensino de química, através do estudo de fármacos, soluções e concentrações; no ensino de física, através de medidas e precisões; e no ensino de biologia, através da saúde e tratamentos. Ademais, é apresentado um pequeno histórico sobre a atuação da Vigilância Sanitária no Brasil. Esse trabalho também contribui para o esclarecimento e, dessa forma, para a formação da cidadania dos alunos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



METODOLOGIA DE PESQUISA NO ENSINO DE ASTRONOMIA: ENFOQUE NA ESPACIALIDADE
Cristina Leite (Doutoranda FEUSP); Yassuko Hosoume (IFUSP)
crismilk@if.usp.br

A observação direta dos objetos celestes nos fornece informações visuais bidimensionais. O Sol e a Lua, por exemplo, nos parecem discos. Nos livros didáticos, devido à natureza de sua apresentação, o mesmo ocorre. Como será que professores e alunos do ensino fundamental compreendem a forma dos principais astros? E quais são as relações que eles estabelecem para explicar os fenômenos? A natureza desses elementos é bi ou tridimensional? Na tentativa de compreender a visão tridimensional formada por alunos e professores sobre elementos da astronomia, construímos uma atividade com o diferencial da representação dos objetos astronômicos tridimensionalmente. Assim, na parte central de uma entrevista realizada, os participantes construíam seu modelo de Universo num espaço tridimensional, onde não apenas a forma dos astros, mas também as distâncias, os tamanhos, as relações entre estes objetos astronômicos e a visão de Universo como um todo foram possíveis identificar através dessa metodologia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



METODOLOGIA DE PROJETOS E AMBIENTES NÃO FORMAIS DE APRENDIZAGEM: INDÍCIO DE EFICÁCIA NO PROCESSO DO ENSINO DE BIOLOGIA.
Cacilda Lages Oliveira e Dacio Guimaraes de Moura
clo-@terra.com.br

Este trabalho refere-se a um projeto interdisciplinar de Biologia e Geografia, intitulado Trilhos Marinhos, realizado em parte, nos trilhos da estrada de Ferro Vitória a Minas e em uma estação de Biologia Marinha, com estudantes da 2ª. Série do Ensino Médio do colégio Logosófico Gonzalez Pecotche de Belo Horizonte. A principal questão que subsidiou esta pesquisa foi a de identificar aspectos que caracterizassem os dois ambientes como não formais de aprendizagem e as suas contribuições para a educação formal. Nesta prática, destacamos indícios que apontam os ambientes não formais de aprendizagem como um fator de motivação, contextualização dos conteúdos curriculares e educação estética, no processo ensino e aprendizagem. Foram utilizados como instrumento para coleta de dados: observação direta, questionário e entrevista semi estruturada com os alunos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



METODOLOGIA PARA ESTUDO DE UM CAMPO CONCEITUAL NA QUÍMICA: REPRESENTAÇÃO ESTRUTURAL NO ENSINO SUPERIOR
Waldmir Araujo Neto; Marcelo Giordan
waldmir@usp.br

O trabalho apresenta uma estratégia metodológica para investigar a noção de representação estrutural como um campo conceitual na química, e faz um exame exploratório inicial utilizando-a em duas instituições federais de ensino superior. Uma das premissas apresentadas refere-se à estruturação de um viés epistemológico que oriente a investigação empírica, escolhendo-se a filosofia de Ernst Cassirer. Considera-se também a possibilidade de dilatação da noção de situação de estudo, sob a ótica Gerard Vergnaud, com o objetivo de incluir atividades de sala de aula como uma opção para a formulação do campo conceitual. Os resultados do exame exploratório revelam uma confluência inicial das propostas epistemológicas de Cassirer com a Teoria Vergnaud. Destaca-se também a permanente exigência, por parte dos professores envolvidos na pesquisa, da imaginação como recurso para a correta apreensão e raciocínio das representações estruturais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



MODELOS MENTAIS SOBRE FILARIOSE LINFÁTICA DE ALUNOS RESIDENTES EM ÁREAS ENDÊMICAS NO RECIFE/PE
Micheline Barbosa da Motta e Francimar Martins Teixeira
biomotta@yahoo.com.br

A Filariose linfática é parasitose endêmica em Pernambuco desde 1918, com focos persistentes e em expansão na região metropolitana do Recife, tornando-se um desafio premente a ser encarado tanto pelas autoridades de saúde pública, como pela população e escolas de áreas de risco. Como estratégias pedagógicas que estimule os alunos a vivenciar as medidas preventivas a doença, identificamos os modelos mentais de 50 alunos entre 9 e 10 anos, residentes em áreas endêmicas da região metropolitana. Os resultados indicaram que as crianças: (a) acreditam que a filariose é evitável, tratável, causada por fator externo e que o cumprimento das recomendações médicas é fundamental ao sucesso do tratamento; (b) têm dificuldades em identificar os sintomas e as etapas do processo de adoecimento; (c) apóiam seus modelos no diretamente observável, possibilitando a estruturação de trabalhos pedagógicos na escola que recriem situações reais vivenciadas pelas crianças na comunidade.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



NARRAR AS HISTÓRIAS SOBRE O SER PROFESSOR PARA CONSTITUIR PROFESSORES EM FORMAÇÃO
Maria do Carmo Galiazzi, Luis Carlos Schmitz, Moacir Langoni de Souza, Carolina Fernandes, Ida Letícia Gaudério da Silva, Bianca Martins
carmo@mikrus.com.br

Apresentam-se os resultados parciais de uma investigação sobre as possibilidades da narrativa na formação inicial e continuada de professores em diferentes contextos, usando especialmente o ambiente virtual como ferramenta de produção de significados destas histórias analisadas. Esta perspectiva está associada ao processo de formação de professores e os relatos estão sendo obtidos por professores e estudantes do curso em diferentes situações pedagógicas: uma unidade de aprendizagem sobre como é ser professor; relatos sobre como foi o ensino médio e o melhor professor, a partir de um grupo de alunos ingressantes na Universidade. As análises preliminares os relatos evidenciam nosso argumento de que a narrativa é uma ferramenta sociocultural importante para produzirmos a problematização de teorias tácitas que temos sobre ser professor.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



NECESSIDADES E DIFICULDADES DA FORMAÇÃO DOCENTE: UMA TENTATIVA DE ANÁLISE E COMPREENSÃO DO PROCESSO
Maria Delourdes Maciel; Iara Regina Bocchese Guazzelli
mariadelu@yahoo.com

Este trabalho resultou de quatro pesquisas, realizadas com o objetivo de investigar necessidades e dificuldades da formação docente e de verificar como os sujeitos lidam com esses limites. Analisando as biografias educativas (metodologia adotada nas pesquisas) de professores de Ciências e de Biologia e alunos de um Curso de Ciências Biológicas, buscamos identificar, além das necessidades e dificuldades, formas de transformá-las em possibilidades de formação. A metodologia adotada constituiu-se num instrumento de reflexão para os sujeitos que, ao rever-se, puderam compreender melhor seu percurso de formação e profissão e tomar consciência das situações-limite que tiveram e/ou têm que enfrentar, bem como das possibilidades encontradas ou desejadas para enfrentá-las. A maioria dos limites identificados são psicológicos, psicossociológicos, sociológicos, econômicos, políticos ou culturais (categorias propostas por JOSSO, 1988). Palavras-Chave: necessidades e dificuldades da formação docente

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O “BRINCAR” DE WINNICOTT E A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS EM FÍSICA
Luciano Massa Fernandes e Alberto Villani
fisicamail@yahoo.com.br

Neste trabalho procuraremos analisar a relação que alguns alunos, pertencentes a uma turma de ensino médio, de uma escola particular de Jundiaí-SP, possuem com o próprio processo de aprendizagem. Para esta análise usaremos a idéia do brincar, do psicanalista Winnicott, que permite um novo olhar sobre fatos ou situações já conhecidas no ambiente escolar. A capacidade de brincar, a partir das tarefas propostas pelo professor, facilita ao aluno ser bem sucedido na sua realização, o que interfere na maneira como cada aluno se sente motivado em dar prosseguimento à aprendizagem da Física. Concluiremos sugerindo algumas estratégias que, acreditamos, possibilitam ao professor trabalhar com os alunos que não possuem a capacidade de brincar.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ARRASTAMENTO PARCIAL DO ÉTER DE FRESNEL COMO EXPLICAÇÃO CIENTÍFICA
Thaís Cyrino de Mello Forato e Maurício Pietrocola
thaiscmf@usp.br

Um debate filosófico que se intensificou no início do século XX questionaou a capacidade da ciência de fornecer explicações. Desde então, filósofos da ciência, cientistas e educadores têm debatido o tema. Algumas propostas recentes se configuram em torno da modelização de teorias como recurso explicativo utilizado pela ciência, mas o sucesso de uma explicação parece estar vinculado à sua capacidade de satisfazer o interlocutor. Auxiliando na tarefa de fornecer uma explicação, recursos como episódios da história da ciência e a introdução de entes inobserváveis para a construção de teorias e modelos têm se mostrado eficientes.Neste trabalho pretendemos apresentar como o arrastamento do éter na teoria de Fresnel pôde constituir uma explicação cinetífica.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O CONCEITO DE CALOR NOS LIVROS DIDÁTICOS DE FÍSICA
Marcus Vinicius Pereira e Tereza Levy Cardoso
marvin@marcusvinicius.com

As pesquisas da área de ensino de Ciências não apresentam consenso quanto à importância da utilização da história da ciência no processo educacional. Considera-se necessária, no entanto, a apresentação da evolução histórica de conceitos relacionados à física térmica para que os estudantes não tenham uma visão de ciência como verdade fechada em si mesma e imutável e irrefutável. Os livros didáticos da área de Ciências ao utilizarem uma linguagem atemporal sempre no presente do indicativo mantêm, em sua maioria, a mesma estrutura programática e teórico-metodológica com os mesmos conhecimentos científicos dos anos 60/70. A análise da apresentação dos conceitos relacionados à física térmica nos livros didáticos de Física do Ensino Médio mostra que a maioria não apresenta uma considerável abordagem histórica acerca do tema, sendo trabalhada ao longo da unidade à medida que apresenta os conteúdos; como introdução da unidade ou do capítulo; ou como leitura ao final.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O CONCEITO DE CAMPO: POLISSEMIA NOS MANUAIS, SIGNIFICADOS NA FÍSICA DO PASSADO E DA ATUALIDADE
Sonia Krapas e Marcos Corrêa da Silva
sonia@if.uff.br

Este trabalho tem por objetivo evidenciar o caráter polissêmico do conceito de campo em livros didáticos; mostrar que a polissemia desse conceito tem raízes nos significados atribuídos tanto no passado como na atualidade; discutir as limitações de se introduzir a história da ciência e elementos da física contemporânea no ensino de física. Foram analisados três manuais do ensino médio, sendo que alguns livros do ensino superior e antigos manuais foram usados como contraponto. Da análise destacamos atribuições de significado para o termo campo: definições explícitas; campo armazena energia; campo é alteração do espaço; campo interage com partículas e media a interação entre partículas. Coloca-se em discussão as demandas de se introduzir a história da ciência e a física contemporânea no ensino introdutório de física frente a perspectiva da transposição didática de Chevallard.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O CONCEITO DE REAL: DA OBJETIVIDADE À SUBJETIVIDADE
Michele Hidemi Ueno e Valdir Guimarães
mihueno@yahoo.com.br

Este texto tem por objetivo refletir acerca do conceito de real. De um lado, temos o conceito de real da Física clássica como aquilo que é da ordem do possível e do simbolizável. Já para a Física quântica, o real não pode ser completamente capturável, remetendo-nos à ordem das probabilidades. Para a Psicanálise, no entanto, o conceito de real é remetido ao impossível, a aquilo que escapa à palavra e à escrita, tendo como conseqüência, não sendo nunca atingido, nunca simbolizado. Palavras-chave: Psicanálise, Física clássica, Física quântica, real.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O DESEMPENHO DE ESTUDANTES NA REALIZAÇÃO DE INVESTIGAÇÕES
Alessandro D T Gomes; A Tarciso Borges; Rosária da Silva Justi
tarciso@coltec.ufmg.br

Este trabalho investiga de que forma fatores como a complexidade da atividade, o conhecimento teórico e o modelo de causalidade entre variáveis afetam a capacidade de estudantes de realizar testes adequados e consistentes. Esses testes são aqueles nos quais apenas a variável em foco, cujo efeito deseja-se determinar, é alterada, enquanto que as demais são mantidas constantes. Fizeram parte do material empírico da pesquisa dois questionários aplicados individualmente para 102 alunos do 1º ano do Ensino Médio de uma escola técnica federal e a análise de 46 históricos de investigação que os alunos, em duplas, realizaram sobre movimento em plano inclinado, através de uma simulação computacional. Os resultados da pesquisa sugerem que a complexidade da investigação e o modelo de causalidade das variáveis envolvidas no problema são fatores importantes para definir o desempenho dos estudantes na atividade. Palavras-chave: Atividades investigativas; Pensamento epistemológico dos estudantes, Estratégias de experimentação, Educação em ciências.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O DIÁLOGO COMO INSTRUMENTO DE PERCEPÇÃO DOS PROBLEMAS DE SAÚDE ENTRE MORADORES DE PIRAPORA DO BOM JESUS-SP.
Maria Angélica Costa, IOC/FIOCRUZ; Maria da Conceição Almeida Barbosa-Lima, I.F. UERJ e IOC/FIOCRUZ; Isabela Cabral Felix de Sousa, EPSJV/FIOCRUZ;
angelica@ioc.fiocruz.br

Este artigo procura identificar através do diálogo entre os moradores de Pirapora do Bom Jesus – SP, os problemas de saúde por eles percebidos, decorrentes da poluição do rio Tietê. A técnica utilizada para a coleta de dados foi a de grupo focal, do qual participaram 16 moradores do município, sendo 14 mulheres e 2 homens, residentes às margens do rio. O estudo pretende contribuir com a discussão e reflexão do papel do outro na relação dialógica, na percepção que essas pessoas têm dos seus problemas de saúde e na afirmação desses sujeitos como seres históricos e sociais. Outra possível contribuição deste trabalho está na oportunidade de coletar informações sobre um determinado assunto, a partir do diálogo e debate com e entre os participantes, método este que pode ser utilizado em comunidades, serviços de saúde e escolas. Nestas últimas, é possível aplicá-lo em várias disciplinas com públicos-alvo de alunos e professores. Palavras-Chave: Diálogo, Percepção e Sujeito.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ENSINO DE BIOLOGIA NO NÍVEL MÉDIO: INVESTIGANDO CONCEPÇÕES DE PROFESSORES SOBRE EVOLUÇÃO BIOLÓGICA
Fábio Licatti, Renato Eugênio da Silva Diniz
f.licatti@terra.com.br

O tema Evolução é de extrema importância no campo da Biologia, possibilitando uma visão sintética dos conhecimentos acerca dos seres vivos. Esta pesquisa teve como objetivo identificar e analisar concepções de professores de Biologia sobre conteúdos de Evolução Biológica, em um contexto de formação continuada sobre o tema. Realizou-se um curso de 40 horas, dividido em 5 encontros, tendo como foco a discussão de questões conceituais sobre Evolução. Os dados foram provenientes de: a) questionário para levantar idéias iniciais sobre Evolução; b) observação e registro dos encontros; c) entrevistas individuais após o curso. Esses dados foram categorizados e analisados pelo método de análise de conteúdo. Os resultados indicaram problemas conceituais dos professores, tais como ocorrência da herança dos caracteres adquiridos e associação de Evolução com progresso. Esses resultados apontam para uma visão fragmentada do conhecimento biológico e a um ensino de Biologia centrado na memorização de informações simplificadas e descontextualizadas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ENSINO DE CIÊNCIAS ATRAVÉS DO CINEMA
Nelson Nolasco dos Santos; Joana Mara Santos
joanamts@uerj.br

Este trabalho descreve o cinema como ferramenta para a educação científica, com ênfase na química. Usando a abordagem socio-interacionista proposta por Vygotsky, admite-se que um espectador pode interagir com os personagens e compartilhar as suas emoções e atitudes expressas através da linguagem audiovisual. Além disso, o espectador pode aprender valores sociais e éticos transmitidos pelos textos fílmicos, de modo que o cinema mostra a química inserida na sociedade. Dois temas sociais – poluição e drogas – são abordados de forma a permitir uma reflexão por parte dos espectadores e dos educadores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ENSINO DE CIÊNCIAS CHEGA À MESA: PERSPECTIVAS DA REEDUCAÇÃO ALIMENTAR NO CONTEXTO ESCOLAR.
Maurício Wisniewski e Ademir José Rosso
mwisni69@pop.com.br

