ATAS DO V ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS
 

SESSÃO DE PAINÉIS

ÁREA TEMÁTICA: ENSINO/APRENDIZAGEM DE CIÊNCIAS

 

 

(RE) CONHECENDO OS ANIMAIS PEÇONHENTOS: DIFERENTES ABORDAGENS PARA A COMPREENSÃO DA DIMENSÃO HISTÓRICA, SÓCIO-AMBIENTAL E CULTURAL DAS CIÊNCIAS DA NATUREZA
Carlos Eduardo Pilleggi de Souza; Jean Gabriel de Souza
cepsouza@unicamp.br

O presente trabalho propõe diferentes abordagens de um tema curricular do ensino das ciências e biologia “os animais peçonhentos” como um (pré) texto para se discutir e analisar a dimensão histórica, sócio-ambiental e cultural das Ciências da Natureza. As percepções de professores sobre a temática apresentada foram obtidas em oficinas e mini-cursos. Também são discutidos e analisados os dados oriundos de uma investigação de caráter quali-quantitativo sobre o conhecimento popular e as concepções alternativas que a população possui sobre os animais peçonhentos. Os subsídios e as abordagens contidas nessa pesquisa pressupõem que o ensino das Ciências, do ponto de vista de um pensamento mais complexo, deve contribuir para a aprendizagem crítica dos fenômenos naturais, sociais globais e locais. O nosso objetivo principal é de romper com a visão simplista de educação em saúde e meio ambiente. Bachelard e Apple são utilizados como referenciais teóricos-metodológicos das análises.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A BIOLOGIA NO ENSINO MÉDIO E O DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E BIOTECNOLÓGICO
Vanessa Daiana Pedrancini, Maria Júlia Corazza-Nunes, Maria Terezinha Bellanda Galuch, Ana Lúcia Olivo Rosas Moreira, Alessandra Claudia Ribeiro
mjcnunes@uem.br

Esta pesquisa teve como objetivo investigar o que os alunos do 3º ano do ensino médio sabem sobre os conceitos e fenômenos biológicos e o que pensam sobre os organismos transgênicos. Os dados para a análise foram obtidos através de entrevistas realizadas com estudantes de escolas estaduais e particulares da região Noroeste do Estado do Paraná, Brasil. A análise qualitativa dos dados das entrevistas permitiu identificar muitas idéias alternativas e definições equivocadas, destituídas de significados, em relação aos seres vivos, células, composição química e função do material genético. Os posicionamentos sobre transgênicos revelaram tratar-se de concepções intuitivas, grandemente influenciadas pela mídia, porém, na maioria das vezes, desprovidas do saber científico vivenciado no ambiente escolar. Refletimos que o modo como o ensino é organizado e desenvolvido, muitas vezes, pouco contribui para que o aluno desenvolva uma compreensão que se difere daquela adquirida em situações não escolares.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A BORBOLETA É BONITA E COLORIDA: O QUE ALUNOS DAS SERIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL CONHECEM SOBRE INSETOS
Gilsara Alves, Luciana Lunardi Campos
gilsara_br@yahoo.com.br

O Ensino de Ciências Naturais, nas séries iniciais do Ensino Fundamental, visa favorecer a compreensão do mundo pelo aluno. Assim, a aprendizagem significativa de conhecimentos sobre insetos e a interação entre eles, ser humano e meio ambiente é muito importante. Nessa perspectiva, o conhecimento prévio dos alunos é elemento essencial à prática educativa e precisa ser reconhecidos pelo professor. Este estudo teve por objetivo investigar o conhecimento prévio sobre insetos de alunos de séries iniciais do ensino fundamental. Metodologia: Os dados foram coletados por meio de desenho e de frase produzida pelos alunos e analisados quanto à representação apresentada (insetos representados, morfologia dos insetos) e conteúdo das frases. Resultados: Os resultados mostraram distorções quanto ao que é ou não inseto e a existência de conhecimentos sobre a morfologia dos insetos e sobre interação homem/inseto e o meio ambiente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A CONSTRUÇÃO DE MUSEUS DE CIÊNCIAS AUXILIANDO DEFICIENTES VISUAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E SUPERIOR NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Diamar da Costa-Pinto, Gizele Alves de Souza, Daniel Motta da Silva, Taís Pacheco Dutra de Farias, Rosane Moreira Silva de Meirelles, Tânia Cremonini de Araújo-Jorge
diamarcp@uol.com.br

O Brasil possui quase um milhão de deficientes visuais, dentre cegos e com visão subnormal. O apoio do governo para a inclusão destes alunos no Ensino Básico tem sortido efeitos significativos, mas muitos professores ainda se sentem incapacitados e não procuram modificar as suas metodologias pedagógicas. A inexistência de materiais para leitura, na forma de áudiolivros ou em Braille, na maioria das livrarias, e a narrativa pouco descritiva dos programas televisivos, nos levou a observar a dificuldade do acesso à informação por parte dos deficientes visuais. A construção de Mini-Museus de Ciências, inseridos no projeto denominado PRÓ-VISÃO, tem o objetivo de auxiliar na melhoria da qualidade da educação dos deficientes visuais como forma de acompanhamento do conteúdo escolar, tendo os alunos um conhecimento teórico associado à percepção sensorial. Estes materiais estão sendo produzidos por alunos de iniciação científica de duas universidades, no Estado do Rio de Janeiro, Brasil.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A DÍVIDA PÚBLICA COMO TEMA TRANSVERSAL/POLÍTICO-SOCIAL EM AULAS DE MATEMÁTICA NO ENSINO FUNDAMENTAL
Elizabeth Mattiazzo-Cardia, Renata Ueno e Mara Sueli Simão Moraes
beth@cardia.com.br

Propõe promover a discussão da Dívida Pública brasileira, tratando-a como Tema Transversal/Político-Social e como eixo estruturador no ensino do conteúdo Tratamento da Informação, desenvolvido em aulas de Matemática, com alunos das oitavas séries do Ensino Fundamental. Os conteúdos do bloco Tratamento da Informação previstos nos Parâmetros Curriculares Nacionais são importantes para a interpretação e análise de fatos ou fenômenos e, desta forma, podem ser utilizados, interdisciplinarmente com conteúdos de História e Geografia, para tratar a Dívida Pública em seus aspectos qualitativo (causa, origem, legitimidade, conseqüências) e quantitativo (valores absolutos e relativos no orçamento da União).

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A EDUCAÇÃO AMBIENTAL E A PEDAGOGIA DE PROJETOS: UM ESTUDO DE CASO NA 1ª SÉRIE DO CIESC MADRE CLÉLIA
Daniele Saheb e Araci Asinelli da Luz
danisaheb@yahoo.com.br

O texto sintetiza um estudo de caso referente à prática em Educação Ambiental com O objetivo de diagnosticar procedimentos e resultados de Educação Ambiental, no nível de primeira série do Ensino Fundamental, sob a perspectiva da aplicação da Pedagogia de Projetos. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, a partir da observação direta e atividades teórico-práticas. A análise do trabalho com projetos se deve ao fato de que é considerado uma estratégia eficaz para que haja uma aprendizagem significativa em Educação Ambiental. Na pesquisa de campo, destacou-se um projeto de Educação Ambiental desenvolvido em uma primeira série de uma escola da rede particular de Curitiba, Paraná. A análise dos dados apontou que o trabalho de Educação Ambiental por meio de projetos, implica desafiar a linearidade e a fragmentação do currículo, priorizando o trabalho com valores ambientais, o que influencia na qualidade da educação. Palavras-chave: Educação Ambiental; Pedagogia de Projetos; Ensino Fundamental.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A ESTÉTICA-EXPRESSIVA DA BIOLOGIA: “ENSINANDOAPRENDENDO” A OLHAR/VER A CÉLULA EUCARIÓTICA
José Airton Monteiro, Solange Castellano Fernandes Monteiro, Eduardo Almada e Júlio Vianna Barbosa
castellanosol@superig.com.br

Este trabalho tem o objetivo de contribuir com a discussão sobre o uso de imagens como recurso metodológico em nossas práticas de ensino sobre a noção de célula eucariótica no cotidiano das escolas. Essa reflexão parte do pressuposto de que as imagens encontradas em livros didáticos também podem servir como estratégia para melhorar a capacidade estética-expressiva dos sujeitos que comumente estão no cotidiano das salas de aula. Apresentaremos uma abordagem sobre a importância desse estudo e, em seguida, meditaremos sobre as nossas formas de ver. Por último, a partir de algumas imagens encontradas em livros didáticos disponíveis, faremos uma discussão sobre a visão estética de entender a célula eucariótica. Assim, buscamos analisar a importância de pensar o espaço da sala de aula e os efeitos de uma proposta de ensino de Biologia voltado para questões onde estão presentes as possibilidades estéticas incentivando outras formas de relação com a vida.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A ESTRATÉGIA LÚDICA NO ENSINO MÉDIO: ASPIRAÇÕES DE PESQUISA NUMA PERSPECTIVA CONSTRUTIVISTA
Waldirléia Baragatti Cabrera e Rosana Figueiredo Salvi
waldirleia@yahoo.com.br

A ESTRATÉGIA LÚDICA NO ENSINO MÉDIO: ASPIRAÇÕES DE PESQUISA NUMA PERSPECTIVA CONSTRUTIVISTA Waldirléia Baragatti Cabrera Rosana Figueiredo Salvi Universidade Estadual de Londrina O trabalho tem como objetivo central investigar a metodologia lúdica como uma estratégia de ensino e aprendizagem para o ensino médio. Aprender e ensinar brincando traz uma riqueza de possibilidades de relacionamento, de descoberta e apropriação do mundo dos saberes e dos fazeres. A pesquisa tem como finalidade classificar, informar e justificar a validade da proposta lúdica numa abordagem não tradicional. Apresentaremos como resultado, os fundamentos que possibilitam a aplicação de atividades lúdicas no conteúdo de biologia, compreendendo que tal metodologia, por sua característica dinâmica, requer trabalhos inesgotáveis dos professores,podendo promover o desenvolvimento de oportunidades construtivas no aprimoramento e aquisição de uma aprendizagem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A FÍSICA DAS RADIAÇÕES ELETROMAGNÉTICAS E O COTIDIANO DOS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO: UMA PROPOSTA DE ENSINO.
João Paulo Casaro Erthal, Marília Paixão Linhares
jperthal@uenf.br

Esse trabalho descreve uma pesquisa em desenvolvimento, que busca elementos para subsidiar a elaboração de uma proposta didática para o ensino das radiações eletromagnéticas, tendo como referência a teoria sócio-histórica de Vigotski. A proposta pedagógica para estudantes do Ensino Médio está baseada na utilização de experimentos de investigação como principal estratégia para levar o aluno a desenvolver a compreensão dos conceitos e participar de seu processo de aprendizagem. A escolha dessas atividades foi orientada pela análise dos resultados de uma sondagem realizada com cento e dez alunos, na qual verificamos um grande número de erros em todas as questões. Foi observado que os alunos possuem pouco conhecimento relacionado aos diferentes tipos de radiações eletromagnéticas e suas utilizações associadas ao uso de tecnologias. Neste momento, serão apresentados os resultados da etapa inicial da pesquisa, obtidos da sondagem de concepções prévias e a seleção das experiências investigativas abordando conceitos básicos do tema.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A INCORPORAÇÃO DE ATIVIDADES DIDÁTICAS NAS AULAS DE FÍSICA COMO FERRAMENTA DE MUDANÇAS NA AVALIAÇÃO
Sônia Suzana Farias Weber e Eduardo Adolfo Terrazzan
ssfweber@yahoo.com.br

Este trabalho, refere-se às mudanças ocorridas nas aulas de Física, no processo de avaliação de ensino/aprendizagem dos alunos, possibilitadas através de Atividades implementadas por um dos autores. Assim, vamos nos deter a olhar como Conteúdos Conceituais, trabalhados em Física devem ser avaliados, partindo da utilização de Atividades Didáticas (AD), estruturadas e inseridas nos Módulos Didáticos (MD), planejados por um grupo de trabalho. Para que, utilizando novos instrumentos de ensino e avaliação da aprendizagem, possamos nos encaminhar para uma avaliação “contínua”, que faça parte do processo de ensino/aprendizagem. É preciso reconhecer a importância de articular os conteúdos Conceituais, Procedimentais e Atitudinais com a realidade dos alunos, para que estes ampliem sua compreensão do mundo. Diante disto, apresentaremos alguns pressupostos para a avaliação bem como alguns resultados obtidos, decorrentes das implementações das AD. A fim de que, a avaliação esteja incorporada nas atividades desenvolvidas, refletindo-se no processo de ensino/aprendizagem dos alunos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A INFLUÊNCIA DO CONHECIMENTO SISTEMATIZADO NO LIVRO DIDÁTICO NAS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DE CIÊNCIAS
Alessandra de Oliveira Damasceno, Francisca Ryane Bezerra da Silva, Francisco Rodrigues de Araújo, Lucicléia Pereira da Silva, Vilma Lucélia Gonçalves da Silva, Zenaíde dos Santos Lopes
anjinhoq@yahoo.com.br

Neste trabalho, investigamos as representações sociais de Ciências presentes no contexto educacional, analisando as influências do conhecimento sistematizado nos livros didáticos à formação das representações sobre ciências dos alunos do Ensino Fundamental, do Município de Paragominas/PA. Para isso, solicitamos aos alunos de 5ª a 8ª série de três escolas municipais, que representassem através de ilustrações suas idéias sobre Ciências. Os desenhos foram categorizados, e após a análise, observamos que a maioria das representações sociais dos alunos está, intimamente, relacionada aos conteúdos curriculares de Ciências abordados nos livros didáticos e que são ministrados durante a respectiva série que estão cursando.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A NOÇÃO DE SAUDE E EDUCAÇÃO PARA O TRABALHO COM EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO DE CIÊNCIAS
ROSANIRA FURTADO DE LIMA; LUIZ MARCONI FORTES MAGALHÃES
marconi@amazon.com.br

O estudo mostra a noção de saúde e educação para o trabalho com educação ambiental no ensino de ciências, como resultado preliminar da Dissertação de Mestrado a ser apresentada ao Núcleo Pedagógico de Apoio ao Desenvolvimento Científico, NPADC/UFPA. O estudo foi desendivido na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Santa Rosa, município de Vigia de Nazaré/PA, com 10 alunos, entre 10 e 15 anos de idade, da 5a série do Ensino Fundamental. As indagações: O que é saúde para você? Você acha que a sua saúde depende da educação que você tem? O que é educação ambiental para você? foram parte do questionário, instrumento de coleta de dados. Os resultados mostraram que para os participantes da pesquisa, saúde é uma coisa boa e importante; a saúde da pessoa depende da educação que ela tem; e educação ambiental é uma coisa boa que está relacionada com a limpeza e cuidado.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A PEDAGOGIA DAS SÉRIES INICIAIS DO CURSO DE FÍSICA
Gisele Caboclo, Rosana Santiago e Glória Queiroz
giselecatita@yahoo.com.br

Este trabalho discute relações de ensino-aprendizagem que ocorrem no curso de Física da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). É levado em consideração idéias pedagógicas contemporâneas e, em especial, algumas referentes à educação em ciências. Para tentar compreender o processo de distribuição e produção do conhecimento que ocorre nesse ambiente são considerados autores que discutem a pedagogia universitária. Analisa-se o pensamento de professores a respeito da formação universitária, e as concepções alternativas em Física dos alunos calouros, estabelecendo-se relações entre a pedagogia adotada e as carências dos ingressantes.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA NAS AULAS DE BIOLOGIA COM ENFOQUE NA POLUIÇÃO DAS ÁGUAS
Cinthia Leticia de Carvalho Roversi Genovez, José Misael Ferreira do Vale
cinthia.leticia@terra.com.br

O presente estudo tem como objetivo trabalhar em sala de aula a Educação Ambiental, dando ênfase à poluição das águas, principalmente no que se refere ao rio Bauru. Para realizar esta pesquisa, que ainda está em andamento, a Pedagogia histórico-crítica foi o referencial adotado em todas as aulas de uma Terceira Série de Ensino Médio de uma escola estadual de Bauru – SP, no ano de 2005. Vamos aprofundar nosso estudo ao demonstrar que trabalhar a Phc não é fácil, mas é possível. O docente precisa mudar sua forma de estudar, de trabalhar e de planejar seu trabalho pedagógico, pois este parte da prática social, vai à teoria e retorna à prática social, em cinco momentos: prática social inicial, problematização, instrumentalização, catarse (incorporação), nova prática social. Assim, apresentaremos alguns dados e apontamentos iniciais acerca das atividades dos alunos e algumas de suas reflexões referentes a este trabalho.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A POLUIÇÃO DO IGARAPÉ DO CHICO REIS E SUAS CONSEQUÊNCIAS PARA A SAÚDE PÚBLICA
autor-ALTYVIR LOPES MARQUES , co-autor EDSON ROBERTO OAIGEN
oaigen@terra.com.br,altyvir@gmail.com

O trabalho diagnosticou as condições ambientais do igarapé do Chico Reis, apresentando propostas para a recuperação do igarapé do Chico Reis, melhorando a qualidade da saúde da população de Rorainópolis, reduzindo as doenças originadas pela poluição do igarapé, buscando a sensibilização da comunidade o saneamento básico, o cumprimento das Leis de proteção aos recursos hídricos, a retirada dos invasores das margens do igarapé e o respeito à natureza. O igarapé foi no passado o principal fornecedor de água para a comunidade da vila do INCRA, hoje município. Com o aumento da população, a mata ciliar foi sendo dizimada, construindo-se barracos, ocupando desordenadamente solo, que deveria ser preservado, prejudicando o meio ambiente e o homem, sem Educação Ambiental, utilizando o igarapé de forma irracional, degradando-o toda área da cidade, transformando-o em um foco de transmissores de várias doenças, colocando em risco a vida do igarapé e a saúde da população.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A PRÁTICA DA INTERDISCIPLINARIDADE EM SALA DE AULA: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO, UTILIZANDO VÍRUS COMO MODELO
Elisabete Fernandes da Cunha Schmidt, Paula Candida Fonseca e Luiz Anastacio Alves
alveslaa@ioc.fiocruz.br

Nesse trabalho, estudamos a interdisciplinaridade como metodologia de ensino na área de biologia. Para esse estudo, ministramos uma aula sobre vírus de “forma interdisciplinar” e tradicional numa escola pública. Como método de avaliação, utilizamos um questionário com perguntas fechadas para os alunos que participaram da aula interdisciplinar, onde observamos uma imensa aceitação dessa metodologia (80%).

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A PRÁTICA DE ENSINO DE CIÊNCIAS E A PHC: UM ESBOÇO DE ENSINO EM NÍVEL MÉDIO.
CHRISTÓFALO, A.C.C., GIARDINETTO, J.R.B.
airton@fc.unesp.br

Este trabalho tem por finalidade uma avaliação da proposta de Gasparin (2002) sobre os fundamentos da Pedagogia Histórico-Crítica (PHC)na prática pedagógica em ciências. Como objeto de análise parte-se de experiências didáticas e da atuação no Projeto de formação dos funcionários da Unesp (Properf)e deste modo,delinear uma breve caracterização dos desdobramentos desta análise que vem se desenvolvendo na pesquisa de mestrado em educação para a ciência. Os autores deste trabalho pretendem desenvolver uma aula teste a ser apresentada na disciplina de didática do curso de Licenciatura Plena em Física da FC/Unesp.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A RELAÇÃO ENTRE CIÊNCIA E ENSINO DE CIÊNCIAS NA EPISTEMOLOGIA BACHELARDIANA
José Ernane Carneiro Carvalho Filho
ernanefilho@bol.com.br

Ao estabelecer uma estreita relação entre a ciência e o ensino de ciências, Bachelard está afirmando que a ciência ensinada não deve estar desvinculada dos pressupostos que orientam o processo de construção da ciência. Na perspectiva bachelardiana, a educação cientifica, nas escolas, deve enfatizar os aspectos centrais da ciência atual: a complexidade, a relação teoria-prática, o caráter matemático e abstrato do conhecimento, a ruptura como o senso comum e a mutabilidade do saber. O âmago da questão não é lecionar com um alto grau de dificuldade os conteúdos de ciências, mas dar o mesmo tratamento epistemológico ao ensino de ciências. Esta maneira de tratar o processo de ensino-aprendizagem de ciências facilitará a inserção do estudante no mundo da ciência, e que este compreenderá como se dá a construção da ciência, suas limitações e possibilidades, impedindo que se torne um cidadão alienando das questões centrais da produção científica.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A UTILIZAÇÃO DO TEATRO NO ENSINO DE FÍSICA
Valdirene Morais da Silva, Paulo Cesar de Almeida Raboni
valdlog@yahoo.com.br

O presente artigo trata inicialmente de uma reflexão sobre a atual metodologia utilizada pelos professores de física, destacando alguns pontos considerados nocivos ao processo de aprendizagem. Posteriormente será encaminhada uma proposta de promover a integralização da física, da história e da arte buscando a construção de novos significados para os alunos, através do enfoque da história e da ciência retratada em peças teatrais de períodos representativos ao processo de desenvolvimento da física e de suas idéias. Através dessa integração busca-se colaborar para a construção de um conhecimento mais elaborado, utilizando o resgate histórico, artístico e cultural como ferramenta útil para promover ligações entre o universo conceitual e o imaginário.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA APRENDIZAGEM BASEADA EM PROBLEMAS NO ENSINO DE BIOLOGIA
Mariana A. Bologna Soares de Andrade, Luciana M. Lunardi Campos
marianabologna@yahoo.com.br

A organização do currículo de Biologia, atualmente, prioriza um ensino enciclopédico, teórico e que apresenta a ciência de forma a-histórica e estática, distanciando-a ou não a associando com a vida cotidiana dos alunos. Rever o ensino de Biologia é uma exigência em vista ao desenvolvimento científico. E é com esse enfoque de mudança que esta pesquisa vai analisar a metodologia da Aprendizagem Baseada em Problemas (PBL- sigla em inglês para problem-based learning). No PBL a aprendizagem ocorre através de um currículo estruturado na resolução de problemas. Neste trabalho apresentarei os resultados da primeira parte da aplicação dos problemas, desenvolvida com um pequeno grupo de alunos, procurando avaliar possíveis modificações nos problemas e dar subsídios para a autora estruturar uma proposta de ensino de biologia que utilize a resolução de problemas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DA IMAGEM DE CIÊNCIA NOS LIVROS DIDÁTICOS DE QUÍMICA: UM DESENHO METODOLÓGICO!
Geraldo José da Silva (FAE-UFMG), Carmem M. de Caro Martins e Oto Borges (COLTEC-FAE/UFMG)
cairessilva@uol.com.br;carmem@coltec.ufmg.br

Nesse trabalho apresentamos um desenho metodológico para analisar a imagem da ciência presente em livros didáticos de química. Nosso objetivo é tentar compreender algumas facetas da construção do imaginário científico. Nesse desenho metodológico, buscamos identificar “marcas textuais”, isto é, indícios que configurem um determinado perfil epistemológico do texto. A partir dos referenciais teóricos apresentados por Campos e Cachapuz (1997) duas categorias de perfil epistemológico (1.Empirista/positivista e 2. Racionalista/dedutivista.) serão transformadas em marcas textuais. Estas marcas serão identificadas durante a análise de capítulos do livro didático. Para análise, os capítulos serão fragmentados em subcategorias. Estamos propondo um desenho metodológico para refinar a construção e identificação das categorias a partir das marcas textuais e também dar confiabilidade aos procedimentos metodológicos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DE LIVRO DIDÁTICO DE BIOLOGIA PARA O ENSINO MÉDIO: AS ABORDAGENS E MÉTODOS APLICADOS PARA O ENSINO DE BOTÂNICA.
Rita de Cassia Frenedozo, Maria Aparecida Eva Cancian, Marlene Alves Dias, Laura Calejón, Júlio César Ribeiro, Maria Deloudes Maciel
ritafrenedozo@yahoo.com.br

Considerando a importância atual do ensino de Botânica e considerando as dificuldades encontradas pelos estudantes na sua aprendizagem, este trabalho analisa textos de livros didáticos de Biologia para o Ensino Médio. Estes livros são amplamente utilizados por professores das escolas públicas do Estado de São Paulo. Com relação ao tema "tecidos vegetais" foram analisados: conteúdo teórico, ilustrações, atividades propostas e recursos complementares. Mesmo sendo um conteúdo relativamente simples, verificou-se que os manuais exigiam do professor conhecimento profundo do tema. A análise dos livros foi uma oportunidade para se discutir como estes deveriam orientar a contextualização do conhecimento e como o professor deveria organizar as atividades de aprendizagem considerando a realidade dos estudantes, tornado os temas relacionados à Botânica menos áridos e mais interessantes.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DO SUCESSO DAS ESTRATÉGIAS E RECURSOS DIDÁTICOS UTILIZADOS EM UMA PROPOSTA CURRICULAR DE FÍSICA MODERNA E CONTEMPORÂNEA PARA O ENSINO MÉDIO
Renata Cristina de Andrade Oliveira, Maurício Pietrocola
renatinhandrade@gmail.com

A partir da análise de questionários e entrevistas pretendemos avaliar o sucesso das estratégias e recursos didáticos utilizados em uma proposta curricular de Mecânica Quântica para o Ensino Médio, com objetivo de verificar se existe a necessidade de reformulação das atividades educacionais propostas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANALOGIAS NA REVISTA DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA CIÊNCIA HOJE DAS CRIANÇAS
Leandro Londero da Silva, Naida L. Pimentel, Eduardo A. Terrazzan
leandro_londero@mail.ufsm.br

Este trabalho partiu da constatação da ausência na literatura consultada, de pesquisas que analisem as apresentações analógicas em textos de divulgação científica destinados ao público infantil. Nele, concentramos o foco de estudo no mapeamento e na análise das apresentações analógicas encontradas nos artigos publicados na revista Ciência Hoje das Crianças. Quatro questões permearam este estudo, são elas: Qual a freqüência de utilização de analogias nos artigos da revista?; Qual o grau de explicitação das relações analógicas e das limitações das analogias?; Em que medida os análogos utilizados podem ser considerados familiares às crianças?; Qual a forma de apresentação das analogias utilizadas nos artigos? Utilizando as contribuições do presente trabalho, os professores podem avaliar quais textos necessitariam mais de suas contribuições pessoais para atenderem aos objetivos propostos, ao serem utilizados. Acreditamos na necessidade de novas pesquisas que investiguem a influência de textos que fazem uso de analogias na aprendizagem das crianças.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANALOGIAS NO ENSINO DE QUÍMICA
João Eduardo Lucateli e Sonia Regina Giancoli Barreto
giancoli@uel.br

Para o conteúdo ministrado sobre reagente limitante para alunos dos 1o e 3o anos foi proposto o problema “A reação química entre 4g de hidrogênio e 16g de oxigênio resultará em 18g de água?” 35% dos alunos responderam que a massa de água deveria ser 20g. Em seguida foi aplicada uma analogia na qual se associou o número de mol com número de alunos. Para 12 meninos e 18 meninas o professor solicitou a formação de equipes de 3 meninos e 2 meninas. Após a realização do problema real e constatado o excesso de meninas, o problema de química foi proposto novamente e todos acertaram, mostrando que a analogia foi eficiente. A dificuldade que os alunos do 3o ano tiveram inicialmente foi atribuída à aprendizagem mecânica deste conteúdo quando cursaram o 1o ano, devido à falta de demonstração visual que permite a conexão entre o real e o conceito químico.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



APRENDER É SUPERAR OBSTÁCULOS: A APRENDIZAGEM NA PERSPECTIVA BACHELARDIANA
José Ernane Carneiro Carvalho Filho
ernanefilho@bol.com.br

Bachelard afirma que só acontece aprendizagem quando há uma mudança na constituição psíquica do sujeito, isto é, quando ocorre uma transformação nas estruturas internas da pessoa que aprende. O princípio norteador de Bachelard, quanto à aprendizagem, diz respeito a idéia de ruptura. Para que aconteça o aprendizado, o sujeito tem que romper com as estruturas que possuía. Esta ruptura se dá a partir da superação dos obstáculos que se interpõem no processo da aprendizagem. Bachelard enumera uma série de obstáculos: a experiência imediata, o conhecimento oriundo do senso comum, a generalização, o substancialismo, as certezas, os juízos de autoridade, dentre outros. Assim, para que aconteça a aquisição do conhecimento é necessário que o aprendiz rompa com esses obstáculos, caso contrário ela não se efetiva.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



APRENDIZAGEM BASEADA EM PROBLEMAS E METODOLOGIA DA PROBLEMATIZAÇÃO: PERSPECTIVAS EPISTEMOLÓGICAS, DIFERENÇAS E SIMILITUDES
Wellington Barros da Silva; Demétrio Delizoicov
wbarros@unisul.br

O trabalho apresenta e discute, utilizando o referencial teórico de Paulo Freire e Bachelard, os pressupostos epistemológicos e as características de duas estratégias de aprendizagem utilizadas no ensino superior na área da saúde: a Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) e a Metodologia da Problematização (MP). Estas metodologias fundamentam-se em diferentes visões teóricas e utilizam problemas como ponto de partida para o ensino e aprendizagem dos alunos. Na MP, os problemas são formulados pelos alunos a partir da observação da realidade. Na ABP, os problemas são elaborados por uma equipe de especialistas para contemplar conhecimentos e atingir objetivos de aprendizagem planejados. Com enfoques e pressupostos diferenciados, as duas propostas podem representar uma estratégia que facilite ao aluno superar obstáculos epistemológicos e apropriar-se do conhecimento, no entanto, a concepção de educação e o compromisso do educador em estabelecer uma relação de diálogo nas atividades de ensino-aprendizagem podem comprometer a efetividade do processo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



APRENDIZAGEM DE CIÊNCIAS NATURAIS POR DEFICIENTES VISUAIS: UM CAMINHO PARA A INCLUSÃO
Ana Cristina Santos Duarte
cristina@uesb.br

Tendo em vista a expansão das discussões sobre inclusão de alunos portadores de necessidades especiais (PNE) nas classes regulares e com base no reconhecimento da diversidade existente na escola e na necessidade de respeitar e atender adequadamente a essa diversidade, desenvolvemos uma pesquisa de intervenção, em uma classe de 4ª série, contendo 19 alunos, entre 11 a 15 anos, em uma escola pública do ensino fundamental, objetivando proporcionar a aprendizagem de Ciências Naturais por alunos deficientes visuais na classe regular, por meio da utilização de modelos didáticos, em alto relevo. Os resultados apontam para a necessidade e importância do uso de modelos no ensino de Ciências como meio de colocar o aluno em contato com os objetos a serem apreendidos, proporcionando a inclusão de alunos deficientes visuais na classe regular e ampliando, pois, a aprendizagem dos alunos sem deficiência. Palavras-chave: Ensino de Ciências – inclusão – deficiência visual – modelos didáticos

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS ATIVIDADES EXPERIMENTAIS NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM
Makely Regina da Silva, José de Pinho Alves Filho
maka_einstein@yahoo.com.br

Este trabalho foi desenvolvido com o intuito de apresentar as atividades experimentais a partir do diálogo didático no processo de ensino-aprendizagem. Serão apresentados argumentos de Gaston Bachelard (2004) frente ao uso das atividades experimentais no processo de ensino-aprendizagem do aluno. O diálogo didático fornecerá condições ao professor utilizar as atividades experimentais. Ambos contribuirão na transformação do conhecimento prévio do aluno em conhecimento científico.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS CONCEPÇÕES DOS ESTUDANTES SOBRE HIDRÓLISE SALINA COM O USO DA ESTRATÉGIA ROLE PLAYING
Eliane Branco Haddad, Franciane Zanetti Campanerut, Maria Christina Inês Igne, Rosângela Velleca e Adelaide Faljoni - Alario
lihaddad@iq.usp.br

Este trabalho relata a experiência realizada com alunos da terceira série do ensino médio de uma escola da rede particular de ensino da cidade de São Paulo (SP). A aplicação de uma metodologia que tem como objetivo investigar as concepções alternativas dos alunos a respeito de hidrólise salina. A técnica utilizada – role playing – é uma estratégia em que os estudantes representam papéis em um cenário imaginado por eles, para desenvolverem conceitos relativos a qualquer assunto. Procura também fazer reflexões sobre a importância da experimentação como atividade desencadeadora de um conceito e o aspecto da interação social como estímulo na busca pela compreensão e interpretação de fenômenos. O relato da aplicação das diversas estratégias oportuniza a divulgação de uma nova forma de trabalho em sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS IMAGENS EM TEXTOS DIDÁTICOS DE TEMAS SOCIAIS EM UM LIVRO DIDÁTICO DE QUÍMICA: ANÁLISE DE SEU PAPEL PEDAGÓGICO
CLAUDIO ERNESTO SEBATA, WILDSON LUIZ PEREIRA DOS SANTOS, MARIA HELENA SILVA CARNEIRO
sebataces@ig.com.br

No presente artigo, apresentamos o papel que vem sendo atribuído às imagens no livro didático e analisamos as imagens de um livro didático de Química. As imagens selecionadas foram as que os professores entrevistados em uma de nossas pesquisas afirmaram fazer uso em suas aulas, as quais correspondem às de uma seção que trata de tema social vinculado à Química. Para a análise, codificamos e categorizamos as imagens da referida seção. Constatou-se que em algumas seções, as imagens estão diretamente associadas aos textos, de forma que o seu conteúdo pode ser explorado pelo professor a partir das imagens. Já em outras seções, as imagens não reproduzem as idéias centrais do texto, ou até destacam aspectos que não correspondem ao que o texto escrito enfatiza. Conclui-se ser fundamental que as imagens do livro didático sejam criteriosamente selecionadas pelos autores e que os professores dêem maior atenção ao seu potencial pedagógico.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS TENDÊNCIAS DAS PESQUISAS EM ENSINO DE FÍSICA NAS PUBLICAÇÕES E NOS EVENTOS
Moacir Pereira de Souza Filho, Edval Rodrigues de Viveiros, Fernanda Cátia Bozelli, Roberto Nardi, Marcelo Macul e Dorival Ronqui Júnior
ferboz@fc.unesp.br

De acordo com a literatura diversos estudos têm procurado identificar o “estado da arte” das pesquisas no Brasil, apresentando características de sua evolução histórica, tendências temáticas e metodológicas, dentre muitos outros aspectos. O objetivo desta comunicação é divulgar aos educadores-pesquisadores em Ensino de Física algumas tendências que as pesquisas em Ensino de Física têm apresentado no período de 2000-2005. Analisou-se, alguns periódicos, como: Revista Brasileira de Ensino de Física, Caderno Brasileiro de Ensino de Física, International Journal of Science Education, Enseñanza de las Ciencias, Physics Education, Science Education e Studies in Science Education, ou seja, publicações específicas em Ensino de Física, e publicações abrangentes que, apresentam segmentos da área de Física. Além dos periódicos, verificou-se as tendências dos dois principais eventos da área de Ensino de Física do país, o EPEF (Encontro Nacional de Pesquisa em Ensino de Física) e o SNEF (Simpósio Nacional de Pesquisa em Ensino de Física).