Esta pesquisa visa a investigação dos efeitos da reeducação alimentar da população infanto-juvenil após a implantação da Lei Estadual que proíbe a comercialização de alimentos ditos “não-saudáveis” em cantinas escolares. É também um mapeamento das representações sobre “comida saudável” nesta população, enquanto requisito à aquisição do corpo ideal, e que tem como fatores coadjuvantes a crescente onda de lipofobia, e o processo de desritualização do comer. As informações foram coletadas durante os eventos do Projeto “Lanche Saudável” que acontece numa escola de Ponta Grossa, Paraná. Os primeiros resultados analisados apontam que: os termos “hábito alimentar saudável” e “reeducação alimentar”, carecem de maior conhecimento por parte da população infanto-juvenil. O conteúdo curricular de Ciências deixa uma lacuna na formação do aluno, no que tange ao cuidado com o corpo e a saúde em geral, itens indispensáveis para a concretização objetiva do “educar para a vida”.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ENSINO DE CIÊNCIAS E SEUS DESAFIOS HUMANOS E CIENTÍFICOS: FRONTEIRAS ENTRE O SABER E O FAZER CIENTÍFICO
Vinícius Catão de Assis Souza e Rosária da Silva Justi
rjusti@ufmg.br

Neste trabalho, a partir de discussões sobre o saber e o fazer científico e de uma reflexão crítica sobre os fundamentos da construção da cidadania a partir do ensino de ciências, apresentamos uma investigação realizada com alunos do segundo ano do ensino médio sobre suas visões a respeito da relação entre a Química que aprendem na escola e a Química presente em suas vidas. Os dados foram coletados a partir de um texto produzido pelos alunos sobre esse tema. A subseqüente discussão do tema – tanto em termos do conteúdo quanto da forma da discussão –constituiu-se numa situação que buscou contribuir para a formação dos alunos enquanto cidadãos. A análise de todo o processo fundamentou algumas implicações sobre a atuação do professor interessado em promover essa instância de aprendizagem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ENSINO DE CIÊNCIAS EM CLASSES MULTISSERIADAS: UMA ABORDAGEM DE ENSINO POR TEMÁTICAS DE ESTUDOS.
Terezinha Valim Oliver Gonçalves e Maria Natalina Mendes Freitas
tvalim@ufpa.br

Este trabalho situa-se no âmbito de uma classe multisseriada da zona rural do Estado do Pará. A pesquisa se justifica pela incidência de classes multisseriadas no Estado, somando mais de onze mil turmas, conforme censo escolar (INEP/MEC-2002). As discussões aqui realizadas objetivam fomentar a reflexão e o debate sobre o ensino de Ciências nessas classes, enfatizando o papel das interações sociais na realização dos processos de ensino e de aprendizagem, a partir do desenvolvimento do ensino de Ciências por temáticas. Trata-se de uma pesquisa-ação, de natureza narrativa (CONNELLY e CLANDININ, 1995), para a qual adotamos instrumentos e estratégias tais como caderno de campo, observação participante e gravações em áudio. Os resultados apontam para a interação em aula como principal elemento de aprendizagem. Embora o estudo não esteja finalizado, podemos verificar a necessidade de maior atenção do sistema de ensino às condições de produção da professora de classes multisseriadas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ENSINO DE CIÊNCIAS NA CLASSE HOSPITALAR: IDENTIFICAÇÃO DA LITERATURA E ANÁLISE DA TEMÁTICA PRESENTE NOS ARTIGOS.
Debora dos Santos e Adriana Mohr
amohr@matrix.com.br

A Classe Hospitalar tem sido um espaço pouco explorado pela pesquisa em educação em ciências apesar da importância deste espaço educacional não tradicional. Uma das dificuldades que encontra o pesquisador interessado em pesquisar o tema do ensino na Classe Hospitalar é a falta de trabalhos de revisão sobre o tema aliada a uma bibliografia que se estende por distintas áreas de conhecimento uma vez que o tema é originalmente multidisciplinar. O presente trabalho objetiva apresentar, a partir da revisão de periódicos nacionais e estrangeiros, uma visão dos trabalhos de pesquisa produzidos sobre o assunto Classe Hospitalar. Para tanto se elaborou um conjunto de itens que permitiu realizar uma análise temática da produção bibliográfica neste campo. Os resultados mostram uma produção bibliográfica já bastante ampla tanto na área educacional quanto na área da saúde. Palavras-chave: Educação científica, Ensino de ciências, Classe Hospitalar, Identificação de literatura.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ENSINO DE FÍSICA MODERNA NA ESCOLA MÉDIA: OS MODELOS E O REALISMO CIENTÍFICO NA SALA DE AULA
Guilherme Brockington e Maurício Pietrocola
mercer112@hotmail.com

Este trabalho pretende levantar uma discussão acerca da necessidade de ensinar tópicos de Física Moderna no Ensino Médio considerando seus aspectos filosóficos e epistemológicos. Brevemente, apresentamos a importância da modelagem na sala de aula e relatamos a aplicação de uma atividade que iniciou uma discussão acerca da ontologia dos objetos criados pela Física. Por ter poucas relações com a realidade experimentada, os temas de Física Moderna correm um sério risco de serem descartados pelos alunos. Procuramos mostrar que tais discussões parecem possuir um poder de sensibilizar os alunos de maneira que eles se esforcem em aprender a estranha natureza das coisas imposta pela Física Moderna. Levantamos a necessidade de se discutir aspectos da natureza ontológica dos objetos quânticos, de modo que uma sensação de realidade deva estar presente ao se ensinar estes saberes, para que não se corra o risco de torná-los inexpressivos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ENSINO DE TEMAS RELACIONADOS À SAÚDE UTILIZANDO A APRENDIZAGEM CENTRADA EM EVENTOS
Márcia Regina Pfuetzenreiter
marcia@cav.udesc.br

O trabalho apresenta argumentos destacando as vantagens do modelo explicativo sistêmico para a saúde e doença sobre os modelos biomédico clássico e de história natural. Uma aplicação educacional da perspectiva preconizada é descrita e discutida com o objetivo de fornecer uma ilustração prática de como a mesma pode ser trabalhada em sala de aula, segundo a abordagem didática Aprendizagem Centrada em Eventos (ACE). O evento temático utilizado foi o surto da doença de Chagas que ocorreu em Santa Catarina no verão de 2005. Verificou-se que após o estudo do tema sob o ponto de vista sistêmico, muitos estudantes ampliaram sua concepção de saúde e doença adotando uma perspectiva que contempla a integração de múltiplos fatores na ocorrência de um agravo em uma população. Palavras-chave: concepções de saúde e doença; modelo explicativo sistêmico; aprendizagem centrada em eventos; doença de Chagas

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ESTUDO DE CASOS HISTÓRICOS COMO ESTRATÉGIA DE ARTICULAÇÃO DA DIMENSÃO CULTURAL DA CIÊNCIA NA SALA DE AULA
Sebastião I. C. Portela e Cássio Costa Laranjeiras
profsebastiao@yahoo.com.br

O papel desempenhado pela História da Ciência no ensino de ciências tem sido objeto de inúmeras discussões. Ainda que não representem consensos elas têm fornecido elementos que vem norteando a utilização da história da ciência no ensino. O objetivo deste trabalho é trazer a baila esta discussão, assumindo um posicionamento acerca do papel da história da ciência no ensino de ciências, considerando a sua função constituinte do conhecimento científico e, portanto, necessária à formação de uma cultura científica, preconizada como essencial na formação básica do cidadão. Nesta direção, propomos uma estratégia didático-pedagógica baseada no uso de casos históricos, onde o ensino de ciências deve contemplar explicitamente, além de aspectos conceituais, aqueles referentes à natureza da ciência, rompendo dessa forma a perspectiva caricatural e, portanto, deformada, de um ensino de ciências baseado na mera transmissão do produto desse conhecimento. O estudo de casos históricos surge aqui como uma proposta de estratégia de articulação da dimensão cultural da ciência na sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O IMPACTO DA OBSERVAÇÃO DE CLASSE DURANTE O ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE FÍSICA
Sergio de Mello Arruda; Ana Lucia Pereira Baccon; Cleber Bossa Pires; João Susumu Murakami
renop@uel.br

O presente trabalho faz uma reflexão sobre o impacto das observações de aula em dois estagiários do curso de Licenciatura em Física da Universidade Estadual de Londrina, durante o estágio supervisionado. Observamos que, embora a realidade da maioria das salas de aula possa ser considerada adversa, isso não pareceu afetar decisivamente as impressões dos estagiários e as suas opções em relação à profissão de professor. Embora as escolhas tenham sido opostas, ambas apresentam motivações pessoais. Um dos estagiários fala sobre o professor como um “contador de histórias”, o que é comentado nesse trabalho, através da metáfora do professor como um lugar.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O LABORATÓRIO DIDÁTICO DE FÍSICA NO ENSINO SUPERIOR: CONTRASTES E TRANSFORMAÇÕES
Inés Prieto Schmidt Sauerwein; Maria Regina D. Kawamura; Demétrio Delizoicov
iprieto@smail.ufsm.br

Neste trabalho são analisadas e discutidas as transformações ocorridas na pesquisa na área de Ensino de Física, particularmente no que diz respeito às atividades experimentais, entre o início da década de 80 e o da de 90, publicados na Revista de Ensino de Física (SBF) e no Caderno Catarinense de Ensino de Física (UFSC). Os artigos são analisados sob dois aspectos: apresentação de uma “Estratégia de Ensino” e “Atividades experimentais”. O primeiro contempla a visão de educação, a concepção de ciência, a visão de laboratório e estratégia de ensino/aprendizagem. O segundo, a descrição de experiência, o conteúdo e o equipamento, expressos por esses artigos. No Período de 80, a ênfase desses trabalhos encontra-se no segundo aspecto. No Período de 90 esta ênfase perde nitidez ao mesmo tempo em que há maior consideração do primeiro aspecto. Estes resultados são comparados com os de Araújo e Abib (2003), para o período 1992-2001.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O LIVRO DIDÁTICO E A PRÁTICA PEDAGÓGICA
Glória Garcia de Oliveira e Maria Helena da Silva Carneiro
zegbebe@bol.com.br

Esta pesquisa é parte de um projeto cujo objetivo central é identificar as funções atribuídas ao livro didático de Biologia por estudantes e professores e diferentes formas e contextos de uso. Neste trabalho, serão apresentados somente resultados referentes, aos professores, usuários deste recurso na sua prática pedagógica. A coleta de dados foi baseada em entrevistas realizadas junto aos professores. A análise das entrevistas mostrou que, para os professores, o livro didático é um importante recurso, porém, não é o único meio utilizado no processo de organização, desenvolvimento e avaliação do trabalho pedagógico. Evidenciou-se que os professores, ao planejar suas aulas, utilizam outros materiais além do livro. O uso desses materiais, a despeito de não serem considerados como fontes científicas, é bastante significativo pois apresenta uma linguagem familiar ao estudante.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O LIVRO-TEXTO DE QUÍMICA NO ENSINO MÉDIO E A VISÃO HISTÓRICA DO CONCEITO DE NÚMEROS QUÂNTICOS
Marcelo Maia Cirino & Aguinaldo Robinson de Souza
mmcirino@uol.com.br

Este artigo relata uma pequena investigação a respeito da evolução histórica do conceito de números quânticos, dentro da abordagem didática de um livro texto de Química utilizado no Ensino Médio. O objetivo do estudo é mostrar a maneira como esse livro apresenta a história e o desenvolvimento do conceito e situá-los num contexto relacionado ao uso da História e Filosofia da Ciência no ensino de Química. O capítulo investigado especificamente mostra um conteúdo bastante relacionado com o que chamamos de “Tópicos da Química Atual” (os números quânticos). O livro escolhido para esse levantamento foi “Química, Realidade e Contexto”, volume um, de Antônio Lembo, livro esse bastante utilizado pelos estudantes de Ensino Médio no estado de São Paulo, tanto na rede oficial de ensino como na escola particular (Secretaria de Estado da Educação, 2005).

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O LÚDICO NO ENSINO DA MATEMÁTICA, NA PERSPECTIVA VIGOTSKYANA DO DESENVOLVIMENTO INFANTIL
Janete Marmontel Mariani e José Roberto B. Giardinetto
janet.mm@terra.com.br

Esta pesquisa teve como propósito promover a revitalização do uso de jogos no ensino da matemática como recurso valioso no contexto educacional ressaltando o importante papel mediador do professor. Buscou-se instrumentalizar a ação docente através do delineamento das possibilidades metodológicas que o jogo de mesa pode oferecer. Para tanto, pretendeu-se fundamentar este momento lúdico como um ponto convergente para a aquisição dos conceitos fundamentais básicos das operações aritmética nas séries iniciais do ensino fundamental, utilizando-se deste recurso didático, como elemento materializador do conceito de zona de desenvolvimento próximo, de Vigotsky. No procedimento metodológico, analisamos crianças do ensino fundamental da rede pública, durante várias situações de aprendizagens utilizando os jogos de mesa. Os resultados colhidos revelaram que o interesse e a troca de conhecimentos no momento do jogo impulsionam o desenvolvimento das relações sociais e a apropriação de alguns conceitos básicos como a adição e subtração.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O LUGAR DO TEXTO DE CIÊNCIAS NA COMPOSIÇÃO DO ACERVO BIBLIOGRÁFICO DAS SALAS DE LEITURA DAS ESCOLAS MUNICIPAIS DO RIO DE JANEIRO
Giuliana Diettrich Carvalho Pimentel
giudiettrich@yahoo.com.br

As Salas de Leitura são espaços presentes nas escolas municipais do Rio de Janeiro onde se busca viabilizar a apropriação crítica de diferentes textos presentes em livros, revistas, jornais, vídeos etc. Este trabalho descreve uma pesquisa exploratória no banco de dados do 1º Censo de Sala de Leitura que teve como objetivo caracterizar o acervo bibliográfico registrado e identificar a proporção de títulos sobre ciência e saúde. Os resultados indicaram que a opção pela utilização da classificação decimal de Dewey para organizar o acervo das Salas de Leitura não confere visibilidade aos textos de ciências e saúde e caracteriza a incidência de textos dessa natureza como inexpressiva se comparada com os demais assuntos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O LUGAR E AS ESCALAS E SUAS DIMENSÕES HORIZONTAL E VERTICAL NOS TRABALHOS PRÁTICOS GEOLÓGICOS – IMPLICAÇÕES PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO AMBIENTAL
Maurício Compiani
compiani@ige.unicamp.br

A geologia apresenta uma epistemologia e prática escolar peculiares em que a categoria de lugar e as escalas de observação com suas dimensões horizontal e vertical trazem implicações novas para o ensino de ciências e educação ambiental. No ensino de ciências, enfocar o lugar e o ambiente (global) traz um outro olhar para os trabalhos de campo. A escala é problematizada como estratégia de aproximação e apreensão do real. Duas experiências, no Brasil e na Venezuela, são apresentadas para mostrar a temática do trabalho.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O PAPEL DO RPG NO ENSINO DE FÍSICA
Francisco de Assis Nascimento Junior; Mauricio Pietrocola
franciscodeassis@gmail.com

Literatura recente tem sugerido o uso do RPG como instrumento lúdico do ensino. Para viabilizar uma aplicação em aulas de Física, porém, é necessário mostrar que o uso e desenvolvimento da imaginação e criatividade fazem parte do processo de aprendizagem, como forma de construção de realidades. O RPG só pode ser utilizado caso seja estabelecida uma ligação direta com o conhecimento de construção do mundo físico, ainda que o processo se inicie na criação de mundos imaginários, caracterizando o que chamamos aqui de Fantasia Cientifica. Esse trabalho se propõe a apresentar uma proposta de adaptação do RPG enquanto jogo para uma função como atividade de ensino de Física. Em particular, o assunto ao qual essa experiência é analisada diz respeito ao seu uso em tópicos de Física Moderna, incluindo a Relatividade Restrita.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O PAPEL DOS MODELOS NO ENTENDIMENTO DOS ALUNOS.
Ivã Gurgel, Maurício Pietrocola
gurgel@fe.usp.br

Este trabalho tem como objetivo mostrar a importância, em situações de ensino/aprendizagem, da mecanicidade dos modelos, no sentido definido pelo filósofo Mario Bunge, no processo de apropriação de explicações sobre os fenômenos térmicos. Para isso partimos de uma análise histórico-epistemológica sobre modelos e estudamos considerações de alunos do ensino médio através de questionários e entrevistas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O PAPEL MEDIADOR DOS AMBIENTES VIRTUAIS DE ESTUDO NA APRENDIZAGEM DE CLONAGEM VEGETAL IN VITRO
Marcos Alexandre de Melo Barros,Lília Willadino,Rejane Martins Novais Barbosa e Marcelo Brito Carneiro Leão
abinfo@hotlink.com.br

O presente artigo apresenta os resultados da construção de um ambiente virtual de estudo, assim como sua utilização em uma turma de alunos da 6ª série do Ensino Fundamental de uma escola privada. O objetivo principal foi verificar a utilização deste ambiente mediando a aprendizagem de conceitos sobre clonagem vegetal. Também se investigou a utilização de um mural virtual realizado entre alunos e especialistas e a navegação nos vários ambientes da home page.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O PERCURSO DE CONSTRUÇÃO DE UMA PRÁTICA PEDAGÓGICA
Maria Cristina Mesquita Martins e Vania Finholdt Angelo Leite
vfaleite@uol.com.br

Este artigo faz parte de uma pesquisa de mestrado em Ensino, Filosofia e História das Ciências que tem como objetivo analisar a influência das estratégias proposta na formação baseadas na conscientização, reflexão e resolução de problemas das práticas pedagógicas ligadas a números e operações e as conseqüentes mudanças de atuação dos professores. Vamos tratar aqui da parte que se refere ao percurso de construção da prática de uma professora investigando a dificuldade em resolver operações com subtração na 3ª série do ensino fundamental. As informações apresentadas baseiam-se no estudo correspondente as gravações de áudio das discussões, aulas, reuniões grupais, reflexões e as intervenções dos participantes. Os dados levantados, até essa fase, mostram que o professor ao investigar um problema de sua sala vai se modificando pessoal e profissionalmente. Palavras-chave: formação continuada, números e operações.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O PERCURSO DO PROFESSOR NO PLANEJAMENTO DE ENSINO EXPRESSO NAS SEQÜÊNCIAS DIDÁTICAS SOBRE BIODIVERSIDADE
Maurício dos Santos Matos, Marcelo Tadeu Motokane e Clarice Sumi Kawasaki
sumi@ffclrp.usp.br

Este trabalho busca identificar as características do percurso do professor no planejamento de ensino sobre o tema biodiversidade, expressos na produção de seqüências didáticas. Foi utilizada uma abordagem metodológica qualitativa por meio da observação e análise das falas e das atividades de planejamento desenvolvidas num grupo de ensino formado por 3 pesquisadores e 10 professores da educação básica, durante 1 ano. Como tendência geral dos percurso dos professores no planejamento de ensino, foi observado que o referencial inicial de planejamento está baseado na área de ensino na qual sua prática pedagógica se desenvolve e na necessidade de aprofundamento sobre o conceito. As seqüências didáticas desenvolvidas focalizaram, preferencialmente, formas de estudo e processos que conduzem à biodiversidade, estabelecendo também relações indiretas. As concepções apresentadas pelos professores posicionaram-se entre concepções mais genéricas de biodiversidade, provavelmente oriundas da sociedade, e concepções mais restritas, condicionadas pelo uso de fontes bibliográficas científicas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O PRINCÍPIO DE AÇÃO E REAÇÃO EM UMA ABORDAGEM ASTRONÁUTICA: UMA PROPOSTA DE TRABALHO EM EDUCAÇÃO ESPACIAL
Norma Teresinha Oliveira Reis e Nilson Marcos Dias Garcia
nilson@cefetpr.br

Neste trabalho são relatados os resultados de uma pesquisa realizada junto a alunos do Ensino Fundamental, que teve como objetivo motivar e utilizar elementos da exploração espacial para facilitar a compreensão de um assunto científico específico e propiciar conhecimento sobre as atividades astronáuticas. Participaram do experimento doze alunos e dois professores do Ensino Fundamental público e a metodologia utilizada foi a das atividades hands-on, na qual os alunos participam ativamente da reconstrução do princípio estudado, no caso, o da ação e reação. Os resultados permitiram inferir que a realização de atividades em Educação Espacial podem se caracterizar como experiências ricas em significados que contribuem para o processo de ensino-aprendizagem e facilitam a compreensão de conceitos das áreas de ciência, tecnologia e afins, de forma interdisciplinar.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O PROFESSOR DE FÍSICA COMO “CO-PENSOR” EM “GRUPOS OPERATIVOS” DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO
Josimeire Júlio, Arnaldo Vaz
josimeire@coltec.ufmg.br

Apresentamos um estudo pormenorizado das primeiras aulas de física de turmas do primeiro ano do ensino médio nas quais os alunos foram desafiados a realizar uma atividade de investigação. Em trabalho anterior, analisamos os grupos de alunos isoladamente. Partimos para uma nova etapa da análise, onde pretendemos conhecer melhor a natureza das interações do professor tanto com os pequenos grupos de alunos quanto com o coletivo da turma. Buscamos aporte em dois conceitos psicanalíticos - Grupo de Trabalho e Grupo Operativo - para analisar o trabalho dos grupos e identificar o que nos parecem ser indicadores usados pelo professor para conduzir a atividade na direção planejada. A análise da dinâmica da classe em sua interação com o professor nos permitiu concluir como a atuação do professor contribuiu para a condução da tarefa tanto nas plenárias, quanto nos grupos isoladamente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O PROFESSOR DIANTE DO ESPELHO: CONSTITUIÇÃO DE UM INSTRUMENTO PARA PESQUISA E FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS
Emerson Gomes Cardoso (SEE-DF/UnB) e Ricardo Gauche (UnB)
gauche@unb.br

O presente trabalho relata pesquisa, considerada pesquisa-formação, instaurada em ambiente institucional, no contexto da atividade de coordenação pedagógica de uma escola particular de Ensino Médio de Brasília. Esta já desenvolve uma proposta voltada para a formação continuada de seus professores, cujo espaço foi cedido parcialmente para a parceria universidade-escola ora descrita. Trata-se de desenvolver, com os professores, um instrumento de auto-reflexão da prática docente e da formação profissional continuada e, por meio do instrumento desenvolvido – e em seu próprio desenvolvimento –, viabilizar a consolidação de processos contínuos de aprimoramento da dinâmica de sala de aula. Baseada na lógica da pesquisa colaborativa, o desafio logo apresentado foi o de romper com a visão do grupo de professores sobre a presença de pesquisadores acadêmicos na escola – visão prescritiva. Outro desafio foi a escassez de referências bibliográficas a respeito da própria metodologia de pesquisa proposta.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O QUE SABEMOS SOBRE A PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS NO BRASIL (1972-2004)
Jorge Megid Neto; Hilário Fracalanza; Rebeca Chiacchio A. Fernandes
megid@unicamp.br

Apresentam-se resultados preliminares de uma pesquisa do tipo “estado da arte” em desenvolvimento pelo Grupo FORMAR-Ciências da Faculdade de Educação da Unicamp. O estudo integra-se a vários projetos realizados junto ao CEDOC – Centro de Documentação em Ensino de Ciências, que visam descrever e analisar as principais características e tendências da pesquisa acadêmica brasileira no campo da Educação em Ciências. Serão apresentados dados sobre a produção na forma de teses e dissertações, defendidas entre 1972 e 2004. Até o momento foram identificadas 973 pesquisas, estimando-se um total de 1.100 trabalhos aproximadamente no conjunto da produção. No ENPEC será apresentada a distribuição das pesquisas por ano, instituição, nível escolar, área de conhecimento, foco temático, entre outros aspectos, que permitirão constituir um panorama geral da produção na área e caracterizar a constituição dessa importante e expressiva área de pesquisa no campo da educação brasileira.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O USO DA INFORMÁTICA NO ENSINO DE CIÊNCIAS NAS ESCOLAS PÚBLICAS DE NITERÓI/RJ
Maria de Fátima D`Assumpção Castro e Luiz Anastacio Alves
castromaria@ioc.fiocruz.br

A evolução tecnológica permeia a história humana sendo que, nos últimos anos, os computadores são parte importante do dia a dia de grande parte da população mundial, estando relacionados à sua formação e capacitação para o trabalho. Assim, a inserção dessa tecnologia nas escolas tem motivado debates sobre suas reais possibilidades e contribuições como ferramenta didática. Nosso trabalho tem como objetivo avaliar o uso da informática nas escolas públicas de Niterói, o primeiro município em inclusão digital no estado do Rio de Janeiro em 2000 segundo a Fundação Getúlio Vargas, levando em conta sua utilização do ponto de vista didático e tecnológico no ensino de Ciências, os conteúdos trabalhados, as dificuldades encontradas, as alternativas propostas e o impacto de sua aplicação no processo ensino e aprendizagem. Este trabalho poderá contribuir para a divulgação de experiências quanto ao uso da informática no ensino de Ciências e para o aprimoramento de políticas públicas voltadas à educação

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O USO DE ANALOGIAS E METÁFORAS EM AULAS DE FÍSICA NO ENSINO SUPERIOR: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES
Fernanda C. Bozelli; Roberto Nardi
ferboz@fc.unesp.br

A literatura em Educação em Ciências mostra que metáforas e analogias são apontadas por pesquisadores como estratégias didáticas fundamentais no ensino e na aprendizagem de temas complexos pela possibilidade que elas oferecem de construir, ilustrar ou compreender um domínio científico (alvo) a partir de um domínio familiar (análogo) com base na exploração de atributos/relações comuns e não comuns de ambos os domínios. Esta comunicação mostra algumas conclusões de um estudo, que acompanhou e analisou o uso e as condições de produção de analogias, por um docente de ensino superior e seus alunos, durantes as aulas de física básica ministradas durante um semestre num curso de licenciatura em Física.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O USO DE EXPERIMENTOS HISTÓRICOS NO ENSINO DE FÍSICA: UM RESGATE DA DIMENSÃO HISTÓRICA DA CIÊNCIA A PARTIR DA EXPERIMENTAÇÃO
Ronaldo César de Oliveira Paula, Cássio Costa Laranjeiras
ronaldocesar2002@yahoo.com.br

As ciências naturais são vistas como ciências empíricas porque a experimentação tem um papel central no processo de produção de novos conhecimentos (Höttecke, 2000). No entanto, a dimensão empírica da prática científica, enquanto constitutiva do conhecimento científico, é pouco explorada nas aulas de física. A exemplo do que acontece com os aspectos históricos e filosóficos, geralmente concebidos como adereços motivacionais ao ensino da ciência, a experimentação científica, que a prática laboratorial representa, permanece ocultada, quando não distorcida. O objetivo deste trabalho é discutir o uso de “experimentos históricos” no ensino de física como estratégia no processo de contextualização e articulação da dimensão histórica do conhecimento científico na sala de aula. Como exemplo desta articulação, sugerimos a reprodução da experiência do Plano Inclinado, extraída da obra Discursos e Demonstrações Matemáticas Sobre as Duas novas Ciências (1638), de Galileu Galilei (1564-1642), onde a lei de queda dos corpos é investigada.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O USO DE LIVRO DIDÁTICO DE QUÍMICA EM SALA DE AULA
Wildson Luiz Pereira dos Santos, Maria Helena da Silva Carneiro, Gerson de Souza Mól, Cynara Caroline Kern Barreto (IC) e Mariana Cutrim Taveira
wildson@unb.br

O presente artigo traz um estudo de caso sobre o uso do livro didático de Química, no qual buscamos investigar as formas de uso do livro e de apropriação de seu texto pelo professor. O estudo foi desenvolvido em escola pública e os dados coletados por meio de observações de aulas registradas em diário de campo e gravadas em vídeo. A análise dos dados demonstrou que o livro foi utilizado em grande parte das aulas e de diversas formas, além de evidenciar que o livro didático teve um papel determinante na prática docente do professor, sendo este por sua vez que determinou a forma de uso do livro pelo aluno. As estratégias em sala de aula de leitura do livro e de sua consulta se configuraram em importantes práticas no processo de apropriação social do texto do livro didático.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OBSTÁCULOS À APROPRIAÇÃO DOS CONCEITOS DE CICLO CELULAR POR ALUNOS DO ENSINO MÉDIO
FERNANDA MUNIZ BRAYNER LOPES, AGEU MATOS, ZÉLIA MARIA SOARES JÓFILI, ANA MARIA DOS ANJOS CARNEIRO-LEÃO
amanjos2001@yahoo.com.br

A compreensão da divisão celular como um processo dinâmico inserido em um contexto mais amplo, como o ciclo celular, dificilmente é atingida nas turmas de 1ª série do ensino médio (EM), provavelmente pela abstração do conteúdo e dificuldade em contextualizá-lo. O objetivo deste trabalho foi identificar os obstáculos à construção e articulação desses conceitos. Foram aplicados seqüencialmente a uma turma do EM (Instituição Pública, Olinda/PE), um texto (organizador prévio) e um questionário para detectar as dificuldades dos alunos ao se enfocar conceitos relacionados à divisão celular e ao crescimento do corpo, desde o nascimento até a morte da célula. Os resultados obtidos mostraram que os obstáculos epistemológicos estão presentes principalmente nas questões que exigem uma maior compreensão do aspecto microscópico. Sugerimos, portanto, que a elaboração de uma seqüência didática contextualizando o conceito de ciclo celular com o cotidiano do aluno possa minimizar os obstáculos identificados e propiciar uma aprendizagem significativa.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OS CAMPOS CONCEITUAIS DE VERGNAUD COMO FERRAMENTA PARA O PLANEJAMENTO DIDÁTICO
Gabriel Dias de Carvalho Júnior e Orlando Gomes Aguiar Júnior
gabrieljr@uol.com.br

Esse trabalho tem como objetivo apresentar a teoria dos campos conceituais de Vergnaud como instrumento para o planejamento das atividades de intervenção didática. Utilizamos tal teoria na análise dos resultados da pesquisa de mestrado de um dos autores desse texto. Essa pesquisa foi feita com estudantes da segunda série do ensino médio quando do estudo da Física Térmica. Destacamos, no texto a seguir, as categorias descritas por Vergnaud e a apropriação que fizemos delas no desenho da pesquisa.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OS CONHECIMENTOS QUE OS ALUNOS UTILIZAM PARA LER AS IMAGENS DE MITOSE E DE MEIOSE E AS DIFICULDADES APRESENTADAS
Mara Matilde Vieira de Barros; Maria Helena da Silva Carneiro
mara.mbarros@gmail.com

Os alunos demonstram dificuldades na leitura dos esquemas que representam a divisão celular. Os esquemas apresentam um alto grau de complexidade, pois a sua interpretação depende de dois fatores: do conhecimento anterior que o aluno tem disponível na sua estrutura cognitiva; do professor, que deve dirigir a atenção dos alunos para a leitura das imagens. Baseando-nos em mapas conceituais construídos a partir dos conhecimentos apresentados pelos alunos, procuramos identificar como estão organizados os conceitos necessários para interpretar as imagens de divisão celular. Analisamos como os alunos lêem essas imagens e que conhecimentos eles utilizam para interpretá-las, procurando identificar as dificuldades apresentadas durante a interpretação. Os resultados obtidos levaram-nos a concluir que a forma como os alunos compreendem e aplicam os conceitos dos termos cromátide, cromossomos homólogos, célula haplóide e célula diplóide, e a própria imagem, podem ser consideradas causas da dificuldade na leitura das imagens e aprendizagem desse tema.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OS DESAFIOS DA DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA SOB O OLHAR EPISTEMOLÓGICO DE GASTON BACHELARD
Marcelo Valério
marcelo_valerio@terra.com.br

O presente ensaio tem por objetivo discutir alguns dos principais desafios da prática de divulgação científica através de um olhar epistemológico. Para tal, estende as contribuições de Gaston Bachelard ao ensino de ciências à área da divulgação científica, a fim de avaliar seu potencial educativo. Apresenta a concepção bachelardiana de conhecimento científico, sua noção de obstáculos epistemológicos e, principalmente, suas ponderações sobre o problema da simplificação da ciência. Constrói assim, um discurso sobre os limites e possibilidades das práticas de divulgação científica e de seu papel na formação dos cidadãos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OS DISCURSOS DO PROFESSOR E O ENSINO DE CIÊNCIAS
Alberto Villani & Elisabeth Barolli
ebarolli@unicamp.br;avillani@if.usp.br

As condições para que se efetive a articulação entre ensino e aprendizagem coloca-se, atualmente, como um dos principais temas de pesquisa no Ensino de Ciências. Apesar dos muitos esforços dos educadores no sentido de propor diferentes estratégias de ensino, concebidas com base em recentes resultados de pesquisa, essa articulação vem se mostrando como uma meta difícil de ser alcançada. A exploração de analogias entre os discursos de Lacan e os do professor em sala de aula, desenvolvida neste trabalho, pretende, por um lado, se constituir numa contribuição para refletirmos sobre as posições implícitas que o professor assume na sua prática docente ao colocar em ação diferentes saberes. Por outro lado, procuraremos mostrar que a utilização do esquema lacaniano dos discursos do inconsciente permite explorar os efeitos dessas posições e ampliar nossa compreensão acerca das possibilidades de articulação entre os processos de ensinar e aprender.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OS ESTRATAGEMAS NATURAIS COMO INSTRUMENTO PARA ELABORAÇÃO DE TRILHAS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL
REINALDO FIUMARI JÚNIOR E MARÍLIA FREITAS DE CAMPOS TOZONI-REIS
redamb@bol.com.br