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ATIVIDADES CURTAS MULTI-ABORDAGEM NO ENSINO MÉDIO
Priscila Schmidt Coelho e Nelson Fiedler-Ferrara
priscila.schmidtcoelho@gmail.com

Neste trabalho descrevem-se a construção didática e as intervenções em sala de aula para a introdução do conceito de fractal no Ensino Médio do Colégio São Mauro ( São Paulo). Buscou-se a complexificação do conhecimento cotidiano dos alunos através de uma abordagem multidisciplinar, em atividades curtas, e segundo os ciclos ou etapas de aprendizagem de Lawson. As atividades foram desenvolvidas em diversos âmbitos disciplinares, nas aulas de física, inglês, francês, educação artística, química e redação, com a participação dos professores dessas disciplinas, constituindo um exemplo positivo de atividade cooperativa entre diferentes disciplinas curriculares.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ATIVIDADES EXPERIMENTAIS: PRIMEIRA ETAPA PARA UMA MUDANÇA DIDÁTICA NO ENSINO DE CIÊNCIAS
Alexander Montero Cunha; Dirceu da Silva; Estéfano Vizconde Veraszto; Fernanda de Oliveira Simon; Alan César Ikuo Yamamoto; Nonato Assis de Miranda
amcunha77@hotmail.com

Este artigo propõe a utilização de atividades experimentais como etapa primeira para uma mudança na didática no ensino das ciências naturais. Tal mudança envolve substituir a tradicional prática de transmissão e recepção de conhecimentos por uma mais próxima da pesquisa científica e do trabalho investigativo. Dessa forma, pretende-se incentivar o ensino não focado na transmissão de conteúdos, mas que possibilite uma aprendizagem reflexiva, participativa e questionadora por parte dos alunos. Nesse processo de transformação, a atividade aqui proposta pretende criar subsídios para o início do trabalho do professor como mediador, abandonando, assim, seu caráter de detentor de conhecimentos, bem como possibilitar a tomada de decisões pelos alunos sobre o direcionamento de seu aprendizado.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



COMPATIBILIDADE ENTRE COMPETÊNCIAS E HABILIDADES EM ATIVIDADES DIDÁTICAS PRODUZIDAS POR PROFESSORES EM PROCESSO DE FORMAÇÃO COMPARTILHADA
Alessandro E. PozzobonEvaldo M. C.Rohde, Jaqueline Metke, Maria Márcia K. Hoffmann, Marinês Somavilla, Sônia S. F.Weber, Eduardo A. Terrazzan
jmetke@mail.ufsm.br

COMPATIBILIDADE ENTRE COMPETÊNCIAS E HABILIDADES EM ATIVIDADES DIDÁTICAS PRODUZIDAS POR PROFESSORES EM PROCESSO DE FORMAÇÃO COMPARTILHADA Alessandro Eugenio Denardin Pozzobon , Evaldo Moacir Costa Rohde , Jaqueline Metke, Maria Márcia Kemmerich Hoffmann , Marinês Somavilla , Sônia Suzana Farias Weber , Eduardo Adolfo Terrazzan O trabalho é desenvolvido no Grupo de Trabalho de Professores de Física, no Núcleo de Educação em Ciências da UFSM. O grupo trabalha com a produção de Módulos Didáticos (MD), para o uso em aulas de Física. No ano de 2004 os MD sofreram diversas modificações em termos de forma e de concepção. Para 2005 foram selecionados MD referentes a Física Térmica e Ondulatória para o estudo do grau de compatibilidade entre as competências e habilidades com as Atividades Didáticas. Com base nos resultados neste estudo e nas avaliações das implementações dos MD em sala de aula, propomos modificações necessárias para a melhoria destes materiais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONCEPÇÃO DE PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL EM ESCOLAS MUNICIPAIS DE BOA VISTA -RR SOBRE PESQUISA CIENTÍFICA E ENSINO DE CIÊNCIAS NAS SÉRIES INICIAIS.
autor- SANDRA MORAES DA SILVA CARDOZO, co-autor: EDSON ROBERTO OAIGEN
sal688@hotmail.com

O presente estudo faz parte de uma coleta de dados referente ao trabalho inicial de Dissertação realizado com os professores das Escolas Municipais de Boa Vista-RR que estão em final de formação no curso de pedagogia pela Universidade Federal de Roraima em Convênio com a Prefeitura Municipal .Focamos o interesse de análise sobre como os professores percebem o Ensino de Ciência e a pesquisa científica no processo de sua formação e que conhecimentos possuem sobre o assunto. Usamos com metodologia a analise qualitativa por meio de um instrumentos de coleta de dados com questões envolvendo abertas.Os principais resultados obtidos indicaram a necessidade de uma formação mais profunda na área de pesquisa no Ensino de Ciência.Esclarecemos que este artigo relata uma parte do trabalho que está sendo realizado na Dissertação de Mestrado.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONCEPÇÕES DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO SOBRE CLONAGEM, ORGANISMOS TRANSGÊNICOS E PROJETO GENOMA HUMANO.
Taitiâny Kárita Bonzanini e Fernando Bastos
taity@fc.unesp.br

O presente relato analisa o levantamento das pré-concepções de uma turma de alunos do 2º. Ano do Ensino Médio a respeito de questões relacionadas à biologia molecular e celular e temas da genética contemporânea. Esse levantamento foi parte de uma pesquisa mais ampla sobre ensino de genética. O instrumento de coleta de dados adotado consistiu em um questionário composto de questões abertas. A análise das respostas a esse questionário nos revelou que a maioria dos alunos traz para a escola pré-concepções sobre determinados assuntos, e isso não pode ser ignorado pelo professor; ao contrário, poderia ser utilizado como ponto de partida para a abordagem dos conceitos de genética básica e de avanços científicos recentes, fornecendo aos alunos a visão da ciência sobre determinados assuntos e os conhecimentos científicos aceitos na atualidade. A genética, sendo uma das áreas básicas das Ciências Biológicas, é fundamental para o desenvolvimento de diversos conceitos relacionados a outros ramos da Biologia; graças aos conhecimentos em genética podemos explicar, por exemplo, os mecanismos de evolução das espécies, entender a fisiologia de vários processos ou os mecanismos de ação de diversas doenças, daí a importância de se explicitar os conceitos básicos de genética e discutir as pré-concepções apresentadas pelos educandos, para que possíveis equívocos sejam resolvidos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONCEPÇÕES DE PROFESSORES EM FORMAÇÃO INICIAL SOBRE A APRENDIZAGEM EM QUÍMICA
Ivete Maria dos Santos; Leonardo Marciel Moreira
ivete@iq.usp.br

A compreensão do processo de aquisição do conhecimento continua ocupando um espaço significativo no âmbito das pesquisas científicas. Os estudos voltados para este tema têm concedido importantes contribuições visando facilitar a assimilação do conhecimento pelo indivíduo. O objetivo deste estudo consistiu em investigar as condições necessárias para a aquisição do conhecimento químico na visão de um grupo de 20 professores em formação inicial em química. Os dados foram coletados através de questionários, categorizados pelo método “milha” e posteriormente analisados .

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONCEPÇÕES PRÉVIAS SOBRE RESPIRAÇÃO PULMONAR PELOS ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL I
RISONILTA GERMANO BEZERRA DE SÁ, ANA MARIA DOS ANJOS CARNEIRO-LEÂO, ZÉLIA JÓFILI
amanjos2001@yahoo.com.br

Realizamos o presente estudo a partir da premissa de que a construção de significados pelo indivíduo ocorre com base nos significados que ele pôde construir anteriormente. Nosso objetivo foi identificar as concepções prévias de alunos da 4ª série do Ensino Fundamental sobre respiração pulmonar. Trabalhamos com doze alunos de uma escola pública estadual, com idade média de 12 anos, que apresentaram idéias formadas em relação ao sistema respiratório como sendo um processo macroscópico, orgânico, que ocorre através da movimentação do ar ao longo das vias respiratórias e pulmões e que possui uma estreita relação com o sistema circulatório. Sugerimos rediscutir o planejamento de Ciências considerando a possibilidade de se trabalhar o conceito de respiração ao longo das quatro primeiras séries do Ensino Fundamental, evitando assim que o aluno avance em sua escolarização sem construir o conceito de respiração.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONCEPÇÕES SOBRE O PLANETA TERRA EM CRIANÇAS DE UMA SEGUNDA SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL
Christina Almeida Peter, Roberto Nardi
chris.peter@terra.com.br

Muito se tem discutido sobre o ensino de Ciências desde as séries iniciais do Ensino Fundamental, sua importância, implicações e problemas. Vários trabalhos apresentam as concepções alternativas que as crianças apresentam sobre a forma da Terra, a sua localização no espaço e a gravidade, como objeto de estudo. O conhecimento de quais são essas noções é importante para o professor de Educação Básica já que, quando as concepções científicas são apresentadas e confrontadas com as concepções alternativas, as pessoas tendem a defender suas próprias idéias, influenciando e comprometendo a aprendizagem de conceitos que serão adquiridos posteriormente. Identificando as concepções alternativas de seus alunos, ele pode planejar a sua prática docente para efetivamente criar situações em que a aprendizagem aconteça. Partindo de uma pesquisa qualitativa, este projeto de pesquisa pretende analisar quais são as concepções apresentadas por alunos de uma 2ª. série do Ensino Fundamental, da rede pública municipal de ensino.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONHECIMENTOS GERAIS DE BIOCIÊNCIAS: OS SABERES DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DE UM COLÉGIO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES.
Mário Sérgio Monteiro de Souza & Lúcia De La Rocque
msmont@gmail.com

O conhecimento e o acesso a informações são fatores de aproximação ou afastamento das concepções atuais do Ensino de Biociências e no aporte de diferentes estratégias educativas que corroboram o processo da alfabetização científica. Partindo do pressuposto acima, aplicamos um questionário semi-estruturado de quatorze questões a 168 alunos, de seis turmas de primeiro ano do Ensino Médio, na disciplina biologia de um Colégio Estadual, de Formação de Professores no município do Rio de Janeiro. O questionário foi dividido em dois blocos de perguntas que identificam o perfil geral básico dos educandos e seus conhecimentos gerais de biociências. Os resultados permitem perceber algumas expectativas em relação à um Colégio de Formação de Professores e verificar que a maioria das questões gerais de Biociências, presentes no currículo do Ensino Fundamental e Médio, permanecem obscuras. Estes dados apontam para reflexão e a adequação de estratégias didáticas que propiciem o desenvolvimento da alfabetização científica no ensino de Biociências. palavras-chave: Ensino de Biociências; Formação de Professores; Alfabetização Científica; Educação.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSTRUÇÃO DE UM TESTE ATRAVÉS DE UM INVENTÁRIO DO CONCEITO DE ENERGIA
Aline César Druzian, Iades Armando Brückmann, Renato P. dos Santos
renato@reniza.com

Este trabalho apresenta a versão preliminar de um instrumento que, à semelhança do Force Concept Inventory de Hestenes, procure identificar as concepções alternativas referentes ao conceito de energia presentes no pensamento de estudantes, baseado num elaborado conjunto de taxonomias. Visando sua aplicação extensiva e rápida análise de resultados de grande número de alunos, este instrumento consiste de questões de múltipla escolha. Para que alguma riqueza de respostas propiciada por questões abertas se recupere, este instrumento implementa a técnica de testes de duas seções proposto por Treagust em que, na segunda, o participante deve justificar sua escolha na primeira. Incluem-se também os resultados de aplicações deste instrumento em turmas de 8º série do ensino fundamental e em todos os anos do ensino médio de um Instituto Estadual da cidade de São José do Hortêncio (RS), e em turmas alunos de disciplinas de Física de várias engenharias e licenciaturas da ULBRA (RS).

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSTRUÇÕES SIGNIFICATIVAS EM CIÊNCIAS: TRABALHANDO COM MAPAS CONCEITUAIS.
Talita Parpinelli Ferracin, Natália Simões Cervigne e Tânia A. Silva Klein
talitaferracin@yahoo.com.br

Identificar os conhecimentos dos alunos é essencial para o desenvolvimento do trabalho do professor. Quando o aluno participa efetivamente do processo de aprendizagem, confrontado conhecimentos próprios com os novos, ocorre a construção significativa do conhecimento. A utilização de mapas conceituais auxilia na identificação das relações formadas na estrutura cognitiva dos alunos, atuando como um recurso didático flexível, que pode ser utilizado nos processos de ensino, aprendizagem e avaliação, além de estimular o aluno a aplicar e sistematizar seus conhecimentos. Após abordar a temática do sistema digestório humano, solicitou-se aos alunos de duas turmas de 7ª séries do ensino fundamental, que confeccionassem um mapa conceitual. O número médio de palavras utilizadas foi de 10,65 e 9,83, respectivamente nas turmas “A” e “B”. A turma “A” apresentou uma média de 1,85 “erros” conceituais, enquanto a “B”, 1,5. Relações extras foram formuladas, relacionando higiene bucal, sistema circulatório e cuidados necessários com os alimentos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONTEXTUALIZAÇÃO E SIGNIFICAÇÃO NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS
Simoni Tormöhlen Gehlen e Milton Antonio Auth
Simoni.gehlen@detec.unijui.tche.br

Tendo como pressuposto a importância da contextualização no Ensino Fundamental, optamos por desenvolver o processo de ensino e aprendizagem com base em Situações de Estudo (SEs). As atividades foram realizadas numa Escola Estadual de Ijuí/RS, envolvendo professores da escola, acadêmicos da área de Ciências Naturais (Física, Química e Biologia) e um professor da universidade. Promovemos reuniões semanais de estudos, discussões, reflexões e planejamentos sobre uma determinada SE, em acordo com a metodologia de Investigação-Ação e o referencial histórico-cultural. A SE foi desenvolvida na 7ª série e acompanhada pela pesquisa. Os registros, obtidos na forma de produções textuais, diários da prática pedagógica e entrevistas semi-estruturadas, compreendem as ações de alunos e de professores. Dentre os resultados, para além de alguns limites, em geral comuns à prática docente, destacamos: a significação dos conceitos de Ciências, a valorização do contexto e dos conhecimentos dos estudantes, novas compreensões curriculares e as ações coletivas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA SÓCIO-HISTÓRICA PARA O ENSINO E A APRENDIZAGEM EM FÍSICA EM ESTUDANTES DA PRIMEIRA SÉRIE DO ENSINO MÉDIO
ODIFAX QUARESMA PUREZA; LUIZ MARCONI FORTES MAGALHÃES
marconi@amazon.com.br

O presente estudo buscou compreender a forma pela qual os estudantes, de série inicial do ensino médio, constroem o conceito de energia mecânica e suas formas, na ótica da Teoria Sócio-Histórica, desenvolvida pelo russo Lev Semenovich Vygotsky, colaboradores e seguidores. Nos valemos, para esta análise, da abordagem metodológica denominada de análise microgenética, mas precisamente das categorias propostas por Mortimer e Scott (2002). Foi analisado um episódio de ensino decorrente da interação entre o professor e um grupo de três estudantes, onde procurou-se evidenciar as intenções do professor, o conteúdo do discurso, a abordagem comunicativa, os padrões de interação e as formas de intervenções do professor.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CRENÇAS E CONCEPÇÕES DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO SOBRE BIODIVERSIDADE: UM ESTUDO DE CASO
EDNA MARIA DINIZ E MARIA GUIOMAR CARNEIRO TOMAZELLO
edna.diniz@ig.com.br

Apesar de a perda da biodiversidade não ser um problema recente, só nesses últimos anos é que a comunidade internacional tomou providências quanto ao estabelecimento de planos e estratégias para a sua conservação e uso sustentável. Em termos de currículo, os Parâmetros Curriculares Nacionais - Temas Transversais/Meio Ambiente destacam a biodiversidade como um dos valores que passa a ser reconhecido como essencial para a sustentabilidade da vida na Terra. Esse trabalho é um recorte de minha dissertação de mestrado que tem como tema central a questão da biodiversidade. O objetivo é caracterizar a percepção dos aprendizes de 1º série do ensino médio sobre essa temática, já que eles tiveram no ensino fundamental somente noções sobre ecologia. Espera-se que os resultados dessa pesquisa possam auxiliar os professores de Biologia a tratar o tema “Biodiversidade” com mais propriedade.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DE ONDE VEM O SOM DA VOZ?
Cláudia Santos do Nascimento e Shirley Takeco Gobara
claudinhatocha@yahoo.com.br