Raramente são estudados os estratagemas de sistemas naturais brasileiros, e são eles quem nos permitem transmitir uma compreensão profunda da coexistência da biodiversidade. Com essas preocupações, realizou-se um levantamento dos estratagemas do Cerrado, nas Fazendas Trijunção/BA, no Horto Florestal de Assis/SP e ainda da Mata Atlântica, no Vale do Taquari e na Região Sul do RS, utilizando-se os dados obtidos na produção de trilhas não-taxonômicas e não-analíticas e atividades práticas com crianças e adolescentes, sendo realizados acantonamentos e saídas de campo, onde foram produzidos diversos tipos de materiais e realizadas diversas atividades, que estimularam o desenvolvimento do espírito crítico e da noção de grupo, respeitando sempre a vontade e o entusiasmo dos participantes. Pôde-se observar um aumento significativo do interesse do grupo em participar ativamente de trabalhos que tenham como finalidade a proteção e o contato com a natureza, além de uma maior facilidade na assimilação dos temas abordados.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OS PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS NA FORMAÇÃO INICIAL DOS PROFESSORES DAS CIÊNCIAS DO ENSINO MÉDIO
Elio Carlos Ricardo e Arden Zylbersztajn
elio@ucb.br

São apresentados e discutidos os resultados de uma pesquisa, na qual foram entrevistados dezessete professores das disciplinas de Metodologia de Ensino e/ou Prática de Ensino dos cursos de licenciatura em biologia, física, matemática e química de três universidades públicas, localizadas em três diferentes regiões do país, e que teve como objetivo principal investigar como estão sendo tratados os Parâmetros Curriculares Nacionais na formação inicial dos futuros professores de ensino médio das disciplinas da área das Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias, bem como verificar a opinião dos seus formadores acerca desses documentos e sua compreensão a respeito dos principais conceitos neles contidos, a saber, competências, interdisciplinaridade e contextualização. Discute-se ainda alguns aspectos teóricos em relação a essas noções presentes na literatura recente. Palavras-chave: formação inicial, Parâmetros Curriculares Nacionais, ensino de ciências.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OS SABERES DOCENTES RELATIVOS AOS MODELOS DA CIÊNCIA COMO FERRAMENTA DO CONHECIMENTO PEDAGÓGICO DO CONTEÚDO: O CASO DE FUTUROS LICENCIADOS EM QUÍMICA.
ANALICE DE ALMEIDA LIMA, ISAURO BÉLTRAN NÚÑEZ; WILSON COSTA SOARES
analice05@yahoo.com.br

O presente trabalho foi desenvolvido na Base de Pesquisa de Formação e Profissionalização Docente da UFRN, tendo como objetivos estudar as idéias dos futuros licenciados em Química sobre os modelos das ciências e como tais licenciandos usam esses modelos para explicar os fenômenos químicos.A investigação foi realizada em dois anos com 40 estudantes do curso de licenciatura em Química, utilizando como instrumento de pesquisa um questionário com questões abertas. A análise dos dados revelou que as idéias da maioria dos licenciandos acerca dos modelos da ciência estavam relacionadas aos modelos como uma forma de explicação ou representação da realidade e que, por outro lado, o modelo para as ligações iônicas não foi utilizado adequadamente para explicar o comportamento de um determinado composto iônico. Esses resultados evidenciam a importância de que sejam feitas discussões durante a formação inicial de professores de química acerca da natureza do conhecimento químico.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OS SABERES PRATICADOS SOBRE OS ASTROS PELOS POVOS MESOAMERICANOS E AS NOVAS ABORDAGENS HISTORIOGRÁFICAS EM HISTÓRIA DAS CIÊNCIAS
Marcia Helena Alvim
malvim@ige.unicamp.br

Dentre as manifestações culturais desenvolvidas pelos mesoamericanos, particularmente os nahuas habitantes de México-Tenochtitlán, a partir de seu conhecimento sobre os astros, destacamos seu sistema calendárico. Este estudo pretende apresentar algumas características desse conhecimento astronômico e seus desdobramentos no cotidiano dos pré-colombianos que viviam na região náhuatl da Mesoamérica. Para isso utiliza-se do cronista espanhol Frei Bernardino de Sahagún que relatou estes saberes em sua obra Historia General de las cosas de la Nueva España. Ressaltamos ainda que esta pesquisa se enquadra na perspectiva metodológica da história social da ciência e, por isso, torna-se um debate importante para questões como: o que significa ciência para a nova historiografia, como poderemos analisar o saber produzido por outras sociedades e culturas, como a ciência moderna européia se constituiu como única forma cientifica válida, anulando outros modos de conhecimento; e como abordar este debate historiográfico-metodológico em disciplinas que proponham o tema história da ciência.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PARCERIA ENTRE UNIVERSIDADE E ESCOLA PÚBLICA: UMA POSSIBILIDADE DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS.
Márcia Rozenfeld Gomes de Oliveira , Isabela C. T. Bozzini, Denise de Freitas
marozenfeld@terra.com.br

Este trabalho parte de uma pesquisa de doutoramento, destacando aspectos relevantes de uma parceria Universidade-Escola Pública para formação continuada de professores de Ciências, a partir de um estudo de caso, em que foram utilizadas entrevistas semi-estruturadas, observação participante e análise dos documentos para coleta dos dados. Na parceria, os professores da escola buscavam seu desenvolvimento profissional e tinham um desejo de pertencimento à universidade formadora. A universidade pretendia contribuir com a melhoria do ensino público e se aproximar da realidade escolar. Essa aproximação trouxe a revisão de posições dos professores universitários tanto na área de ensino, como na pesquisa. Quanto à formação continuada, o grupo desenvolveu uma visão crítico-reflexiva, caminhando na direção da autonomia do desenvolvimento profissional. As conclusões trazem a importância de desenvolvimento de projetos que procurem incentivar a sustentação de grupos de trabalho na escola, a interação positiva entre instituições de pesquisa e de ensino.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PASSAGENS HÍBRIDAS... SIGNIFICADOS CULTURAIS E BIOLÓGICOS PARTILHADOS NA LITERATURA
Fabiana Aparecida de Carvalho
facalin@uel.br

A tessitura deste trabalho abarca a biologia como produção cultural e discute seus signifcados em passagens pela literatura de Monteiro Lobato. Traços biológicos (situados segundo Derrida) como tamanho, evolução, mundo biológico se hidridizam e se mesclam a outros significados e apontam relações e significações que se dão entre espaços – diferenças – dos múltiplos conhecimentos. Discute-se as relações de diferenças que se estabelecem entre a Literatura e Biologia - hibridizando-as - e a intensidade de narrativas que trazem traços de crenças, valores, interesses políticos no discurso científico e que são arrastados para a Literatura.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PERCEPÇÕES DE PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS SOBRE A INICIAÇÃO CIENTÍFICA: UMA ANÁLISE A PARTIR DE PIERRE BOURDIEU E THOMAS KUHN
PERRELLI, Maria Aparecida de Souza; GIANOTTO, Dulcinéia Ester Pagani
cidaperrelli@yahoo.com.br

A partir dos conceitos de “prática”, “campo” e habitus de Pierre Bourdieu e “ciência normal” de Thomas Kuhn, foram analisadas as percepções de 40 professores universitários das áreas das Ciências Biológicas e da Saúde a respeito da formação de seus alunos para a pesquisa. Verificou-se que a maioria dos professores procura orientar os acadêmicos para a aquisição do capital específico do “Campo Científico”, a fim de torná-los aptos a obedecer às regras, métodos e processos consagrados pelo campo do qual ele será um dos agentes. Como Campo do Poder, a universidade reflete as idéias de ciência impostas pelos dominantes, formando o habitus científico, produzindo, reproduzindo e conservando o Campo. De forma acrítica, o aluno é preparado para a “ciência normal”.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PERCEPÇÕES SOBRE A FAUNA EM ESTUDANTES INDÍGENAS DE UMA TRIBO TUPINAMBÁ
Jussara Paula Rezende Pereira; Lílian Boccardo; Júlio César Castilho Razera
juliorazera@yahoo.com.br

Índios brasileiros tentam resgatar sua cultura, mas enfrentam dificuldades que incluem a educação e, mais especificamente, o ensino de Ciências. Servindo-se como um dos subsídios a essa discussão, este trabalho teve o objetivo de identificar e discutir as percepções de estudantes indígenas da Tribo Tupinambá de Olivença, na Bahia, sobre a fauna. Os dados foram obtidos por intermédio de questionário, aplicado a alunos de 1ª a 4ª série do Ensino Fundamental, da Escola Estadual Tupinambá de Olivença, e entrevista com o cacique da tribo. Aspectos afetivos, conceituais e utilitários prevaleceram nas percepções. Sobre a importância dos animais, houve destaque na alimentação; aspectos de afetividade e de religião apareceram em seguida. Os pais são os principais responsáveis pelos conhecimentos dos tupinambás sobre a fauna. O estudo apresenta algumas necessidades educacionais dos índios investigados para a construção de seus conhecimentos, em concordância com aspectos inerentes à cultura a ser resgatada.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



POBREZA: UMA QUESTÃO PARA O ENSINO EM BIOCIÊNCIAS E SAÚDE?
Carla Moura Lima, Valéria Trajano, Victor Vincent Valla
carlamoura@ioc.fiocruz.br

Este trabalho apresenta uma síntese parcial da pesquisa vigilância civil da saúde na atenção básica–uma proposta de ouvidoria coletiva na ap3.1, Rio de Janeiro desenvolvida na ENSP/Fiocruz (dez/2003-dez/2004). Ocorreram 15 encontros e 2 seminários ampliados, com funcionários de 3 unidades de saúde, representantes religiosos e comunitários de três complexos de favelas na zona da Leopoldina no Rio de Janeiro: Manguinhos, Maré e Penha. Nestes encontros foram discutidas questões como: o acesso a alimentos e aos serviços de saúde, as expressões do sofrimento da população e dos profissionais de saúde. A pergunta desta pesquisa é sobre a pertinência da discussão da pobreza na formação em saúde e em biociências. Os resultados propõem possíveis aplicações na formação dos profissionais de biociências e saúde visando também a formulação de políticas públicas. A constatação que mais prevaleceu foi a do impasse provocado pela situação de pobreza para a superação dos problemas de saúde.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



POLÊMICAS SOBRE ABORDAGENS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS: UMA ANÁLISE, COM ÊNFASE NA IDÉIA DA PLURALIDADE METODOLÓGICA
Fernando Bastos e Roberto Nardi
ferbastos@fc.unesp.br

O presente trabalho procura mostrar que as abordagens recentes para o ensino de ciências, tais como o ensino por mudança conceitual, o ensino por investigação e o ensino baseado na noção de perfil conceitual, embora representem contribuições valiosas para o debate de questões teóricas e práticas na área, devem ser analisadas e incorporadas a partir da idéia de pluralidade metodológica, tendo-se em vista que os desafios da educação são complexos e não podem ser resolvidos com base em perspectivas isoladas que excluam as demais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



POLUIÇÃO SONORA NA FÍSICA DO ENSINO MÉDIO: CONSTRUINDO UMA PROPOSTA
Demutiey Rodrigues de Sousa; Henrique César da Silva; Sérgio Luiz Garavelli; Armando de Mendonça Maroja; Elio Carlos Ricardo
henriquecsilva@gmail.com

Apresentamos elementos de uma proposta para desenvolver o tema Poluição Sonora em aulas de Física no Ensino Médio, elaborada como parte das atividades desenvolvidas em disciplinas de uma licenciatura em Física, onde vêm sendo desenvolvidas pesquisas na área de Física sobre o tema, e concomitantemente, como parte das atividades de pesquisa de um projeto de Ensino de Física que enfoca a produção do conhecimento escolar. A proposta se baseou em diversos elementos para sua elaboração: estudos teóricos sobre as temáticas Ciência & Cotidiano e CTS; estudos de conteúdo; elementos de pesquisa de IC em Poluição Sonora; análise de reportagens de jornais dentro do processo de seleção, elaboração e adaptação de recursos didáticos, e análise de informações obtidas na aplicação de um primeiro ensaio numa escola pública do DF como parte das atividades de estágio docente do licenciando envolvido.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PRÁTICAS DISCURSIVAS E O ENSINO-APRENDIZAGEM DO PROFESSOR DE CIÊNCIAS: TECENDO RELAÇÕES ENTRE ARGUMENTAÇÃO E OBJETIVOS PEDAGÓGICOS NA FORMAÇÃO INICIAL
Danusa Munford, Manuela G. Lopes, Fernanda Tavares, Rodrigo V. Drumond
danusa@fae.ufmg.br

Neste trabalho procuramos tecer algumas relações entre o discurso argumentativo e a negociação de objetivos pedagógicos no contexto da formação inicial de professores de ciências. Inicialmente, caracterizamos este estágio da formação de professores a partir dos referenciais teóricos de saberes docentes de Lee Shulman (1986) e o de comunidades de prática proposto por Jean Lave e Ettiene Wenger (1991). Em seguida, apontamos alguns objetivos relacionados aos referenciais que têm orientado nossa prática docente. Finalmente, discutimos o potencial do discurso argumentativo para o desenvolvimento de conhecimento sintático de conteúdo, para promover a ampliação de concepções acerca de ensino-aprendizagem, e para o aprofundamento de relações entre teoria e prática. Nossa discussão parte de uma revisão da literatura acerca de argumentação e discurso em sala de aula para nos debruçarmos sobre nossas experiências na formação inicial de professores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PRÁTICAS EDUCATIVAS E ENSINO DE CIÊNCIAS NAS SÉRIES INICIAIS NO CONTEXTO DAS ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS DOS PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS
Jair Lopes Junior e Giovana Galvanin da Costa
jlopesjr@fc.unesp.br

Este estudo consistiu em caracterizar práticas educativas no ensino de Ciências nas séries iniciais e relacioná-las com os objetivos dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). No Estudo 1 foram observadas aulas ministradas, com posterior entrevista sobre as práticas adotadas. No Estudo 2, ocorreu: a) entrevista sobre os objetivos dos PCNs; b) apresentação das filmagens das aulas ministradas; c) devolutiva dos dados da Fase a; d) planejamento da unidade didática; e) execução da mesma. Foram constatadas: 1) práticas didáticas de transmissão de informações; 2) estratégias baseadas na reprodução de informações ensinadas, 3) práticas ministradas independentemente dos saberes dos alunos. Distâncias entre as orientações didáticas dos PCNs, fundamentadas no ensino centrado no aluno e no desenvolvimento de capacidades e as práticas constatadas mostram-se relacionadas com dificuldades na interpretação das medidas de aprendizagem e na vinculação destas com as capacidades expressas nos objetivos de ensino. Palavras-chave: Ensino de Ciências, séries iniciais, práticas educativas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PREPARAÇÃO DO FORMANDO EM MATEMÁTICA-LICENCIATURA PLENA PARA LECIONAR ESTATÍSTICA NO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Arno Bayer; Simone Echeveste; Hélio Bittencourt; Josy Rocha
bayer@ulbra.br

Os Parâmetros Curriculares Nacionais (1997) incluíram conteúdos de estatística no Ensino Fundamental e Médio como parte do programa da disciplina de matemática. Este fato, de certa forma, consolida a proposta de uma reformulação na aprendizagem da matemática, buscando uma sinergia entre os conteúdos de matemática a serem desenvolvidos na escola com tipo de formação que a sociedade atual necessita. Neste contexto surge uma grande preocupação por parte dos educadores: estariam os professores de matemática preparados para lecionar estatística? Para responder a esta questão foi realizada uma pesquisa com 80 formandos em matemática referente às suas percepções sobre o seu preparo para ensinar estatística em suas aulas de matemática. O objetivo deste trabalho é apresentar os resultados desta pesquisa bem como discutir a importância do desenvolvimento e da disseminação de trabalhos e pesquisas na área de educação estatística na escola, que possam servir de suporte teórico/prático para professores de matemática.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROBLEMATIZANDO O ENSINO DA FÍSICA MODERNA, A PARTIR DAS VÁRIAS
Ligia Valente, Marcília Barcellos, João Zanetic
marcilia@if.usp.br

Esse trabalho destaca a importância da história e epistemologia da Ciência na formação de professores, bacharéis em Física e alunos do Ensino Médio. Trazemos uma reflexão histórica e epistemológica a fim de problematizar a possibilidade de levar ao ensino a teoria gravitacional de Einstein como uma alternativa à introdução da Física Moderna. A proposta é a apresentação das três principais “teorias gravitacionais”. Iniciando com a idéia aristotélica do movimento natural dos graves, seguindo para Galileu e a teoria gravitacional de Newton, chegamos à teoria gravitacional de Einstein (Teoria da Relatividade Geral). Essa abordagem é analisada à luz das lições epistemológicas deixadas por Einstein em seus textos. Fundamentaremos também nosso trabalho nas idéias de Kuhn, evidenciando paradigmas vigentes em cada época, e revoluções científicas que ocorreram quando tais paradigmas ruíram, focando principalmente na crise do final do século XIX em que Einstein inicia o desenvolvimento da Teoria da Relatividade Geral.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROCESSOS DE AUTORIA EM AULAS DE CIÊNCIAS NO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA ANÁLISE DO DISCURSO DO PROFESSOR E DOS ALUNOS EM ATIVIDADES DE CONHECIMENTO FÍSICO
Marco Aurelio Alvarenga Monteiro. Odete Pacubi Baierl Teixeira, Daniella de Almeida Santos
maureliomonteiro@uol.com.br