Este trabalho apresenta os resultados preliminares de uma atividade a ser proposta aos alunos de sexta e sétima séries do ensino fundamental com o objetivo de levá-los a construir um modelo conceitual que descreva a produção do som pelo corpo humano. A atividade consiste no manuseio e na observação da produção de som de objetos simples (caixa de pasta de dente, borrachas de dinheiro, "corneta de torcida", etc). Foram feitas entrevistas com alunos voluntários para levantar suas explicações sobre ondas sonoras nessa atividade. Verificou-se que as terminologias utilizadas pelos alunos são decorrentes de uma noção intuitiva do fenômeno ondulatório e sonoro, e que o conceito de onda sonora não é completamente desconhecido por eles. Com base nestes levantamentos, ao término deste trabalho, produziremos uma atividade com esses materiais, para ser aplicada em sala de aula visando a promoção da aprendizagem significativa e a compreensão da produção da voz.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DIAGNÓSTICO PARA EDUCAÇÃO AMBIENTAL: A IDENTIFICAÇÃO DE INDICADORES DIRECIONADOS AO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
LUIZ FERNANDO ROHDE, EDSON ROBERTO OAIGEN,SINARA SILVEIRA SANTOS e DENISE WESTPHAL
oaigen@terra.com.br

O aumento populacional e industrial exigem maior incremento na produção de alimentos e bens de consumo e tem levado a um aumento ou até esgotamento dos recursos naturais, devido ao seu uso irracional, gerando assim maior quantidade de resíduos. Estes, dispostos de maneira inadequada, ocasionam muitos problemas ambientais, econômicos, sociais e outros, comprometendo a qualidade de vida da população e da natureza. A Educação Ambiental deve ser desenvolvida em “todos os níveis de ensino”, inclusive a educação da comunidade, objetivando capacitá-la para a participação ativa na defesa do meio ambiente. Nota-se uma preocupação na defesa do meio ambiente em âmbitos legais. Essa preocupação se sustenta na Educação para começar tais mudanças na sociedade como um todo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DISCUTINDO RESULTADOS DE AVALIAÇÃO DO CONHECIMENTO CONSTRUÍDO A PARTIR DA IMPLEMENTAÇÃO DE PLANOS DE AULA DIFERENCIADOS
Walter Romero Ramos e Silva Júnior, Luciano Anderson Frois, Ciclamio L. Barreto
walterjr@ufrnet.br

Através da aplicação de planos de aula pré-estruturados, foi possível fazer uma reflexão sobre métodos de ensino utilizados por nosso grupo de pesquisa em uma escola pública da cidade do Natal/RN, onde foi realizada a experiência. O trabalho não se baseia nas propostas dos Parâmetros Curriculares Nacionais nem nas orientações da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, mas busca efetivamente a ir ao encontro das suas prescrições, desenvolvendo prática de ensino atrativa, levando os alunos a discutirem a ciência e seus domínios de validade. Para coleta dos dados, usou-se questão de prova escrita, onde se identificaram problemas como dificuldades na leitura, interpretação e produção de texto, discrepâncias em relação ao desempenho, causadas pela presença ou ausência do professor da disciplina na aplicação da avaliação, relativa diferença nas respostas entre turnos vespertino e noturno e dificuldades provenientes da falta de diálogo entre o conhecimento científico-escolar e a religião.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA PROPOSTA PARA UM NOVO PARADIGMA DE SOCIEDADE SUSTENTÁVEL
autor: DENISE WESTPHAL, co-autores:Maria Helena Azeredo da Motta, Edson Roberto Oaigen
oaigen@terra.com.br

Este trabalho trata de um levantamento de projetos de Educação Ambiental realizados no Município de Montenegro, nos últimos três anos, da análise dos mesmos frente a alguns teóricos e da formulação de uma proposta de Educação Ambiental que atenda a um novo paradigma de sociedade com vistas na sustentabilidade.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS ? ENSINO DE CIÊNCIAS? ENTENDEMOS O SIGNIFICADO DE CIÊNCIAS? IDÉIAS PARA UM REFLEXÃO SOBRE NOSSA PRÁXIS.
autor: EDSON ROBERTO OAIGEN, co-autores: DENISE WESTPHAL, LUIZ FERNANDO ROHDE
oaigen@terra.com.br

Ensinar Ciências nos diferentes níveis de ensino, desde a Escola Fundamental até os cursos de Pós-graduação, mostra realidades diferentes em cada situação. Os avanços científicos, tecnológicos e educacionais somente serão compreendidos quando o professor e aluno conhecerem a História das Ciências, tanto envolvendo os aspectos Filosóficos, como Epistemológicos e Metodológicos que ocorreram durante as diferentes etapas das diferentes Ciências. Novas teorias, novos postulados, as verdades científicas, antes absolutas, hoje são provisórias. É claro e evidente que muitas práticas de sala de aula vem sendo, ainda hoje, mera transmissão de informação onde os recursos utilizados não passam do livro didático e um quadro verde para reproduzir as informações do livro. Nesta situação, questiono: como os alunos estabelecerão os laços do presente com o passado? Com as mudanças nas leis e o crescente desenvolvimento científico/tecnológico, novas propostas de ensino tornaram-se necessárias para representar os avanços do conhecimento científico.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EDUCAÇÃO PELA PESQUISA POR MEIO DE UM PROJETO TEMÁTICO DE BIOLOGIA NO ENSINO MÉDIO: DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS GERAIS
Jorge Luiz Silva de Lemos; Sidnei Quezada Meireles Leite
sleite@ism.com.br

O objetivo desse trabalho foi analisar o projeto de Biologia de 2004, denominado “Jardins do CEFET/RJ: memória viva da história e da ciência”, buscando identificar e discutir o desenvolvimento das competências da área das Ciências da Natureza e das competências gerais que estão relacionadas nos Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio. De uma maneira geral, pode-se afirmar que a educação pela pesquisa por meio de um projeto temático de Biologia proporcionou uma oportunidade de desenvolvimento de um conjunto de competências gerais da área das Ciências da Natureza. O projeto temático, além de proporcionar o desenvolvimento de educação científica, complementa e aprofunda o ensino tradicional de Biologia já que alguns conteúdos programáticos foram abordados com o desenvolvimento do trabalho. Portanto, pode-se inferir que houve uma oportunidade para a superação do ensino propedêutico, preparando o “cidadão do futuro”.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EDUDAÇÃO PARA A SAÚDE: O TEMA HANSENÍASE NO ENSINO FUNDAMENTAL
Patrícia Mendes Bonfim; Lariza Borges Guerreiro; Silmara Sartoreto de Oliveira
sartoret@femanet.com.br

O trabalho objetivou analisar as concepções que alunos do ensino fundamental traziam para a sala de aula sobre hanseníase, que é um problema de saúde pública no Brasil. O questionário foi aplicado nos cento e cinqüenta e nove alunos da oitava série, em três escolas diferentes, sendo duas estaduais e uma particular. As questões foram analisadas por categorias de respostas, com a finalidade de organizar os resultados no que se referem ao conhecimento, “preconceito” sobre a doença e a importância de campanhas educativas sobre saúde. Os alunos não apresentaram conhecimento científico em relação à hanseníase, entretanto, os mesmos mostram-se pouco preconceituosos. Sobre as campanhas educativas, concluímos que há a necessidade de ampliar e atualizar as informações oferecidas nas escolas como forma de atingir a maioria da população.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ELABORAÇÃO E CONFECÇÃO DE MÁSCARAS COMO UM FACILITADOR PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS, ECOLOGIA E EDUCAÇÃO AMBIENTAL
Adeline Neiverth; Daniele Cristina de Souza, Antônio Fernandes Nascimento Júnior
adelinen2000@yahoo.com.br

O seguinte trabalho tem por objetivo propor uma técnica para auxiliar o ensino de ciências naturais, ecologia e educação ambiental, através da elaboração e confecção de máscaras e/ou sua utilização em peças teatrais. Para construção das máscaras foram selecionadas faces de vários animais, a partir delas construiu-se máscaras de diferentes formas: (1) o desenho em grafite da face do animal (2) colagem com papel cartão, (3) pintura com lápis de cor em papel cartão. Confeccionaram-se vinte quatro desenhos da primeira técnica, quinze da segunda e cinco da terceira. Obtiveram-se moldes das máscaras que poderão ser usadas no ensino de Ciências naturais, Ecologia e Educação Ambiental. A utilização do material produzido em oficinas pedagógicas e em peças teatrais temáticas, possibilitam demonstrar as relações ecológicas em atividades educacionais descontraídas, as quais proporcionam o desenvolvimento do aluno.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EMBRIOLOGIA ANIMAL: UMA ANÁLISE DA LINGUAGEM VERBAL EM LIVROS DIDÁTICOS DE BIOLOGIA
Leila de Aragão Costa Vicentini Jotta
nutricel@uol.com.br

O foco do presente trabalho é a análise das características da linguagem verbal referentes à embriologia animal, encontradas nos livros didáticos de Biologia (LDBio), na qualidade de limitadores ou promotores da aprendizagem. Dessa forma, tais obras foram analisadas quanto ao uso das linguagens figurada, técnico-científica e implícita. Após a coleta de dados em dez capítulos contidos em oito livros, extraídos de seis coleções de LDBio destinadas ao Ensino Médio, eles foram computados e sistematizados em tabelas. Foram consideradas 1499 palavras ou expressões, que não têm o mesmo significado da linguagem comum (sentido figurado), ou não fazem parte da linguagem coloquial do aluno (terminologia técnico-científica), ou, ainda, contêm sentidos implícitos (implicitação), inseridas nas 123 páginas efetivamente analisadas. Visando a contribuir para a atividade docente, esta pesquisa chegou a alguns parâmetros potencialmente eficazes para a análise de livros didáticos de Biologia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSIN O DE CIÊNCIAS: UMA PROPOSTA PARA O DIA-A-DIA ESCOLAR
Henrique João Breuckmann, Francisca Raquel Cavalcante, César de Souza e Marlene Salete Koch Lins
hem@furb.br

A pesquisa trata da possibilidade de implementação de um modelo de desenvolvimento curricular, válido particularmente para a área de Ciências, mas que pode ser aplicado a outros componentes curriculares. Baseia-se em alguns pressupostos vygotskyanos e busca adaptar um modelo conceitual de resolução de problemas a uma prática docente que fuja dos moldes atuais de “aula”, estabelecendo outros critérios para a sua realização. Nas experiências até agora trabalhadas, verifica-se uma percepção diferenciada do próprio processo ensino-aprendizagem, por parte dos professores e estudantes envolvidos, produzindo melhorias significativas no acompanhamento das atividades e principalmente na questão da avaliação.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DE FÍSICA COM EQUIPAMENTOS AGRÍCOLAS NUMA ESCOLA AGROTÉCNICA
NESTOR DAVINO SANTINI e EDUARDO ADOLFO TERRAZZAN
nestorsantini@zipmail.com.br

A pesquisa teve por objetivo estabelecer parâmetros para organizar situações de aprendizagem em física, para que os alunos vivenciem momentos de vinculação entre conhecimentos práticos da área técnica agrícola e as suas necessidades no cotidiano, usando-se equipamentos agrícolas como recurso didático. O problema de pesquisa teve como foco identificar possibilidades de uso que se apresentam para os equipamentos agrícolas no cotidiano de uma Escola Agrotécnica, como recurso didático no Ensino de Física. A pesquisa baseou-se na produção e implementação em sala de aula de um Módulo Didático(MD) que tratou do tema “Uso da Estufa na Agricultura”.Foram envolvidos, como recurso didático, os equipamentos agrícolas existentes no CEFET-SVS e inserimos no MD. A dinâmica constituída baseou-se em Três Momentos Pedagógicos:Problematização Inicial, Organização do Conhecimento e Aplicação do Conhecimento, segundo Delizoicov e Angotti (1991). Nas “Atividades Didáticas” foram incluídas aprendizagens no campo Conceitual, Procedimental e Atitudinal, conforme Pozo e Crespo (1998).

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DE ÓPTICA PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL: ANÁLISE DE CONCEPÇÕES ALTERNATIVAS.
Débora Renata Vieira de Almeida, Paulo Roberto Pires Maciel Filho, Eder Pires de Camargo, Roberto Nardi
fisica_unesp@yahoo.com.br

O enfoque que tem sido dado às concepções alternativas dos estudantes revela, dentre uma série de aspectos, a superação do paradigma tradicional do ensino que depreciava tais concepções classificando-as como ignorância. A partir dos últimos 35 anos, o estudo das concepções alternativas dos estudantes em relação aos conceitos físicos, começou a tomar forma e ganhar destaque entre educadores construtivistas que buscavam uma melhoria em sua prática pedagógica. Tal estudo demonstra as diferenças entre o pensamento científico atual e as noções alternativas dos estudantes, indicando falhas no processo de instrução formal tradicional. No tema aqui abordado, é feita uma análise das concepções alternativas sobre óptica de um tipo particular de estudante, o deficiente visual total. O objetivo é que tal estudo seja útil ao ensino de Física para pessoas não videntes, os resultados aqui apresentados poderão contribuir para que o professor tenha subsídios para repensar e reavaliar sua prática pedagogica.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ESPAÇOS NÃO-FORMAIS: MOTIVAÇÃO PARA A APRENDIZAGEM DO ENSINO DE FÍSICA PROMOVENDO A EDUCAÇÃO CIENTÍFICA
Juliana Fernanda Almeida Castro, Daniara Cristina Fernandes, Rosebelly Nunes Marques, Olga M.M.F. de Oliveira , Wanda Cecília Las,Luiz Antonio Andrade de Oliveira
julynandaxx@yahoo.com.br

Atualmente, o professor além de ensinar bem e ser criativo, deve também possuir recursos didáticos de apoio, que motivem e auxiliem o aluno em sua aprendizagem. Para ajudar o professor nessa tarefa, o Centro de Ciências de Araraquara (CCA) desenvolve o Programa “Ciência Viva” (CV), envolvendo visitas monitorada de alunos de escolas públicas e privadas às exposições do CCA, desde o Ensino Infantil até o Médio. No laboratório de Física, o contato dos visitantes com a experimentação é significativo, sendo estabelecidas interações entre a prática e a teoria, e o mundo macroscópico e microscópico. Como resultado do programa CV foram detectados benefícios para: i) os alunos visitantes, pela melhoria em sua aprendizagem, ii) o professor responsável pela classe, pela oportunidade de rever e atualizar seus conhecimentos e, iii) os monitores, todos alunos do curso de Licenciatura em Química, pelo aprimoramento teórico/prático proporcionado pelas visitas à suas formações iniciais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EXPLICAÇÃO NO ENSINO DA DUALIDADE ONDA-PARTÍCULA NO ENSINO MÉDIO
Maria Cristina Paternostro Stella de Azevedo ; Mauricio Pietrocola
cristazevedo@gmail.com

Segundo Brewer et al,(1998), explicar é fornecer uma estrutura conceitual, que deve ir além do fenômeno original, mostrar como este advém da estrutura, integrar uma gama de fenômenos e proporcionar um sentimento de entendimento, além de ser ,em ciência, testável. O trabalho apresenta os critérios de qualidade da explicação propostos por Brewer et al.e procura esboçar o papel da explicação na sala de aula. Apresentamos nossa proposta de atualização curricular, a seqüência de conteúdos utilizada e as atividades realizadas antes das questões cujas respostas foram analisadas. Esta análise das explicações dadas pelos alunos utilizará os critérios já citados, procurando constatar algumas regularidades que levam a perceber como os alunos aceitam ou escolhem explicações no caso específico das quatro interpretações dadas às experiências realizadas com o interferômetro de Mach-Zehnder.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FAMILIARIDADE DE ALUNOS DE ENSINO MÉDIO COM SITUAÇÕES ANÁLOGAS
Leandro Londero, Eduardo A. Terrazzan, Carine Divaneia Gazola
leandro_londero@mail.ufsm.br

Nas últimas décadas várias pesquisas sobre o uso de analogias foram realizadas no Ensino de Ciências. Os resultados obtidos ao longo deste conjunto de investigações não parecem de todo convergentes. Duit (1991), em revisão de literatura, afirma que as primeiras pesquisas contribuíram para as futuras investigações, pois mostraram critérios que as atividades didáticas com uso de analogias devem contemplar, de modo a tornar a aprendizagem efetiva. Entre eles está a questão de que a familiaridade da situação análoga não deve ser considerada a priori pelo professor como sendo plenamente conhecida pelos alunos. Neste estudo procuramos responder a seguinte questão: Em que medida as situações análogas apresentadas aos alunos, em atividades de ensino, podem ser consideradas familiares? Verificou-se, com base em entrevistas realizadas, que os alunos consideram como familiares apenas as situações que vivenciam, ou seja, eles não as consideram como familiares se elas não forem “vivenciadas”.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FEIOS, NOJENTOS E PERIGOSOS: OS ANIMAIS E O ENSINO DE BIOLOGIA ATRAVÉS DA LITERATURA INFANTIL FICCIONAL
Luana von Linsingen
hibelurrais@hotmail.com

No presente trabalho, defende-se a idéia de que livros paradidáticos de ficção, destinados ao público infantil, podem contribuir para a formação cognitiva sobre conteúdos de Biologia e às percepções das crianças sobre a realidade em que estão inseridas, a partir e junto com tais conteúdos. Foi analisada a coleção Lelé da Cuca, formada por oito livros, publicados desde 2004 pela Editora Ática. Cada livro da coleção tem como tema um determinado animal (ameba, plâncton, lesma, aranha, morcego, tatu, cão e gato). Cada livro foi analisado sob os seguintes critérios: estrutura do texto, das ilustrações, qualidade didática de conteúdo, qualidade didática de imagem e relação imagem-texto. Tanto os animais, como as características das histórias, permitem afirmar que a coleção, como um todo, pode contribuir para problematizar preconceitos e estereótipos que estão associados a esses e outros animais, bem como a emoções como medo, repulsa ou desagrado, despertadas por alguns deles.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FÍSICA E NUTRIÇÃO: UM RECORTE INTERDISCIPLINAR
Fernanda Cavaliere Ribeiro Sodré
fernanda@if.usp.br

A ausência de compreensão dos processos de degradação de energia na alimentação e suas conseqüências para o ser vivo implicam numa dificuldade em definir-se uma boa alimentação. Esta preocupação fez surgir projetos ligados a educação para uma alimentação saudável, no sentido de dar subsídio a formação de professores seja na forma de proposições de curso ou como oferecimento de material didático interdisciplinar. Nesta perspectiva, fizemos um estudo histórico das relações entre física, biologia e nutrição e um levantamento preliminar, por meio de questionários abertos, das concepções de estudantes de licenciatura nas áreas de Física e Biologia acerca dos conceitos físicos ligados à alimentação. Neste trabalho estamos usamos a noção de interdisciplinaridade como um recorte no conhecimento, um sistema complexo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FÍSICA: EXPECTATIVAS CRIADAS, OBSTÁCULOS GERADOS?
Keli Cristina Maurina e Terezinha de Fatima Pinheiro
kelicmaurina@yahoo.com.br

Este trabalho apresenta parte de pesquisa de dissertação de mestrado que tem por objetivo investigar se as expectativas que os alunos têm a cerca dos conteúdos de Física do Ensino Médio podem se tornar obstáculos no aprendizado desta disciplina. Acreditamos que as expectativas criadas pelos alunos, tanto positivas como negativas, são elementos que podem dificultar o processo de ensino-aprendizagem de Física. Para analisar tal situação pretendemos realizar uma pesquisa quantitativa seguida de qualitativa, abordando alunos do final do Ensino Fundamental e início do Ensino Médio.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FUNDAMENTOS TEÓRICOS SUBJACENTES AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS: SUBSÍDIOS PARA O ENSINO APRENDIZAGEM DE CIÊNCIAS.
Silveira, Felipa Pacífico Ribeiro de Assis
felipa.silveira@ig.com.br

Este trabalho tem como objetivo revisar autores contemporâneos e discutir a visão moderna de ensino aprendizagem, visto que subjacentes a estas teorias submergem sistemas de valores, que no caso das teorias de aprendizagem pode-se destacar a cognitivista e a humanista. Portanto, compreender estas teorias se torna importante para que se possa avaliar, refletir e aperfeiçoar a prática pedagógica cotidiana. Estas teorias oferecem subsídios para entender as filosofias subjacentes as propostas educacionais oficiais que vigoram nas escolas, conhecidas como Parâmetros Curriculares Nacionais e Temas Transversais. Além das contribuições apresenta-se uma breve discussão sobre as práticas pedagógicas e, a titulo de considerações finais, uma síntese geral dos enfoques teóricos de ensino-aprendizagem destacando os autores, as palavras-chave, as idéias básicas e como são vistos o ensino e a aprendizagem na concepção destes autores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



HORTA ESCOLAR: UMA EXPERIÊNCIA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA BARRA DO SUPERAGUI
Patrícia Nakayama Miranda/Tânia Aparecida da Silva Klein/Mariele Mucciato
tuti_isis@yahoo.com.br

A inserção e o trabalho de valores na sala de aula são uma necessidade explícita que permeia o espaço escolar. Na escola pública da Comunidade Barra do Superagui, Paraná, entrevistas iniciais com professores de ensino fundamental revelaram que os temas pertinentes e de interesse desses, eram o resgate de valores, como solidariedade e respeito, conservação do meio ambiente e cidadania. Desta forma, escolhemos atividades relacionadas à horta escolar, para que pudéssemos abranger de forma integrada tais temas. O objetivo do trabalho foi colaborar com a inserção curricular da Educação Ambiental em tal escola, com base em seus próprios problemas ambientais, contribuindo com a formação de cidadãos conscientes e participantes na busca de uma melhor qualidade de vida para a comunidade. A questão do lixo, outro tema citado, também foi explorada durante as atividades. Os resultados incluíram o trabalhar em grupo, organização, respeito pelo colega e respeito e carinho pelas plantas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO “ABC NA EDUCAÇÃO CIENTÍFICA MÃO NA MASSA” EM UMA REGIÃO DO NOROESTE FLUMINENSE: UM ESTUDO DE CASO
Sandra Azevedo, Danielle Grynszpan, Marcelo Aranda e Camilo Pinto de Souza
danielle.grynszpan@terra.com.br

A Academia Brasileira de Ciências firmou acordo de colaboração com sua congênere francesa, para realização de um projeto destinado à melhoria da formação em ciências no ensino fundamental. O projeto foi denominado “ABC na Educação Científica – Mão na Massa”, que traduz o envolvimento da Academia, contribuindo para diminuir a distância física e temporal entre o mundo acadêmico e a comunidade escolar, bem como também significa a compreensão da importância da educação científica como parte integrante do processo de alfabetização. Durante o projeto foi desenvolvido coletivamente um conjunto de estratégias educativas e materiais inéditos que buscaram estimular o desenvolvimento de atividades calcadas no princípio investigativo. Este trabalho, em andamento, resulta da necessidade de uma pesquisa sobre o processo pedagógico de implantação do projeto “ABC” em Miracema, no Colégio Estadual Deodato Linhares. Em 2003 e 2004 foi possível observar resultados significativos no processo ensino/ aprendizagem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA: DIFICULDADES DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO BÁSICA PARA A IMPLANTAÇÃO DESSAS PRÁTICAS.
Thaís Gimenez da Silva Augusto, Ana Maria de Andrade Caldeira
thaisgime@gmail.com

Mesmo os professores e professoras que se empenham em realizar práticas interdisciplinares apresentam dificuldades para implantá-las. No presente artigo, investigou-se quais são as dificuldades encontradas pelos docentes de Ensino Médio para a construção de práticas dessa natureza em relação aos alunos e alunas. Foram entrevistados 23 professoras e professores participantes de um curso de formação em serviço denominado Pró-Ciências. As principais dificuldades apontadas pelos docentes em relação as alunas e alunos são o desinteresse e a indisciplina e a falta de: acesso a fontes de pesquisa, amparo familiar, conhecimento em conteúdos que são pré-requisitos, além do fato de não receberem bem novos métodos de ensino e estarem inseridos em salas de aulas superlotadas. Contudo, os professores e professoras não se colocam como os responsáveis pelo papel de mediadores do processo ensino e aprendizagem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



INTERESSE DE ESTUDANTES POR TEMAS DE BIOLOGIA
Mendes, Inês e Borges, Oto
ines@coltec.ufmg.br

Este artigo apresenta uma pesquisa sobre a origem e o desenvolvimento do interesse de estudantes por temas de Biologia. Neste estudo enfocamos conceitos e resultados empíricos sobre motivação e interesse de estudantes na aprendizagem de Ciências e Biologia nos níveis fundamental e médio. Nós constatamos que as intervenções docentes e as atividades propostas na educação escolar podem ter uma forte influência na origem e no desenvolvimento do interesse do aluno.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



INVESTIGAÇÃO SOBRE ABORDAGENS DE FÍSICA MODERNA NO ENSINO MÉDIO
ALINE P. SONZA E SOLANGE B. FAGAN
solange.fagan@gmail.com

O presente trabalho consiste em uma pesquisa realizada sob três aspectos diferentes a fim de analisar se a Física Moderna é abordada no Ensino Médio na Região de Santa Maria -RS. Em um primeiro momento realizou-se uma investigação com professores do Ensino Médio de Santa Maria/RS e região, por meio de um questionário cujas perguntas estavam direcionadas ao Ensino/Aprendizagem de Física Moderna. A partir das respostas dos professores, fez-se uma análise nos livros didáticos mais utilizados pelos mesmos e nos currículos básicos das escolas onde trabalham. Verificou-se que a maioria dos professores participantes da pesquisa tem pouco conhecimento de Física Moderna que, embora os livros didáticos realizem abordagens sobre alguns tópicos, a maioria delas é inadequada ao Ensino Médio e esses fatores dificultam sua introdução nesse nível de Ensino.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



INVESTIGANDO AS CONCEPÇÕES ALTERNATIVAS DOS ESTUDANTES SOBRE ELETROQUÍMICA.
Rosângela Fernandes Velleca, Maria Christina Inês Igne, José Carmo Lattari Jr, Franciane ZanettiCampanerut, Eliane Branco Haddad, Adelaide Faljoni-Alário
rvelleca@iq.usp.br

Pesquisas recentes em ensino de Química têm mostrado grande interesse na diferença entre problemas que exigem procedimento algorítmico daqueles requerem entendimento conceitual que vão além da rotina de manipulação de variáveis observáveis (Niaz 1994b, 1995a, 1998, 2002). Esse estudo pretende investigar as concepções alternativas em Eletroquímica apresentadas por estudantes da terceira série do Ensino Médio de uma escola particular de São Paulo (SP). O estudo tem por hipótese a priorização do aspecto qualitativo sobre o quantitativo, utilizando como estratégia uma abordagem inicial por experimentação, buscando minimizar as dificuldades de ensino-aprendizagem e a falta de conexão entre o nível do fenômeno e o nível de representação. Um instrumento exploratório foi elaborado e aplicado com o intuito de identificar a presença de concepções alternativas dos estudantes nos níveis de construção do conceito, representação e interpretação do fenômeno. A estratégia apresenta a possibilidade de uma nova abordagem mais focada nas idéias apresentadas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



JOGOS DIDÁTICO-PEDAGÓGICOS ECOLÓGICOS: UMA PROPOSTA PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS, ECOLOGIA E EDUCAÇÃO AMBIENTAL.
Daniele Cristina de Souza e Antônio Fernandes Nascimento Júnior
danicatbio@yahoo.com.br

A Educação ambiental possui uma perspectiva interdisciplinar e perante tantos problemas ambientais, é uma necessidade na educação. Os jogos didáticos e pedagógicos são subsídios durante o processo de ensino-aprendizagem e por terem caráter lúdico, proporcionam atividades educacionais mais criativas e motivadoras. Por isso, o presente trabalho tem por objetivo descrever a elaboração e produção de jogos didático-pedagógicos ecológicos, e através de sua perspectiva ambiental, propô-los ao ensino ciências, ecologia e educação ambiental. Para a produção dos jogos, utilizaram-se: madeira, cola branca, papel do tipo contact, fotos demonstrando as relações ecológicas da flora e fauna paranaense, folha de sulfite, e conceitos científicos da ecologia. Como resultado tem-se a produção de diversos jogos ecológicos, tais como quebra-cabeça e baralhos. Propõem-se através do material produzido o ensino de Ciências, Ecologia e Educação Ambiental, através de sua utilização como material didático-pedagógico, ou mesmo, através da sua construção pelos educandos e/ou educadores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



LINGUAGEM DO DESENHO E DISCURSOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS: UM OLHAR DISCENTE E DOCENTE SOBRE A BIOSSEGURANÇA
Marco Antonio Ferreira da Costa; Maria de Fátima Barrozo da Costa; Maria da Conceição Almeida Barbosa Lima e Sidnei Quezada Meireles Leite
costa@fiocruz.br

As novas orientações das pesquisas em educação, evidenciam a importância de investigações que privilegiam a análise das dimensões discursivas e imagéticas nos processos de ensino-aprendizagem de ciências, em situações de sala de aula. Nesse contexto, o artigo, de caráter exploratório, objetiva analisar a linguagem do desenho e os discursos gerados por 82 alunos de cursos de nível médio da área da saúde e 12 professores da Fundação Oswaldo Cruz. Os resultados, a partir da análise das percepções docentes e discentes, apontaram no sentido de que os processos de ensino da biossegurança ocorrem através das linguagens oral e visual e com um discurso cotidiano, e que, o uso da linguagem gráfica (desenho) nesses procedimentos de ensino, não é devidamente compreendido pelos docentes. Unitermos: Educação em Ciência, Biossegurança, Desenho.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



MEDIAÇÃO: UM PROCESSO QUE VALORIZA A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO NAS ATIVIDADES EXPERIMENTAIS
Bruna Rozalia Barboza e Silva; Yara Lygia Sáes Cerri
bruninh@linksat.com.br

Considerando as intenções educativas em relação às propostas e diretrizes ao ensino de ciências/biologia nas séries iniciais sugeridas pelas secretarias de educação municipal, estadual e pelo Ministério de Educação (MEC), por meio da metodologia da investigação-ação caracterizado por quatro momentos: planejar, agir, observar e refletir, em movimento contínuo; este projeto teve por objetivos aprofundar o conhecimento das idéias prévias dos alunos da escola básica de séries iniciais sobre o conceito biológico - caracterização de animais e plantas; planejar unidades didáticas para o ensino dessa temática através de atividades práticas/experimentais; desenvolvê-las junto aos alunos de 4a série. Este artigo reforça a necessidade do professor ser o mediador do processo ensino-aprendizagem na perspectiva da construção de conhecimento pelo aluno, através de atividades práticas/experimentais contrapondo-se a idéia de que a atuação do professor se invalida ou fica diminuída porque a criança “aprende pela própria atividade”.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



MEIO AMBIENTE E FLORESTA: ALGUMAS REFLEXÕES DO PROCESSO ENSINO E APRENDIZAGEM EM BIOLOGIA
Suzeli Silva; Ana Lúcia Olivo Rosas Moreira; Maria Júlia Corazza-Nunes;Maria Terezinha Galugh Bellanda
rosasmoreira@brturbo.com.br

As transformações que ocorrem no mundo têm sido consideradas um desafio para educação na formação de uma nova sociedade.Promover uma ação educativa investigativa que favoreça o conhecimento científico, a aprendizagem e uma postura política são responsabilidades da escola. Este trabalho teve como objetivos a investigação das concepções prévias de alunos e professores sobre meio ambiente e floresta, utilizando questionários e entrevistas, como instrumentos de pesquisa. A concepção de meio ambiente foi, em sua maioria, naturalista, entre os alunos do ensino fundamental e conceitual aos do ensino médio e professores. A grande maioria considera conhecer uma floresta, exemplificada como Floresta Amazônica, Mata Atlântica e Florestas locais, reconhecendo parcialmente o seu funcionamento. Conclui-se que as concepções dos alunos e professores auxiliam no processo educativo, na construção de conhecimentos significativos ao aluno e na formação de indivíduos autônomos, éticos, participativos e responsáveis pela conservação dos recursos naturais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



MODELAGEM E INTERDISCIPLINARIDADE: O USO DE ATIVIDADE LABORATORIAL DE BIOLOGIA NO ENSINO DE MATEMÁTICA.
JACIRA HELENA BRIDI, MARILAINE DE FRAGA SANT'ANA , JULIANA DA SILVA
jhbridi@yahoo.com.br

MODELAGEM E INTERDISCIPLINARIDADE: O USO DE ATIVIDADE LABORATORIAL DE BIOLOGIA NO ENSINO DE MATEMÁTICA. Jacira Helena Bridi, Marilaine de Fraga Sant’ Ana & Juliana Da Silva PPGECIM-ULBRA-CANOAS-RS RESUMO Devido aos diferentes problemas no processo de ensino-aprendizagem de matemática, este trabalho teve como objetivo verificar a eficiência de uma proposta metodológica prática – Modelagem Matemática de forma Interdisciplinar - no processo de aprendizagem em matemática. Este estudo foi desenvolvido com professores e alunos de 4ª série do ensino fundamental da rede pública e particular de Esteio - RS, onde foram realizadas atividades práticas laboratoriais de ciências utilizando o método “Allium cepa” para investigar a aplicação de Modelagem Matemática como uma estratégia para o ensino-aprendizagem no estudo de frações, medidas e gráficos, dando assim a oportunidade para que os alunos pudessem participar e construírem seu conhecimento. Palavras-Chave: Modelagem Matemática, Interdisciplinaridade,Laboratório de Biologia, Ensino-aprendizagem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



MODELAGEM MATEMÁTICA E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NAS CIÊNCIAS COM EQUAÇÕES DIFERENCIAIS
João Bosco Laudares
matematica@pucminas.br