Nosso trabalho visa discutir como o discurso do professor pode interferir na construção de argumentos por parte dos alunos, quando estes se encontram envolvidos com um problema experimental em aulas de ciências. Assim, buscamos compreender como professor e alunos se inter-relacionam num movimento discursivo para a estruturação de sentidos dos dados experimentais obtidos. Com essa preocupação, focamos nosso olhar nos processos de autoria dos discursos, tanto dos alunos quanto dos professores, nos episódios em que os atores do processo de ensino e de aprendizagem organizam suas falas a partir da interação que fazem do discurso do outro, mediados pela atividade experimental. Os dados de nossa pesquisa foram coletados numa aula de ciências para alunos das séries iniciais do Ensino Fundamental, a partir de gravações em vídeo das atividades realizadas. As falas, tanto do professor, quanto dos alunos, devidamente transcritas constituem nosso corpus de análise.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROCESSOS INTERATIVOS EM AULAS DE FÍSICA: UM ESTUDO INICIAL
Isabel Cristina de Castro Monteiro e Alberto Gaspar
monteiro@feg.unesp.br

Neste trabalho apresentamos algumas considerações sobre os processos interativos em sala de aulas de física, relacionando algumas características observadas durante aulas experimentais no ensino médio com algumas teorias atuais associadas com a psicologia da educação. Nossa pesquisa constitui-se um estudo de caso inicial em que pudemos elaborar algumas análises pertinentes a influência das habilidades sociais do professor e sua relação com a motivação intrínseca e extrínseca presentes durante toda a atividade experimental. Foi analisada uma única atividade experimental, apresentada em uma turma por professores estagiários, supervisionados pelo professor efetivo e, em outra, somente pelo professor efetivo. Os resultados indicam que a postura do professor pode ser elemento desencadeador de comportamentos desejáveis ou indesejáveis no aluno ou na média dos alunos envolvidos no processo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROFESSORES DE CIÊNCIAS E O CONHECIMENTO SOBRE AS TEORIAS DA
CAMPOS, Luciana M . Lunardi ; YAMASHIRO, Claúdia R. Calone ; TALAMONI, Ana Carolina Biscalquini e BECHARA, Fernanda Carneiro
camposml@ibb.unesp.br

Reconhecendo a diversidade de teorias sobre aprendizagem e sua relevância para a prática educativa, desenvolveu-se este trabalho com o objetivo de investigar conhecimentos sobre teorias de aprendizagem de professores de Ciências e de Biologia. Dados foram coletados por meio de questionário, estruturado em três partes. Participaram do estudo 18 professores de Ciências e Biologia de escolas públicas de duas cidades do interior de São Paulo. As respostas indicaram que o conhecimento existente não foi adquirido, significativamente, durante a formação inicial; é restrito às teorias mais difundidas atualmente e sua relevância é justificada pela aplicabilidade na prática. Considera-se a necessidade de ampliação das discussões sobre teorias da aprendizagem na formação inicial e na continuada, visando a apropriação desses conhecimentos, que são instrumentos basilares à reflexão e ação pedagógica dos professores .

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROJETO AVES: UM EXEMPLO DE ENSINO DE CIÊNCIAS ALIADO AO USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS
SANTOS, Ana Maria Pereira; FRANZOLIN, Fernanda; FEJES, Marcela
ana@futuro.usp.br

O Laboratório de Ensino de Ciências e Tecnologia da Escola do Futuro da USP (LECT) desenvolve projetos de ensino de Ciências que proporcionam aos alunos a oportunidade de exercitarem habilidades próprias do trabalho científico, investigando problemas, coletando dados e socializando os resultados através do uso da Internet como principal ferramenta de comunicação. Os projetos são implementados em escolas públicas e privadas e acompanhados pelos pesquisadores do LECT através de ferramentas de comunicação à distância. Encontra-se exposto neste trabalho o resultado obtido no desenvolvimento de um dos projetos de ensino desenvolvido pelo LECT, durante os anos de 2000 a 2004, o Projeto Aves. Este projeto propõe a investigação das aves que visitam a unidade escolar, através de trabalhos de campo, elaboração de experimentos e utilização da Internet. Neste relato foi destacado o papel da investigação e do uso das ferramentas de comunicação a distância pelas escolas participantes.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROJETO COLABORATIVO UNIVERSIDADE-ESCOLA PARA A MELHORIA DO ENSINO DE CIÊNCIAS: CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES.
Monica Abrantes Galindo de Oliveira, Maria Lúcia Vital dos Santos Abib
monica.oli@uol.com.br

Após a realização de um curso, oferecido pelo LaPEF – Laboratório de Pesquisa e Ensino de Física da Faculdade de Educação da USP -, sobre atividades de conhecimento físico para as séries iniciais do ensino fundamental, um grupo de Assistentes Técnico Pedagógicas das Diretorias de Ensino do Estado de São Paulo, solicitou orientações para a implementação dessa proposta em escolas de suas diretorias. Em conseqüência, as pesquisadoras do LaPEF iniciaram juntamente com o grupo proponente um trabalho de intervenção e de pesquisa. O Projeto constituído, realizou-se de 1999 a 2004, foi financiado pela FAPESP pelo Programa Melhoria do Ensino Público. Estaremos analisando as características e as contribuições desse Projeto em duas das escolas participantes, sob a perspectiva dos seus professores e nos detendo, neste momento, às contribuições relacionadas aos aspectos da parceria universidade –escola para a formação dos professores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROMOVENDO SINGULARIDADES ATRAVÉS DA MONITORIA DISCENTE NO ENSINO MÉDIO DE FÍSICA
Eraldo Rizzo de Oliveira e Yassuko Hosoume
eraldopj@bol.com.br

De que forma a trama do ensino pode dar um passo mais ousado, para além da inserção do educando na cultura, mas potencializando um espaço ativo de encontros mútuos e de auto-encontros? De que forma planejar isto tendo como foco o próprio conhecimento, em particular, o conhecimento científico? Questões como estas inspiraram o surgimento de um Projeto de Monitoria Discente no Ensino Médio de Física de num colégio confessional de São Paulo, como primeira resposta aos desafios de melhorar a qualidade da aproximação dos educandos ao conhecimento, assim como oferecer uma alternativa para as relações sociais que lá se delineavam, particularmente quanto às manifestações de segregações mútuas entre alunos com melhores desempenhos escolares e alunos com baixos rendimentos. Aquém dos imperativos metafísicos para a solidariedade, o modelo de Monitoria Discente pensado se fundamentou sobre a pilastra das negociações de interesses reais entre os educandos, tendo como “moeda”, o conhecimento.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROPOSTA METODOLÓGICA PARA ANÁLISE DA DINÂMICA DISCURSIVA EM SALA DE AULA
Edenia Maria Ribeiro do Amaral e Eduardo Fleury Mortimer
edsamaral@uol.com.br

Neste trabalho será apresentada uma metodologia de análise para a dinâmica discursiva da sala de aula, desenvolvida a partir de uma estrutura analítica proposta por Mortimer e Scott (2002, 2003) e da utilização do perfil conceitual (Mortimer 1995, 2000, 2001) como instrumento de caracterização da heterogeneidade das idéias na sala de aula. As diferentes zonas do perfil conceitual são utilizadas para identificar diferentes formas de pensar os conceitos, e o discurso produzido em sala de aula é estruturado a partir de três diferentes dimensões: o foco de ensino, a abordagem e as ações. Na metodologia são propostas a organização e sistematização dos dados coletados em sala de aula a partir de aspectos da etnografia interacional (Castanheira, 1998), que possibilitam uma melhor explicitação do contexto de produção do discurso. Ao final do trabalho são apresentados aspectos gerais implicados na aplicação da metodologia para um caso específico.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



RAIOS X NO ENSINO MÉDIO: O QUE DIZEM OS PROFESSORES DA ÁREA.
Fabio Ferreira de Oliveira, Deise Miranda Vianna e Reuber Scofano Gerbassi
proffabioferrei@aol.com

Os alunos convivem no seu dia a dia, seja através da mídia escrita e falada ou mesmo pela realização de um exame simples como uma radiografia, com situações que se apóiam em teorias físicas que passam longe dos bancos escolares. A atualização do currículo formal de Física tem sido indicada por pesquisadores dessa área e pelas orientações curriculares oficiais. Nesse sentido, o objetivo desse trabalho é apresentar uma pesquisa realizada com professores dessa disciplina que atuam na rede estadual e privada do Estado do Rio de Janeiro, onde a análise desses dados motivou a construção de uma proposta metodológica em CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade) apoiada num tópico de Física Moderna, os raios X. A validação pelos próprios professores numa etapa posterior mostrou a relevância do tema e a urgência de uma atualização curricular que possa contribuir para uma educação científica mais efetiva e cidadã.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



RECONSTRUINDO ENTENDIMENTOS DE ENSINAR CIÊNCIAS:ESPAÇOS SÓCIO-CULTURAIS, NÃO-LINEARES, DE MÚLTIPLAS JANELAS EM AULAS DE GRADUAÇÃO
Roque Moraes ; Iana Audino.
searom@pucrs.br

O artigo apresenta e analisa elementos de uma proposta de organização de uma disciplina em nível de graduação tendo como base o educar pela pesquisa, teorias sócio-culturais, com uso intenso de espaços de Internet e de ferramentas da informática. Os resultados da pesquisa mostram que esse tipo de proposta possibilita aos alunos se assumirem sujeitos dos processos pedagógicos, constituindo espaços válidos e viáveis para que alunos de graduação se assumam em suas autorias, reconstruindo seus conhecimentos no sentido de sua gradativa qualificação e aproximação de conhecimentos acadêmicos com caráter científico.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REFERENCIAIS TEÓRICOS E PRÁTICAS EDUCATIVAS NOS PROCESSOS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM DE CIÊNCIAS
Francislene Moraes da Cunha e Luciana Maria Lunardi Campos
francislenecunha@yahoo.com.br

No âmbito das pesquisas em Ensino de Ciências, muitos trabalhos têm enfocado os saberes necessários aos professores, a fim de que estes possam desempenhar seu papel de educador satisfatoriamente. No entanto, estes saberes são construídos a partir de concepções sobre homem, aprendizagem e ensino, elaboradas ou reelaboradas durante os processos de formação inicial e continuada do professor. As concepções teóricas que fundamentam a prática pedagógica têm sido, há algum tempo, alvo de estudo de muitos pesquisadores, tornando-se, assim, necessário conhecer e compreender concepções de professores de Ciências. Neste intento questionam-se quais são os referenciais teóricos que permeiam a prática docente destes professores. Deste modo, o objetivo do presente trabalho é identificar referenciais teóricos sobre os processos de ensino e aprendizagem em Ciências de professores de Ciências da rede oficial de ensino da cidade de Juquitiba, estado de São Paulo e identificar relações entre referenciais e prática pedagógica dos professores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REFLEXÕES ACERCA DAS DISSERTAÇÕES E TESES BRASILEIRAS EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO PERÍODO 1987-2001.
Maria Guiomar Carneiro Tomazello
mgtomaze@unimep.br

Esse trabalho tem por objetivo fazer uma análise das dissertações e teses brasileiras do período de 1987-2001 para se detectar alguns padrões e tendências temáticas e teórico- metodológicas na área de educação ambiental.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REFLEXÕES SOBRE A DINÂMICA DO CONTRATO DIDÁTICO NUMA CLASSE HOSPITALAR A PARTIR DE UMA SITUAÇÃO DE ENSINO DE CIÊNCIAS
Caroline Zabendzala Linheira; Mariana Brasil Ramos
caroline@ced.ufsc.br

Classe hospitalar é um espaço destinado à educação em ambientes hospitalares que garante o atendimento escolar especial às crianças e adolescentes enfermos. Embora seja considerada uma modalidade do ensino formal, as particularidades desta criam uma dinâmica de sala de aula bastante diferenciada. Este artigo se propõe a discutir a presença de um Contrato Didático neste ambiente, a partir de situações de ensino de ciências vivenciadas numa classe hospitalar. Algumas pesquisas nesta área têm o propósito de criar metodologias específicas, de maneira que o ensino hospitalar possa cumprir com seus objetivos educacionais e sociais. O cotidiano hospitalar favorece o estabelecimento de uma dinâmica escolar própria, que adiciona à tríade professor-aluno-saber, a fragilidade física e emocional dos alunos, a inconstância e a multisseriação das turmas. Tais aspectos permitem tecer discussões a cerca do contrato didático estabelecido, a fim de se contribuir para o processo de ensino de ciências em classes hospitalares.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REFLEXÕES SOBRE A SUSTENTABILIDADE E A EDUCAÇÃO AMBIENTAL
Priscila Machado Ranche; Jandira Liria Biscalquini Talamoni
priranche@fc.unesp.br

O tema ambiente, desenvolvimento e sustentabilidade oferece elementos para a construção de uma percepção crítica e para a reflexão sobre o modelo de desenvolvimento atual e o modo pelo qual a ação e o olhar dos homens, em relação à natureza, sofrem variações em diferentes contextos históricos que orientam e fundamentam os valores econômicos, sociais e culturais. A crise ambiental contemporânea reflete, por um lado, a crise do conhecimento científico moderno. Por outro lado, também reflete a existência de diferentes perspectivas de sustentabilidade que evidenciam a ausência de um conceito hegemônico de natureza e sociedade, próprio de um período de mudanças. Este estudo tem como objetivo buscar, em alguns autores, uma visão complexa da crise ambiental e do próprio conhecimento científico, juntamente com as divergências do atual debate em função do conceito de sustentabilidade e das suas implicações nas diferentes práticas da educação ambiental.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REFLEXÕES SOBRE ENSINO DE FÍSICA E FORMAÇÃO CULTURAL
Wagner Wuo
wuo@umc.br

A relação entre cultura e educação é abordada na formação científica escolar, com referência ao ensino de física. As reflexões da relação da física com a cultura, e desta com o ensino de física, foram pautadas por questões tais como: a) em que medida a física pode ser reconhecida como cultura? b) em que medida a educação científica dos países geradores do conhecimento científico difere da dos países (como o Brasil) que receberam o legado científico como “pronto e acabado”? c) que aspectos da física como cultura são tomados como referência para o ensino? d) o que a classe científica brasileira tem proposto para o ensino de física, com relação à formação cultural? e) como a questão da cultura para a formação científica escolar está tratada nos PCN de física?

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REFLEXÕES SOBRE UM PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA O ENSINO MÉDIO
Maria Luiza de Mello e Souza
luizasouza@fiocruz.br

O presente trabalho apresenta reflexões sobre a importância da iniciação científica (IC) para alunos do ensino médio, a partir da experiência do Programa de Vocação Científica (Provoc) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que, desde 1986, insere estudantes em ambientes de pesquisa de forma planejada e sistemática. O trabalho argumenta em favor de compreender melhor a predominância feminina entre os participantes do programa, e de promover maior proporção de alunos de camadas populares, de modo a maximizar os benefícios dele decorrentes e contribuir para reduzir as desigualdades características do sistema educacional brasileiro. Neste sentido, discute estratégias para promover alterações no conjunto de alunos participantes e pré-requisitos para colocá-las em prática. Finalmente, discute a importância de conhecer melhor o efeito do programa para além dos seus beneficiários diretos, isto é, sua influência sobre as escolas parceiras e sobre os colegas que convivem cotidianamente com os alunos participantes.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REFORMAS CURRICULARES NA LICENCIATURA EM FÍSICA: AS INTENÇÕES LEGAIS E O DISCURSO DOS FORMADORES
Cortela, Beatriz S.C e NARDI, Roberto
biacortela@yahoo.com.br

Esta pesquisa procurou, através de entrevistas semi-estruturadas, interpretar como docentes de Física de nível superior, atuando em um curso de Licenciatura nessa área, vêm avaliando as atividades de reestruturação deste curso, em função da adequação do mesmo às novas diretrizes para formação de docentes em cursos de licenciatura. Buscou, nos discursos dos docentes interpretar como estes organizam e desenvolvem suas práticas; quais suas dificuldades; suas sugestões para melhoria do curso e o quanto estão dispostos a mudar. A análise das falas mostra que, embora vários deles atuem no ensino há mais de uma década, a maioria ainda se posiciona enquanto bacharel na área, de forma que prevalecem concepções sobre ensino e aprendizagem oriundas do senso comum, que eles admitem algumas limitações com relação aos conhecimentos pedagógicos e também que o curso não está estruturado de forma conveniente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



RELIGIOSIDADE POPULAR: FOME DE QUE?
Carla Moura Lima e Victor Vincent Valla
carlamoura@ioc.fiocruz.br