Este artigo objetiva apresentar o estudo de Equações Diferenciais em problemas ou modelagem nas ciências. No Cálculo Diferencial e Integral, as Equações Diferenciais se apresentam como objeto privilegiado para o estudo dos fenômenos físicos, quanto a sua interpretação e avaliação, com as noções de “taxa de variação”. Para buscar estratégias de motivação e envolvimento dos estudantes no curso, procuro a inserção da matemática no estudo das ciências, a contemplar a interdisciplinaridade e a contextualização, através da resolução de problemas e uma introdução à modelagem. Apresenta uma investigação da prática educativa do autor em cursos de engenharia ao trabalhar a interdisciplinaridade entre as ciências e a matemática.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



NÍVEIS DE CONHECIMENTO NECESSÁRIOS PARA ALCANÇAR UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA: RELAÇÕES HÍDRICAS NAS CÉLULAS VEGETAIS
Maria Aparecida Eva Canciane, Rita Frenedozo, Julio César Ribeiro, Marlene Alves Dias, Laura Marisa Carnielo Calejon, Juliano Schimiguel - UNICSUL
alvesdias@ig.com.br,maralvesdias@yahoo.com.br

Neste trabalho, tratamos de forma sucinta o referencial teórico da presente pesquisa sobre aprendizagem significativa de David Ausubel e os três níveis de conhecimento esperados dos estudantes segundo a definição de Aline Robert. Em seguida, apresentamos a metodologia da pesquisa, assim como a grade de análise construída para avaliar como são tratados estes três níveis de conhecimento para o estudo das relações hídricas nas células vegetais. Posteriormente, coloca-se essa grade em funcionamento. E, finalmente, consideram-se exemplos sobre a análise dos livros didáticos e alguns resultados e conclusões que se obtém através dessa análise.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O BIODIESEL COMO TEMA CATALISADOR PARA O ENSINO DE QUÍMICA E FORMAÇÃO DOCENTE
Patrícia Eliane Fiscarelli (FEG-UNESP); Doroti Quiomi Kanashiro Toyohara (FEG-UNESP/CEETEPS); Jânio Itiro Akamatsu (FEG-UNESP); Ossamu Hojo (IQ-UNESP)
patriciafiscarelli@yahoo.com.br

O objetivo desse trabalho é pesquisar e desenvolver uma ferramenta de ensino denominada “kit didático de biodiesel” e elaborar uma metodologia para uso de mesmo, que será testada no ambiente escolar, com o qual buscamos fornecer materiais e metodologias para os professores desenvolverem os conteúdos curriculares de química, como meio facilitador do processo de ensino-aprendizagem, bem como proporcionar aos professores novas estratégias para sua prática docente. A condução do trabalho permitiu que os assuntos abordados remetessem professores e alunos à discussão de temas relacionados a outras áreas do conhecimento, além da química. A partir das atividades desenvolvidas nas escolas, verificamos que os principais objetivos da primeira fase do trabalho estão sendo alcançados, pois durante todo o processo de seleção de materiais, elaboração de pesquisas e execução de atividades planejadas, pudemos notar além do envolvimento dos estudantes, o desenvolvimento de algumas competências e habilidades nas ações propostas pelos professores e alunos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O COMPORTAMENTO INFANTIL E A FORMAÇÃO DE HÁBITOS PARA A EDUCAÇÃO AMBIENTAL
autor: DENISE WESTPHAL, co-autores:SÂMIA DE CASTRO HATEM, EDSON ROBERTO OAIGEN, LUIZ FERNANDO ROHDE,SANDRA MORAES DA SILVA CARDOZO
oaigen@terra.com.br

Neste trabalho apresentamos uma investigação sobre como a comunidade da Escola Estadual Princesa Isabel, em nível de Educação Infantil, vivencia a Educação Ambiental. Foram questionados hábitos, atividades, conteúdos e conceitos junto aos pais e equipe técnico-pedagógica, além da manifestação das crianças da alfabetização sobre o ambiente. Assim, fizemos uma reflexão do entendimento da comunidade sobre o tema, utilizando o método hermenêutico para a análise dos questionários abertos e dos desenhos artísticos. Desenvolvemos uma pequena abordagem sobre o histórico da Educação Ambiental e da Educação Infantil desde o surgimento de ambas, salientando aspectos e finalidades principais. É uma tentativa de chamar a atenção para a grande importância das duas matérias que vinham de tradições de descaso no desenrolar das políticas social e educacional do País.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ENSINO DE CIÊNCIAS A PARTIR DA REALIDADE DOS ALUNOS: A CORPOREIDADE E SUA REPRESENTAÇÃO NA PRÁTICA PEDAGÓGICA
Abreu , Mara Alice Fernandes; Villaça, Jacqueline da Silva, Oliveira Rosemary Rodrigues
mafabio@fc.unesp.br

Diante da necessidade de sensibilizar os licenciandos para questões sociais, de modo a integrá-los na realidade em que vivem, satisfazendo o cumprimento do conteúdo científico ao mesmo tempo em que consideram a realidade dos alunos e o cotidiano da sala de aula, propôs-se oferecer a um grupo de licenciandas em Pedagogia, um mini curso que visava prepará-las para tratar a construção da corporeidade (identidade ) dos alunos da Educação Infantil. As licenciandas planejaram uma prática pedagógica que abordou através de atividades interativas, a interferência dos valores familiares e do ambiente cultural na imagem corporal e identidade da criança, partindo de uma situação problema vivenciada pelos alunos e professor do Jardim III. Os resultados apontam que a proposta ampliou a expressão, comunicação e interação das crianças entre 5 e 6 anos de idade, sem discriminações, garantindo os cuidados essenciais ao desenvolvimento da identidade nessa faixa etária.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ENSINO DE CIÊNCIAS NA PERSPECTIVA DA PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA: PRIMEIRAS REFLEXÕES
Ana Carolina Galvão Marsiglia
galvao@fc.unesp.br

A Pedagogia histórico-crítica propõe uma educação escolar, voltada especialmente às classes populares, para viabilizar sua participação na sociedade de forma emancipada e crítica e que leve em conta a especificidade da realidade de seus sujeitos. Este artigo busca apresentar a função social da escola e do professor, segundo os pressupostos filosóficos da Pedagogia histórico-crítica. Buscaremos aproximar essa formulação teórica ao ensino de Ciências na Educação Infantil, discutindo as possibilidades e alcances do trabalho pedagógico, baseado nessa perspectiva para a construção de conhecimentos significativos e garantido pela base científica de sua formulação e constituição.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ENSINO DE FÍSICA ATRAVÉS DE TEMAS: BUSCANDO E APERFEIÇOANDO A PRÁTICA PEDAGÓGICA NO GRUPO DE TRABALHO DE PROFESSORES DE FÍSICA (GTPF/NEC/UFSM)
Jaqueline Metke, Maria Márcia K. Hoffmann, Nestor D. Santini, Eduardo A. Terrazzan
jmetke@mail.ufsm.br,marcia@rota276.com.br

O ENSINO DE FÍSICA ATRAVÉS DE TEMAS: BUSCANDO E APERFEIÇOANDO A PRÁTICA PEDAGÓGICA NO GRUPO DE TRABALHO DE PROFESSORES DE FÍSICA (GTPF/NEC/UFSM) Maria Márcia K. Hoffmann, Jaqueline Metke, Nestor D. Santini, Eduardo A. Terrazzan Este trabalho foi desenvolvido pelo Grupo de Trabalho de Professores de Física, do Núcleo de Educação em Ciências, da Universidade Federal de Santa Maria. O grupo além de construir um conjunto de Módulos Didáticos implementa esses em sala de aula e avalia todos os trabalhos realizados, visando à reformulação. Cada MD é desenvolvido conforme um modelo de Três Momentos Pedagógicos, segundo proposta de Delizoicov e Angotti. O GT2S, em 2003 elaborou e implementou o MD “Estudo do Som”. Em 2004 numa perspectiva de reelaboração e implementação, propôs como tema “Produção e Recepção de Ondas”. Em 2005 pretendemos avançar no sentido de reelaborar alguns MD numa perspectiva temática, visando contribuir para a reestruturação curricular de Física.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ENSINO DE QUÍMICA ATRAVÉS DE CONTEXTUALIZAÇÃO DE FENÔMENOS AMBIENTAIS DO SOLO
Adriana Martini Tavano Silva, Flaveli Aparecida de Souza Almeida, Eliana Aparecida Silicz Bueno e Sônia Regina Giancoli Barreto
giancoli@uel.br

No ensino médio, a química ambiental, inserida no ensino de química, através de experimentos fáceis de serem realizados é capaz de introduzir os conceitos básicos necessários para incentivar o aluno a preservar e entender o meio ambiente. A fim de fornecer aos alunos conteúdos contextualizados e despertar o interesse por aspectos de preservação ambiental foi desenvolvido projetos com livros paradidáticos. Os livros selecionados foram “Água - origem, uso e preservação” e “Solos, a base da vida terrestre”. Estes livros foram trabalhados por professores e alunos do ensino médio. A leitura dos paradidáticos permitiu, além da apropriação contextualizada dos conceitos químicos, uma conscientização em relação à preservação da qualidade da água e solo. O livro paradidático “Solos, a base da vida terrestre” com linguagem simples, mas científica, mostrou as principais características e propriedades que definem o solo, as atitudes corretas e técnicas para a sua conservação e manejo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O PRINCÍPIO DA IGUAL CONSIDERAÇÃO DE INTERESSES SEMELHANTES COMO SUBSÍDIO PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS NAS SÉRIES INICIAIS
Teresinha Idalina Bravo
tibravo@hotmail.com

Este artigo apresenta o princípio da igual consideração de interesses semelhantes, proposto pelo filósofo Peter Singer, como subsídio para o trabalho de professores preocupados com a formação moral e ética de seus alunos, especialmente ao Professor Pedagogo, responsável pelo ensino de ciências nas Séries Iniciais do Ensino Fundamental. A igual consideração de interesses semelhantes é um princípio de não opressão, aplicável na defesa dos interesses de todos os seres sencientes e tem como base o atendimento da dor de quem a sofre, independente de suas características físicas, biológicas, fisiológicas, neurológicas ou capacidades intelectuais. Palavras-chave: ensino de ciências, ética, igual consideração de interesses semelhantes, animais não-humanos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O QUE IMAGINAM AS CRIANÇAS DE 8 A 10 ANOS DE IDADE SOBRE “CIÊNCIA” E “CIENTISTAS”
ANA CRISTINA LEANDRO DA SILVA LIBANORE e SILVIA EDNAIRA LOPES
libanore@homenett.com.br

O objetivo desse trabalho é compreender a noção de “ciência” e “cientistas” no imaginário infantil, entendendo como se organizam os símbolos e a própria imaginação da criança. O trabalho também tem a preocupação de mostrar a importância de tais estudos para uma melhor compreensão das organizações educativas que possam proporcionar novas perspectivas de atuação das mesmas. Para coletar impressões, ou seja, o imaginário que existe nas concepções das crianças, sobre o que elas pensam e imaginam da “ciência” e “cientistas”, foi realizada uma pesquisa qualitativa com 19 crianças de 8 a 10 anos de idade de uma escola da cidade de Nova Esperança - Paraná. Nessa pesquisa, cada aluno escreveu uma história envolvendo como personagens uma criança de 8 anos, um cientista e um terceiro que era um ser inventado por elas mesmas. Depois, cada educando também fez uma ilustração em forma de desenhos sobre o texto produzido.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O USO DE INTERTEXTOS COMO FERRAMENTA DE ANÁLISE DE DADOS EM PESQUISA EM EDUCAÇÃO.
Francisco Amancio C. Mendes e Cristiano Rodrigues de Mattos
profkiko2@yahoo.com.br

Neste trabalho apresentamos uma ferramenta para análise de dados de pesquisa em educação baseada no discurso dos agentes participantes através de suas múltiplas vozes e construções frásicas: o intertexto. Esta metodologia já foi aplicada com sucesso anteriormente cujo chat era a ferramenta auxiliar na aprendizagem (MENDES, 2004). A idéia de identificar intertextos é baseada na definição dada por Maingueneau (1989), que serve como base para análise do tipo de interação existente entre cada personagem do discurso. Maingueneau atribui ao conjunto dos fragmentos que uma formação discursiva efetivamente cita o conceito de intertexto, ou seja, é o conjunto de fragmentos de um diálogo que permanece mantendo sentido, mesmo não tendo a mesma forma original. Palavras-chave: Intertexto, Ensino-Aprendizagem, Chat, Interação, Discurso.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O USO DE MAPAS CONCEITUAIS COMO UMA ESTRATÉGIA FACILITADORA DA APRENDIZAGEM DE CONCEITOS DE FÍSICA EM NÍVEL MÉDIO
Renata Lacerda Caldas Martins, Maria de Fátima da Silva, Célia Maria Soares Gomes de Sousa
flettere@unb.br

Objetivando investigar a utilização de mapas conceituais como estratégia facilitadora da aprendizagem significativa de conteúdos de Física em nível de ensino médio, desenvolveu-se um estudo experimental em duas turmas de segundo ano de uma escola pública em Brasília/DF. O tratamento compreendeu três etapas: aplicação do pré-teste para identificar as concepções prévias dos alunos, o desenvolvimento do tratamento e, aplicação do pós-teste para verificação da aprendizagem. Este trabalho refere-se somente à análise qualitativa, cujos resultados parciais indicam que: 1) os mapas conceituais construídos pelos alunos do grupo experimental no final do semestre foram qualitativamente superiores aos primeiros mapas do mesmo grupo; 2) individualmente, cada aluno mostrou por meio dos mapas construídos, maior facilidade em expor organizadamente idéias, proposições e conclusões; 3) como estratégia facilitadora de aprendizagem, torna-se mais produtiva quando utilizada concomitantemente com outras estratégias. Palavras-chave: mapas conceituais, ensino de Física, estratégias instrucionais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O USO DE PORTFOLIOS NA AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM CIÊNCIAS
Sérgio Luiz Talim: Rodrigo de Almeida Jorge; César Robson Moreira
talim@coltec.ufmg.br

Este trabalho tem como objetivo pesquisar o uso do portfólio como um instrumento de avaliação em um curso regular de Física do ensino médio. Estamos interessados em responder basicamente à duas questões.: há dificuldades no uso desse instrumento por parte dos alunos e quais são os resultados que podemos inferir a partir dos portfólios construídos pelos alunos. Para isso propomos aos alunos a construção de dois portólios seguindo as instruções apresentadas no anexo. Os alunos poderiam escolher a vontade dois trabalhos e para cada um delas três tarefas são requeridas. A primeira reproduzir o trabalho escolhido com ou sem alterações. Segundo escrever um histórico com o contexto da atividade. E terceiro escrever uma reflexão sobre o trabalho.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O USO DO DIÁRIO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA COMO UM INSTRUMENTO PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR
Ana Marli Bulegon e Orildo Luis Battistel
bulegon@terra.com.br

Este trabalho, inspirado no livro “El diario del Professor”, de Rafael Porlán e José Martin (1991), faz parte de uma pesquisa em andamento em uma turma da segunda série do Ensino Médio do Colégio Estadual Manoel Ribas, em Santa Maria/RS, na disciplina de Física, por meio da utilização de um “diário” em que são relatados os fatos/episódios ocorridos e as atividades realizadas na sala de aula. O objetivo deste relato consiste em comentar as dificuldades sentidas e os avanços obtidos na utilização do “Diário da prática pedagógica” como instrumento de auto-avaliação e atualização da prática docente. Verificamos que o diário constitui-se em um importante recurso para detectar problemas e/ou pontos positivos e tornar evidentes alguns aspectos do processo de ensino-aprendizagem e que, apesar das dificuldades inerentes a esse procedimento, ao escrever o diário o professor tem a oportunidade de repensar e re-planejar a prática docente enriquecendo-a e melhorando-a.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OFICINAS PEDAGÓGICAS INTERDISCIPLINARES COMO ESTRATÉGIA PARA A INTRODUÇÃO DE UM MODELO DE ENSINO INTERDISCIPLINAR
Maria Angela Vasconcelos de Almeida e Heloisa Flora Brasil Nóbrega Bastos
angela.vasc@uol.com.br

Esta pesquisa tem como objetivo investigar a influência de uma metodologia de ensino, que utiliza um modelo interdisciplinar, na formação de um professor de química sobre diferentes conceitos que fundamentam a reforma do ensino médio. Os dados foram coletados a partir de uma entrevista semi-estruturada envolvendo questões como: aprendizagem dos alunos, currículo, currículo por competência, situação-problema, uso de situações-problema no contexto escolar. Os resultados obtidos sugerem, na visão do professor, que os alunos apresentaram maiores interesse em relação à aprendizagem e que, além de outros aspectos, as ações interdisciplinares contribuíram de forma significativa. As respostas construídas pelo professor às questões postas foram satisfatórias, indicando que o mesmo está passando por um processo de mudança trazendo conseqüências positivas para o seu modelo de ensino. Esses resultados sugerem uma influência positiva da metodologia utilizada nas OPI. Palavras-chave: ensino médio, metodologia, concepção docente