A dificuldade de acesso aos serviços públicos de saúde gera percepções nas camadas populares que apontam para a falta de esperança na resolução de sua situação; advinda de políticas públicas. O itinerário dos usuários, em busca da solução de seus problemas de saúde inclui as instituições religiosas. Na tentativa de compreender o que atrai, mantém e satisfaz a população dentro de suas crenças e de que forma é vista a relação entre saúde e religiosidade, algumas estratégias foram utilizadas; tais como: visitas e entrevistas a instituições religiosas, bem como o acompanhamento a um culto evangélico. Os resultados mostraram que as “curas milagrosas” ocorridas com os freqüentadores seriam o principal motivo de procura da religião, e não de permanência nela; indicando resultados benéficos na saúde das pessoas. A concepção inicial de que a participação da população em cerimônias religiosas resultaria em alienação e desistência de participação popular, tem sido questionada.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REPRESENTAÇÃO SOCIAL DE MANGUEZAL ENTRE PROFESSORES DE UMA REGIÃO ESTUARINA COSTEIRA NA AMAZONIA
WALDELICE MARIA DA ROCHA SEDOVIM, EDNA MARIA RAMOS DE CASTRO; LUIZ MARCONI FORTES MAGALHÃES
marconi@amazon.com.br

O estudo teve por objetivo identificar a estrutura da representação social de manguezal entre professores do ensino fundamental do município de Bragança-PA, como forma de compreender a relação do homem com o meio ambiente. Com base na entrevista semi-estruturada envolvendo 94 professores da educação básica deste município, a partir da palavra indutora manguezal, identificou-se sete categorias que refletiram a objetivação e a ancoragem da representação. Os principais resultados mostraram que a interpretação de manguezal como território de recursos e do manguezal como paisagem constituíram o núcleo central da representação. A compreensão das construções sociais que os professores fazem do ecossistema manguezal e a gestão pedagógica dessas construções em meio escolar impõe-se como etapa básica para a proposição de novas dimensões educativas na escola, visando conseqüentemente a (re) orientação do pensamento e das ações docentes na educação escolar.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REPRESENTAÇÕES DE PROFESSORES SOBRE SIMULAÇÕES E ANIMAÇÕES: UMA PRIMEIRA APROXIMAÇÃO ATRAVÉS DO PROJETO LABVIRT QUÍMICA
Navas,A.M.,Infante-Malachías,M.E.,Nunes,C.A.A. e Fejes M.E.
navas@gmx.net,marcela@futuro.usp.br

O projeto LabVirt Química busca criar espaços de aprendizagem na qual os alunos adquiram o papel de autores elaborando simulações. Os professores das escolas precisam participar de todas as etapas deste processo, assim, são aproximados das metodologias de produção de objetos de aprendizagem. Foram investigadas as representações que professores-alunos têm sobre simulações e animações para conhecer a forma em que essas representações se relacionam com as simulações por eles produzidas, para identificar as expectativas quanto ao uso das mesmas e discutir o seu potencial uso no ensino de química em sala de aula. Os resultados indicaram que nem todos os professores têm uma representação científica de uma simulação, no entanto todos eles ao desenvolver as simulações envolveram problemáticas do cotidiano do aluno e situações reais, o que sugere que, mesmo quando estes elementos não aparecem explicitados de forma individual, foram construídos coletivamente e explicitados nos próprios produtos obtidos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REPRESENTAÇÕES SOCIAIS SOBRE CLONAGEM
Maria da Conceição Souza Viana/Maria Helena Silva Carneiro
mcsvna@terra.com.br

O trabalho que ora apresentamos teve como objetivo central o estudo das Representações Sociais de um grupo de vinte professores de Biologia,do Ensino Médio publico do Distrito Federal - Brasil. A coleta de dados foi realizada a partir da aplicação de um questionário composto por questões abertas e fechadas. A análise das respostas nos evidencia que apenas 10% dos professores pesquisados demonstraram ter um conhecimento do processo de clonagem próximo do consenso científico vigente. Os demais apresentaram uma descrição incompleta do processo, o que levou à construção de uma representação social bem próxima do que é transmitido pela mídia, ou seja, centrada apenas na idéia de duplicação de um ser. Os resultados desse trabalho nos apontam para a necessidade de cursos de formação continuada nos quais os professores possam aprimorar seus conhecimentos relacionados à Biologia contemporânea, especialmente no que diz respeito às questões da biotecnologia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REPRODUÇÃO DAS PLANTAS: CONCEPÇÕES PRÉVIAS E O PROCESSO EDUCACIONAL NO ENSINO FUNDAMENTAL
Maria Aparecida do Carmo Padulla Soares; Ana Lídia Ossak; Maria Júlia Corazza Nunes; Polonia Altoé Fusinato; Ana Lúcia Olivo Rosas Moreira
poly@dfi.uem.br

Apropriar-se de conhecimentos científicos significa romper com concepções que o aluno apresenta antes do trabalho docente. Esta pesquisa investigou as concepções prévias dos alunos do ensino fundamental sobre a reprodução das angiospermas. O nível conceitual do educando foi avaliado, inicialmente, por meio de questionário sobre a flor e a reprodução das plantas; observação da prática docente e das manifestações dos alunos durante a aula e, finalmente, pela re-aplicação das questões iniciais. Percebeu-se que as concepções prévias dos estudantes não foram totalmente substituídas pelos novos conceitos científicos apresentados pela professora. Concluiu-se que a mudança de conceitos está vinculada à atuação docente como um pesquisador e promotor de ações que oportunizem a identificação de idéias prévias dos alunos e a exploração de fatos e fenômenos através de experiências significativas de aprendizagem à progressão de idéias cientificas mais aceitáveis. Palavras-chave: Ensino de Ciências; concepções prévias; professor-pesquisador; ensino-aprendizagem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS E ATIVIDADES PRÁTICAS DE LABORATÓRIO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL.
Flávia Maria Teixeira dos Santos e Mara Elisângela Jappe Gói
flavia.santos@ufrgs.br

O presente estudo é uma pesquisa qualitativa de acompanhamento e análise de uma experiência de utilização de atividades experimentais em laboratório de química a partir da metodologia da resolução de problemas. Este estudo desenvolvido 1ª série do Ensino Médio envolveu 170 alunos em três escolas da grande Porto Alegre – RS e centrou-se no conteúdo ácido-base. Os resultados indicam que a articulação do trabalho experimental à resolução de problemas semi-abertos pode ser muito produtiva para a aprendizagem de conceitos, procedimentos e atitudes pelos estudantes.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



RIO PACURI COMO RECURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A RECUPERAÇÃO DO AMBIENTE RIPÁRIO
Angela BárbaraTischner, Cláudia Oliveira Bueno, Irene Carniatto
irenecarniatto@yahoo.com.br

O presente estudo foi realizado com o objetivo de desenvolver atividades e pesquisa em Educação Ambiental para com alunos da região do Rio Pacuri, no município de Santa Helena, Pr. Foi realizada uma pesquisa do tipo “estudo de caso”, com avaliação quali-quantitativa, do tipo pré-teste e pós-teste. Com a finalidade de analisar o grau de conhecimento dos atores deste projeto em relação à recuperação do ambiente ciliar. Nas atividades educativas desenvolvidas foram apresentadas palestras, discussões de temas, elaboração de textos, cartazes, criação de paródias, construção de terrários e observações do ambiente e saídas de campo. Constatou-se que para o surgimento de novas atitudes, a Educação Ambiental necessita de um trabalho de longo prazo (anos). Na questão de mudança de valores, em curto prazo podem ser diagnosticados resultados positivos, pois os resultados das atividades revelam um sentimento de responsabilidade dos alunos para com o cuidado do meio ambiente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



SIGNIFICAÇÃO DOS CONCEITOS DE CIÊNCIAS NATURAIS E SUAS TECNOLOGIAS NUMA PERSPECTIVA INTERDISCIPLINAR: ANÁLISE DE UMA SITUAÇÃO DE ESTUDO
Eva Terezinha Boff; Marli Frison & Maria Cristina Pansera de Araújo
evaboff@unijui.tche.br

A proposição de novas organizações curriculares constitui-se numa tentativa de responder questões originadas da observação dos sistemas de ensino e aprendizagem nas licenciaturas e na Educação Básica. O desenvolvimento de uma proposta denominada Situação de Estudo (SE) “Alimentos: Produção e Consumo” foi pesquisado para identificar conceitos de Biologia, Física e Química e seus significados no entendimento dos estudantes, de forma interativa e interdisciplinar, proporcionando reflexões sobre questões sociais e culturais. Para tanto, realizou-se o acompanhamento, vídeo-gravação, transcrição e análise de episódios resultantes. A proposta está baseada nos referenciais de Vigotski, Morin e Freire. A identificação de conceitos científicos, seu significado e evolução foram mais bem compreendidos pelos estudantes à medida que as interações e articulações entre os componentes curriculares são interdisciplinarmente estimuladas. Evidenciou-se a necessidade de implementação de espaços para planejamento e estudo, no coletivo dos educadores da Educação Básica e Superior

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



SITUAÇÕES DIDÁTICAS DIFERENCIADAS E SEU PAPEL NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE FÍSICA.
Sonia Maria S. C. de Souza Cruz; Mikael Frank Rezende Junior; Frederico Firmo de Souza Cruz
sonia@fsc.ufsc.br

Neste trabalho argüimos que as disciplinas de Instrumentação para o ensino de Física podem constituir situações didáticas diferenciadas que possibilitam o desenvolvimento e a análise do processo de conceitualização dos estudantes. A análise e a proposição deste trabalho se baseiam na teoria dos campos conceituais de Vergnaud.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



SOFTWARE LIVRE E O TRABALHO COLABORATIVO/COOPERATIVO
Willian Beline, Rosana Figueiredo Salvi, Gleci Regina Schimidt Zanini
beline_math@yahoo.com.br

NESTE TEXTO PRETENDE-SE APRESENTAR ALGUNS ELEMENTOS ENVOLVIDOS NO USO DO SOFTWARE LIVRE (CONCEITOS, HISTÓRIA E FILOSOFIA), TENDO COMO BASE O PARADIGMA DE UMA SOCIEDADE EM REDE, COM VISTAS À INCLUSÃO DIGITAL. ALGUNS CONCEITOS E CARACTERÍSTICAS DE TRABALHO COLABORATIVO, BASEADOS NO MODELO DE COMUNIDADES DE PRÁTICA DE ETIENNE WENGER, SUPORTADA POR AMBIENTE COMPUTACIONAL, SERÃO APONTADOS COMO UMA DAS CONDIÇÕES INDISPENSÁVEIS PARA O DESENVOLVIMENTO DO SOFTWARE LIVRE. ELE É A EXPRESSÃO DA ATENÇÃO DOS AUTORES QUANTO AO DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS PAUTADOS NO USO DO SOFTWARE LIVRE NAS ESCOLAS PÚBLICAS DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO ESTADO DO PARANÁ.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



SUPLÊNCIA E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: DIFICULDADES E AVANÇOS COM A DESCENTRALIZAÇÃO
Alexandre Pereira Chahad, Terezinha Correa Lindino, Débora Coimbra
ddebora@power.ufscar.br

Este trabalho apresenta resultados preliminares através da mudança de paradigma para a avaliação, particularmente para o Ensino de Física, na modalidade de educação de jovens e adultos com presença flexível, realizada na Diretoria de Ensino do município de São Carlos, SP. As adequações ocorridas no último ano, pautando a avaliação nos princípios norteadores circunscritos nos Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio, sua descentralização e uma maior interação entre seus elaboradores e a experiência didática dos aplicadores, resultaram no desenvolvimento de um novo modelo de avaliação, incluindo etapas e exame final. A Educação de Jovens e Adultos deveria ser concebida, quer presencial ou não, delegando tempos e espaços apropriados para o processo de conhecimento, reflexão e interação. Na ausência dessas premissas básicas, os conhecimentos são concebidos como abstratos, independentes da realidade sócio-econômica-cultural dos alunos e se acumulam por justaposição e não por integração, tal como nas relações consumidor/mercadoria.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TEMAS TRANSVERSAIS: O QUE PENSAM OS PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL SOBRE A ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR DESSES TEMAS
Jacqueline da Silva Villaça, Mara Alice Fernandes de Abreu
jackbio_bauru@hotmail.com

Os Parâmetros Curriculares Nacionais expressam a preocupação com a compreensão da cidadania e participação social e política do aprendiz, com a sua inserção na sociedade, possibilitando-o interagir com políticas públicas relacionadas à saúde e ao meio ambiente, além de orientá-lo no desenvolvimento de sua sexualidade e prepará-lo para o mercado de trabalho. A pesquisa pretendeu avaliar as dificuldades relacionadas pelos professores do ensino fundamental quanto à abordagem dos temas transversais considerando o conhecimento especializado requerido e a formação pedagógica específica do professor, além dos aspectos interdisciplinares. Os professores do ensino fundamental, após vivenciarem intervenção sobre o tema Saúde revelaram dificuldades referentes à abordagem dos temas transversais, relacionadas ao conteúdo e à prática pedagógica, confirmando a necessidade de cursos de formação continuada e da colaboração de especialistas no tratamento desses temas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TEMÁTICA AMBIENTAL: UM OLHAR SOBRE A PRODUÇÃO ACADEMICA
Leonir Lorenzetti e Demétrio Delizoicov
leo@conection.com.br e lzetti@hotmail.com

O trabalho discute o surgimento da Educação Ambiental no Brasil, a partir da análise das dissertações e teses produzidas em Educação Ambiental em distintos programas de pós-graduação, identificando os autores dos trabalhos, seus orientadores, as instituições de ensino, os programas de pós-graduação, as temáticas envolvidas nas pesquisas. Os dados demonstram a emergência da pesquisa em Educação Ambiental aliada aos grandes eventos relacionados a área como a Rio-92 e a divulgação dos Parâmetros Curriculares Nacionais – PCNs que têm o Meio Ambiente e Saúde como tema transversal. Aponta-se a necessidade de realizar estudos de modo a melhor caracterizar as pesquisas realizadas na área de Educação Ambiental.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TEOR DE VITAMINA C EM SUCOS DE FRUTAS:UMA PROPOSTA DE ATIVIDADE EXPERIMENTAL
ROMERO, A. SILVA, E. L.; KIOURANIS, N. M. M.
nmmkiouranis@uem.br ou nmmkiouranis@brturbo.com.br

Este artigo apresenta aspectos científicos, históricos e cotidianos da vitamina C, procurando explorar os conceitos químicos de uma forma contextualizada. No desenrolar do artigo é descrita uma maneira simples para determinar o teor de vitamina C em sucos de frutas utilizando materiais e reagentes de baixo custo, facilmente encontrados. Além disso, o processo investigativo permitiu constatar que o teor de vitamina C, praticamente não se alterou,no decorrer de dois dias. Trata-se de um experimento que pode ser realizado em qualquer escola de ensino médio, englobando conhecimentos químico de diferentes dimensões, onde se destacam aspectos sociais, econômicos e culturais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TEXTOS COM ERROS CONCEITUAIS E O ENSINO DE FÍSICA
Ruberley Rodrigues de Souza e Paulo Henrique de Souza
ruberley@cefetgo.br

Neste trabalho propomos a utilização de textos paradidáticos nas aulas de Física, com a finalidade de observar e discutir conceitos físicos e detectar possíveis erros conceituais que porventura possam apresentar. Desta forma, poderemos conscientizar os alunos a fazer uma leitura mais crítica dos textos encontrados em seu dia-a-dia, o que é um dos objetivos principais do ensino formal. Para isso, elaboramos dois textos, contendo alguns “absurdos” conceituais envolvendo conteúdos de Mecânica, Física Térmica e Eletricidade, com o foco das atenções desviado para temas comuns no dia-a-dia das pessoas. Apresentaremos resultados da aplicação destes textos em turmas do Ensino Médio e de Licenciatura em Ciências do Centro Federal de Educação Tecnológica de Goiás (CEFET-GO), discutindo e analisando as argumentações feitas pelos alunos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TEXTOS NO ENSINO-APRENDIZAGEM DE CIÊNCIAS: PRIMEIRAS EVIDÊNCIAS A FAVOR DE UM MODELO DE TRABALHO BASEADO EM TEORIAS DE LEITURA
Rogério Gonçalves Nigro e Silvia L. F. Trivelato
rognig@uol.com.br

Neste trabalho desenvolvemos, a partir de teorias de leitura, um modelo para abordar os textos usados no ensino-aprendizagem de ciências. Fazemos inferências do modelo para a estruturação de textos e as testamos, através da adaptação de diferentes textos que foram lidos por 33 leitores de aproximadamente 14 anos. Os resultados apresentados indicam que o texto modificado de forma a promover uma leitura mais interativa-construtiva dos estudantes associou-se a melhoras na velocidade de leitura, nas atitudes em relação ao texto, no entendimento dos leitores imediatamente após a leitura e na manifestação de produções escritas mais longas. São discutidas possíveis implicações práticas do modelo, uma vez testado e aprovado, para autores e professores de ciências.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TEXTOS, SUJEITOS E DISCURSOS: APROPRIAÇÕES DE TEXTOS DE CIÊNCIAS POR FORMADORES DE PROFESSORES
Isabel Martins; Guaracira Gouvêa; Maíra J. Oliniski; Letícia Terreri; André Vitor F. dos Santos; Adriana M. Assumpção
mjansen7@gmail.com