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ORIENTAÇÃO SEXUAL NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
BARDI, JULIANA & CAMPOS, LUCIANA M. LUNARDI
bardibio@yahoo.com.br

Os Parâmetros Curriculares Nacionais apresentam uma nova proposta para abordagem da orientação sexual como Temas Transversais. Assim, o objetivo do trabalho foi verificar como professores das séries iniciais do ensino fundamental abordam temas relacionados à orientação sexual. Realizamos uma investigação sobre o tema, utilizando questionário, junto aos professores da rede municipal de ensino de Botucatu. Constatamos que 76% dos professores afirmam trabalhar o tema “sexualidade e que o principal tópico abordado nas aulas é “higiêne e saúde” (95,23%), seguido de “corpo” e “diferenças entre os sexos”. Durante as aulas a maioria dos professore utilizam desenhos na lousa (60,31%) ou materiais impressos (69,84%); apenas 20,63% utilizam materiais lúdicos. A principal dificuldade apontada para o desenvolvimento da orientação sexual é a falta de material didático adequado. Neste sentido, utilizamos os dados obtidos para elaboração de materiais que facilitem a abordagem dos temas relacionados à sexualidade séries iniciais do ensino fundamental.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OS LICENCIANDOS DE BIOLOGIA CONJUGAM O VERBO MEMORIZAR NO PRETÉRITO.
Ademir José Rosso
ajrosso@uepg.br

O trabalho apresenta um conjunto de informações de 28 licenciandos de Biologia da UEPG sobre a memorização. A pesquisa em desenvolvimento visa levantar as principais representações docentes no que tange a memória e a memorização no contexto escolar. Trabalha-se com a hipótese de haver um paralelismo entre a formação recebida, as concepções e representações sociais com as práticas escolares. As informações resultam de um questionário de questões fechadas e uma questão aberta sobre o problema. Os informantes manifestam-se sobre a organização do espaço e do material escolar, das metodologias de ensino e sua avaliação, a formação e a política docentes. A compreensão de conhecimento se aproxima da concepção empirista, manifestando um núcleo de maior coerência nos aspectos metodológicos e didáticos, porém desconsideram a natureza da ciência, as condições objetivas do trabalho docente e os aspectos sócio-políticos da educação.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OS LIVROS DIDÁTICOS DE MATEMÁTICA E OS TEMAS TRANSVERSAIS
Fabiana Cezário de Almeida, Mara Sueili Simão Moraes
fabiceza@yahoo.com.br

Os livros didáticos são ferramentas muito utilizadas e necessárias em sala de aula para o desenvolvimento dos conteúdos. Portanto material auxiliar ao docente. No caso específico da Matemática é importante que forneça informações sobre a mesma e outros conhecimentos necessários à aprendizagem dos alunos e prática docente. Na sociedade atual o ensino de Matemática deve assumir a tarefa de preparar cidadãos para uma realidade cada vez mais interposta por tecnologias possibilitando à maioria da população o saber elaborado. No Currículo da educação escolar consta um novo conceito denominado "Temas Transversais", que devem estar presentes nas diferentes áreas curriculares como conteúdo a ser trabalhado em sala de aula, preocupando-se com a formação política-social do educando. Portanto é de suma importância que os livros de Matemática abordem esses temas em seus conteúdos. Assim a referida pesquisa pretende investigar se esses temas estão sendo incorporados aos conteúdos dos livros didáticos de Matemática.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PARTE DIVERSIFICADA DO CURRÍCULO: ANÁLISE DAS PROPOSTAS PARA A FÍSICA NOS CAMPOS GERAIS
Maria Eutemia Istschuk e Ademir José Rosso
eutemiai@pop.com.br

Este trabalho apresenta as alterações ocorridas nas propostas curriculares com a implantação da parte diversificada no ensino de Física no Paraná durante os anos de 1998 à 2004. A investigação questiona os avanços e retrocessos na organização do ensino de Física, em função do número de disciplinas, da carga horária e da relação dos conteúdos. Trata-se de uma pesquisa qualitativa centrada nas matrizes curriculares e nos planos de curso das disciplinas de Física do Núcleo Regional de Educação de Ponta Grossa. A disciplina de Física da Base Nacional Comum teve a carga horária reduzida e disciplinas na Parte Diversificada foram criadas para assegurar parte da carga horária dos professores. As informações analisadas, até o momento, indicam qu, ao contrário de favorecer a contextualização do ensino de Física, promoveu a fragmentação dos conteúdos curriculares.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PERFIL CONCEITUAL: ANALISANDO RESULTADOS OBTIDOS PARA CONCEPÇÃO DE MATÉRIA E SEUS ESTADOS FÍSICOS
Maria Bernadete de Melo Cunha
berna.dete@uol.com.br

Este trabalho apresenta o perfil de alunos e alunas para a matéria e seus estados físicos como resultado de análise feita a partir de atividades desenvolvidas em sala de aula e em laboratório de Química, para a construção desses conceitos, baseado no perfil conceitual proposto por Mortimer (2000).

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PESQUISA EM SALA DE AULA: UMA EXPERIÊNCIA NO ENSINO DE FÍSICA
Marcelo Vettori
mvettori@gmail.com

Pretendemos neste artigo relatar uma experiência de ensino da física com pesquisa em sala de aula, bem como divulgar o trabalho que foi desenvolvido com os alunos do segundo ano do ensino médio de uma escola particular. Visamos nesse trabalho, apresentar o “educar pela pesquisa” proposto por Pedro Demo, e avaliar como essa modalidade de ensino pode favorecer o aprendizado em física, oportunizando o crescimento dos alunos em suas argumentações sobre os fenômenos físicos da acústica. Os resultados foram obtidos por meio da análise textual qualitativa das produções escritas pelos alunos e dos apontamentos feitos pelo autor. Sugerimos que um dos caminhos possíveis para aprender física é a realização de pesquisas orientadas para o questionamento de verdades estabelecidas, a construção de argumentos que fundamentem essas ou novas verdades e a comunicação dos conhecimentos construídos nesse processo por meio de produções textuais e nas críticas e sugestões dos leitores. Palavras-chave: educar pela pesquisa, aprendizagem, ensino de física.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PREVENÇÃO À DENGUE NA ESCOLA: CONCEPÇÕES DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO E CONSIDERAÇÕES SOBRE AS VIAS DE INFORMAÇÃO
Izabel Cristina Nunes de Araújo,Tania Cremonini de Araújo-Jorge, Rosane Moreira Silva de Meirelles
izabel@ioc.fiocruz.br

A dengue é considerada um grave problema de saúde pública e um breve levantamento histórico demonstra que a incidência tem aumentado no Brasil a cada ano, sobretudo pela urbanização desordenada e o favorecimento de criadouros para o mosquito, vetor do vírus. Como ainda não temos uma vacina,o mais adequado para a redução da incidência de casos da doença é o controle do vetor num processo contínuo e constante de vigilância. Campanhas governamentais têm sido realizadas, porém, torna-se necessário a avaliação desses processos educativos buscando-se identificar o grau de eficácia ou falhas nas intervenções. No presente trabalho é discutida, a partir das concepções apresentadas por alunos do ensino médio, a apropriação de informações veiculadas pela mídia sobre o tema dengue. Os resultados mostram que as concepções são geralmente fragmentadas, tornando maior a responsabilidade da escola como local de discussão e apropriação de idéias visando a melhoria da qualidade de vida.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROBLEMATIZANDO REPRESENTAÇÕES SOBRE CORPOREIDADE ATRAVÉS DE OFICINAS PEDAGÓGICAS
SERIS DE OLIVEIRA MATOS E DEISI SANGOI FREITAS
SERISBIO@YAHOO.COM.BR

As representações sobre corporeidade presentes no currículo são hegemonicamente anatômicas, e não são abordadas representações de corpo produzidas em outros espaços culturais. Nos propomos a elaborar oficinas pedagógicas que se constituem em formas alternativas àquelas do currículo escolar e a construir espaços para o exercício de uma postura crítica em relação aos discursos que produzem significados acerca do corpo. Elas foram construídas a partir dos Três Momentos Pedagógicos (Delizoicov e Angotti, 1994) e implementadas em sala de aula. Até agora foram elaboradas três oficinas: a) Corpo para vender produtos e produtos para vender um corpo- discussão de algumas propagandas de revistas que trazem o corpo como um produto; b) O corpo como tela...voltando às origens ou construindo novos corpos-tatuagem, piercing, aceitação de corpos alternativos pela sociedade; c) A ditadura do corpo perfeito- influências dos dispositivos de poder ao ditarem padrões de beleza.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROFESSORES E PEDICULOSE: TRANSMISSÃO E REPRESENTAÇÃO SOCIAL
Pércide Verônica da Silva Cunha, Edson Ferreira Liberal, Zeneida Teixeira Pinto, Júlio Vianna Barbosa.
percide@uol.com.br

Este trabalho enfoca a Pediculose da cabeça, problema cosmopolita de saúde pública, freqüente nas escolas. Objetiva investigar a representação social e o conhecimento de professores de 1º segmento do ensino fundamental de 4 escolas do RJ, sobre a transmissão da Pediculose. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada com entrevista, analisada pelo Discurso do Sujeito Coletivo. Os resultados revelaram na questão “Você sabe como se pega piolho? Por favor, explique.” 14 idéias centrais (IC), com formas corretas e incorretas de transmissão. A questão “Você já viu algum aluno na escola com piolho? Conte-nos esta experiência.” revelou 14 IC versando sobre desagrado, surpresa, constrangimento, impotência e naturalização da doença. Na questão “Você tem receio de pegar piolho?”, 14 IC revelaram respostas afirmativas e negativas com justificativas diversas. Desta forma, a representação social e o conhecimento dos professores sobre Pediculose são importantes ferramentas na construção de métodos educativos para seu controle.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROJETOS TEMÁTICOS COMO ALTERNATIVA PARA UM ENSINO CONTEXTUALIZADO DAS CIÊNCIAS: ANÁLISE DE UM CASO
Nádja Patrícia G. Almeida e Edenia Maria Ribeiro do Amaral
edsamaral@uol.com.br

Este trabalho teve o objetivo de avaliar alguns dos princípios teóricos que fundamentam o desenvolvimento de projetos temáticos em algumas escolas de Pernambuco. Foi feita a análise de um caso particular, focando aspectos gerais da implementação do projeto temático na escola e da organização das atividades didáticas na disciplina de química. Para a análise foram consideradas algumas das idéias de Hernandéz (1998), Delizoicov et al. (2002) e Freire (1987), que se referem à estratégias de ensino por projetos de trabalhos e tema geradores. A análise propiciou uma caracterização do projeto desenvolvido no sentido de ressaltar a sua relevância como proposta pedagógica inovadora para o ensino das ciências

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



RECONSTRUINDO A PRÁTICA DA CIDADANIA E DA AUTONOMIA EM AULAS DE MATEMÁTICA
Cristiane Antonia Hauschild Nicolini, Roque Moraes
crishauschild@certelnet.com.br

Com este artigo pretendemos mostrar os resultados de uma pesquisa realizada durante o ano letivo de 2004, com alunos de 7ª série do ensino fundamental, que visou compreender as características do processo de ensino e de aprendizagem de Matemática que utiliza projetos de aprendizagem e a pesquisa como princípio educativo. Os resultados aqui apresentados, obtidos por meio da análise textual qualitativa de reflexões escritas dos alunos, das observações, dos registros orais, dos relatórios e das produções escritas dos alunos referem-se à participação dos alunos no processo de ensino e de aprendizagem e das características do mesmo. Concluímos que para construir conhecimento o processo de ensino e de aprendizagem necessita de momentos onde os alunos possam ler, falar, questionar, discutir assuntos de seu interesse, produzir textos, reescrever, comunicar. Enfim, fazer com que os alunos sejam responsáveis pela sua aprendizagem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REFLETINDO DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO NO ESTUDO DO EQUILÍBRIO QUÍMICO
Fábia Maria Gomes Uehara; Marcia Gorette Lima da Silva
marciaglsilva@yahoo.com.br

A pesquisa aqui apresentada busca identificar os principais erros conceituais cometidos por alunos do Ensino Médio ao estudar o tema Equilíbrio Químico. Para o levantamento dos dados foram aplicados 150 questionários a alunos de três escolas particulares da cidade do Natal-RN. Relativo ao tema Equilíbrio Químico os principais equívocos encontrados foram: definição do estado de equilíbrio em uma reação química, conceito e função da constante, o que representa a dupla seta, confusão entre massa e concentração, representação microscópica de uma reação em equilíbrio. Os resultados demonstraram muita insegurança ou falta de conhecimento sobre o tema. Concluímos que esses erros poderiam ser amenizados, ou até mesmo evitados, se professor abordassem o conteúdo de forma mais conceitual.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REFLEXÃO SOBRE O LIVRO DIDATICO DE BIOLOGIA: SISTEMAS DE CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
Silvana do Nascimento Silva
silbot@bol.com.br

O livro didático vem adquirindo no ensino de Biologia, uma grande importância na escolha dos conteúdos, na elaboração do plano de ensino e de aulas pelo professor. Em muitos casos, constitui no principal referencial para o trabalho em sala de aula. Este trabalho faz uma reflexão sobre a qualidade e o papel do professor na seleção do livro didático de Biologia, tendo como tema norteador os sistemas de classificação dos seres vivos. Para análise do tema, foram utilizados os seguintes eixos prioritários: conteúdo teórico, recursos visuais, atividades propostas e recursos adicionais. A escolha para adoção do livro didático é uma tarefa de extrema responsabilidade do professor, assim, tais profissionais, devem possuir saberes críticos, habilidade e competência para exercer de forma satisfatória tal função, como também, estar capacitado para avaliar as possibilidades e limitações dos livros. Palavras- chave: livros didáticos, ensino de Biologia, sistema de classificação.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REFLEXÕES E CONCEPÇÕES DE ALUNOS DOS CURSOS DE LICENCIATURA EM BIOLOGIA E QUÍMICA SOBRE ENSINO-APRENDIZAGEM
Tales Leandro Costa Martins, Daniel da Silveira Rampon, Juliana da Silva
taleslcm@ig.com.br

O presente trabalho tem como objetivo apresentar e discutir dados referentes às concepções sobre ensino-aprendizagem de alunos dos cursos de licenciatura em biologia e química. O número de estudantes utilizados foi de trinta do Curso de Biologia e dezoito do Curso de Química, o que corresponde aos alunos matriculados na disciplina de Estágio Curricular Supervisionado. Os dados foram coletados através de um questionário contendo sete questões abertas. A interpretação dos questionários dos estudantes foi realizada a partir de agrupamentos das respostas, onde, quando possível às mesmas foram categorizadas. Os resultados obtidos sugerem que os estudantes apresentam uma concepção interacionista a respeito do processo de ensino-aprendizagem. A análise das respostas indicou principalmente temáticas quanto à prática pedagógica do professor e a necessidade de maior interação professor-aluno.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REFLEXÕES SOBRE LEITURA E PRODUÇÃO ESCRITA EM AULAS DE FÍSICA: UMA EXPERIÊNCIA NO ENSINO MÉDIO
Jackelini Dalri, Aline D´Agostin, Álvaro Emílio Leite, Larissa Peters de Paiva e Ivanilda Higa
ivanilda@ufpr.br

A concepção básica que fundamenta esse trabalho é que a leitura e a escrita são processos de produção de sentido e organização de idéias, característicos de cada leitor. Estuda-se a contribuição do desenvolvimento de hábitos de leitura e escrita para a aprendizagem da Física, num colégio da rede pública estadual. Foram utilizados textos retirados das "Leituras de Física", material produzido pelo Grupo de Reelaboração do Ensino de Física. Para cada texto, foram elaboradas questões de diferentes naturezas, tais como: sondar o universo de conhecimento do aluno, o seu entendimento pessoal do texto e a estruturação das suas idéias. A análise das respostas dos alunos à essas questões foi realizada buscando identificar as suas diferentes posturas na produção escrita, baseados no processo de produção de significados, e as possíveis implicações dessas reflexões na prática docente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REPRESENTAÇÕES DOS PROFESSORES DE CIÊNCIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL SOBRE AS ESTAÇÕES DO ANO
Everaldo José Machado de Lima; Rute Helena Trevisan
everaldolima@uel.br

No dia-a-dia escolar, é comum encontrarmos professores que vêm para as aulas de ciências com concepções alternativas, que podem diferir substancialmente das idéias a serem ensinadas, dificultando o aprendizado de futuros conceitos científicos. Pretendemos discutir o ensino / aprendizagem das Estações do Ano sobre o ponto de vista das Concepções Alternativas, uma vez que se observa grande tendência do professor de ciências em ensinar, e dos alunos em aprenderem as concepções errôneas do cotidiano, trazidas para a sala de aula. Objetiva-se avaliar os professores de Ciências do Ensino Fundamental em relação às concepções alternativas relacionadas às Estações do Ano e as dificuldades destes em determinar o sentido correto dos conceitos por eles apresentados ao ministrarem suas aulas. Com essa análise foi possível verificar que as concepções alternativas nascem não de conceitos errôneos, mas do sentido atribuídos a estes.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DO CORPO HUMANO: DESAFIOS E IMPLICAÇÕES PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS
Ana Carolina Biscalquini Talamoni , Claudio Bertolli Filho
anacbt@uol.com.br

Com o objetivo de discutir a posição de centralidade do corpo na cultura contemporânea bem como atentar para as possíveis implicações deste fato no Ensino de Ciências, as considerações aqui apresentadas apontam para a importância da investigação das representações sociais do corpo, junto aos professores de ciências e alunos do ensino fundamental. A fim de verificar possíveis necessidades ou limitações relacionadas às práticas educativas atuais, em que o foco seja o corpo - tema de natureza interdisciplinar, cujas necessidades sociais, a ele relacionadas, fazem clamar por uma abordagem que ultrapasse suas dimensões anatômico-fisiológicas, como vem corroborar os Parâmetros Curriculares Nacionais - é relevante conhecer as diferentes concepções que norteiam a prática pedagógica e influenciam o aprendizado. Considera-se também a necessidade de investigação das representações (explícitas ou implícitas) de corpo humano dos livros didáticos, já que estes caracterizam uma das principais fontes de informação e conhecimento sistematizado disponível aos educandos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS EM AULAS DE FÍSICA NO ENSINO MÉDIO
Tiago Belmonte Nascimento, Luiz Clement, Eduardo A. Terrazzan
tiago.adrp@pop.com.br

Este trabalho está baseado em minhas experiências docentes como Estagiário do Curso de Licenciatura em Física da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), ao assumir uma turma de 2ªserie do Ensino Médio. Para o desenvolvimento das aulas neste Estagio foram utilizados os materiais elaborados (Módulos Didáticos) no âmbito do Grupo de Trabalho de Professores de Física (GTPF) do Núcleo de Educação em Ciências (NEC) da UFSM, do qual participo. Por outro lado como participante do projeto “Estudo Sobre Atividades Didáticas de Resolução de Problemas (ADRP)”, venho desenvolvendo, em conjunto com os outros membros da equipe e com alguns dos professores do GTPF, ações que visam contribuir para o tratamento de problemas em aulas de Física sob uma nova perspectiva. As Atividades Didáticas decorrentes deste projeto são baseadas em problemas, ao invés de simples exercícios, cuja resolução procura seguir uma abordagem investigativa, segundo o modelo adotado por nossa equipe.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



SELEÇÃO DE EXPERIMENTOS DE QUÍMICA NO ENSINO MÉDIO: UMA INVESTIGAÇÃO A PARTIR DA FALA DOS PROFESSORES
Nelci Reis Sales de Araujo; Eliana Aparecida Silicz Bueno; Carlos Eduardo Laburú
silicz@uel.br

Pesquisas têm sido realizadas sobre o papel do trabalho de laboratório no ensino de Química e sua eficácia na aprendizagem significativa de seus conteúdos. O trabalho de pesquisa em andamento tem por objetivo analisar as razões dadas pelos professores de Química do ensino médio, quanto à escolha dos experimentos ou equipamentos para a atividade prática de laboratório. Inicialmente, verificou-se a necessidade de identificar e conhecer os padrões de fala dos professores para posterior seleção e classificação. A classificação foi feita comparativamente com as categorias citadas no instrumento de referência “Seleção de Experimentos de Física no Ensino Médio: Uma investigação a partir da fala dos professores” de Laburú (2005).

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TEMAS CONECTORES: UMA ALTERNATIVA AO MODELO CLÁSSICO DE ENSINO DE FÍSICA
José Ricardo da Silva Alencar, Sérgio Henrique de Oliveira Bezerra
jrsalencar@ig.com.br

Frente à situação problemática que se encontra a Educação Científica, desenvolvemos uma pesquisa-ação realizada em uma escola pública, da cidade de Belém-Pa, utilizando como proposta metodológica o ensino através de temas. Foi escolhido o tema conector “Trânsito em Belém” e a estratégia de ensino foi realizada em quatro momentos pedagógicos, tendo em perspectiva a formação para a cidadania. Analisamos os materiais (mapas, textos, tabelas e gráficos) produzidos pelos próprios alunos, buscando elementos para nossa reflexão sobre a capacidade inerente de proporcionar uma reorganização intradisciplinar e inserção da interdisciplinaridade através da utilização de Temas Conectores. Reflexões epistemológicas já na formação do ensino médio, a motivação de pesquisar situações cotidianas e poder resignificá-las num contexto científico são, dentre outras, conseqüências da implementação desta abordagem estratégica de ensinar ciência. Pretendemos, ainda, defender que a alfabetização científica é possível desde que os atores do processo educacional se disponham a reconstruir, juntos, suas práxis.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM ESTUDO SOBRE A FORMAÇÃO DE CONCEITOS EM AULAS DE CAMPO
Tatiana Seniciato e Osmar Cavassan
tatianas@fc.unesp.br

A orientação deste estudo fundamenta-se nas pesquisas sobre a formação de conceitos e suas implicações nos processos de ensino e de aprendizagem em ciências. Para análise dos dados obtidos em uma aula de ciências desenvolvida em um ecossistema terrestre natural, utilizou-se como referencial as teorias associacionistas e organicistas (Pozo, 1998), evidenciando-se os aspectos quantitativos e qualitativos envolvidos na aprendizagem. Objetivou-se com a força explicativa destes pressupostos, auxiliar em uma compreensão fundamentada do postulado pelo senso comum que “os alunos aprendem melhor na prática”. Conclui-se que embora as teorias aqui utilizadas nos assegurem que os conceitos científicos são mais facilmente desenvolvidos, ou desenvolvidos de uma maneira considerada satisfatória, a partir de situações de ensino de ciências nas quais os fenômenos se apresentam de forma concreta e há uma maior quantidade de estímulos, elas não o fazem quando se trata de determinar ou identificar o processo mental que corresponderia à aprendizagem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM ESTUDO SOBRE A FUNÇÃO DO TÉCNICO DE LABORATÓRIO DIDÁTICO DE CIÊNCIAS
Ferdinando Vinicius Domenes Zapparoli; Sergio de Mello Arruda; Marcelo Alves Barros
Ferdinando@uel.br

Essa pesquisa procura entender qual é a identidade ocupacional de técnicos de laboratório de Física, Química e Biologia, através das relações que eles estabelecem com seus pares, com docentes, com alunos e com o laboratório, pois o ambiente e o contexto de trabalho influenciam diretamente na construção de sua identidade. Para essa análise foram realizadas entrevistas com funcionários da UEL, com curso superior na área em que atuam. Os referenciais utilizados foram: a relação com saber, descrita por Charlot, as perspectivas do que é um laboratório didático e a sua função, a identidade pessoal e ocupacional e a captura por discursos institucionais. As análises levaram-nos a concluir que o técnico de laboratório didático tem como função principal criar um ambiente de aprendizagem apropriado para uma adaptação satisfatória entre a teoria e os dados experimentais, em uma perspectiva compatível com uma visão kuhniana da ciência e da função do experimento.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA ABORDAGEM DE TEXTOS CIENTÍFICOS NO ENSINO MÉDIO NA PERSPECTIVA C.T.S.
Leonardo M. Moreira; Elisabeth Toledo
lmoreira@iq.usp.br

Os textos científicos geralmente não são compreendidos pelos alunos, que, entretanto, têm direito de acesso às informações neles contidas. Há necessidade de que o professor faça uma releitura destes textos possibilitando a disseminação de informações. Os avanços científicos são relevantes para o sucesso de aprender ciências numa perspectiva C.T.S. (Ciência, Tecnologia e Sociedade). A proposta deste trabalho é a utilização em sala de aula de textos provenientes de revistas científicas abordando avanços científico, tecnológico e modificações sociais, de maneira a estimular os alunos a desenvolverem uma análise crítica dos riscos e benefícios que essas novas tecnologias podem trazer para suas vidas. Nesse ínterim, também foi realizada uma transposição didática de um texto científico para que ele pudesse ser trabalhado com alunos do terceiro ano do Ensino Médio de uma escola pública.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA ABORDAGEM INTEGRADA NAS CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS E NATURAIS NO 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO DO TEMA TERRA EM TRANSFORMAÇÃO
Cristina Silva e Manuel Sequeira
cristinas@iep.uminho.pt

O principal objectivo deste estudo foi comparar a eficácia de uma abordagem de ensino onde se privilegiou a integração de conteúdos das disciplinas de Ciências Físico-Químicas (CFQ) e Ciências Naturais (CN) com uma abordagem de ensino tradicional/disciplinar, no tema Terra em Transformação. Participaram neste estudo 42 alunos do 7º ano de escolaridade e dois professores (um professor de CN e um professor de CFQ). Os alunos encontravam-se inseridos em duas turmas: a turma experimental e a turma de controlo. Na primeira turma a abordagem dos conteúdos científicos foi feita de forma integrada enquanto que na segunda turma a abordagem foi tradicional/disciplinar. Os resultados evidenciam a eficácia da abordagem integrada no desenvolvimento de competências dos alunos ao nível da adequada interligação de conhecimentos na resolução de situações problemáticas ligadas ao quotidiano dos estudantes.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA ANÁLISE DE DESEMPENHO DOS ALUNOS DE ENGENHARIA CIVIL E MECÂNICA DA UFMG NA APLICAÇÃO DOS CONCEITOS BÁSICOS DA ÁREA DE ESTRUTURAS
Elizabeth Maia e Oto Borges
bethmaia@dees.ufmg.br

As estruturas projetadas pelo homem têm que satisfazer simultaneamente requisitos de estabilidade (equilíbrio), resistência (tensões), rigidez (deformações). Portanto, no processo de projeto, o engenheiro tem entender e aplicar um conjunto invariante de conceitos físicos básicos. Conceitos estes que compõem as primeiras disciplinas dos núcleos de conteúdos ditos básicos (Física) e núcleos de conteúdos profissinalizantes (Teoria das Estruturas e Resistência dos Materiais). Neste trabalho é apresentada uma análise a partir de dados de desempenho conseguido pelos alunos da Engenharia Civil e da Engenharia Mecânica da UFMG no Exame Nacional de Cursos (1996-2003). Extraiu-se algumas questões onde o estudante necessitava manipular conceitos básicos, questões meramente procedimentais ou analíticas e questões que apresentavam as duas características. Apesar do desempenho geral ser muito baixo, verificar-se-à que o desempenho dos estudantes é bem pior em questões conceituais comparadas com as numéricas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA ANÁLISE SOBRE AS IDÉIAS E A COMPREENSÃO DO FENÔMENO DE CONDUTIVIDADE ELÉTRICA PELOS ESTUDANTES
Wilmo Ernesto Francisco Junior, Carlos Eduardo Silva, Daniel Thomaz, Juliano Cardozo, Juliano Magalhães, Josely Kobal de Oliveira
wilmojr@bol.com.br

Devido a importância e aplicabilidade da eletricidade na sociedade, a introdução deste assunto é uma forma de relacionar importantes conceitos físico-químicos com o dia-a-dia dos estudantes. Logo, o presente trabalho teve como objetivo avaliar algumas concepções dos estudantes acerca do fenômeno de condutividade elétrica, e desenvolver atividades experimentais para discutir e trabalhar os conceitos envolvidos neste fenômeno. O estudo foi realizado por estudantes de graduação em Licenciatura em Química, com alunos do ensino médio de uma escola pública de Araraquara-SP. O instrumento para a avaliação do nível de aprendizagem dos alunos consistiu de um questionário contendo questões objetivas e abertas, sendo os dados analisados a luz da epistemologia bachelardiana. Os resultados obtidos indicaram uma visão superficial dos estudantes acerca do fenômeno de condutividade elétrica, havendo uma evolução nestes conceitos após a realização da atividade experimental. Entretanto, muitos conceitos ainda necessitam ser melhor entendidos para uma compreensão mais completa do fenômeno.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA AVALIAÇÃO DOS ALUNOS SOBRE O USO DE UM TEXTO PARADIDÁTICO NO ENSINO DE FÍSICA
Alice Assis e Odete Pacubi Baierl Teixeira
assis_alice@yahoo.com.br

Este trabalho tem como objetivo a realização da análise das avaliações dos alunos a respeito do uso de um texto paradidático intitulado “Nosso Universo”. O referido texto foi utilizado no primeiro semestre do ano letivo de 2004, tendo como sujeitos constituintes desta pesquisa 14 alunos da 3ª série do ensino de jovens e adultos (supletivo) de uma escola da rede pública da cidade de Lençóis Paulista. Por intermédio da análise das respostas fornecidas pelos alunos foi possível verificar os pontos positivos e negativos relatados pelos mesmos com relação ao texto, bem como a identificação de pontos vinculados à postura do professor que possam evidenciar se o mesmo mediou a leitura de modo a viabilizar aos alunos uma visão mais contextualizada dos conteúdos relativos à Física.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA INTERPRETAÇÃO PARA DIFICULDADES ENFRENTADAS PELOS ESTUDANTES NUM LABORATÓRIO DIDÁTICO DE FÍSICA
Fábio Marineli e Jesuína Lopes de Almeida Pacca
marineli@if.usp.br

Utilizando uma abordagem da sociologia, apresentamos neste trabalho uma interpretação para dificuldades e erros apresentados por estudantes em atividades programadas num laboratório didático. O entendimento de conceitos típicos de uma aula de laboratório, como medida, incerteza, flutuação etc., é analisado a partir de material escrito por estudantes, seus exercícios e relatórios. Consideramos que os erros e as dificuldades apresentados pelos estudantes no trabalho no laboratório devem-se a uma concepção de senso comum relativa à física e à realidade que ela representa. A ciência é definida dentro de uma esfera de realidade diferente daquela tomada cotidianamente, uma vez que a física estuda e modela a natureza e os conceitos de medida devem ser adaptados aos modos que são concebidos cientificamente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA PROPOSTA DE PERFIL CONCEITUAL PARA O CONCEITO DE FORÇA
Tane da Silva Radé, Renato P. dos Santos
renato@reniza.com

O objetivo deste trabalho é determinar categorias de um perfil conceitual do conceito de força para compreender melhor a coexistência dessas concepções alternativas no perfil conceitual com relação ao conceito de força durante o processo ensino-aprendizagem, nas diversas etapas do aprendizado, desde a escola fundamental até à formação acadêmica. O perfil conceitual de força foi construído através de uma Matriz Epistemológica que articula diferentes visões epistemológicas. Foram utilizadas a visão histórico-epistemológica do conceito de força, desenvolvida por Jammer; a visão psicogenética desenvolvimental segundo a pesquisa de Piaget com crianças; as etapas do desenvolvimento psicogenético-histórico de força, segundo Piaget & Garcia e as concepções alternativas e newtonianas de alunos, analisadas em diversos trabalhos de pesquisa na área. A análise desta matriz, mediante um processo de reinterpretação e síntese das diferentes visões epistemológicas e ontológicas deste conceito, nos possibilitou a identificação de oito zonas representativas para o perfil conceitual de força.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UNIDADES DIDÁTICAS INTERDISCIPLINARES: POSSIBILIDADES E DESAFIOS
Deisi Sangoi Freitas, Sheila Fagundes Goulart
sheilinhagoullart@hotmail.com

Pensando numa prática pedagógica, que rompa com as abordagens tradicionais de ensino onde o conhecimento é “transmitido” a um aluno “passivo”, que consideramos relevante a inserção, na sala de aula, de uma metodologia diferenciada. Versando sobre três aspectos importantes - Interdisciplinariedade, Literatura Infantil e Formação Inicial o que norteia metodologicamente o desenvolvimento dessas Unidades Didáticas Interdisciplinares são os Três Momentos Pedagógicos, propostos por Delizoicov e Angotti (1991) que dialogam com os pressupostos teóricos de Paulo Freire, nos quais a participação do aluno e o seu cotidiano assumem um papel de destaque, proporcionando à educação um avanço no que se refere ao ensino tradicional.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



USO DE EQUIPAMENTOS AGRÍCOLAS PARA O ENSINO DE FÍSICA
NESTOR DAVINO SANTINI e EDUARDO ADOLFO TERRAZZAN
nestorsantini@zipmail.com.br

Realizamos no CEFET-SVS/RS um trabalho pedagógico baseado na produção e implementação de Módulos Didáticos em sala de aula, utilizando-se, como recurso didático, os equipamentos agrícolas existentes na escola. Neste trabalho, avaliamos as implementações de um exemplar destes módulos junto a uma turma da segunda série do Ensino Médio. Este módulo, que trata do tema “Uso da Estufa na Agricultura”, segue uma dinâmica básica constituída de Três Momentos Pedagógicos, a saber: Problematização Inicial (PI), Organização do Conhecimento (OC) e Aplicação do Conhecimento (AC), baseado em proposta de Delizoicov e Angotti (1991).Foram incluídas algumas Atividades Didáticas importantes e nelas inserimos os equipamentos agrícolas. Para este trabalho, foi realizado um estudo centrado na análise dos problemas encontrados durante a implementação do Módulo Didático e as práticas pedagógicas referentes ao desenvolvimento do tema. Além disso, foi realizada uma avaliação das ações dos alunos quanto a formas de participação, atitudes e aprendizagens.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



 


Organização: Roberto Nardi e Oto Borges
Elaboração: Edvaldo Lima da Silva e Sérgio Camargo