Este trabalho apresenta algumas considerações acerca das apropriações de textos realizadas por dinamizadores de oficinas para professores de ciências, com o objetivo de identificar como os primeiros transitam entre os discursos dos campos científico e pedagógico nessas práticas educacionais. Para tal, utilizamos entrevistas gravadas e observações videogravadas dessas oficinas e, em consonância com um referencial teórico fundamentado em Bourdieu, realizamos as análises dos nossos dados. Observamos que durante as oficinas são produzidos discursos híbridos, característicos de habitus lingüísticos do campo científico e do campo pedagógico, destacando-se a hegemonia de um, associado às articulações que o dinamizador realiza a partir de seu capital cultural e social. Mas quando pensamos a formação continuada de professores, será que precisaremos buscar a desestabilização desse habitus? Propondo que haja uma troca intensa entre os campos científico e pedagógico no sentido de possibilitar deslocamentos aos agentes sociais, para que não permaneçam somente em um campo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TOXICOLOGIA E PSICOFARMACOLOGIA EM BIOLOGIA E PROGRAMAS DE SAÚDE PARA O ENSINO MÉDIO. DA FORMAÇÃO DOS PROFESSORES NO CONTEXTO BRASILEIRO DA ATUALIDADE E SUAS REPERCUSSÕES NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM
Edson Cardia e Fernando Bastos
edson@cardia.com.br

Esta pesquisa apresenta as condições em que se desenvolve, em vinte e sete escolas públicas do município de Bauru, no âmbito do ensino de Biologia e Programas de Saúde, a transmissão de conhecimentos relativos à prevenção do uso indevido de substâncias psicoativas. Estas condições referem-se ao cabedal de conhecimentos de que dispõem os professores, como fruto dos cursos de graduação, os conteúdos de aprendizagem tratados em sala de aula, as questões polêmicas que mais freqüentemente surgem durante o ensino do tema e as atitudes adotadas pelos docentes no enfrentamento destas questões, com o objetivo de conhecer as repercussões de todo esse contexto no preparo dos estudantes para atuarem socialmente, dentro de um sentido de cidadania plena.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS ENDOTÉRMICAS E EXOTÉRMICAS – UMA EXPERIÊNCIA DE ENSINO CONSIDERANDO AS IDÉIAS PRÉVIAS DOS ESTUDANTES
Denilse Morais Zambom e Maria Eunice Ribeiro Marcondes
denilsemorais@uol.com.br

Este trabalho analisou como um grupo de 110 alunos de 2as séries de ensino médio entende a energia envolvida nas transformações químicas exotérmicas e endotérmicas e em que medida algumas concepções são reestruturadas após a aplicação de atividades planejadas que levam em conta as idéias prévias dos estudantes. Realizou-se um diagnóstico das idéias prévias dos alunos e foram aplicadas atividades de ensino planejadas. Os dados foram coletados através de questionários realizados durante e após as aulas. A análise mostrou que algumas concepções alternativas aparecem em maior número no entendimento das transformações exotérmicas e, nas endotérmicas, o aprendizado envolveu maior tempo e as explicações dos alunos passaram por vários níveis explicativos até a compreensão considerada adequada. Muitas concepções não apresentadas no questionário prévio, importantes para a compreensão da origem da mudança de temperatura observada nas diversas transformações, passam a incorporar-se às idéias dos alunos e mantêm–se em muitos deles.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM DESENHO METODOLÓGICO PARA INVESTIGAR OS EFEITOS DA INTEGRAÇÃO DE UMA SIMULAÇÃO EM UM SEQÜÊNCIA DE ENSINO SOBRE ELETRICIDADE NO ENSINO MÉDIO
Geraldo Daniel Amaral, Oto Borges
gdaniel@coltec.ufmg.br

Esta pesquisa descreve o desenho metodológico utilizado para investigar a integração de uma simulação de computador, do tipo applet, em uma seqüência de ensino de eletricidade em situações reais de sala de aula. Procurou-se investigar o efeito da simulação em dois tipos de ambientes de ensino: um onde o estudante explorava o potencial da simulação de forma livre e o outro onde suas atividades eram orientadas. As atividades com a simulação foram mescladas com as aulas expositivas e com as atividades de laboratório regulares em diferentes seqüências de ensino. Dados quantitativos e qualitativos foram coletados com cerca de 180 alunos da primeira série do ensino médio de uma escola técnica federal, em um esforço de integrar métodos rigorosos com pesquisas ecologicamente válidas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM ESTUDO SOBRE A EVOLUÇÃO CONCEITUAL DOS ESTUDANTES NA CONSTRUÇÃO DE MODELOS EXPLICATIVOS RELATIVOS AO CONCEITO DE SOLUÇÃO E AO PROCESSO DE DISSOLUÇÃO.
Miriam Possar do Carmo, Maria Eunice Ribeiro Marcondes e Simone Alves de Assis Martorano
mipcarmo@iq.usp.br

Este estudo investigou como evoluem as concepções dos estudantes do Ensino Médio da Rede Pública, sobre alguns conceitos envolvendo o tema solução e o processo de dissolução frente a situações de ensino estruturadas para provocar reflexões sobre suas próprias idéias. Partiu-se do pressuposto de que os estudantes possam ficar insatisfeitos com suas teorias de momento quando o que acreditam entra em contradição com novas informações. Desta forma, um ensino estruturado e voltado para a construção de significados, dentro do tema soluções, permitiu aos estudantes atingirem um nível de abstração mais complexo desde uma visão macroscópica para uma visão microscópica, interpretando o processo de dissolução como um conjunto de interações entre as partículas constituintes da solução. Os resultados obtidos basearam-se na análise das concepções dos estudantes, antes, durante e após o processo de ensino, o que possibilitou a elaboração de níveis explicativos, os quais permitiram a interpretação da evolução das concepções.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM ESTUDO SOBRE AS CONCEPÇÕES ALTERNATIVAS DE UM GRUPO DE ESTUDANTES A RESPEITO DE TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS
Sandra Noemi Finzi, Alfonso Paiva, Adelaide Faljoni-Alário
sanfinzi@iq.usp.br

Esse trabalho apresenta as concepções alternativas de um grupo de estudantes da terceira série do Ensino Médio sobre a representação de uma reação química usando um modelo representacional com círculos de papel.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM INSTRUMENTO PARA IDENTIFICAR AS CONCEPÇÕES DE PROFESSORES SOBRE O CURRÍCULO DE CIÊNCIAS
Eliane Ferreira de Sá - Helder de Figueiredo e Paula - Maria Emília Caixeta Castro Lima
elianefs@uai.com.br

Este artigo descreve, analisa e avalia um instrumento de pesquisa utilizado para identificar e por em discussão concepções de ensino, aprendizagem e currículo de ciências. Apresentamos aqui a história da construção do instrumento e os dados que foram construídos mediante seu uso com vários grupos de professores de ciências de diferentes cidades do Brasil, mas, especialmente, com os professores de ciências da Rede Municipal de Ensino de uma cidade do interior de Minas Gerais. O instrumento foi uma das estratégias usadas para iniciar um curso oferecido a esse último grupo de professores, dentro de uma perspectiva dialógica. Ele se mostrou adequado para construir um perfil das concepções do grupo sobre aspectos do currículo e da prática pedagógica, provocar os professores a avaliar sua posição diante dos pontos de vista majoritários do grupo, assim como para permitir que eles conhecessem e avaliassem nossa interpretação de suas concepções.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM MODELO PARA A ANÁLISE DA REGÊNCIA DE CLASSE NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE FÍSICA
Ana Lúcia Pereira Baccon; Sergio de Mello Arruda
renop@uel.br

O presente trabalho faz parte de uma dissertação de mestrado em andamento na UEL, que tem como objetivo apresentar a aplicação de um modelo para a análise da regência de classe durante o estágio supervisionado da licenciatura em Física. Tendo como foco o relacionamento professor-aluno, o modelo se constitui como um triângulo, tendo como vértices o estagiário, professor regente e os alunos. Os dados se referem à três estagiários, que realizaram a regência em um colégio central de Londrina. Para analisar a experiência, estamos utilizando a metáfora do “professor como um lugar”, tendo como referencial teórico a Psicanálise, principalmente a lacaniana, onde o conceito de transferência surge como central para que se construa esse “lugar”.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM OLHAR AMPLO SOBRE OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO EXEMPLIFICADO PELA ANÁLISE DE UMA MATÉRIA DE REVISTA SOBRE BIODIVERSIDADE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
Harlei Alberto Florentino
harleif@uol.com.br

Temas como meio ambiente e desenvolvimento sustentável estão presentes tanto na escola como nos meios de comunicação. A ciência perpassa de várias maneiras tais temas, sendo por isso importante analisar de que forma se insere na produção de discursos e de que maneira esses são determinados por aspectos históricos e ideológicos. Partindo-se do fato de que os alunos estão expostos a discursos que contêm elementos do ensino de ciências em ambientes que não são os escolares, e pressupondo que determinadas concepções podem ser construídas a partir desse contato, justifica-se a necessidade de analisá-los. Este trabalho contém uma análise de uma matéria da revista Veja com base nos pressupostos do interacionismo social. São considerados aspectos de linguagem, dos discursos e relações de poder, da razão e dos mitos. Palavras-chaves: desenvolvimento sustentável, interacionismo social, análise do discurso, mito, meios de comunicação.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM OLHAR SOBRE A LINGUAGEM EM TEXTOS DIDÁTICOS DE CITOLOGIA
Patricia Montanari Giraldi; Suzani Cassiani de Souza
patriciagiraldi@yahoo.com.br

Tendo em vista o papel desempenhado pelos livros didáticos na escola atual, o presente estudo teve como objetivo investigar o uso e o funcionamento de analogias em textos didáticos, enfocando alguns conceitos/fenômenos de citologia. Nossas análises são permeadas por discussões que levam em conta a linguagem em uma perspectiva discursiva. Para tanto, nos embasamos em um referencial teórico/metodológico que leva em conta essa dimensão da linguagem: a Análise de Discurso de escola francesa. Entre os principais resultados, constatamos o uso de analogias mascarado por uma intenção de linguagem científica e a naturalização de analogias nos textos, produzindo um apagamento das mesmas Assim, por meio da pesquisa realizada foi possível identificar diferentes formas de uso das analogias e, com base nisso, estabelecermos alguns parâmetros sobre o modo de funcionamento das analogias nos textos analisados.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM PORTAL PARA APOIO AO ENSINO DA FÍSICA
Fábio Luiz Pessoa Albini, Pedro Pablo González-Borrero
fabioalbini@yahoo.com

Na atualidade as condições difíceis das entidades de ensino médio limitam o aprendizado dos alunos. Com a expansão do ensino a distância, cria-se uma nova ferramenta com o intuito de auxiliar professores e alunos, do nível médio e superior, em relação ao ensino e aprendizagem de conceitos físicos. Para o seu desenvolvimento foi utilizada a linguagem PHP (Personal Homepage Programming) para páginas dinâmicas de Internet, juntamente com um banco de dados postgre. Para utilizar este portal, os usuários necessitam de um computador pessoal com acesso à Internet; e um navegador instalado nele. Existe uma primeira versão deste ambiente virtual, a qual possui funcionalidades variadas, em dependência do tipo de usuário. Os usuários podem ser do tipo: aluno, professor ou webmaster. Existem também funcionalidades comuns a todos os usuários, como alterar sua senha, realizar testes, estudar conteúdo e tirar dúvidas. Essa versão atual encontra-se funcionando corretamente e é periodicamente atualizada.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA ALTERNATIVA PARA A ALFABETIZAÇÃO TECNOLÓGICA DESDE AS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Estéfano Vizconde Veraszto; Dirceu da Silva; Alan César Ikuo Yamamoto; Fernanda de Oliveira Simon; Nonato Assis de Miranda; Alexander Montero Cunha
amcunha77@hotmail.com

Visando a formação de cidadãos críticos e conscientes, capazes de interagir de todas as formas possíveis dentro de um cenário em contínua transformação, nosso trabalho, embasado em pressupostos construtivistas, mostra o desenvolvimento, a aplicação e a análise dos resultados de atividades tecnológicas. Como o intuito é uma proposta de alfabetização tecnológica diferenciada para 3ª e 4ª séries do Ensino Fundamental, buscamos criar atividades lúdicas e contextualizadas a partir das quais os alunos fossem capazes de buscar soluções práticas para problemas cotidianos. A análise dos resultados é feita a partir de uma metodologia qualitativa de estudo de casos a partir de dados que nos auxiliou a mostrar como as propostas multidisciplinares apresentadas pelos Parâmetros Curriculares Nacionais podem ser levadas para a sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA ANÁLISE DA LINGUAGEM GEOMÉTRICA NO ENSINO DE MATEMÁTICA
Ana Sheila do Couto Trindade Moraco, Dr. Nelson Antonio Pirola
anbia@uol.com.br

Este trabalho tem as suas raízes em situações de ensino e aprendizagem vivenciadas em sala de aula através do desenvolvimento de atividade que avalia o conhecimento geométrico de alunos do ensino médio. As ações propostas foram analisadas de acordo com os níveis de conceituação da teoria de Van Hiele. O estudo teve como objetivo caracterizar como alunos de ensino médio percebem a linguagem geométrica e suas propriedades no ensino de geometria em matemática.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA ANÁLISE DO PROCESSO DISCENTE NA DISCIPLINA PRÁTICA DE ENSINO DE CÎÊNCIAS E BIOLOGIA
Ana Noêmia Braga Rocchi Zamunaro e Ana Maria de Andrade Caldeira.
anarocchi@uol.com.br

A presente pesquisa trata da construção de experiências teórico-práticas de um grupo de alunos que estavam cursando a disciplina "Prática de Ensino de Ciências e Biologia". O referencial teórico é o conceito de experiência de John Dewey. Para verificação de aprendizagem aplicamos instrumentos investigativos tais como: questão inicial, análise das aulas preparadas e dadas na Universidade, avaliação do grupo sobre as aulas dadas, avaliação das aulas lecionadas na escola pública e avaliação final das atividades durante o ano letivo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA ANÁLISE DO RACIOCÍNIO UTILIZADO PELOS ALUNOS AO RESOLVEREM OS PROBLEMAS PROPOSTOS NAS ATIVIDADES DE CONHECIMENTO FÍSICO.
Rogério José Locatelli; Anna Maria Pessoa de Carvalho
locatellirj@yahoo.com.br

Partindo de algumas reflexões, uma vez que diversos estudos apresentam evidências de que um grande segmento da nossa sociedade não chega a adquirir ‘fluência’ em pensar proporcionalmente e que muitos estudantes de escola secundária e de faculdade exibem dificuldades em raciocinar em uma maneira hipotético-dedutiva, surgiu a necessidade de verificarmos se as nossas aulas oferecem condições para que os alunos do ensino fundamental, ao explicarem os fenômenos físicos intrínsecos nos 15 problemas experimentais elaborados pelos pesquisadores do LaPEF – Laboratório de Pesquisa em Ensino de Física – tenham se iniciado nesses dois raciocínios de grande importância na cultura científica: o raciocínio hipotético-dedutivo proposto por Lawson (2000, 2002, 2003, 2004), no qual a estrutura segue um padrão de representação constituído por ciclos “se-e-então-e/mas-portanto”, e no pensamento matemático utilizando a noção de proporcionalidade que é a base da linguagem matemática nas ciências. Palavras-chave: Proporção, Ensino Fundamental, Hipotético-dedutivo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA APLICAÇÃO DO MÉTODO MATERIALISTA HISTÓRICO E DIALÉTICO NA ANÁLISE DO DISCURSO DE DOCENTES
Terezinha Mariuzzo e Sueli Terezinha Ferreira Martins Martins
tmariuzzo@yahoo.com.br

Neste artigo, demonstramos a utilização do Método Materialista Histórico e Dialético, de Karl Marx, aplicado por Vigotski à Psicologia, para analisarmos discursos de professores, de uma escola pública, sobre o tema sexualidade. Pelo método, parte-se do concreto idealizado, da visão intuitiva do fenômeno, ainda não submetido à análise, desvela-se suas multideterminações psicológicas, históricas, sociais, políticas, econômicas e ideológicas; e, aos poucos, expõe-se a visão real, o concreto pensado, desvelando-se sua construção, imersa nas contradições dos interesses econômicos e políticos, ao longo da História da Humanidade. Partimos de categorias empíricas destacadas nos discursos, identificamos os núcleos de significação, revelando a consciência do professor em sua fala. Os resultados apresentam-se através desses núcleos de significação obtidos, nos quais a sexualidade aparece carregada de negações, senso comum, preconceitos, proibições, tabus e silêncios; enfim, a escola ainda não está cumprindo seu dever de humanizar os indivíduos que por ela passam.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA ESTRATÉGIA DE ENSINO DE FÍSICA INSPIRADA NA EPISTEMOLOGIA DE LAKATOS
OSMAR HENRIQUE MOURA DA SILVA, ROBERTO NARDI, CARLOS EDUARDO LABURÚ
osmarh@uel.br

Esta investigação é parte de uma pesquisa maior, que visa elaborar uma estratégia de ensino lakatosiana, dando continuidade a uma linha de pesquisa baseada em estratégias racionais de ensino. Esta estratégia diferencia-se por incluir a quasi-história com visão filosófica implícita inspirada em Lakatos com intenção de preparar o aluno para debates racionais entre concepções rivais (alternativas e científicas).

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA ESTRATÉGIA DE USO COMBINADO DE PRÁTICAS EXPERIMENTAIS E SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL PARA O ENSINO DE TEORIA CINÉTICA DOS GASES
Danusa Ariete Kroetz e Agostinho Serrano
kdanusa@yahoo.com.br

Este artigo apresenta um estudo piloto sobre o uso combinado de simulações computacionais e práticas experimentais em Teoria Cinética dos Gases, na disciplina de física, no ensino médio. Utilizamos como instrumentos um pré teste, constituído de questões abertas e uma questão objetiva, um guia de simulação, confeccionado na estratégia POE (Predizer – Observar – Explicar), acompanhado pela simulação computacional, para os níveis microscópico e simbólico, e práticas experimentais, para o nível macroscópico (sensório), um pós teste e entrevistas individuais semi estruturadas. Inicialmente analisamos as concepções dos estudantes indicadas pela literatura no conteúdo em foco, bem sua capacidade representacional nos níveis macroscópico, microscópico e simbólico, tanto antes como após a aplicação das simulações. Objetivamos analisar a evolução conceitual dos estudantes. Os resultados indicam que nos três níveis representacionais pode se observar uma substancial melhora em direção a concepções científicas após a utilização combinada da simulação computacional e das práticas experimentais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA METODOLOGIA DE ANÁLISE E COMPARAÇÃO ENTRE A DINÂMICA DISCURSIVA DE SALAS DE AULAS DE CIÊNCIAS UTILIZANDO SOFTWARE E SISTEMA DE CATEGORIZAÇÃO DE DADOS EM VÍDEO: PARTE 1, DADOS GERAIS
Eduardo F Mortimer, Tomas Massicame, Andrée Tiberghien e Christian Buty
mortimer@netuno.lcc.ufmg.br

Este trabalho descreve metodologia de análise de dados de sala de aula registrados em vídeo, na qual algumas ferramentas analíticas pré-existentes (Mortimer e Scott, 2002 e 2003; Buty, Tiberghien e Le Maréchal, 2004) foram adaptadas para permitir a categorização dos dados em vídeo em tempo real, utilizando um software desenvolvido pelo IPN-Kiel, Videograph®. Neste artigo são descritas 6 dos 8 conjuntos de categorias utilizadas e apresentados os resultados quantitativos da análise de duas salas de aula francesas de ensino médio. Nelas, dois professores diferentes aplicaram seqüências de ensino diferentes para o mesmo conteúdo, que faz parte do programa oficial de física do ensino médio na França, no contexto do ensino de mecânica: interações e introdução ao conceito de força. Os dados quantitativos analisados neste artigo revelam diferenças significativas entre as duas classes, em relação às dinâmicas discursivas adotadas e ao peso e natureza da participação dos alunos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA METODOLOGIA DE ANÁLISE E COMPARAÇÃO ENTRE A DINÂMICA DISCURSIVA DE SALAS DE AULAS DE CIÊNCIAS UTILIZANDO SOFTWARE E SISTEMA DE CATEGORIZAÇÃO DE DADOS EM VÍDEO: PARTE 2, DADOS QUALITATIVOS
Eduardo F Mortimer, Tomas Massicame e Andrée Tiberghien
mortimer@netuno.lcc.ufmg.br

Este trabalho descreve metodologia de análise de dados de sala de aula registrados em vídeo, na qual algumas ferramentas analíticas pré-existentes (Mortimer e Scott, 2002 e 2003; Buty, Tiberghien e Le Maréchal, 2004) foram adaptadas para permitir a categorização dos dados em vídeo em tempo real, utilizando um software desenvolvido pelo IPN-Kiel, Videograph®. Este artigo dá prosseguimento ao artigo também submetido ao V ENPEC (Autores, 2005), no qual foram apresentados os dados quantitativos resultantes da aplicação de 6 dos 8 conjuntos de categorias na análise de duas salas de aula francesas de ensino médio (Second de Lycée). Neste artigo procedemos a uma análise qualitativa com o objetivo de mostrar como as diferenças mostradas entre as duas classes na parte 1, em relação às dinâmicas discursivas adotadas e ao peso e natureza da participação dos alunos, se traduzem em diferentes estratégias e formas de enunciação nas duas salas de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA PROPOSTA DE ANÁLISE MUSEOLÓGICA DOS EQUIPAMENTOS PARA O ENSINO EXPERIMENTAL DE FÍSICA
Ana Maria Marques da Silva
ana.marques@pucrs.br

O objetivo deste trabalho é apresentar uma proposta de análise museológica dos equipamentos desenvolvidos para o ensino experimental de Física ao longo da história, que permita a identificação das suas possíveis formas de utilização e abordagens metodológicas subjacentes. Uma adaptação das propostas de Pearce (1986) e Bross (1990) foi utilizada para elaborar um instrumento de análise dos equipamentos usados nos laboratórios didáticos. Foi desenvolvida uma ficha para catalogação, organizando as propriedades dos equipamentos em áreas principais: Material; História; Meio; Significado. A partir da análise de exemplos de equipamentos de escolas centenárias, esta análise apontou para as possíveis pistas que podem se constituir, em diversas épocas, esses testemunhos que restaram dos equipamentos experimentais já produzidos ou utilizados. A análise museológica dos objetos ou artefatos permite a reconstrução da realidade do passado recente, tanto em seu micro-contexto – laboratório didático de Física – quanto em seu macro-contexto – ensino no Brasil.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA UM ENSINO INTERDISCIPLINAR NO ENSINO DE CIÊNCIAS E DE MATEMÁTICA NA ESCOLA MÉDIA
Vanderlei Lavaqui; Irinéa de Lourdes Batista
irinea@uel.br

Neste trabalho, apresentamos um entendimento em relação à interdisciplinaridade escolar e ao trabalho com projetos, visando mostrar que este último se coloca como uma alternativa em condições de promover uma prática educativa interdisciplinar. Com essa compreensão, construímos uma proposta pedagógica para a implementação de práticas interdisciplinares no Ensino de Ciências e de Matemática na Escola Média. Apresentamos o resultado da análise quanto a pertinência e possibilidade de implementação da proposta de trabalho interdisciplinar realizada junto a professores e equipe pedagógica de uma escola da rede estadual de educação do Estado do Paraná.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA REDE TEMÁTICA NO CONTEXTO DA ELABORAÇÃO DE UMA PROPOSTA DE ENSINO DE CIÊNCIAS
Yassuko Hosoume, Júlio César Foschini Lisboa e Maria Augusta Querubim Rodrigues Pereira
yhosoume@if.usp.br

Selecionar conteúdos de Biologia, Física e Química para o Ensino de Fundamental, não significa somar pequenos pedaços de cada uma dessas Ciências, mas sim encontrar elementos que permitam uma articulação das diferentes características de cada uma dessas áreas do conhecimento científico em conteúdos articulados e harmônicos, resultando em uma totalidade de natureza diferente de seus componentes. O trabalho aqui relatado trata de uma proposta de ensino, na qual os conteúdos disciplinares são articulados através de uma rede temática, representada por uma matriz composta por nove temas: vida, ambiente, materiais, energia, água, saúde, comunicação, transporte e terra e universo. Cada célula da matriz é identificada através de uma particular relação entre dois temas. Esse conjunto de temas e relações compõe a tessitura dos conceitos científicos utilizados na concretização dos objetivos educacionais propostos para o ensino de Ciências, de 5a. a 8a. séries do ensino fundamental.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA VISÃO DE PROFESSORES, DE LIVROS DIDÁTICOS E DE ESTUDANTES DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA SOBRE O CONCEITO DE VALÊNCIA
Abraão Felix da Penha
afpenha@uol.com.br

O presente trabalho tem como objetivo compreender a abordagem do conceito de valência na visão de professores, de livros didáticos e de estudantes do curso de Licenciatura em Química da Universidade Federal da Bahia. O percurso metodológico utilizado foi uma coleta da visão dos professores e estudantes sobre o conceito, através de questionários e a visão dos livros didáticos, utilizando alguns critérios comuns aos utilizados nos questionários. A conclusão é que na visão dos pesquisados o conceito é tratado como um adjetivo: elétrons de valência ou teoria da ligação de valência e não fazendo conexão entre definição, aplicação e articulação com outros conceitos. Palavras-chave: licenciatura, livro didático, conceito, valência The current paper main objective is understanding how the Chemistry manuals, teachers, and students that major in Chemistry at the Federal University of Bahia approach of the concept of valency, Its methodology concerns a survey on the teachers and students’ view on the concept, through queries. It also considers the manuals’ approaches by making use of similar criteria to what is adopted in the questionnaires. The main conclusion of this work is that under the view of the surveyed elements the concept is treated as an adjective: valency electrons or theory of valency linkage. No connection is made between the definition or its application and other concepts. Keywords: major, manual book, concept, valency

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UNIDADE DE APRENDIZAGEM: UMA ALTERNATIVA PARA PROFESSORES E ALUNOS CONVIVEREM MELHOR
Fernanda M. de Albuquerque, Stela Baratieri, Concetta S. Ferraro, Nara Regina de Souza Basso, Rejane Azambuja
febuca@terra.com.br

Este trabalho de pesquisa procura analisar as percepções sobre uma Unidade de Aprendizagem (UA). Ela foi desenvolvida por um grupo de 18 alunos pertencentes ao 1º ano do ensino Médio de uma escola particular da cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. A pesquisa utilizou uma abordagem qualitativa e a análise das informações foi realizada utilizando-se a metodologia da análise de conteúdo. A análise dos dados foi realizada a partir de textos elaborados pelos estudantes durante o desenvolvimento da UA. Os resultados da análise mostraram que os alunos consideram as atividades inseridas na UA como agentes motivadores para que novas aprendizagens aconteçam, significativas quando enfocam o seu cotidiano e de grande importância para o desenvolvimento da sua autonomia. Palavras-chave: unidade de aprendizagem, motivação, autonomia, aprendizagem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



USO DE MODELOS NO ELETROMAGNETISMO: UMA ANÁLISE HISTÓRICA
Cibelle Celestino Silva
cibelle@ifsc.usp.br

Nos últimos anos tem havido um crescente interesse por parte da comunidade de pesquisadores em ensino de ciências sobre o papel dos modelos no ensino de ciências e, em particular, no ensino de física. Há um grande número de trabalhos que abordam esta questão dos mais variados pontos de vista. Apesar de sua grande relevância, muitos estudantes e professores ainda não são capazes de reconhecer o emprego de modelos na construção do conhecimento físico; tampouco de elaborar explicações qualitativas para expressões matemáticas presentes na física. Além disso, em muitos casos, há uma grande confusão entre modelo e realidade. Este artigo analisa alguns aspectos destas questões tomando como exemplo o desenvolvimento histórico da teoria eletromagnética.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UTILIZAÇÃO DA PRÁTICA DE DESENHAR NA CONSTRUÇÃO DE UM ATLAS DIDÁTICO PARA ESTUDO COMO INSTRUMENTO FACILITADOR DE CONCENTRAÇÃO E MEMORIZAÇÃO NAS AULAS DE ANATOMIA HUMANA
Valéria Tostes Salles Cardoso, Marco Aurélio de Azambuja Montes & Claudia Teresa Vieira de Souza
valeria-uff@click21.com.br

A necessidade de desenvolver um método facilitador da aprendizagem que estimulasse o aluno graduando em odontologia no processo de desenvolvimento da sua criatividade, sensibilidade e expressão foi percebida pela presente autora, docente da disciplina de anatomia humana na graduação da Universidade Federal Fluminense. A partir deste diagnóstico foi elaborada uma estratégia, com o objetivo de treinar a concentração, motivar o interesse de assuntos abordados em sala de aula, estimulando a sensibilidade artística e o desenvolvimento de habilidades motoras, que são de extrema importância para o cirurgião dentista. As conclusões foram baseadas na coleta de informações através de um questionário semi estruturado com perguntas abertas utilizando-se o discurso do sujeito coletivo. A partir dos dados coletados verificamos a necessidade de ajustes a partir das sugestões dadas por nossos alunos, visando conseguiremos alcançar o objetivo principal que passa pela fixação dos conteúdos programáticos de forma real e não mecânica.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS COMO RECURSO DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM EM UM CURSO DE FOPRMAÇÃO DE PROFESSORES
Maria Eunice Ribeiro Marcondes, Viviani Alves de Lima, Luciane Hiromi Akahoshi
luhoshi@iq.usp.br

Este trabalho apresenta uma análise de mapas conceituais elaborados por professores de química do ensino médio, enfocando conceitos relativos a eletroquímica. durante um curso de formação continuada. Os mapas foram analisados de acordo com dois parâmetros: foco nas relações estabelecidas entre conteúdos científicos e sociais; análise segundo os critérios apontados por Novak - proposições, hierarquia, ligações cruzadas e exemplos. Foi feita uma análise qualitativa do entendimento e das dificuldades encontradas na elaboração dos mapas. Os resultados das análises dos mapas para o tema pilhas revelaram que os professores estabeleceram proposições válidas entre alguns conceitos, faltando, entretanto, ligações de transversalidade entre eles. Foram estabelecidas relações incipientes entre o conhecimento químico e suas implicações sociais no planejamento de ensino de eletroquímica. A construção de mapas conceituais se mostrou um recurso útil para que os próprios professores evidenciassem a organização de um plano de ensino para eletroquímica.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UTILIZAÇÃO DE TEXTOS DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA SOBRE A TEORIA DO CAOS NA EDUCAÇÃO
Paulo Celso Ferrari; José André Angotti; Marcelo H. R. Tragtenberg
pcferrari@uol.com.br

Defendemos a utilização de publicações destinadas à divulgação científica como material de apoio na compreensão de conceitos científicos contemporâneos na formação inicial ou continuada de professores. Ilustramos a validade desta proposta reunindo diversas citações onde os autores apresentam diferentes abordagens sobre um mesmo conceito. Pode-se observar que a contribuição dada por essas publicações ultrapassa a mera definição do conceito justamente por ser direcionada ao público leigo. Para este trabalho selecionamos três conceitos associados à Teoria do Caos: sensibilidade às condições iniciais, atratores estranhos e fractais. Trata-se de uma teoria inaugurada no início dos anos sessenta mas que continua tendo aspectos controvertidos com margem a algumas confusões entre seus principais conceitos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UTILIZANDO SITUAÇÕES-PROBLEMA PARA ACESSAR A TOMADA DE CONSCIÊNCIA DO PERFIL CONCEITUAL: UM ESTUDO COM A ONTODEFINIÇÃO DE VIDA.
Francisco Ângelo Coutinho, Charlbel Niño El-Hani e Eduardo Fleury Mortimer
fac01@terra.com.br

Neste trabalho, apresentamos uma metodologia para acessar a tomada de consciência de perfis conceitual, usando como tema do estudo de caso a ontodefinição de “vida”. O papel de uma definição de vida é dar um contorno claro ao objeto de estudo da biologia, organizando modelos, teorias, metáforas e entidades de maneira unificada e coerente.Utilizamos como instrumento de coleta de dados, neste estudo, entrevistas com base em situações-problema. As entrevistas foram realizadas com alunos dos Programas de Pós-Graduação em Ecologia e em Genética (ICB/UFMG). Esta metodologia mostrou-se adequada ao propósito indicado e permitiu evidenciar diferentes graus de tomada de consciência dos alunos entrevistados.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



VIVÊNCIAS, EXPERIÊNCIAS DE AMBIENTALIZAÇÃO: REPENSAR O ENSINO MÉDIO PELO VIÉS DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL
CLEIVA AGUIAR DE LIMA; MARIA INÉS COPELLO-LEVY
cticle@furg.br

Este trabalho apresenta os resultados de uma pesquisa na qual assumiu-se o desafio de ser professora pesquisadora. Desenvolveu-se uma Unidade Didática: AIDS 2002: a vacina contra AIDS, nas aulas de Biologia do Colégio Técnico Industrial Professor Mario Alquati da FURG – RS, onde foi simulada uma conferência para decidir a liberação dos ensaios com a vacina. Objetivou-se analisar a argumentação e a constituição da sala de aula como uma Comunidade de Aprendizagem. A metodologia constituiu-se em um estudo de caso etnográfico, e a análise dos dados ocorreu de forma interpretativa. Os resultados indicam a importância de superar a transmissão de conceitos e apontam para um dos objetivos da Educação Ambiental (EA): capacitar para a ação responsável. Também indicam a possibilidade da professora refletir sobre sua prática pedagógica. Argumenta-se, então, que a implementação da EA no Ensino Médio, possa ocorrer a partir da ambientalização do processo ensino-aprendizagem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



 


Organização: Roberto Nardi e Oto Borges
Elaboração: Edvaldo Lima da Silva e Sérgio Camargo